• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 7409
  • 100
  • 22
  • 12
  • 5
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 7646
  • 2829
  • 1411
  • 1219
  • 1125
  • 1122
  • 1080
  • 1018
  • 960
  • 870
  • 776
  • 683
  • 612
  • 523
  • 517
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A Colonização e a construção do espaço petrolandense na primeira metade do século XX

Staroski, Vivian 26 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2011 Made available in DSpace on 2012-10-26T00:49:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 290408.pdf: 1406875 bytes, checksum: b0a4df83954675516dd733b1b1ffd99e (MD5) A colonização da região do Alto Vale do Itajaí, mais especificamente o município de Petrolândia, teve inicio nas primeiras décadas do século XX. Petrolândia, antes denominada Perimbó, foi colonizada principalmente por migrantes que saíram da região da grande Florianópolis - Angelina, São Pedro de Alcântara, São Bonifácio, Águas Mornas e outros - rumo ao Alto Vale a procura de novas terras. Propomo-nos reconstruir esse processo de colonização, com base nas memórias dos moradores mais antigos da cidade, enfatizando a adaptação dos colonos ao lugar, a construção do espaço e as relações entre os diferentes sujeitos que viviam na região. O trabalho foi dividido em três partes. Na primeira, buscamos analisar os motivos e causas da saída desses migrantes as antigas áreas coloniais em busca de novas terras. Na segunda parte nos debruçamos sobre a fixação dos colonos a terra e sobre a construção do espaço petrolandense. Por fim, no terceiro capítulo, problematizamos uma leitura recente da colonização, visando a construção de um passado e de uma identidade para o município. The beginning of the colonization of the Upper Itajaí Valley, specifically the city of Petrolândia, began in the early decades of the twentieth century. Petrolândia before Perimbó called, was settled mainly by migrants who left the region of Florianopolis - Angelina, San Pedro de Alcantara, St. Boniface, warm waters and others - into the Upper Valley in search of new lands. We propose to reconstruct this process of colonization, based on memories of older residents of the city, emphasizing the adaptation of settlers to the place, the construction of space and the relationships between the different individuals living in the region. The work was divided into three parts. At first, we analyze the reasons and causes the output of these migrants the former colonial areas in search of new lands. In the second part we focus on the establishment of settlers on the land and the construction of space petrolandense. Finally, the third chapter, we discuss a recent reading of colonization, involving the construction of a past and an identity for the city.
2

Tempo de lembrar, tempo de esquecer...

Silva, Janine Gomes da 2004 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Made available in DSpace on 2012-10-21T13:07:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 199995.pdf: 4877187 bytes, checksum: 5a6e929c747ba0532100ff25a3bca708 (MD5) Estudo sobre a história da cidade de Joinville enfatizando dois momentos significativos da história local: os preparativos do primeiro Centenário da cidade que foi comemorado em 1951 e o período da Campanha de Nacionalização (1938-1945). Os anos posteriores ao fim da Segunda
3

As dinâmicas político-territoriais de uma comunidade periférica no sul da América Portuguesa

Cardoso, Vitor Hugo Bastos 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2013. Made available in DSpace on 2014-08-06T17:47:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 324067.pdf: 15730501 bytes, checksum: b4f780f422ea12452b98d5b34718b6ac (MD5) Previous issue date: 2013 Este trabalho tem como objetivo principal analisar o processo político da ocupação luso-brasileira do espaço da Ilha de Santa Catarina e do litoral próximo entre finais do século XVII e a primeira metade do XVIII. Nesse período este território ultramarino passou por inúmeras transformações que culminaram a criação da Vila do Desterro, no ano de 1726, e a instalação da capitania de Santa Catarina, em 1738. Para isso, procurou-se enfatizar aqui a trajetória social e política da elite local recém-constituída, que a partir dos seus postos de governança intermediava junto ao Estado luso o processo territorialização da fronteira sul da América portuguesa.
Abstract : This work takes as its principal objective to analyze the political process of Portuguese-Brazilian occupation of the island of Santa Catarina and the nearby coat at the end of the 17th and beginning of the 18th century. During this time, this overseas Portuguese territory passed through many transformations, ending with the creation of the Vila de Desterro in 1726 and the installation of the Capitania of Santa Catarina in 1738. In order to achieve this analysis, the author emphasizes the social and political trajectory of the recently constituted local elite which, through positions of governance, worked with Lisbon to territorialize of the southern frontier of Portuguese America.
4

