• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 11408
  • 175
  • 32
  • 3
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 11624
  • 3923
  • 2289
  • 2124
  • 2074
  • 2020
  • 2002
  • 1933
  • 1832
  • 1685
  • 1515
  • 1234
  • 1232
  • 983
  • 953
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O teatro no Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes : o povo, a nação, o imperialismo e a revolução (1961-1964)

Alexandre Ricardo Lobo de Sousa 2001 (has links)
Nos anos 50 e 60 a vontade de superação do arcaico rumo ao moderno, no Brasil, ganhou expressão na Ideologia do Desenvolvimento. Tratava-se de acreditar que através das idéias e da divulgação destas seria possível promover no povo brasileiro uma mentalidade que fosse compatível com a modernidade. Ainda no governo de Café Filho, foi criado o Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB), órgão financiado pelo Ministério da Educação para tecer e debater esta ideologia. Mas, entre a ideologia do governo e a dos setores da sociedade brasileira que de algum modo foram influenciados por ela, havia uma diferença no uso de conceitos. Os conceitos chaves da Ideologia do Desenvolvimento são nação, povo, revolução e imperialismo. Na presente dissertação, procurei mostrar como estes conceitos eram usados em peças de teatro do Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC da UNE). Mesmo não assumindo diretamente a Ideologia do Desenvolvimento, o CPC da UNE fez uso de seus conceitos em suas peças. Houve mesmo uma aproximação entre o CPC e o ISEB, proporcionado pela publicação dos Cadernos do Povo Brasileiro, distribuídos pelo primeiro que os encomendou ao segundo. Entretanto, as peças cepecistas, embora influenciadas pela idéia de desenvolvimento e pelo clima de progresso industrial, nem por isso foram reprodutoras dos conceitos de povo, nação, revolução e imperialismo do ISEB. Ao contrário, significaram muitas vezes uma ruptura. No conceito de revolução brasileira, por exemplo, no geral, os isebianos acreditavam na necessidade de uma revolução burguesa pacífica a partir da aliança das classes operaria e burguesia nacional. Em contraste, no CPC, através de peças 6 como A mais valia vai acabar, seu Edgar, a aliança entre burguesia e operariado é contestada, vide a incompatibilidade de interesses.
2

A esquerda brasileira no contexto do fim da guerra fria

Rodrigo Dias 2002 (has links)
Esta pesquisa surgiu a partir das novas questões postas com o fim da Guerra Fria e a necessidade de desvendar suas relações com o processo histórico brasileiro. Tendo em vista que o fim da Guerra Fria pode ser considerado como o divisor de águas de uma nova conjuntura internacional, partimos de um recorte que acreditamos ser bastante significativo para a compreensão nacional desta problemática. “Os partidos de esquerda brasileiros no contexto do fim da Guerra Fria” apresenta-se como um objeto capaz de estabelecer um diálogo necessário com um dos processos históricos mais significativos do século XX: o colapso do comunismo na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), que representou uma verdadeira crise de valores no conjunto das práticas sociais e nos principais paradigmas dos partidos de esquerda no Brasil. Esta dissertação analisa as transformações ocorridas no período de 1989 a 1993 no Partido Comunista Brasileiro, Partido Comunista do Brasil e Partido dos Trabalhadores , a partir desta nova conjuntura internacional.
3

Da cruz à bandeira : a construção do imaginário do Movimento Sem Terra/RS, 1985-1991

Leandro Sidinei Nunes Hoffmann 2002 (has links)
Nas duas últimas décadas, a luta pela terra constituiu-se no movimento social mais visível e de maior abrangência, tanto pela ocupação espacial, como pelo envolvimento de diversos setores da sociedade gaúcha, chegando a formar um comitê subscrito por mais de trezentas entidades da sociedade civil, em apoio ao acampamento de Encruzilhada Natalino. Na Assembléia Nacional Constituinte, a reforma agrária foi o projeto popular que recebeu o maior número de assinaturas: um milhão e duzentas mil. O MST, entre os novos atores sociais, ocupa um espaço destacado no cenário político. Isto, tanto pelo conteúdo do Movimento quanto por suas formas de organização e, especialmente, pelas mudanças no universo mental dos seus atores, necessárias para uma adesão e resistência prolongada e conflituosa, rompendo com muitos valores arraigados na cultura camponesa. Nos primeiros anos do Movimento, a utilização de representações religiosas pelos sem-terra é constante e intensa, como a tradução de sua luta, por agentes religiosos, em um discurso ético/ religioso. No decorrer do processo, as orientações do Movimento e as representações da luta alteram-se profundamente. As representações religiosas vão paulatinamente cedendo lugar a um discurso político/ classista. No final dos anos oitenta, o MST apresenta-se como um movimento essencialmente político de luta pela terra e sua simbologia traduz essa transformação. As representações político-classistas da luta pela terra têm como “sustentação” o modelo organizacional leninista adotado pelo MST, possibilitando que a “linha do Movimento” seja reproduzida e adotada, ainda que se verifiquem descontentamentos e dissidências.
4

