• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 53
  • 15
  • 13
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 88
  • 36
  • 17
  • 16
  • 14
  • 13
  • 13
  • 12
  • 11
  • 11
  • 11
  • 11
  • 10
  • 10
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Jacob Gorender, um militante comunista: estudo de uma trajetória política e intelectual no marxismo brasileiro (1923-1970) / Jacob Gorender, a Communist militant: study of a political and intellectual trajectory in the Brazilian marxist (1923-1970)

Carlos Fernando de Quadros 03 December 2015 (has links)
Esta dissertação analisa a trajetória política e intelectual do marxista brasileiro Jacob Gorender (1923-2013). O recorte temporal adotado detém-se no ano de sua prisão, em 1970, por motivo de suas atividades políticas, não obstante Gorender tenha uma rica militância e, especialmente, uma produção teórica muito vasta nos anos posteriores à sua experiência prisional. Esta escolha analítica decorre do fato deste período permitir acompanhar o seu itinerário militante em duas organizações políticas, o Partido Comunista do Brasil, renomeado em 1961 Partido Comunista Brasileiro (PCB), e o Partido Comunista Brasileiro Revolucionário (PCBR). Por meio deste procedimento o objetivo foi compreender o processo de desenvolvimento do marxismo no Brasil, com as continuidades e rupturas que o caracterizaram, entre as décadas de 1940 e 1970, a partir de uma abordagem biográfica. / This thesis is on the political and intellectual trajectory of the Brazilian Marxist Jacob Gorender (1923-2013). The adopted time frame is held until his prison, in 1970, due to his political activities, regardless Gorender had a rich militancy and, specially, theoretical production in the years after his prison experience. This analytical choice results that this period allows to follow his militant itinerary in two political organizations, Communist Party of Brazil, renamed in 1961 Brazilian Communist Party (PCB), and Brazilian Revolutionary Communist Party (PCBR). Through this procedure the goal was to understand the development process of Marxism in Brazil, with the continuities and raptures that characterized it, between the 1940s and the 1970s, from a biographical approach.
22

Quem forma quem? : Instituição dos sujeitos / Who does really educate? : the institution of the subjects

Soligo, Rosaura Angelica, 1959- 30 August 2007 (has links)
Orientador: Guilherme do Val Toledo Prado / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-08-09T11:22:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Soligo_RosauraAngelica_M.pdf: 1730546 bytes, checksum: 02565bce0a6508aadb16cd09691f1ad0 (MD5) Previous issue date: 2007 / Resumo: A problemática central desta pesquisa é a formação pessoal e profissional e o tema de investigação é a relação instituições-sujeitos, mais especificamente a relação entre instituições/organizações educativas e profissionais que nelas trabalham. Com o propósito de compreender como se dá essa relação, as mútuas influências que ocorrem e que tipo de profissional tem ações instituintes no ambiente de trabalho, foram tomados como instrumentos de produção de dados 32 memoriais de sujeitos principalmente da área da educação, que narram suas experiências mais significativas em uma ou mais instituições em que atuam ou atuaram. Os dados indicaram que os contextos de trabalho e a cultura que neles predomina, ao mesmo tempo em que são formativos, são também instituídos pelos sujeitos, ainda mais quando estes são militantes na profissão, característica do grupo de autores dos memoriais analisados. Foram dois os conceitos sistematizados ao longo da pesquisa a partir dos dados empíricos e das contribuições teóricas: formação e militância na profissão. Formação, entendida de um ponto de vista amplo, como o conjunto de experiências formativas ao longo da vida, ou seja, todas as experiências que produziram aprendizagens. Militância na profissão, definida como um tipo de atuação própria das pessoas que não poupam tempo e esforços para desenvolver um trabalho de qualidade, que não se satisfazem com nada que não seja 'o seu melhor¿, que em geral desempenham um papel instituinte não só no âmbito de sua atuação específica, mas na instituição como um todo. A resposta da pesquisa para a pergunta-título 'Quem forma quem?¿ é de que, a rigor, ninguém forma ninguém: o sujeito se forma a partir das oportunidades que tem, aquelas que se convertem em experiências de aprendizagem de fato, a partir de sua história anterior, do que valoriza e deseja, das relações que estabelece com o outro. Ao final, como resultado das lições aprendidas, são apresentadas algumas recomendações aos responsáveis pela elaboração e implementação de políticas de educação e de formação, propósito colocado desde o início do trabalho. Também por essa razão, o registro da pesquisa é feito na forma de correspondências endereçadas a esses profissionais / Abstract: The main aim of this study is the professional and personal formation and the investigational thematic is the relation between Institution and Subjects, specifically the relation between Educational Institutions/Organizations and their professionals. Intending to also understand this relation and the existing mutual influences and the type of professional that have ¿instituting¿ action at work, the instruments used to produce the data had been the 32 ¿memorials¿ written by the research subjects, most of them of the educational area, telling their most important experiences in the institutions in which they have worked during their professional life. The data indicated that the work context and its predominant culture are formatives and instituted by the subjects, at the same time, mainly when these subjects are militants on the profession, as the memorials¿s authors. Two concepts were organized during the research through the empirical data and the theoretical contributions: formation and militancy on the profession. Formation means, in an ample point of view, the set of formative experiences during the life, or either, all the experiences that had produced learnings. Militancy on the profession means a type of characteristic performance of the people who don¿t save time or efforts to develop a quality work, who are not pleased with less than their better work and do play ¿instituting¿ role not only on the scope of their specific performance, but on the entire institution. The answer to the question ¿Who does really educate?¿ is: nobody educates anybody, because the subjects form themselves through the existing opportunities that become real learning experiences due to their life history, values, desires, relations with another significant people. At the end, as results from the learned lessons, some recommendations are presented to the responsible ones for design and implement Education and Formation policies. For this same reason, the register of the research were written as a letter addressed to them / Mestrado / Ensino, Avaliação e Formação de Professores / Mestre em Educação
23