Entre o eucronimo e o anacronismo

Campos, Daniela Queiroz 2014 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2014. Made available in DSpace on 2015-02-05T21:00:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 327581.pdf: 3606096 bytes, checksum: ae1824cbfa8d75d52e47f97fbdf82b35 (MD5) Previous issue date: 2014 O trabalha aborda as temporalidades da imagem da coluna Garotas do Alceu da revista O Cruzeiro. Coluna de humor e comportamento que foi editada de 1938 à 1964 em uma das revistas brasileiras de maior circulação do século XX. A coluna marcou-se por suas ilustrações assinadas por Alceu Penna. As percepções eucrônica da imagem perpassam questões referentes a seu tempo de produção, sua reprodutibilidade, a indústria gráfica. Foram imagens envoltas a publicidades, comportamentos, morais e modas em voga em seu tempo histórico de produção. Contudo, segundo Georges Didi-Huberman, a imagem pertence ao tempo. Tempos múltiplos, impuros, heterogêneos, dialéticos, anacrônicos também perpassam a imagem em questão. As Garotas do Alceu, as pin-ups, foram também analisadas como ninfas. As pin-ups foram uma das marcas da imprensa do século XX e dividiram as páginas de periódicos com a guerra. As Garotas como a ninfa moderna que associa o belo ao trauma.
Abstract : The paper addresses the image temporalities of the column Girls of Alceu in the O Cruzeiro magazine. The mood and behavior column was edited from 1938 to1964 and was one of Brazil's largest circulation magazines of the XXth Century.The column was recognized by its illustrations signed by Alceu Penna. The eucronical image perceptions permeate issues regarding their production time, reproducibility, the printing industry. Those images were surrounded by advertisement, behavior, morals and fashion in vogue in their historical production time. However, according to Georges Didi-Huberman, the image belongs to time. Multiple times, impure, heterogeneous, dialectic, anachronous also pervade the image in concern. The Girls of Alceu, pin- ups, were also analyzed as nymphs. The pin- ups were a hallmark of the XXth Century pressand divided journal pages with the war. The Girls as a modern nymph that combines the beauty and trauma.
5

A revolução francesa e os jacobinos : a cisão do Clube dos Jacobinos de Paris em 1791

