• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 10
  • Tagged with
  • 10
  • 8
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação da eficácia terapêutica da mentha crispa no tratamento da giardíase / Evaluation of the therapeutical effectiveness of mentha crispa in the treatment of the giardíase

Teles, Naracélia Sousa Barbosa January 2008 (has links)
TELES, Naracélia Sousa Barbosa. Avaliação da Eficácia terapêutica da mentha crispa no tratamento da giardíase. 2008. 163 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-05-07T16:26:22Z No. of bitstreams: 1 2008_dis_nsbteles.pdf: 2222125 bytes, checksum: 34ba0d1584c701ada0b561143e7bd790 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-05-08T16:54:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_dis_nsbteles.pdf: 2222125 bytes, checksum: 34ba0d1584c701ada0b561143e7bd790 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-08T16:54:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_dis_nsbteles.pdf: 2222125 bytes, checksum: 34ba0d1584c701ada0b561143e7bd790 (MD5) Previous issue date: 2008 / Giardia lamblia infection is endemic in lots of parts of the world. It is estimated that around 200 million of people are parasitized every year, being the disease an important reason for morbidity in the entire world. Current treatment for Giardia infection in humans involves the use of lots of medication. Phitotherapics formulated with Mentha crispa has been used also as giardicides, however its efficacy was not yet established. Hence, the aim of the present study was to evaluate the therapeutic efficacy of Mentha crispa in giardiasis. Initially the research constituted a transversal study for selection of subjects with giardiasis, as well as for determination of prevalence of the main intestinal parasitosis. Afterwards it was realized a double-blind, randomized clinical trial with active control to verify the therapeutic efficacy of Mentha crispa in giardiasis. Coprological samples of 1622 patients from both sexes and 5-year old minimum age were collected for the period May, 2005 to May, 2007 for serial coproscopy examination. It was selected 96 patients with Giardia lamblia who were randomly distributed into two groups: Secnidazol, constituted by 50 patients, who were treated with 2 g of secnidazol (Secnidal®); and Mentha crispa, constituted by 46 subjects treated with 24 mg of Mentha crispa (Giamebil®). Treatments were administrated in a single dose orally. After 7 days, cure was evaluated by immunoenzymatic assay (ELISA) in a freshly fecal sample. In addition, subjects were asked for possible side effects, and they answered a questionnaire about hidrosanitary and socioeconomics aspects. Transversal study results showed 47.78% of prevalence of enteroparasitosis in general. More prevalent protozoa were: Endolimax nana (20.47%), Entamoeba coli (18.56%), Giardia lamblia (7.83%), and Entamoeba histolytica (2.22%). Among helminthes, the most prevalent were: Ascaris lumbricoides (10.36%) and Trichocephalus trichiurus (2.59%). During the analysis of the clinical trial, it was found that the cure rate observed in the Secnidazol group (84.00%) was significantly higher (P = 0.0002) than that observed in Mentha crispa group (47.83%). The medications were well tolerated once it was observed only three low intensity adverse events. It was verified that the occurrence of abdominal pain was significantly higher in Mentha crispa group. However, the report of metallic taste was significantly higher in Secnidazol group. On the other side, the occurrence of nausea did not differ significantly between the groups. The data from socioeconomic questionnaire corroborated the relation between poverty, low schoolarity, absence of sanitation, and the occurrence of Giardia lamblia infection. It follows therefore that, at the dose used, the giardicide effect of Mentha crispa is lower than the secnidazol. / A infecção por Giardia lamblia é endêmica em várias partes do mundo. Estima-se que em torno de 200 milhões de pessoas são parasitadas anualmente, sendo a doença uma importante causa de morbidade em todo o mundo. O tratamento atual da giardíase compreende o uso de vários fármacos. Fitoterápicos formulados com Mentha crispa também têm sido empregados como giardicidas, porém a sua eficácia ainda não foi totalmente estabelecida. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia terapêutica da Mentha crispa na giardíase. A pesquisa consistiu, inicialmente, de um estudo transversal para seleção dos sujeitos portadores de giardíase, bem como para a determinação da prevalência das principais parasitoses intestinais. Em seguida, realizou-se um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, em paralelo, com controle ativo, para verificar a eficácia terapêutica da Mentha crispa na giardíase. Amostras coprológicas de 1622 pacientes, de ambos os sexos e com idade mínima de cinco anos, foram coletadas no período de maio de 2005 a maio de 2007 para exame coproscópico seriado. Selecionaram-se 96 pacientes portadores de Giardia lamblia, os quais foram distribuídos de forma aleatória em dois grupos: Secnidazol, constituído de 50 pacientes tratados com 2 g de secnidazol (Secnidal®); e Mentha crispa, composto por 46 pacientes medicados com 24 mg de Mentha crispa (Giamebil®). Os tratamentos foram administrados por via oral e em dose única. Após 7 dias, avaliou-se a cura através do ensaio imunoenzimático (Elisa) em uma amostra fecal fresca. Adicionalmente, os sujeitos foram questionados acerca de possíveis efeitos adversos e responderam a um questionário abordando aspectos socioeconômicos e hidrossanitários. Os resultados do estudo transversal mostraram que a prevalência das enteroparasitoses em geral foi de 47,78%. Os protozoários mais prevalentes foram: Endolimax nana (20,47%), Entamoeba coli (18,56%), Giardia lamblia (7,83%) e Entamoeba histolytica (2,22%). Entre os helmintos, os mais prevalentes foram: Ascaris lumbricoides (10,36%) e Trichocephalus trichiurus (2,59%). Um total de 96 pacientes completaram o ensaio clinico, 50 no grupoSecnidazol e 46 no grupo Mentha crispa. Na análise dos dados do ensaio clínico, constatou-se que a taxa de cura observada no grupo Secnidazol (84,00%) foi significantemente maior (P = 0,0002) que a verificada no grupo Mentha crispa (47,83%). As medicações foram bem toleradas uma vez que foram observados apenas três eventos adversos de intensidade leve. Verificou-se que a ocorrência de dor abdominal foi significantemente maior no grupo Mentha crispa. Todavia, o relato de gosto metálico foi significantemente maior no grupo Secnidazol. Por outro lado, a ocorrência de náusea não diferiu significantemente entre os grupos. Os dados do questionário socioeconômico, por sua vez, corroboraram a íntima relação entre pobreza, baixa escolaridade e falta de saneamento e a ocorrência de infecção por Giardia lamblia. Conclui-se, pois, que, na dose empregada, o efeito giardicida da Mentha crispa é inferior ao do secnidazol.
2