Entre o sujeito e o verbo: um estudo sobre o caráter urbano da militância do MST na Região Metropolitana de Goiânia (RMG) / Between subject and verb: a study on the militancy of MST in the Goiânia Metropolitan Region (RMG)

MARQUES, Marcelo Barbosa 28 November 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-07-29T15:32:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 dissertacao marcelo marques.pdf: 488253 bytes, checksum: 2a2f09da728cf837536c0e36084085e2 (MD5) Previous issue date: 2009-11-28 / In Goiás, as well as throughout the national territory, the agrary reform process happens slowly, and in most cases it is because social movements are pressuring the state to do so. This paper seeks an understanding of who is the subject that forms the social basis of the MST in the state and its intrinsic relationship to the territory of the movement. If the field has undergone abrupt changes in recent decades, the movement had to monitor these changes. Such changes make room for a new conception of land reform under new strategies to fight, thus incorporating new subjects. The struggle for land gains new characters, the stage is now in urban centers and in the cadence of walking contradiction, a land of emigration before reason, today is the possibility of new mass of militants from the outskirts of large urban centers. The engagement of militant urban opens spaces for reflection of the current model of production in the field, and the prospect of resistance of the peasantry in the state. From this, the thesis presents the results on who is the activist of the MST in Goiás, its forms of entry, ideas, and also their perspective on the future of their family, their contradictions and difficulties in movement. The character of migrants is another fact placed on the work, which helps to understand who is militant. Its historical and economic burden corroborates its character of migrant. Its routines lead to militancy, and thus the struggle for land appears as a change of perspective of life and has the movement as possibility / Em Goiás, assim como em todo o território nacional, o processo de reforma agrária acontece vagarosamente, e na maioria das vezes, quando ocorre, é porque os movimentos sociais pressionam o Estado a viabilizá-la. O objetivo desse trabalho é entender quem é o militante do MST em Goiás e o que isso interfere na luta pela terra no estado. O problema dessa dissertação nasce da reflexão sobre a urbanidade de seus sujeitos e na conseqüência que isto tem na espacialização e territorialização do movimento. Se o campo sofreu transformações abruptas nas últimas décadas, os movimentos tiveram que acompanhar essas mudanças. Tais mudanças abrem espaço para uma nova concepção de reforma agrária sob novas estratégias de luta, incorporando assim novos sujeitos. A luta pela terra ganha novos personagens, o palco agora se faz nos grandes centros urbanos e caminhando na cadência da contradição, a terra antes motivo de êxodo, hoje serve de possibilidade à nova massa de militantes oriundas das periferias dos grandes centros urbanos. O engajamento de militantes urbanos abre espaços para a reflexão do atual modelo de produção no campo, bem como a perspectiva de resistência do campesinato em Goiás. Diante disso, a dissertação apresenta o resultado sobre a expropriação histórica desse sujeito, que perpassa seus avós e seus pais, até chegar no atual militante residente nos grandes centros urbanos, e que vê no movimento um retorno afetivo ao seu passado familiar. O seu caráter de migrante é outro fato colocado, que vem somar o entendimento sobre esse sujeito. Seu fardo histórico e econômico corrobora para seu caráter de migrante. Seu ir e vir o leva para a militância, e assim, a luta pela terra aparece como uma perspectiva de mudança de vida e o movimento enquanto possibilidade
24