Saya, Lara Scorsato 2017 (has links)
Orientadora : Dr. Renato Lopes Leite Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 28/08/2017 Inclui referências : p. 145-151 Resumo: O objetivo principal da presente pesquisa é analisar a Revolução Francesa sob o enfoque do Clube dos Jacobinos de Paris a fim de compreender as razões que levaram à sua cisão em julho de 1791. Antes, porém, do recorte circunscrito voltado para esse espaço de sociabilidade política possibilitado pelo contexto revolucionário, faz-se necessário reconstruir uma breve história da historiografia que se dedicou a pensar a Revolução Francesa, o que nos permite compreender que se trata de um assunto amplamente abordado e discutido por visões diversas que contribuíram para o seu desvendamento. Além disso, a diversidade de interpretações reforça a ideia de que o conhecimento sobre um determinado assunto é uma fonte inesgotável de novas descobertas. Ou seja, através da historiografia, podemos entender que o conhecimento histórico não é algo engessado e, ao contrário, pode ser ampliado conforme o olhar que direcionamos, as fontes que utilizamos e os métodos que escolhemos, o que nos leva ao segundo momento deste trabalho: buscamos olhar mais pontualmente para o interior do Clube dos Jacobinos, levando em consideração as atas das reuniões e outros documentos complementares que nos auxiliam a entender de que forma funcionava essa sociedade política nascida logo nos primeiros dias da Revolução. Compreendendo o seu funcionamento, a pesquisa se desenvolve tendo em vista as possíveis representações que encontramos nos discursos dos documentos sobre como os jacobinos viam a si próprios e como viam outros grupos, o que permite pelo menos duas interpretações: os jacobinos se entendiam como os "patriotas", os agentes ativos da mudança política que França necessitava naquele momento e tentavam angariar força para o plano revolucionário na forma de uma extensa rede de uma "sociedade fraterna" que tinha o mesmo objetivo, ao passo que havia aqueles considerados ameaçadores da ordem pública, ou mesmo "inimigos". Evidentemente, os jacobinos tentavam impor, assim, o seu protagonismo aos demais grupos e essa "imagem" foi construída com contundência ao longo dos anos. Com efeito, com base nas atas, podemos observar a opinião desses homens reunidos para discutir assuntos da política nacional, os desdobramentos internos do Clube, destacando os embates, o processo verbal decorrido das reuniões, as proposições dos membros, buscando investigar as estratégias adotadas de acordo com o momento, bem como as diferenças de opiniões que se tornaram tão latentes após a fuga do rei e da família real em junho de 1791. Nosso intuito a partir disso é concluir o terceiro ponto da pesquisa tendo em vista a cisão que se dará entre os membros do Clube em julho de 1791 e entrever nas atas as razões que os levaram a se dividir politicamente. Por fim, esperamos, assim, alcançar o propósito dessa pesquisa de contribuir para a história da Revolução Francesa, ainda que pontualmente, e para a história do Clube dos Jacobinos de Paris. Palavras-chave: Revolução Francesa; Clube dos Jacobinos de Paris; sociabilidade política; representação. Abstract: The main objective of the present research is to analyze the French Revolution under the Jacobins' Club of Paris approach in order to understand the reasons that led to its split in July 1791. However, before the circumscribed cut of this space of political sociability made possible by the revolutionary context, it is necessary to reconstruct a brief history of the historiography that was dedicated to think the French Revolution, which allows us to understand that it is a subject widely and discussed by diverse visions that contributed to its unveiling. Moreover, the diversity of interpretations reinforces the idea that knowledge about a given subject is an inexhaustible source of new discoveries. In other words, through historiography, we can understand that historical knowledge is not something ingrained and, on the contrary, it can be enlarged according to the look that we direct, the sources we use and the methods we choose, which leads us to the second moment of this work: we look more specifically at the interior of the Jacobins Club, taking into account the minutes of meetings and other complementary documents that help us to understand how this political society born in the early days of the Revolution worked. Understanding its functioning, the research develops in view of the possible representations that we find in the speeches of the documents on how the Jacobins saw themselves and how they saw other groups, which allows at least two interpretations: the Jacobins understood themselves as the "patriots", the active agents of political change that France needed at that time and sought to gain strength for the revolutionary plan in the form of an extensive network of a "fraternal society" that had the same goal, while there were those considered threatening public order, or even "enemies". Evidently, the Jacobins tried to impose their protagonism to the other groups and this "image" was constructed with forcefulness over the years. In fact, based on the minutes, we can observe the opinion of these assembled men to discuss matters of national politics, the internal developments of the Club, highlighting the clashes, the verbal proceedings that took place in the meetings, the members' proposals, seeking to investigate the strategies adopted According to the moment, as well as the differences of opinions that became so latent after the escape of the king and of the royal family in June of 1791. Our intention from this is to conclude the third point of the search in view of the division that will take place between the members of the Club in July 1791 and to look into the minutes for the reasons that led them to divide politically. Finally, we hope to achieve the purpose of this research to contribute to the history of the French Revolution, even if ponctually, and to the history of the Jacobin Club in Paris. Keywords: French Revolution; Club of the Jacobins; political sociability; representation.
6

"Do sertão para a nação" : trajetória intelectual e escrita literária de Afranio Peixoto (1897-1930)