Caracterização molecular de Giardia spp. em bezerros bubalinos / Molecular characterization of Giardia spp. in buffalo calves

Aquino, Monally Conceição Costa de 28 February 2018 (has links)
Submitted by MONALLY CONCEIÇÃO COSTA DE AQUINO null (monallyaquino@yahoo.com.br) on 2018-03-07T16:42:09Z No. of bitstreams: 1 Tese 28_02_18.pdf: 668105 bytes, checksum: 3162eceaf16141ce03dfad0ffdb157e4 (MD5) / Approved for entry into archive by Isabel Pereira de Matos null (isabel@fmva.unesp.br) on 2018-03-08T14:08:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 aquino_mcc_dr_araca_int.pdf: 668105 bytes, checksum: 3162eceaf16141ce03dfad0ffdb157e4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-08T14:08:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 aquino_mcc_dr_araca_int.pdf: 668105 bytes, checksum: 3162eceaf16141ce03dfad0ffdb157e4 (MD5) Previous issue date: 2018-02-28 / Outra / Giardia duodenalis é um protozoário flagelado que coloniza o trato intestinal de hospedeiros vertebrados. A caracterização molecular de G. duodenalis revolucionou a compreensão da taxonomia, diversidade genética e epidemiologia da giardíase em seres humanos e animais. Em nosso estudo, realizamos a caracterização molecular de G. duodenalis em bezerros bubalinos do Estado de São Paulo, Brasil. Assim, foram colhidas 183 amostras fecais de animais da raça Murrah, com até seis meses de idade. Estas amostras foram examinadas por meio da reação em cadeia pela polimerase tipo para amplificação da subunidade menor do gene do RNA ribossômico, todas as amostras positivas por esse gene, foram caracterizadas para amplificação parcial dos genes beta-giardina, glutamato desidrogenase e triosefosfato isomerase. G. duodenalis foi verificada em 6,56% das amostras fecais e por meio da análise das sequências, verificou-se 100% de similaridade genética com “assemblage” E. Esta foi a primeira detecção de G. duodenalis “assemblage” E em bezerros bubalinos no Brasil. / Giardia duodenalis is a flagellated protozoan that colonizes the intestinal tract of vertebrate hosts. A molecular characterization of G. duodenalis revolutionized an understanding of the taxonomy, genetic diversity and epidemiology of giardiasis in humans and animals. In our stud, we performed the molecularly characterization of Giardia duodenalis in buffalo calves from State of São Paulo, Brazil. Then, 183 fecal samples of Murrah buffaloes were collected up to six months of age. These samples were examined by nested polymerase chain reaction for parcial amplification of the small subunit of the ribosomal RNA gene. All G. duodenalis-positive samples were characterized by beta-giardin, glutamate dehydrogenase and triosephosphate isomerase genes. G. duodenalis was detected in 6,56% of the faecal samples, and sequence analysis showed 100% genetic similarity with assemblage E. This was the first detection of G. duodenalis assemblage E in buffalo calves in Brazil.
3

Epidemiologia da giardíase e de geohelmintoses como doenças tropicais negligenciadas em três municípios da Zona da Mata Mineira

Pinheiro, Izabella de Oliveira 13 July 2010 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2016-10-04T12:34:05Z No. of bitstreams: 1 izabelladeoliveirapinheiro.pdf: 2789735 bytes, checksum: 88fd51d57fe8e1982bbacbad4e1341dc (MD5) / Approved for entry into archive by Diamantino Mayra (mayra.diamantino@ufjf.edu.br) on 2016-10-04T12:39:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 izabelladeoliveirapinheiro.pdf: 2789735 bytes, checksum: 88fd51d57fe8e1982bbacbad4e1341dc (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-04T12:39:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 izabelladeoliveirapinheiro.pdf: 2789735 bytes, checksum: 88fd51d57fe8e1982bbacbad4e1341dc (MD5) Previous issue date: 2010-07-13 / FAPEMIG - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais / Doenças tropicais negligenciadas (DTNs), assim classificadas pela Organização Mundial de Saúde, constituem um grupo de infecções praticamente eliminadas no mundo desenvolvido, mas que persistem em áreas pobres de países de baixa renda. Dentre elas estão a ascaridíase, a tricuríase e a ancilostomíase, cujos agentes etiológicos têm parte de seu ciclo evolutivo passando pelo solo, e são, por isso, denominadas de geohelmintoses. Recentemente, a giardíase também foi incluída como DTN, uma vez que sua forma de transmissão pode ser associada com falta de saneamento. Este estudo transversal de base populacional visou à investigação da ocorrência dessas parasitoses em três municípios do sudeste de Minas Gerais. Para tanto, 2367 indivíduos foram selecionados aleatoriamente. Os dados foram obtidos por meio de um questionário estruturado acerca das condições socioeconômicas, ambientais e culturais da população amostral e do exame de uma única amostra fecal de cada participante, pelo método de sedimentação espontânea (HPJ). Para cada amostra fecal foram examinadas cinco lâminas, e concluiu-se que o exame de três lâminas por amostra expressou a melhor relação custo-benefício para o SUS. A análise dos resultados mostrou que 6,1% (n=145) da população amostral estava infectada com uma ou duas DTNs. Dentre os indivíduos infectados, as prevalências observadas para ancilostomídeos, G. lamblia, T. trichiura e A. lumbricoides foram 47,3%, 27,3%, 16,0% e 9,3%, respectivamente. Na análise bivariada dos dados (p<0,05; IC 95%), o teste do Qui-quadrado de Pearson foi usado para avaliar a força das possíveis associações entre as variáveis independentes e o desfecho. Na análise de regressão logística, quatro variáveis permaneceram estatisticamente significantes, sugerindo serem os possíveis fatores de risco para as DTNs nos municípios: o destino inadequado do esgoto (p<0,001), o hábito de beber água não potável (p<0,001), a falta de instalação sanitária adequada (p=0,015) e pertencer ao sexo masculino (p<0,001). Os resultados encontrados neste estudo nos permitem concluir que DTNs estão presentes mesmo em regiões mais desenvolvidas do Brasil. O número de pessoas parasitadas confirma a área como de baixa endemicidade para geohelmintoses e giardíase em relação a outras regiões do Estado, e justifica estudos que avancem no conhecimento do perfil epidemiológico da região e subsidiem o desenvolvimento de políticas públicas locais. / Neglected tropical diseases (NTDs), so classified by the World Health Organization, are a group of infections that have been eliminated in the developed world, but still persist in poor areas of low-income countries. Among them, ascariasis, trichuriasis, and hookworm infection are soil-transmitted helminthiasis. Recently, and despite its worldwide distribution, giardiasis was also included in the WHO list, due to its way of transmission, which can be associated with lack of sanitation. This population-based cross-sectional survey aimed at investigating the occurrence of such infections in three municipalities of southeastern Minas Gerais state. A total of 2,367 individuals randomly chosen provided one single fecal sample. The baseline data consisted of a questionnaire and parasitological coproscopy using the HPJ method. Five slides were examined from each fecal sample, allowing us to conclude that, regarding this method, the examination of three slides per sample presented a satisfactory sensitivity and the best cost-effectiveness for the SUS. The results showed that 6.1% (n=145) of the population sample was infected with either one or two NTDs, of which the prevalences observed for hookworms, G. lamblia, T. trichiura, and A. lumbricoides were 47.3%, 27.3%, 16.0% e 9.3%, respectively. In the bivariate analysis (p<0.05; CI 95%), Pearson Qui-square tests were used to assess the strength of the associations. Multivariate analysis was run with all significant variables. Four variables remained significant in the logistic regression, as the possible risk factors for the installation and spread of the infections in the municipalities: inadequate sewage discharge (p<0.001), the habit of drinking unsafe water (p<0.001), lack of adequate sanitary infrastructure in the household (p=0.015), and masculine sex of the individual (p<0.001). Our findings allow us to conclude that NTDs occur even in more developed areas of Brazil. Our numbers confirm the study area as low endemic for giardiasis and soil-transmitted helminthiasis, and justify surveys in order to get more information on the epidemiological profile of the Zona da Mata Mineira region, aiming at giving support to the development of local health policies.
4