Estado Monárquico (Des)centralizado

Silva, Sandra Oenning da 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Historia, Florianópolis, 2013
5

Entre contrabando e ambigüidades

Costa, Gustavo Marangoni 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Análise da República Juliana em Laguna no de 1839. Estudo de diferentes aspectos que precederam a chegada dos rebeldes farroupilhas em Laguna e a proclamação da república, tais como: o contrabando de pólvora e armamento para o Rio Grande do Sul, a presença de emigrados rio-grandenses em Santa Catarina, o recrutamento forçado para o exército, além de aspectos peculiares da política local e de um levantamento das lideranças locais, seus bens e sua participação em funções públicas antes, durante e depois do movimento republicano. A pesquisa estuda ainda como esses fatores influíram para a chegada dos farroupilhas em Laguna, criando um clima favorável na vila, contribuindo para a proclamação da república e quais circunstâncias levaram esta situação favorável se tornar um ambiente de hostilidade contra os farroupilhas, analisando os problemas acarretados pela presença da tropa farrapa e as revoltas de Tubarão e Imaruí contra os farroupilhas.
6

Uma reflexão sobre o gênero biográfico : a trajetória do militante socialista Antônio Guedes Coutinho na perspectiva de sua vida cotidiana (1868-1945)

Benito Bisso Schmidt 1996 (has links)
Nesta dissertação, analiso a trajetória do militante socialista Antônio Guedes Coutinho, que viveu entre 1868 (Trás-os-Montes/Portugal) e 1945 (Rio Grande/RS/Brasil), a partir da perspectiva de sua vida cotidiana. No primeiro capitulo, apresento uma reflexão historiográfica, teórica e metodológica sobre o gênero biográfico. Inicialmente, recupero a trajetória deste gênero em três correntes que marcaram o conhecimento histórico a partir do século XIX: o positivismo, o marxismo e a Escola dos Anais. Analiso também as tendências recentes que resgatam a biografia como forma de perspectivação do social, quais sejam: a nova hist6ria francesa, o grupo contemporâneo de historiadores britânicos de inspiração marxista, a micro-história italiana e a psico-história. Depois, examino os principais problemas que se apresentam ao historiador interessado em realizar uma pesquisa biográfica, abordando quatro falsas oposi96es consideradas inerentes ao gênero em questão: individuo x sociedade, biografia enquanto narração x biografia enquanto explicação, individuo unitário x individuo fragmentado e público x privado Finalmente, procuro demonstrar as vantagens analíticas de se construir uma biografia pela perspectiva do cotidiano. No segundo capitulo, a partir das discussões teóricas realizadas, construo uma biografia de Coutinho, destacando os quatro conteúdos centrais e indissociáveis que, segundo a documentação consultada, compunham a sua vida diária: a família, o trabalho, o estudo e a produção intelectual e a militância. Em cada um destes itens, verifico como se deu a relação entre as dimensões cotidiana e não-cotidiana de sua existência. Nas considerações finais, recupero alguns discursos produzidos sobre Coutinho após sua morte que apontam para diferentes facetas do personagem. Busco assim reafirmar a importância de se levar em conta, na construção de biografias, a complexidade das trajet6rias individuais que sao vivenciadas sobretudo no cotidiano. Sintetizo, finalmente, as principais contribuições trazidas por este estudo.
7