Santos, Eucléia Gonçalves 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Magnus Roberto de Melo Pereira Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 01/09/2017 Inclui referências : f. 360-369 Resumo: Estudo que aborda a trajetória intelectual e literária do médico e cientista Afrânio Peixoto (1876-1947), a partir da interlocução entre a ciência e literatura que permeia a sua obra, durante a Primeira República brasileira. Investiga as principais discussões travadas no campo científico, particularmente a partir das imagens e dos diagnósticos lançados aos sertões brasileiros, a partir de textos produzidos por Afrânio Peixoto e veiculados tanto por meio de manuais científicos quanto pela escrita literária. Professor da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, Membro da Academia Brasileira de Letras e sócio do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Afrânio Peixoto foi um representante da intelectualidade brasileira das primeiras décadas do século XX, e se dedicou a pensar o Brasil e o brasileiro nas suas múltiplas manifestações, tendo como base e como guia o arsenal científico do período, particularmente aquele propagado por produções europeias. Sua atuação esteve diretamente ligada aos conhecimentos propagados pela medicina higiênica, estendendo-se para a compreensão do clima e da gente brasileira, a partir da releitura de teorias estrangeiras e da atividade nacionalista militante de ressignificar os prognósticos lançados pelas perspectivas europeias para a compreensão da realidade do país. Visa entender o atrelamento entre a atividade intelectual e a tarefa de "construção da nação", presente na demanda pela formação de um conhecimento nacional, produzido por brasileiros e aplicáveis à realidade singular do Brasil, tomando o sertão e o sertanejo como o núcleo a partir do qual poderia surgir uma identidade étnica para a nação. Um dos argumentos defendidos neste trabalho consiste em afirmar que a tão propalada "literatura diletante", outorgada para definir contexto literário da primeira república, era portadora de um projeto político consistente e intentava intervir na sociedade do seu tempo, utilizando como estratégia de atuação a escrita e divulgação o material literário. Neste sentido, inferimos que a literatura de Afrânio Peixoto foi uma estratégia de conjugar ciência e nacionalismo, ambos pautados por um projeto político de intervenção social. Palavras-Chave: Afrânio Peixoto - Nação - Sertão - Ciência - Literatura Abstract: Study which addresses the physician and scientist Afrânio Peixoto's intellectual trajectory and literary writing (1876-1947), starting from the dialogue between the science and literature that pervade his work, during the First Brazilian Republic. It explores the main debates held in the scientific field, notably images and diagnoses related to the Brazilian outback, as of texts produced by Afrânio Peixoto and conveyed either by scientific manuals or literary writing. Professor from the Rio de Janeiro School of Medicine, Member of the Brazilian Academy of Letters and shareholder of the Brazilian Historic and Geographic Institute, Afrânio Peixoto was a representative of the Brazilian intellectuality from the first decades of the 20th century, dedicated to think Brazil and Brazilians and its multifaceted manifestations, having as base and guide the scientific arsenal from the period, particularly the ones propagated by European productions. His performance was directly associated with the knowledge shared by hygienist medicine, extending to the comprehension of the climate and the Brazilian people, as of the foreign theories rereading and the nationalist activities to resignify the prognosis started by the European perspective to apprehend the country's reality. It seeks to understand the hitching between the intellectual activity and the mission of "nation building", current in the search of national expertise, produced by Brazilians and suitable to the Brazilian's unique reality, assuming the Brazilian outback and country man as aims from which could emerge a type of ethnic belonging to the nation. One of the arguments defended in this work consists in stating that the so divulged "dilettante literature", granted to define literary context from the first republic, era related to a consistent political project and an attempt to intervene in the society of his time, using writing and dissemination of literary materials as a performance strategy. In this respect, we inferred that Afrânio Peixoto's literature was a stratagem of merging science and nationalism, both characterized by a political Project of social intervention. Keywords: Afrânio Peixoto - Nation - Brazilian outback - Science - Literature
7

A dramaturgia como âmbito de discussão histórica : reflexões sobre América Latina em quatro peças de Sergio Arrau entre 1980 e 2004