Inquérito parasitológico, comparação de técnicas de diagnóstico fecal, controle e prevenção de Giardia em creches e pré-escolas, São Sebastião da Grama, São Paulo / Parasitological survey, comparison of fecal diagnostic techniques, control and prevention of Giardia in daycare centers and preschools, São Sebastião da Grama, São Paulo

Rebolla, Mayra Frozoni, 1986- 08 October 2012 (has links)
Orientadores: Regina Maura Bueno Franco, Eliete Maria Silva, Jancarlo Ferreira Gomes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-21T03:30:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rebolla_MayraFrozoni_M.pdf: 5078074 bytes, checksum: 0e330cef23d1c66a5672e38240041608 (MD5) Previous issue date: 2012 / Resumo: Parasitoses intestinais são frequentes na população usuária do Sistema Único de Saúde de São Sebastião da Grama, município do interior do estado de São Paulo. Durante a ocorrência de um surto de gastroenterite em uma das creches do município, objetivou-se investigar a ocorrência de enteroparasitos nos trabalhadores e crianças das instituições municipais urbanas de educação infantil, avaliar o desempenho de técnicas diagnósticas na detecção de Giardia duodenalis em amostras fecais provenientes de creche, local de surto de gastroenterite, e implantar um programa de controle desta parasitose, o "Programa de Controle da Giardiose em Creches e Pré-escolas" (PCGCP) a fim de avaliar a adesão de gestores, trabalhadores e famílias das crianças às medidas higiênicas no ambiente escolar infantil. Para tanto se utilizou amostras fecais de 172 crianças e 33 trabalhadores, processadas pelos métodos Three Fecal Test Conventional® e Modified®, diagnosticando-se 89,53 % das crianças e 71,87 % dos trabalhadores positivos para parasitos e comensais. Blastocystis hominis foi o parasito intestinal de maior prevalência entre as crianças (86,62 %) e trabalhadores (65,62 %). Os casos de monoparasitismo foram mais frequentes que os de poliparasitismo entre as crianças e os trabalhadores estudados, bem como a prevalência de protozoários foi maior que a de helmintos. O modelo de regressão logística evidenciou associação significativa entre criança atendida na creche e a frequência de infecção por enteroparasitos (p = 0,01), por G. duodenalis (p = 0,00), por B. hominis (p = 0,02), e pelos protozoários intestinais (p = 0,01). Entre criança menor de um ano e a frequência de infecção por G. duodenalis (p = 0,00), e entre crianças cujos domicílios não possuíam coleta de lixo e a frequência de infecção por helmintos (p = 0,03). Os resultados obtidos utilizando-se os métodos de Faust et al. e ELISA foram concordantes substancialmente, contudo, a presença de resultados falsos positivos verificados no imunoensaio limitam sua aplicabilidade como teste diagnóstico em uma situação de surto. Como ferramenta de controle e prevenção da giardiose, foi implantado e avaliado o PCGCP nestes ambientes do estudo. A adesão e ativo engajamento dos gestores, trabalhadores e famílias das crianças ao PCGCP foi considerada satisfatória, e os resultados sugerem que o treinamento das práticas para se evitar a giardiose deva ser mantido de forma permanente a fim de se alcançar uma efetiva prevenção nos ambientes escolares infantis / Abstract: Intestinal parasites are common in the population using the Unified Health System of São Sebastião da Grama, a municipality in the state of São Paulo. The aims of this study to investigate the occurrence of intestinal parasites in children and workers of urban municipal institutions of early childhood education, to evaluate the performance of diagnostic techniques for detection of Giardia duodenalis in stool samples from daycare centers, where outbreaks of gastroenteritis occur. To implement a program to control this parasite, the "Program of Control of Giardiasis in Day Care Centers and Preschools" (PCGCP), in order to assess the commitment of managers, workers and children?s families to hygienic measures within these school environments. For this purpose we used fecal samples from 172 children and 33 workers, processed using the Conventional and Modified Three Fecal Test® method. As a result, 89,53 % of the children and 71,87 % of workers were diagnosed positive for pathogenic parasites and commensals. Blastocystis hominis was the most prevalent intestinal parasite among children (86,62 %) and employees (65,62 %). Monoparasitism cases were more frequent than those of multiple parasitic infections among children and workers. The prevalence of protozoa was greater than that of helminths. The logistic regression model revealed a significant association between child attended in the day care center and the frequency of infection with intestinal parasites (p = 0,01), by G. duodenalis (p = 0,00), by B. hominis (p = 0,02), and the intestinal protozoa (p = 0,01). Higher indices were found among children under one year of age (frequency of infection with G. duodenalis (p = 0,00)) and among children whose homes had no waste collection (frequency of helminth infection (p = 0,03)).The results obtained using the methods of Faust et al. and ELISA were substantially consistent. However, the presence of false positive results observed in the immunoassay limits its applicability as a diagnostic test in an outbreak situation. As a tool for control and prevention of giardiasis, the program PCGCP was implemented and its adherence was evaluated in the sites investigated, places considered at the scope of this study. The commitment and active engagement of managers, workers and families with children to PCGCP was considered satisfactory, and the results suggest that training practices to avoid giardiasis should be made permanent for an effective prevention in day care centers and preschools environments to be achieved / Mestrado / Parasitologia / Mestre em Parasitologia
5