Teatro e história : uma experiência de historiografia

Maria Luiza Filippozzi Martini 2002 (has links)
"Teatro e história: uma experiência historiográfica" parte de uma investigação das formas narrativas mais difundidas numa comunidade pouco letrada. O teatro, opção preferida pela comunidade onde situou-se o estudo -a Vila Pinto- revelou-se tanto um instrumento comemorativo quanto uma forma de expor problemas. Assumimos então a hipótese de que o teatro pico poderia desenvolver potencialidades dessa forma narrativa enquanto escrita da história, desenvolvendo uma parceria de texto e encenação com um, grupo de adolescentes para contar a hist6ria do espaço público mais antigo da cidade, a Rua da Praia. O resultado é a construção de uma identidade transcendental, o grupo de teatro, que atinge o entendimento e narração da história, ainda dentro do limite que denominamos para-historiográfico, isto é, uma forma mimética diante do caráter fragmentário e probabilístico do conhecimento histórico. A research driven study "Teatro e histria: uma experiência historiográfica", starts from a project related to the most spread narrative forms into an illiterate community. The drama reveals itself to the members of the Vila Pinto, where the study was realized, as an instrument for pleasure as much as a form to expose their own problems. For instance, we assume the hypothesis that through the epic drama would be developed some capacities to write the History. This was possible associating the text and the dramatization with a group of teenagers who through this could relate the story of one of the most ancient parts of the City named Rua da Praia. The product of the experience was a construction of a transcendental identity, a group of theatre, who reaches the understanding and the narration of the History, still on the limits that we have called as para-historio graphic. That is, a kind of mimetic form produced by the fragmentary and the probable character of the historical knowledge
8

Entre o eucronimo e o anacronismo

Campos, Daniela Queiroz 2014 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2014. O trabalha aborda as temporalidades da imagem da coluna Garotas do Alceu da revista O Cruzeiro. Coluna de humor e comportamento que foi editada de 1938 à 1964 em uma das revistas brasileiras de maior circulação do século XX. A coluna marcou-se por suas ilustrações assinadas por Alceu Penna. As percepções eucrônica da imagem perpassam questões referentes a seu tempo de produção, sua reprodutibilidade, a indústria gráfica. Foram imagens envoltas a publicidades, comportamentos, morais e modas em voga em seu tempo histórico de produção. Contudo, segundo Georges Didi-Huberman, a imagem pertence ao tempo. Tempos múltiplos, impuros, heterogêneos, dialéticos, anacrônicos também perpassam a imagem em questão. As Garotas do Alceu, as pin-ups, foram também analisadas como ninfas. As pin-ups foram uma das marcas da imprensa do século XX e dividiram as páginas de periódicos com a guerra. As Garotas como a ninfa moderna que associa o belo ao trauma.
Abstract : The paper addresses the image temporalities of the column Girls of Alceu in the O Cruzeiro magazine. The mood and behavior column was edited from 1938 to1964 and was one of Brazil's largest circulation magazines of the XXth Century.The column was recognized by its illustrations signed by Alceu Penna. The eucronical image perceptions permeate issues regarding their production time, reproducibility, the printing industry. Those images were surrounded by advertisement, behavior, morals and fashion in vogue in their historical production time. However, according to Georges Didi-Huberman, the image belongs to time. Multiple times, impure, heterogeneous, dialectic, anachronous also pervade the image in concern. The Girls of Alceu, pin- ups, were also analyzed as nymphs. The pin- ups were a hallmark of the XXth Century pressand divided journal pages with the war. The Girls as a modern nymph that combines the beauty and trauma.
9

As dinâmicas político-territoriais de uma comunidade periférica no sul da América Portuguesa

Cardoso, Vitor Hugo Bastos 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2013. Este trabalho tem como objetivo principal analisar o processo político da ocupação luso-brasileira do espaço da Ilha de Santa Catarina e do litoral próximo entre finais do século XVII e a primeira metade do XVIII. Nesse período este território ultramarino passou por inúmeras transformações que culminaram a criação da Vila do Desterro, no ano de 1726, e a instalação da capitania de Santa Catarina, em 1738. Para isso, procurou-se enfatizar aqui a trajetória social e política da elite local recém-constituída, que a partir dos seus postos de governança intermediava junto ao Estado luso o processo territorialização da fronteira sul da América portuguesa.
Abstract : This work takes as its principal objective to analyze the political process of Portuguese-Brazilian occupation of the island of Santa Catarina and the nearby coat at the end of the 17th and beginning of the 18th century. During this time, this overseas Portuguese territory passed through many transformations, ending with the creation of the Vila de Desterro in 1726 and the installation of the Capitania of Santa Catarina in 1738. In order to achieve this analysis, the author emphasizes the social and political trajectory of the recently constituted local elite which, through positions of governance, worked with Lisbon to territorialize of the southern frontier of Portuguese America.
10