Guerrero, Manuel 2015 (has links)
Orientadora : Profª Drª Rosane Kaminski Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 20/03/2015 Inclui referências Resumo: O presente estudo se concentra em quatro textos de literatura dramática que o dramaturgo chileno-peruano Sergio Arrau criou entre 1980 e 2004, e que fazem parte do conjunto de peças em que relaciona História e Teatro: Os móbiles (1981), A Libertadora do Libertador (1983), Santa María del Salitre (1985) e Conquistadores (2004). Mediante a análise de aspectos semânticos e técnico-formais destas peças, busca-se compreender a relação que o autor estabelece com a América Latina a partir do cruzamento de memórias pessoais e coletivas, dos seus posicionamentos a respeito do passado e do contexto de produção, da sua experiência como viajante, docente, encenador e escritor, da própria tematização da América Latina e de seu tratamento mediante recursos teatrais variados, que são específicos em cada obra. Considera-se que estes quatro produtos artísticos visam questionar, problematizar e desestabilizar construções identitárias cristalizadas, para propor outras possibilidades na leitura de relatos históricos e nacionais. Acode-se a um conjunto interdisciplinar de referências teóricas visando nutrir a presente interpretação por uma diversidade de saberes pertencentes aos âmbitos histórico-historiográfico, sociológico, filosófico, estético e literário. Palavras-chave: Sergio Arrau; História e Teatro; teatro chileno-peruano; teatro latinoamericano; América Latina, América Hispânica, teatro histórico. Resumen: El presente estudio se concentra en cuatro textos de literatura dramática que el dramaturgo chileno-peruano Sergio Arrau creó entre 1980 y 2004, y que forman parte del conjunto de piezas que relacionan Historia y Teatro: Los móviles (1981), A Libertadora del Libertador (1983), Santa María del Salitre (1985) e Conquistadores (2004). Mediante el análisis de aspectos semánticos y técnico-formales de estas piezas, se busca comprender la relación que el autor establece con América Latina a partir del cruce de memorias personales y colectivas, de sus posiciones respecto del pasado y del contexto de producción, de su experiencia como viajero, docente, director y escritor, de la propia tematización de América Latina y de su tratamiento mediante recursos teatrales variados, que son específicos para cada obra. Se considera que estos cuatro productos artísticos visan cuestionar, problematizar y desestabilizar construcciones identitárias cristalizadas, para proponer otras posibilidades de lectura de relatos históricos y nacionales. Se acude a un conjunto interdisciplinario de referencias teóricas buscando nutrir la presente interpretación de una diversidad de saberes pertenecientes a los ámbitos histórico-historiográfico, sociológico, filosófico, estético e literario. Palabras clave: Sergio Arrau; Historia y Teatro; teatro chileno-peruano; teatro latinoamericano; América Latina, América Hispánica, teatro histórico. Abstract: This study focuses on four plays created by the chilean-peruvian play-writer Sergio Arrau between 1980 e 2004. They belong to the set of plays that link History and Theater: Los móviles (1981), La Libertadora del Libertador (1983), Santa María del Salitre (1985) e Conquistadores (2004). Through the analysis of semantic and technical aspects of this texts, it pretends to have a comprehension of the relationship built by the author with Latin America by the meeting personal and collective memories, by his positions about the past and the time of production, considering his experience as a traveler, teacher, play-director and play-writer, of the tematization itself of Latin America and of the treatment through diverse theatrical instruments, than are specific for each work. It consider that these four artistic opus are capable of questioning, problematize e desestabilize hermethic identitarian builds, in order to propose others possibilities for viewing historical and national narratives. It have supports of a vast and interdisciplinary set of theorical references in order to feed this research for a diversity of knowledge from the competence of historic-historiografic, sociologic, philosophic, aesthetic and literary. Key words: Sergio Arrau; History & Theatre; chilean-peruvian theatre; latin american theatre; Latin America, Hispanic America, historic theatre.
8

Entre o altar e a fogueira : relações de gênero na censura católica a romances (1907-1924)