Cinética da eliminação de cistos e resposta imune humoral sistêmica e secretora intestinal em gerbils (Meriones unguiculatus) infectados experimentalmente com Giardia duodenalis

Amorim, Rúbia Mara Rodrigues 31 July 2008 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Giardia duodenalis is one of the main causative agents of diarrhea worldwide, being transmitted by oral-fecal route. Giardiasis is usually self-limiting in immunocompetent individuals, indicating the presence of effective host defense mechanisms. The objective of that study was to determine the prepatent period and to evaluate the kinetics of elimination of cysts and the immune response humoral systemic (IgA, IgG1, IgG2a, IgM, IgE) and intestinal secretory (IgA) in gerbils (Meriones unguiculatus) inoculated, experimentally, with different doses of trophozoites of Giardia duodenalis, in the primary infection, reinfection, immunosuppression and reinfection/immunosuppression. We used 48 animals, 6-8 weeks old, distributed in 5 groups inoculated with different doses of trophozoites of G. duodenalis (101, 102, 103, 104 and 105) and a group control. Coproparasitology exams were carried out, daily, using the method of fluctuation in zinc sulfate 33%, to determine the prepatent period and the kinetics of elimination of cysts. Weekly, blood collections for retro-orbital puncture were performed and samples of feces were processed for obtaining of faecal extracts. In the 45th day after inoculation, the animals of each group were redistributed in 4 subgroups and submitted to the reinfection, immunosuppression or reinfection/immunosuppression. It was verified that all the gerbils inoculated with different trophozoites doses were susceptible to the primary infection, with prepatent period between 9 and 13 days. The reinfected animals didn't eliminate cysts and the immunosuppressed or reinfected/immunosuppressed again they presented recrudescence of the infection. The production of antibodies was induced by the parasite, although the systemics antibodies just reflect the stimulation of the immune response for G. duodenalis, since they don't act in the elimination of the parasite. In the reinfection it was observed fast production of both serum and secretory antibodies and the immunossuppressed animals they presented smaller levels of responsible antibodies for the control of the infection. Fecal IgA showed increase in the titles in the period in that absence of cysts was verified in the feces, could be correlated with the control of the giardiasis in this experimental model. / Giardia duodenalis é um dos principais agentes causadores de diarréia em todo o mundo, sendo transmitido por via oro-fecal. A giardíase é, usualmente, auto-limitante em indivíduos imunocompetentes, indicando a presença de mecanismos efetivos de defesa do hospedeiro. O objetivo desse estudo foi determinar o período pré-patente e avaliar a cinética de eliminação de cistos e a resposta imune humoral sistêmica (IgA, IgG1, IgG2a, IgM, IgE) e secretora intestinal (IgA) em gerbils (Meriones unguiculatus) inoculados, experimentalmente, com diferentes doses de trofozoítos de Giardia duodenalis, na infecção primária, reinfecção, imunossupressão e reinfecção/imunossupressão. Foram utilizados 48 animais, com idade entre 6 e 8 semanas, distribuídos em 5 grupos inoculados com diferentes doses de trofozoítos de G. duodenalis (101, 102, 103, 104 e 105) e um grupo controle. Exames coproparasitológicos foram realizados, diariamente, utilizando método de flutuação em sulfato de zinco a 33%, para determinar o período pré-patente e a cinética de eliminação de cistos. Semanalmente, coletas sanguíneas por punção retro-orbital foram realizadas e amostras de fezes foram processadas para obtenção de extratos fecais. No 45º dia após inoculação, os animais de cada grupo foram redistribuídos em 4 subgrupos e submetidos à reinfecção, imunossupressão ou reinfecção/imunossupressão. Verificou-se que todos os gerbils inoculados com diferentes doses de trofozoítos mostraram-se susceptíveis à infecção primária, com período pré-patente entre 9 e 13 dias. Os animais reinfectados não voltaram a eliminar cistos e os imunossuprimidos ou reinfectados/imunossuprimidos apresentaram recrudescência da infecção. A produção de anticorpos foi induzida pelo parasito, embora os sistêmicos apenas reflitam a estimulação da resposta imune por G. duodenalis, já que não atuam na eliminação do parasito. Na reinfecção foi observada rápida produção de anticorpos séricos e secretores e os animais imunossuprimidos apresentaram baixos níveis de anticorpos responsáveis pelo controle da infecção. A IgA fecal mostrou aumento nos títulos no período em que se verificou ausência de cistos nas fezes, podendo estar correlacionada com o controle da giardíase neste modelo experimental. / Mestre em Imunologia e Parasitologia Aplicadas
6

Prevalência de enteroparasitoses e sua relação com o estado antropométrico na infância, Salvador-BA