"Memórias do sotão" : vozes de mulheres na militância política contra a ditadura no Paraná (1964-1985)

Conradi, Carla Cristina Nacke 2015 (has links)
Orientador : Prof. Dra. Roseli Terezinha Boschilia Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 13/11/2015 Inclui referências : f. 256-266 Resumo: Esta tese tem por objetivo investigar e analisar a ação política de mulheres em luta contra a ditadura civil-militar no Estado do Paraná, Brasil, a partir de suas narrativas autobiográficas. As jovens estudantes ou universitárias, no final da década de 1960 e início da de 1970, Teresa, Clair, Ana Beatriz, Lídia, Elizabeth, Ligia, Noemi, Rosilei, Zélia, Adair, Cecília, Neide, Teresinha e Izabel romperam, cada qual a seu modo, com os padrões tradicionais de conduta impostos às mulheres e escolheram para si o projeto pessoal pela ação política. O recorte temporal desta investigação abrangeu os anos de 1964 a 1985, período em que as mulheres se identificaram com a luta e os desdobramentos de suas escolhas ? clandestinidade, exílios e retorno à legalidade com a anistia. O recorte espacial incidiu sobre a cidade de Curitiba e foi definido por duas razões: primeiro, porque este foi o local no qual, na atualidade, encontramos as mulheres que aceitaram participar da pesquisa e, em segundo, a capital foi o território da atuação dessas mulheres. A memória social sobre o período ditatorial no estado constrói uma noção de político para essas mulheres que é a invisibilidade, i.e., o apagamento de suas performances políticas. Assim, entendemos tal construção enquanto um silêncio político dotado de estratégias de poder, dado o trabalho historiográfico e memorialístico, para negar a presença e a atuação das mulheres militantes. Tendo como foco privilegiado de observação as experiências e a invenção subjetiva de inserção política dessas mulheres, analisamos a constituição da subjetividade de três militantes, tratando a memória como uma prática de si, i.e., um exame voltado para si e também para o outro. As narrativas foram interpretadas como uma possibilidade de invenção subjetiva de gênero, seja problematizando como fizeram do gênero um local possível de resistência, seja como fizeram do ato de relembrar uma possibilidade de se reinventar como sujeitos políticos. A reflexão teve seus pressupostos teóricos tomados da noção de "agência" de Judith Butler, de "local de agência" de Leonor Arfuch, de "escrita de si" e de "estética da existência", de Michel Foucault. Palavras-chave: Ditadura civil-militar; Memória; Subjetividades; Militância política; Mulheres. Abstract: The goal of this doctoral dissertation was to assess the political action of women struggling against the civil-military dictatorship in the State of Paraná, Brazil, using their autobiographical narratives. In the late 1960s and early 1970s, the young students or undergraduate students Teresa, Clair, Ana Beatriz, Lídia, Elizabeth, Ligia, Noemi, Rosilei, Zélia, Adair, Cecília, Neide, Teresinha, and Izabel, each in her own way, broke with the traditional behavior standards imposed upon women and chose the personal project of political action for them. The research covered the years from 1964 to 1985, a period in which women identified themselves with the struggle and the consequences of their choices, namely: clandestinity; exile; and return to legality through amnesty. The city of Curitiba was chosen for two reasons: firstly, because it was the location where we found the women who agreed to participate in the research and, secondly, this capital city was the territory of action of these women. The social memory about the dictatorial period in the State of Paraná builds a political notion of invisibility for these women, i.e., the deletion of their political performances. Therefore, we understand such a construction as a political silence with power strategies, given the historiographical and memorialistic work aimed at denying the presence and action of activist women. Having the experiences and the subjective invention of political insertion of these women as a focus, we assessed the constitution of the subjectivity of three activists, treating the memory as a practice of the self; i.e., an assessment focused on themselves and also on the others. The narratives were interpreted as a possibility of subjective invention of gender; either questioning how they turned gender into a possible location for resistance or how they turned the act of remembering into a chance to reinvent themselves as political subjects. The theoretical assumptions of this reflection were taken from Judith Butler's notion of "agency", Leonor Arfuch's "agency location", and Michel Foucault's "writing the self" and "aesthetics of existence". Keywords: Civil-military dictatorship; Memory; Subjectivities; Political activism; Women.

Page generated in 0.0711 seconds