Santos, Fernanda Cássia dos 2017 (has links)
Orientador : Profª Drª Karina Kosicki Bellotti Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 01/09/2017 Inclui referências : f. 226-241 Resumo: Nas primeiras décadas do século XX no Brasil, a igreja católica procurava recuperar seu lugar de privilégio tanto no nível das consciências dos indivíduos, quanto no âmbito político. Sentindo os efeitos da emergência da laicização do Estado e, ao mesmo tempo, deparando-se com as mudanças características do mundo moderno, o episcopado brasileiro reagiu a esse processo buscando recatolicizar as elites do país. Para tanto, investiu de forma extensiva na divulgação de suas ideias por meio da imprensa e no combate às "más leituras". Nesse cenário, o franciscano Pedro Sinzig e grupos de leigos vinculados ao Centro da Boa Imprensa e à Liga pela Moralidade voltaram-se para um amplo projeto de saneamento de textos literários. Para tanto, lançaram mão de inciativas de censura como a construção do Através dos Romances: Guia para as consciências, uma espécie de índex que classificava obras literárias consideradas recomendadas ou não para os católicos; a defenderam mudanças na legislação brasileira para que livros que fossem atentatórios à moral e aos bons costumes pudessem ser censurados; e denunciaram obras, escritores e editores por disseminarem publicações "imorais". Ao mesmo tempo em que combatiam as leituras consideradas sediciosas, os militantes católicos também se preocuparam em escrever, editar e promover uma literatura de caráter formativo, produzida em conformidade com os ideais católicos. Nesse sentido, essa pesquisa tem como objetivo principal investigar a construção de modelos ideais de feminilidade e de masculinidade no interior do discurso católico sobre a leitura nos primeiros anos do século XX no Brasil. Para isso, analisamos o discurso produzido pelos católicos sobre a leitura nesse contexto; reconstruímos o percurso através do qual esses discursos sobre "as más leituras" se transformou em práticas de censura; investigamos as razões pelas quais determinadas publicações eram consideradas "nocivas" para os católicos e os discursos sobre gênero que essas inciativas de censura revelam; e percorremos o projeto de construção de obras literárias consideradas edificantes, analisando os ideais de masculinidade e feminilidade por elas vinculadas. Para realizar esses objetivos, essa pesquisa lançou mão de uma vasta documentação. Além da publicação Através dos Romances, foram analisados textos publicados pela revista Vozes de Petrópolis entre os anos de 1907 e 1924 que versavam sobre temas como literatura, leitura, moralidade, feminismo, família, modernidade. Para compreender as atividades de Liga pela Moralidade, também foram consultados seus relatórios, seus boletins e a correspondência trocada entre Pio Ottoni (um dos presidentes da liga no período estudado) e o chefe de polícia Belisário Távora. Além disso, analisamos algumas obras consideradas "nocivas" pelos católicos, como A Silveirinha, de Julia Lopes de Almeida e Mademoiselle Cinema, de Benjamim Costallat. Por fim, analisamos dez publicações tidas como "edificantes", promovidas pelo Centro da Boa Imprensa, entre traduções e obras da autoria de Pedro Sinzig e da aclamada escritora católica Ancilla Domini. Palavras-chave: leitura, catolicismo, relações de gênero, literatura "edificante" Abstract: In the first decades of the twentieth century in Brazil, the Catholic Church sought to regain its place of privilege both at the level of the consciences of individuals and in the political sphere. Feeling the effects of the emergence of state secularization and, at the same time, facing the characteristic changes of the modern world, the Brazilian episcopate reacted to this process seeking to recatolicize the country's elites. To do so, he invested extensively in the dissemination of his ideas through the press and in the fight against "bad readings". In this scenario, the Franciscan Pedro Sinzig and groups of laymen linked to the Center of the Good Press and the League for Morality turned to a broad project of sanitation of literary texts. To do so, they used censorship initiatives such as the construction of "Through the Romances: A Guide to Consciences", a kind of index that classified literary works considered to be recommended or not for Catholics; they defended changes in the Brazilian legislation so that books that were harmful to morals and good customs could be censored; and denounced works, writers and editors for disseminating "immoral" publications. While fighting the readings considered seditious, Catholic militants also bothered to write, edit and promote a literature of formative character, produced in accordance with Catholic ideals. In this sense, this research has as main objective to investigate the construction of ideal models of femininity and masculinity within the Catholic discourse on reading in the first years of the twentieth century in Brazil. For this, we analyze the discourse produced by Catholics about Reading in this context; we reconstruct the course through which these discourses on "the bad readings" have turned into practices of censorship; we investigated the reasons why certain publications were considered "harmful" to Catholics and the discourses on gender that these censorship initiatives reveal; and we go through the project of constructing literary works considered edifying, analyzing the ideals of masculinity and femininity linked by them. To achieve these goals, this research has relied on extensive documentation. In addition to the publication Through the Romances, texts published by "Vozes de Petrópolis" were analyzed between 1907 and 1924, dealing with themes such as literature, reading, morality, feminism, family, modernity. In order to understand the activities of the League for Morality, his reports, his bulletins and the correspondence between Pio Ottoni (one of the league presidents during the period studied) and police chief Belisário Távora were also consulted. In addition, we analyze some works considered "harmful" by Catholics, such as A Silveirinha by Julia Lopes de Almeida and Mademoiselle Cinema by Benjamim Costallat. Finally, we analyzed ten publications considered as "edifying", promoted by the Good Press Center, between translations and works by Pedro Sinzig and the acclaimed Catholic writer Ancilla Domini. Keywords: reading, Catholicism, gender relations, "uplifting" literature
9