Matos, Sheila Maria Alvim de January 2006 (has links)
p. 1-103 / Submitted by Santiago Fabio (fabio.ssantiago@hotmail.com) on 2013-05-08T18:50:57Z No. of bitstreams: 1 Diss_Sheila_Alvim5656565.pdf: 645345 bytes, checksum: d86f8f5b18f601785339bb6089fdefc4 (MD5) / Approved for entry into archive by Rodrigo Meirelles(rodrigomei@ufba.br) on 2013-05-11T15:36:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss_Sheila_Alvim5656565.pdf: 645345 bytes, checksum: d86f8f5b18f601785339bb6089fdefc4 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-05-11T15:36:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diss_Sheila_Alvim5656565.pdf: 645345 bytes, checksum: d86f8f5b18f601785339bb6089fdefc4 (MD5) Previous issue date: 2006 / Com o objetivo de avaliar a influência que a infecção por parasitas intestinais exerce sobre o estado antropométrico na infância, na cidade de Salvador-BA, foi desenvolvido um estudo seccional em uma amostra probabilística de 629 crianças entre 12 e 48 meses. Aplicou-se a técnica de regressão logística multivariada, tendo como variáveis dependentes os indicadores antropométricos peso por idade (P/I) e altura/comprimento por idade (A/I). A presença ou ausência de diferentes parasitas nas fezes (A. lumbricoides, T. trichiura, G. duodenalis), constituiu-se na variável independente. O parasita mais freqüente foi A. lumbricoides (23,1%), seguido de T. trichiura (16,5%) e G. duodenalis (13,5%). Entre as crianças infectadas a média de z-scores dos indicadores antropométricos foi menor do que a observada entre as crianças não infectadas. Dentre as infecções estudadas, apenas a giardíase esteve significativamente associada ao déficit de crescimento linear, incluindo quando a freqüência da coleta pública de lixo era inadequada (modificador de efeito). Observam-se associações com o déficit antropométrico, segundo o indicador P/I, na presença da giardíase quando a criança não era amamentada por mais de seis meses (OR=2,92; IC95%=1,62-5,24) e quando residia em domicílio cuja pavimentação da rua/calçada era inadequada (OR=3,04; IC95%=1,53-6,07), após ajuste por confundidores. Os resultados deste estudo evidenciaram que, em crianças com giardíase, a amamentação durante o período recomendado pela OMS constituiu-se em um fator de proteção para o estado antropométrico e que o efeito negativo das condições ambientais indesejadas referentes ao lixo urbano e à pavimentação sobre o estado antropométrico pode ser devido à provável mais elevada carga parasitária existente nas crianças infectadas por este protozoário, vivendo neste contexto insalubre. / Salvador
7

Prevalência de parasitos intestinais em crianças de idade pré-escolar em centros municipais de educação infantil em região de fronteira - Foz do Iguaçu / Prevalence of intestinal parasites in pre school age children in Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIS) in border regions - Foz do Iguaçu / Prevalencia de los parásitos intestinales en niños de edad preescolar en Centros Municipales de Educación Infantil en Región de Frontera-Foz do Iguaçu