AÃÃo PolÃtica, TransformaÃÃo Social e ReconstruÃÃo de Identidades: um olhar a partir do feminismo para a militÃncia das mulheres rurais nos movimentos sociais. / POLITIC ACTION, SOCIAL TRANSFORMATION AND IDENTITIES RECONSTRUCTION: a view from the feminism to rural women militancy in social moviments

Elizabeth Ferreira da Cruz 22 December 2009 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento CientÃfico e TecnolÃgico / A presente pesquisa teve como principal objetivo identificar e analisar as transformaÃÃes ocorridas nas dimensÃes da identidade e na posiÃÃo de sujeito das mulheres rurais que exercem militÃncia polÃtica em movimentos sociais rurais no CearÃ. Buscou tambÃm apreender se a vinculaÃÃo ou aproximaÃÃo com o feminismo, seja como ideologia/visÃo de mundo, teoria ou movimento social, constitui um diferencial para a mudanÃa de posiÃÃo de sujeito das mulheres militantes, contribuindo para que estas sejam mais autÃnomas, tanto nos movimentos em que militam como em sua vida cotidiana no Ãmbito das relaÃÃes familiares. A anÃlise concentra-se nas experiÃncias de mulheres militantes de trÃs movimentos sociais: Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste â MMTR/NE, Movimento Sem Terra â MST e Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais â MSTTR. Analisa tambÃm as experiÃncias de mulheres rurais que nÃo militam em movimentos de forma a poder identificar e problematizar diferenÃas e semelhanÃas entre os dois grupos, constatando ou nÃo se a militÃncia polÃtica provoca transformaÃÃes significativas nas dimensÃes da identidade e nas prÃticas cotidianas das mulheres militantes. SÃo conceitos-chave neste estudo: identidade, sujeito, transformaÃÃo social e militÃncia. Esta reflexÃo toma como base os princÃpios epistemolÃgicos, teÃricos e metodolÃgicos das Teorias Feministas e do Marxismo. Para dar contar de apreender melhor o objeto de estudo, adotou-se como procedimento metodolÃgico a pesquisa qualitativa, numa abordagem feminista, colhendo os dados empÃricos atravÃs de entrevistas coletivas (grupo focal) e individuais, observaÃÃo participante, bem como a anÃlise de documentos. As conclusÃes indicam que a militÃncia polÃtica em movimentos sociais, ainda que nÃo seja suficiente para constituir as mulheres como sujeitos plenos de si, contribui de forma significativa para que estas mulheres ajam e se coloquem em suas vidas, polÃtica e privada, com mais autonomia do que aquelas que nÃo militam em movimentos sociais. A militÃncia possibilita maior conhecimento, maior acesso à informaÃÃo e a vivÃncia em um mundo pÃblico-polÃtico que cria condiÃÃes para o exercÃcio de uma prÃtica cidadÃ, de proposiÃÃo e reivindicaÃÃo de direitos. Hà diferenÃas significativas entre as mulheres que militam e aquelas que nÃo militam, em especial, na sua visÃo de mundo sobre os processos de dominaÃÃo de classe e de gÃnero. Ainda que haja semelhanÃas nas percepÃÃes sobre as transformaÃÃes ocorridas no meio rural, as mulheres militantes mostram uma postura mais crÃtica sobre essas transformaÃÃes, algumas identificando nelas contradiÃÃes. TambÃm foi possÃvel identificar que entre as mulheres militantes hà uma percepÃÃo mais crÃtica das relaÃÃes desiguais de poder entre mulheres e homens e da cultura patriarcal presentes na sociedade, sobretudo, aquelas que tÃm algum vÃnculo direto ou indireto com o feminismo. Entre estas, foi constatado um processo de mudanÃa nas relaÃÃes de gÃnero no Ãmbito familiar, inclusive uma maior divisÃo do trabalho domÃstico.
25