A "Musa Impassível" e o "Sepultamento" : traços nas transformações no modernismo de Victor Brecheret nos cemitérios de São Paulo

Santos, Sara Jane dos 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Artur Freitas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 06/09/2017 Inclui referências : f. 100-103 Resumo: Entre as obras do escultor Victor Brecheret encontram-se duas obras que se destacam por serem parte do conjunto das grandes obras que compõe os cemitérios secularizados brasileiros e por irem além daquilo que se costuma esperar das mesmas. Este trabalho trata da importância destas dentro deste contexto e de como elas simbolizam duas fases distintas na estética do escultor e sua importância para o Modernismo Brasileiro. Para tanto, observa-se o contexto geral e características particulares do Modernismo no Brasil, bem como da escultura produzida para os cemitérios brasileiros e suas particularidades. PALAVRAS-CHAVE: Escultura tumular; Modernismo; Victor Brecheret; Cemitérios Abstract: Victor Brecheret is one of the most important artists of the brazilian modernism. Among his masterpieces, we can find a group of cemiterial sculptures that have particular elements that made it hightlight at the necropolis spaces. This work is about two of them, and how it represents two different moments on the carrer of this artist, who help to "create" the brazilian modernism. Also treats of the brazialian modernism - caracterists and singularities - and the general caracteristics of the sculputures produced to brazilian cemiteries in these period. KEYWORDS: Tumular ; Modernism; Victor Brecheret; Graveyards
10

Mulheres da grande depressão : a intinerância das representações femininas e maternas no romance e filme As vinhas da ira - Estados Unidos (1930-1940)