Carvalho, Fernanda Ferreira 10 August 2017 (has links)
Submitted by Miriam Lucas (miriam.lucas@unioeste.br) on 2018-04-18T16:58:28Z No. of bitstreams: 2 Fernanda_Ferreira_de_Carvalho_2017.pdf: 1245761 bytes, checksum: f7d305fe3b4c55009b31a1ca0fd7ec70 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-18T16:58:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Fernanda_Ferreira_de_Carvalho_2017.pdf: 1245761 bytes, checksum: f7d305fe3b4c55009b31a1ca0fd7ec70 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2017-08-10 / Foz do Iguaçu has today more than 81 ethnicities, associated to a wide cultural diversity they contribute to the divergence of hygienic habits, resulting in precarious sanitary conditions. Fir this reason, the city government has been presenting several changes in public health area. The city is also located on a tri-border border area, about 7 km from Ciudad Del Este (Paraguay) and 10 km from Puerto Iguazu (Argentina). Its main economic product is Tourism, due to the relevance of the Iguazu Falls, considered one of the seven wonders of nature and Itaipu Hydroelectric Power Plant, which is on the border of Brazil and Paraguay. Because of the construction of the Hydroelectric Power Plant, in just 20 years, Foz do Iguaçu has grown by 383% in the total population of the city, generating a great job offer. Due to the increasing number of women entering the labor market, the Municipal Early Childhood Centers (CMEIs) have been a reality in the life of families, as this is the place where many children spend most of their time while mothers are at work. These institutions play an important role in the development of children as a whole, mainly referring to the intellectual, physical, social and psychological aspects. Children attending CMEIs are more susceptible to infections than those who are kept in their homes, which can be explained by the large interpersonal contact provided by the collective environments. To verify the prevalence of parasitic diseases among children attending CMEIs in Foz do Iguaçu and to analyze the possible relationship with the socioeconomic, environmental and hygienic scenario of children, parents and caregivers. This is a field research, with descriptive and quantitative approaches. The studied population consisted of all pre-school children aged from 3 to 5 years old, enrolled in CMEIs A and B, and parents and/or guardians working with sampling by convenience. The feces of the children were collected and then sent for analysis in the Environmental Laboratory of the Itaipu Hydroelectric Power Plant. In addition, a questionnaire was applied to the parents or guardians of the children, containing 19 closed questions, regarding the factors that contribute to the merge of parasitic diseases. Data were analyzed by the BioEstat 5.3® program and, the level of significance was considered at 5%. Results: A total of 82 fecal samples were analyzed from February to June 2016. Positive results for parasites were found in 38.8% of them. The following etiological agents were found: Giardia duodenalis (28,0%), Hymenolepis nana (3,6%), Ascaris lumbricoides (2,4%), Entamoeba coli (2,4%) and Enterobius vermicularis (2,4%). Regarding the degree of parasitism, 35.0% of the children presented monoparasitism and only 4% presented biparasitism, and there were no cases of polyparasitism. The parents and guardians of the parasitized children (32/82) received the antiparasitic medication prescription (metronidazole) and the medicament for the treatment of the children. In addition, they received guidance in order to prevent the emergence of new cases. The most affected gender by parasites was the male (20/41), followed by the female (12/41), (p<0.05) in the age range of 3 to 4 years (84.3%). The socioeconomic profile revealed that the level of schooling of mothers, complete secondary education (15/29 - p<0.05), and incomplete high school parents (13/24 - p>0.05), family income up to one Minimum wage (19/47 - p<0.05), residential structure with piped water and treated with chlorine (32/80 - p<0.05), waste disposal by means of cesspool (12/36 - p<0.05), may have influenced the average incidence of parasitism, as well as the aspects related to the habit of washing hands after diaper change (21/47 - p<0.05) and the health of the child, the taking of feces exams (19/45), abdominal pain (25/65), nausea (31/79), vomiting (31/78), weight loss (28/71) and presence of formed faeces (17/43) ) (P<0.05). However, the prevalence of parasitoses was related to the form of cleaning foods (fruits, and vegetables), only with water (23/60 - p<0.05), with children who do not have the habit of washing their hands with soap before meals and after using the toilet (6/15 - p>0.05). Conclusion: The results indicate an important prevalence of intestinal parasitoses in children who live on the border area, in the age range of 3 to 5 years old, mainly giardiasis. The presence of parasitic diseases in this population provides an epidemiological profile that can help in the construction of public health policies which are more appropriate to this social reality, in order to contribute to the improvement of health education of the population, especially the family members responsible for the children who are the most affected by the to intestinal parasites. Keywords: parasitic / Foz do Iguaçu presenta 81 etnias, con una amplia diversidad cultural, contribuyendo a la divergencia de hábitos higiénicos, resultando en precarias condiciones sanitarias. Como consecuencia, el municipio viene presentando diversas transformaciones en el área de la salud. Además, se encuentra en la triple frontera, aproximadamente siete kilómetros de Ciudad Del Este (Paraguay) y a 10 km de Puerto Iguazu (Argentina). Su economía se basa principalmente en el turismo, debido a las Cataratas del Iguazú, la cual es considerada como una de las siete maravillas de la naturaleza y la Usina Hidroeléctrica de Itaipú. En los últimos 20 años, debido a la construcción de la Usina Hidroeléctrica Itaipú, el municipio de Foz do Iguaçu tuvo un crecimiento poblacional del 383%, convirtiéndose además en unas de las principales fuente de empleo. En razón del número cada vez mayor de mujeres insertas en el mercado de trabajo, los Centros Municipales de Educación Infantil (CMEIs) han sido una realidad en la vida de las familias, por ser este el lugar donde muchos niños pasan la mayor parte de su tiempo. Estas instituciones desempeñan un papel importantísimo en el desarrollo integral de los niños, principalmente relacionados con los aspectos intelectual, físico, social y psicológico. Los niños que frecuentan los CMEIs son más susceptibles a las infecciones que las que se mantienen en sus hogares, lo que puede ser explicado por el gran contacto interpersonal propiciado por los ambientes colectivos. Verificar la prevalencia de parasitosis en niños matriculadas en los CMEIs de Foz do Iguaçu y analizar la posible relación con el escenario socioeconómico, ambiental e higiénico de los niños, de los padres y/o responsables. Materiales y Métodos: Se trata de una investigación de campo, descriptiva y de abordaje cuantitativo. La población del estudio se constituyó de todos los niños con edad preescolar comprendida entre los 3 y 5 años, matriculados en los CMEIs A y B, y de los padres y / o responsables donde se trabajó con el muestreo de conveniencia. Se realizó la recolección de examen parasitológico de heces en los niños matriculados en los CMEIs y posteriormente procesados en el Laboratorio Ambiental de la Usina Hidroeléctrica de Itaipú. Además, se aplicó un cuestionario a los padres o responsables de los niños, conteniendo 19 preguntas cerradas, referentes a los factores contribuyentes para el surgimiento de enfermedades parasitarias. Los datos fueron analizados por el programa BioEstat 5.3® y, considerado el nivel de significancia en el 5%. Se analizaron 82 muestras fecales en el período de febrero a junio de 2016, obteniéndose positividad para parásitos en (38,8%), siendo encontrados los siguientes agentes etiológicos: Giardia duodenalis (28,0%), Hymenolepis nana (3,6%), Ascaris lumbricoides (2,4%), Entamoeba coli (2,4%) y Enterobius vermicular (2,4%). En cuanto al grado de parasitismo, el 35,0% de los niños presentaron monoparasitismo y sólo el 4% presentó biparasitismo, no habiendo casos de poliparasitismo. Los padres y/o los responsables de los niños parásitos (32/82), recibieron la prescripción medicamentosa de antiparasitario (metronidazol) y el medicamento para el tratamiento de los niños. Además, recibieron orientaciones para prevenir el surgimiento de nuevos casos. El género, más propicio por parasitosis fue el masculino (20/41), seguido del femenino (12/41), (P<0,05) con rango de edad de 3 a 4 años (84,3%). El perfil socioeconómico reveló que el grado de escolaridad de las madres, enseñanza media completa (15/29 - p<0,05), y de los padres de secundaria incompleta (13/24 - p>0,05), ingreso familiar de hasta un año Salario mínimo (19/47 - p<0,05), estructura residencial con agua potable y tratada con cloro (32/80 - p<0,05), eliminación de los desechos por medio de fosa (12/36 - p<0,5), puede haber influido en la incidencia media de parasitismo, así como los aspectos relacionados con la higienización de las manos de los responsables de los niños después del cambio de pañales (21/47 - p<0,05) y de la salud del niño, realización De examen parasitológico de heces (19/45), dolor abdominal (25/65), náuseas (31/79), vómitos (31/78), pérdida de peso (28/71) y presencia de heces formadas (17/43) (P<0,05). Sin embargo, la prevalencia de parasitosis fue relacionada con la forma de higienización de alimentos (frutas, verduras y legumbres), solamente con agua (23/60 - p<0,05), con los niños que no tienen el hábito de lavarse las manos Con uso de jabón antes de las comidas y después del uso del sanitario (6/15 - p>0,05). Conclusión: Los resultados apuntan a una prevalencia importante de parasitosis intestinal en niños de la región de frontera con edad comprendida entre los 3 a 5 años, principalmente de giardiasis. La presencia de enfermedades parasitarias en esta población proporciona un perfil epidemiológico que puede ayudar en la construcción de políticas públicas de salud más adecuadas a esa realidad social, para contribuir a mejorar la educación en salud de la población, en especial a los familiares responsables por los niños afectados por parasitosis intestinales. / Foz do Iguaçu apresenta mais de 81 etnias, associadas a uma ampla diversidade cultural, contribuindo para a divergência de hábitos higiênicos, resultando em precárias condições sanitárias. Como decorrência, o município vem apresentando diversas transformações na área da saúde. Além disso, encontra-se na tríplice fronteira, a cerca de sete km de Ciudad Del Este (Paraguai) e 10 km de Puerto Iguazu (Argentina). Tem como principal base de economia o turismo, devido a Cataratas do Iguaçu, considerada umas das sete maravilhas da natureza e a Usina Hidrelétrica de Itaipu, que fica na divisa do Brasil com o Paraguai. Devido a construção da Usina Hidrelétrica, em apenas 20 anos, Foz do Iguaçu apresentou um crescimento de 383% de habitantes no total da população do município, gerando grande oferta de emprego. Em razão do número cada vez maior de mulheres inseridas no mercado de trabalho, os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) tem sido uma realidade na vida das famílias, por ser este o local onde muitas crianças passam a maior parte do seu tempo. Estas instituições têm um papel importantíssimo no desenvolvimento integral das crianças, principalmente relacionados aos aspectos intelectual, físico, social e psicológico. As crianças que frequentam os CMEIs são mais suscetíveis às infecções do que aquelas que são mantidas em suas residências, o que pode ser explicado pelo grande contato interpessoal propiciado pelos ambientes coletivos. Objetivou-se verificar a prevalência de parasitoses em crianças atendidas em CMEIs de Foz do Iguaçu e analisar a possível relação com o cenário socioeconômico, sanitário e higiênico das crianças, dos pais e ou responsáveis. Trata-se de uma pesquisa de campo, descritiva e de abordagem quantitativa. A população do estudo foi constituída de todas as crianças com idade pré-escolar de 3 a 5 anos, matriculadas nos CMEIs A e B, e dos pais e ou responsáveis onde se trabalhou com amostragem de conveniência. Foi realizada a coleta de exame parasitológico de fezes nas crianças matriculadas nos CMEIs e, posteriormente processadas no Laboratório Ambiental da Usina Hidrelétrica de Itaipu. Além disso, foi aplicado um questionário aos pais ou responsáveis das crianças, contendo 19 questões perguntas fechadas, referentes aos fatores contribuintes para o surgimento de doenças parasitárias. Os dados foram analisados pelo programa BioEstat 5.3® e, considerado o nível de significância em 5%. Foram analisadas 82 amostras fecais no período de fevereiro a junho de 2016, obtendo-se positividade para parasitos em 38,8%, sendo encontrados os seguintes agentes etiológicos: Giardia duodenalis (28,0%), Hymenolepis nana (3,6%), Ascaris lumbricoides (2,4%), Entamoeba coli (2,4%) e Enterobius vermicularis (2,4%). Em relação ao grau de parasitismos, 35,0% das crianças apresentaram monoparasitismo e apenas 4% apresentaram biparasitismo, não havendo casos de poliparasitismo. Os pais e ou responsáveis das crianças parasitadas (32/82), receberam a prescrição medicamentosa de antiparasitário (metronidazol) e o medicamento para o tratamento das crianças. Além disso, receberam orientações no intuito de se prevenir o surgimento de novos casos. O gênero, mais acometido por parasitoses foi o masculino (20/41), seguido do feminino (12/41), (p<0,05) com faixa etária de 3 a 4 anos (84,3%). O perfil socioeconômico revelou que o grau de escolaridade das mães, ensino médio completo (15/29 - p<0,05), e dos pais ensino médio incompleto (13/24 - p>0,05), renda familiar de até um salário mínimo (19/47 – p<0,05), estrutura residencial com água encanada e tratada com cloro (32/80 – p<0,05), eliminação dos dejetos por meio de fossa (12/36 - p<0,05), pode ter influenciado para a incidência média de parasitismo, assim como os aspectos relacionados a higienização das mãos dos responsáveis das crianças após a troca de fraldas (21/47 - p<0,05) e da saúde da criança, realização de exame parasitológico de fezes (19/45), dor abdominal (25/65), náuseas (31/79), vômitos (31/78), perda de peso (28/71) e presença de fezes formadas (17/43) (p<0,05). No entanto, a prevalência de parasitoses foi relacionada à forma de higienização de alimentos (frutas, verduras e legumes), somente com água (23/60 - p<0,05), com as crianças que não tem o hábito de lavar as mãos com uso de sabão antes das refeições e após o uso do sanitário (6/15 – p>0,05). Os resultados apontam uma prevalência importante de parasitoses intestinais em crianças fronteiriças na faixa etária de 3 a 5 anos, principalmente de giardíase. A presença de doenças parasitárias nesta população fornece um perfil epidemiológico que pode auxiliar na construção de políticas públicas de saúde mais adequadas a essa realidade social, de forma a contribuir na melhoria da educação em saúde da população, em especial dos familiares responsáveis das crianças atingidas pelas parasitoses intestinais.
8