A coragem da verdade e a ética do intelectual em Michel Foucault / The courage of truth and ethics of intellectual Michel Foucault

Vieira, Priscila Piazentini, 1981- 21 February 2013 (has links)
Orientador: Luzia Margareth Rago / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Made available in DSpace on 2018-08-22T08:05:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vieira_PriscilaPiazentini_D.pdf: 1050617 bytes, checksum: 1f95f721fd7d11443e8d7c06e19ceb2d (MD5) Previous issue date: 2013 / Resumo: A tese parte do interesse de Michel Foucault pela questão da parrhesía na cultura antiga e das suas reflexões sobre a construção ética do indivíduo. Essa problematização integra os últimos estudos do filósofo, dentre os anos de 1982-1984, dedicados a trabalhar a ética, as estéticas da existência e o cuidado de si no mundo greco-romano. Ela também se insere nas suas reflexões sobre uma "ontologia histórica de nós mesmos", a partir de uma crítica histórica que tem por objetivo libertar e ultrapassar as condições existentes da atualidade. Sublinho, nesse sentido, a mudança que o pensamento de Foucault sofre entre o final da década de 1970 e o início de 1980, especialmente com relação à problemática da verdade. Ao privilegiar a noção antiga de coragem da verdade, ele tenta escapar dos modos predominantes de entendê-la na modernidade, que estão vinculados ao cristianismo e à ciência moderna. Dentro desse contexto, a volta à Antiguidade, pelo estudo da parrhesía socrática e cínica, por exemplo, possibilita a Foucault questionar a figura do "intelectual universal" dominante nos séculos XIX e XX e propor, por meio da figura do "intelectual específico", uma nova relação entre a verdade, a política e a produção do conhecimento. O estudo do GIP (Grupo de Informações sobre as Prisões) mostrou a especificidade da militância do próprio Foucault, ao problematizar a figura do intelectual como o guia das massas, a relação entre teoria e prática, a partilha entre proletariado e lúmpen-proletariado, a noção de autocrítica, etc. Dentre o pensamento e a experiência de Foucault, emerge uma ética do intelectual comprometida com a recusa da individualização e da sujeição promovidas pelo Estado moderno e com a tarefa urgente de elaborar, em sua atualidade, uma ética que aposta na criação de novos modos de viver / Abstract: This thesis handles the interest of Michel Foucault in the question of parrhesia in the ancient culture as well as his reflections on the ethical construction of the individual. This problematization integrates the philosopher's late studies, from 1982 to 1984, dedicated to working on the ethics, the aesthetics of existence and the care of the self in the Greco- Roman world. It is also inserted in his considerations on a "historical ontology of ourselves", based on a historical critique that aims at releasing and surpassing the existing conditions of the present time. The change in Foucault's mind between the late 1970 and early 1980, especially in what concerned the problem of the truth, is then highlighted. When favoring the ancient idea of courage of the truth, he tries to escape from the predominant ways to understand the truth in the modernity, which are connected with the christianity and the modern science. In this context, the return to Antiquity through the studies of the Socratic and Cynic parrhesia, for instance, allows Foucault to question the figure of the "universal intellectual" dominant over the nineteenth and twentieth century's and propose, via the figure of the "specific intellectual", a new relation among the truth, the politics and the production of knowledge. The study of GIP (Information Group on Prisons) showed the peculiarity of Foucault's own activism, as it problematized the figure of the intellectual as the guide of the masses, the relation between theory and practice, the distinction between proletariat and the lunpemproletariat, the notion of self-criticism, etc. From among Foucault's thought and experience, it is seen the emergence of the ethics of the intellectual committed to the refusal of the individualization and subjection promoted by the modern State and who urgently aims at creating in his time ethics that invest in the creation of new ways to live / Doutorado / Historia Cultural / Doutor em História
26

Processo de transexualização: uma trajetória de militância trans na cidade de Juiz de Fora 2011-2016