Melo, Flávia da Rosa 2017 (has links)
Orientadora : Profª Drª Ana Paula Vosne Martins Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 22/03/2017 Inclui referências : f.245-253 Resumo: Em 1939 John Steinbeck publicou o romance As Vinhas da Ira. Contou a história da jornada dos Joad, uma família de meeiros do interior de Oklahoma, que após perderem as terras para o banco como ocorria com centenas de outras famílias da região, partiram para a Califórnia em busca de um recomeço no trabalho sazonal. A história dos Joad foi uma analogia com a realidade histórica: milhares de famílias migrantes do interior dos Estados Unidos tiveram o mesmo destino durante a década de 30. Ao mesmo tempo em que a Grande Depressão Econômica assolava o país desde 1929 fechando indústrias, bancos e formando nos grandes centros urbanos uma multidão de desempregados e miseráveis, os Estados Unidos passaram pela pior crise ecológica da história. O interior do país foi assolado pela seca e pelas Dust Bowl, tempestades de poeira e terra que varreram os campos e plantações, levando ao colapso o meio rural estadunidense. Assim, uma realidade histórica serviu de cenário para Steinbeck contar a jornada daquela família e refletir acerca da questão dos trabalhadores e a crise econômica e social dos Estados Unidos. O livro vendeu milhões de cópias e os temas e protagonismos de alguns personagens causaram uma grande polêmica: a partir do romance a ?ameaça vermelha? parecia ser real, mas foram principalmente as mulheres da família Joad que mais suscitaram críticas e condenações morais por terem atitudes demasiado transgressoras por conta de um tema quase sacralizado, o amor materno. Em meio ao imenso sucesso que fez o romance, em 1940 estreou nos cinemas de Hollywood sob a direção de John Ford a adaptação fílmica homônima. Todavia, a trama tem um final bem diferente e podemos afirmar, não conta a mesma história: os Joad do filme deixaram de simbolizar a crítica ao capitalismo para entrarem em consonância com os valores norte-americanos sobre a família, o trabalho e a união. As personagens femininas Vó Joad, Ma Joad e Rosasharn foram reconduzidas para as idealizações da cultura patriarcal de uma maternidade passiva. Esta dissertação teve por objetivo identificar e analisar o processo de construção dessas duas obras culturais e a itinerância das suas representações de gênero, principalmente da feminilidade e da maternidade. Simultaneamente, procurou-se explorar como estas obras culturais se relacionam com históricas lutas dos Estados Unidos. Reações a este novo mundo do capitalismo liberal ocorriam desde as últimas décadas do século XIX. Movimentos trabalhistas, sufragistas, feministas e de luta pelos direitos das minorias sustentavam um verdadeiro desejo de mudança e transformação que despontou durante a Crise Econômica e contra o qual forças reacionárias se levantaram através das mídias de massa. Palavras-chave: História e Cinema; História e Literatura; Gênero; Grande Depressão; Abstract: Em 1939 John Steinbeck publicou o romance As Vinhas da Ira. Contou a história da jornada dos Joad, uma família de meeiros do interior de Oklahoma, que após perderem as terras para o banco como ocorria com centenas de outras famílias da região, partiram para a Califórnia em busca de um recomeço no trabalho sazonal. A história dos Joad foi uma analogia com a realidade histórica: milhares de famílias migrantes do interior dos Estados Unidos tiveram o mesmo destino durante a década de 30. Ao mesmo tempo em que a Grande Depressão Econômica assolava o país desde 1929 fechando indústrias, bancos e formando nos grandes centros urbanos uma multidão de desempregados e miseráveis, os Estados Unidos passaram pela pior crise ecológica da história. O interior do país foi assolado pela seca e pelas Dust Bowl, tempestades de poeira e terra que varreram os campos e plantações, levando ao colapso o meio rural estadunidense. Assim, uma realidade histórica serviu de cenário para Steinbeck contar a jornada daquela família e refletir acerca da questão dos trabalhadores e a crise econômica e social dos Estados Unidos. O livro vendeu milhões de cópias e os temas e protagonismos de alguns personagens causaram uma grande polêmica: a partir do romance a ?ameaça vermelha? parecia ser real, mas foram principalmente as mulheres da família Joad que mais suscitaram críticas e condenações morais por terem atitudes demasiado transgressoras por conta de um tema quase sacralizado, o amor materno. Em meio ao imenso sucesso que fez o romance, em 1940 estreou nos cinemas de Hollywood sob a direção de John Ford a adaptação fílmica homônima. Todavia, a trama tem um final bem diferente e podemos afirmar, não conta a mesma história: os Joad do filme deixaram de simbolizar a crítica ao capitalismo para entrarem em consonância com os valores norte-americanos sobre a família, o trabalho e a união. As personagens femininas Vó Joad, Ma Joad e Rosasharn foram reconduzidas para as idealizações da cultura patriarcal de uma maternidade passiva. Esta dissertação teve por objetivo identificar e analisar o processo de construção dessas duas obras culturais e a itinerância das suas representações de gênero, principalmente da feminilidade e da maternidade. Simultaneamente, procurou-se explorar como estas obras culturais se relacionam com históricas lutas dos Estados Unidos. Reações a este novo mundo do capitalismo liberal ocorriam desde as últimas décadas do século XIX. Movimentos trabalhistas, sufragistas, feministas e de luta pelos direitos das minorias sustentavam um verdadeiro desejo de mudança e transformação que despontou durante a Crise Econômica e contra o qual forças reacionárias se levantaram através das mídias de massa. Palavras-chave: História e Cinema; História e Literatura; Gênero; Grande Depressão;

Page generated in 0.0527 seconds