Caracterização molecular de isolados de Giardia spp. provinientes de amostras fecais de origem humana do Hospital Universitário - USP - São Paulo, pela análise de fragmentos do gene codificador da beta-giardina (bg). / Molecullar charaterization of Giardia spp. from human faecal samples of Hospital Universitário USP São Paulo, by analisys of fragments from code gene da beta-giardina (bg).

Valdir Azevedo dos Santos 13 December 2011 (has links)
A giardíase é uma doença entérica de alta prevalência particularmente nos países em desenvolvimento. Diferentes espécies foram descritas em função de seus hospedeiros. A G. duodenalis é a espécie que parasito não só o homem, mas também animais domésticos e silvestres. Recentemente, com a aplicação de técnicas moleculares, foi possível identificar sete diferentes agrupamentos sendo que cada um deles tem predileção por determinadas espécies de hospedeiro. Essa discriminação não é possível por meio da microscopia. A identificação do(s) agrupamento(s) presente(s) na população de determinada região pode ser de grande importância na elaboração de políticas de saúde pública já que revela o perfil de transmissão desse protozoário. Este estudo teve por objetivos verificar o grau de positividade de enteroparasitos, a contribuição de cada um deles nesse índice e o genótipo dos cistos de G. duodenalis presentes em amostras de fezes de indivíduos atendidos no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Foram analisadas 6717 amostras com positividade para algum enteroparasito de 12,5%, sendo S.stercoralis e G. duodenais respectivamente o helminto e protozoário patogênico mais frequentes. A maioria dos casos de G. duodenalis genotipada era dos agrupamentos AII e B. / Giardiasis is a very prevalent enteric disease occurring mainly in developing countries. Different species have been described concerning their hosts. G. duodenalis parasites not only men but also domestic and wild animals. Recently molecular techniques have been used to identify seven different assemblages which parasites specific hosts. The microscopic analysis do not allows that discrimination. It can be useful to know the assemblage profile of specific population in order to provide some important information to built public health politicies once it reveals the transmition of the protozoan The aim of this study was to verify the enteroparasites infection degree, the individual contribution of each one in this picture and to genotyping G. duodenalis cysts from human faecal samples of individuals from University Hospital from Universty of São Paulo. So, 6717 faecal samples were analysed and 12,5% were positive for some enteroparasite and S.stercoralis and G. duodenais were the helminth e pathogenic protozoan more frequently found. Most of the cases of G. duodenalis were from the assemblages AII and B.
9

Caracterização molecular de isolados de Giardia spp. provinientes de amostras fecais de origem humana do Hospital Universitário - USP - São Paulo, pela análise de fragmentos do gene codificador da beta-giardina (bg). / Molecullar charaterization of Giardia spp. from human faecal samples of Hospital Universitário USP São Paulo, by analisys of fragments from code gene da beta-giardina (bg).

Santos, Valdir Azevedo dos 13 December 2011 (has links)
A giardíase é uma doença entérica de alta prevalência particularmente nos países em desenvolvimento. Diferentes espécies foram descritas em função de seus hospedeiros. A G. duodenalis é a espécie que parasito não só o homem, mas também animais domésticos e silvestres. Recentemente, com a aplicação de técnicas moleculares, foi possível identificar sete diferentes agrupamentos sendo que cada um deles tem predileção por determinadas espécies de hospedeiro. Essa discriminação não é possível por meio da microscopia. A identificação do(s) agrupamento(s) presente(s) na população de determinada região pode ser de grande importância na elaboração de políticas de saúde pública já que revela o perfil de transmissão desse protozoário. Este estudo teve por objetivos verificar o grau de positividade de enteroparasitos, a contribuição de cada um deles nesse índice e o genótipo dos cistos de G. duodenalis presentes em amostras de fezes de indivíduos atendidos no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Foram analisadas 6717 amostras com positividade para algum enteroparasito de 12,5%, sendo S.stercoralis e G. duodenais respectivamente o helminto e protozoário patogênico mais frequentes. A maioria dos casos de G. duodenalis genotipada era dos agrupamentos AII e B. / Giardiasis is a very prevalent enteric disease occurring mainly in developing countries. Different species have been described concerning their hosts. G. duodenalis parasites not only men but also domestic and wild animals. Recently molecular techniques have been used to identify seven different assemblages which parasites specific hosts. The microscopic analysis do not allows that discrimination. It can be useful to know the assemblage profile of specific population in order to provide some important information to built public health politicies once it reveals the transmition of the protozoan The aim of this study was to verify the enteroparasites infection degree, the individual contribution of each one in this picture and to genotyping G. duodenalis cysts from human faecal samples of individuals from University Hospital from Universty of São Paulo. So, 6717 faecal samples were analysed and 12,5% were positive for some enteroparasite and S.stercoralis and G. duodenais were the helminth e pathogenic protozoan more frequently found. Most of the cases of G. duodenalis were from the assemblages AII and B.
10

Caracterização molecular de Giardia duodenalis em amostras fecais humanas de dois municípios do noroeste paulista.

Santos Junior, Juares Elias 25 November 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-01-26T12:51:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 juarezeliassantosjunior_dissert.pdf: 1690383 bytes, checksum: 9dd87174c2d25f09841337ec79d6968f (MD5) Previous issue date: 2010-11-25 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / The parasite Giardia duodenalis, responsible for giardiasis, is commonly found in intestines of mammals, including man, currently considered to be important public health. Molecular research showed that G. duodenalis presents seven genotypes: A, B, C, D, E, F and G. Only genotypes A, which owns the subgenotypes A1 and A2 and B were detected in humans but also in other mammalian hosts. Objective: Evaluate the genotypic frequency of this parasite in humans in the Northwest region and to correlate the presence of diarrhea and their genotypes. Material and Method: Fecal samples were collected in the city of São José do Rio Preto (n = 150) and Araçatuba (n = 154), Northwest of São Paulo, Brazil. The parasitologic diagnosis was done by light microscopy and genotyping of &#946;-Giardin gene by PCR-RFLP. Results: The subgenotype A1 was the most prevalent, however, the subgenotype A2 more frequent in Araçatuba. Genotype B was not found. No significant result was observed between significant stool consistency and subgenotype detected. Conclusion: The distribution of these genotypes may be related to host-parasite interactions in several areas and may influence the clinical and epidemiologic each region. Keywords: 1. Molecular epidemiology; 2. Gene &#946;-giardin; 3. Giardiasis; 4. Northwest of São Paulo. / O parasito Giardia duodenalis, responsável pela giardíase, é comumente encontrado no intestino de mamíferos, inclusive o homem, sendo de importância em saúde pública. Pesquisas moleculares evidenciaram que Giardia duodenalis apresenta sete genótipos: A, B, C, D, E, F e G. Apenas o genótipo A, que possui os subgenótipos A1 e A2, e B foram detectados em humanos, mas também em outros hospedeiros mamíferos. Objetivo: Avaliar a freqüência genotípica deste parasito em humanos no Noroeste Paulista e correlacionar a presença deste enteropatógeno e seus genótipos à diarréia. Material e Método: Amostras fecais foram coletadas nos municípios de São José do Rio Preto (n=150 ) e Araçatuba (n=154), Noroeste do Estado de São Paulo, Brasil. O diagnóstico parasitológico foi feito por meio de microscopia ótica e a genotipagem do gene &#946;-giardina pela técnica de PCR-RFLP. Resultados: O subgenótipo A1 foi o mais prevalente, no entanto, o subgenótipo A2 mais freqüente em Araçatuba. O genótipo B não foi encontrado e nenhum resultado significativo foi observado entre a consistência das fezes e o subgenótipo detectado. Conclusão: A distribuição destes genótipos pode ser relacionada as interações parasito-hospedeiro em diversas áreas, podendo influenciar as características clínico-epidemiológicas de cada região.

Page generated in 0.0283 seconds