Nunes, Marina Cápua 30 September 2016 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2017-03-13T11:53:47Z No. of bitstreams: 1 marinacapuanunes.pdf: 1563485 bytes, checksum: bdd4ae3eb6bdeeba2251fed118428f8f (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2017-03-13T17:05:47Z (GMT) No. of bitstreams: 1 marinacapuanunes.pdf: 1563485 bytes, checksum: bdd4ae3eb6bdeeba2251fed118428f8f (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-13T17:05:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 marinacapuanunes.pdf: 1563485 bytes, checksum: bdd4ae3eb6bdeeba2251fed118428f8f (MD5) Previous issue date: 2016-09-30 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A presente dissertação visa descrever e analisar uma trajetória de militância trans na cidade de Juiz de Fora, a incluindo na discussão antropológica dos estudos de gênero e sexualidade. A saber, à trajetória de vida de Beatriz, entre 2011 e 2016 na cidade de Juiz de Fora, que participou da fundação do VisiTrans e é militante pelo Coletivo da Diversidade Sexual e de Gênero “Duas Cabeças”, e sua luta é pelas “pessoas que passam pelo o que eu passo”. Ou seja, não só pelo percuso das transformações corporais, mas pelas faltas e falhas de políticas públicas que patologizam sua subjetividade ao invés reconhecer pessoas trans como sujeitos de direito. Esta trajetória percorre o caminho da implementação das primeiras políticas públicas para a diversidade sexual e de gênero no Brasil e dos conflitos sexuais nacionais decorrentes desta concessão de direitos que reverberam na cidade mineira de Juiz de Fora. Especificamente esta pesquisa apresenta uma análise etnográfica sobre a paulatina introdução desta trajetória de vida na militância universitária pela diversidade sexual e de gênero na Universidade Federal de Juiz de Fora buscando refletir e compreender como esta trajetória, ao agenciar sua militância, segue negociando sua autonomia trans nos âmbitos da saúde, do direito e da política. Assim foi possível alcançar algumas considerações sobre três aspectos, o primeiro sobre a restrição da autonomia trans no âmbito da saúde e do direito que levaram esta trajetória a aderir e agenciar estratégias locais eficazes, porém, que demosntram a necessidade do aperfeiçoamento do processo transexualizador do SUS e a despatologização da transexualidade. O segundo sobre como em uma situação de conflito sexual na política a autonomia trans ao mesmo tempo pode ser cerceada e pode ser protagonizada em níveis distintos. E terceiro sobre em que termos políticos torna-se possível uma autonomia trans incorporada. / This thesis aims to describe and analyze a trans militancy trajectory in the city of Juiz de Fora including in the anthropological discussion of gender and sexuality studies. Namely, the Beatriz trajectory of life, between 2011 and 2016 in the city of Juiz de Fora, who participated in the foundation of VisiTrans and she is militant by the Collective of Sexual Diversity and Gender "Duas Cabeças", and their struggle is for the “people who lives what I live”. In other words, not just only by way of the body changes, but for the faults and public policy failures that pathologizing the subjectivity instead to recognize the transsexual people as subjects of law. This path runs along the path of implementation of the first public policies for the gender and sexual diversity in Brazil and of the national sexual conflicts arising from this grant of rights reverberate in the city of Juiz de Fora. Specifically this research presents an ethnographic analysis of the gradual introduction of this trajectory in the university militancy for gender and sexual diversity in the Universidade Federal de Juiz de Fora seeking to reflect and understand how this path to entice their militancy continues to negotiate its transsexual autonomy in the health, law and policy areas. Thus it was possible to achieve some considerations about three aspects, first of all on the transsexual restriction autonomy on the scope of health and rights that led this trajectory to subscribe to and procuring effective local strategies, though, demonstrating the need for improvement of SUS transsexual process and despathologization of transsexuality. The second on in a sexual conflict in the transsexual autonomy policy can be decreased and at the same time be carried out at distinct levels. And the third on which political terms it is possible a built transsexual autonomy.
27

Identidade e militância no CIMI: um estudo sobre a identidade dos missionários do CIMI-Leste

Simões, Maria Cecília dos Santos Ribeiro 28 July 2010 (has links)
Submitted by isabela.moljf@hotmail.com (isabela.moljf@hotmail.com) on 2017-05-03T15:32:50Z No. of bitstreams: 1 mariaceciliadossantosribeirosimoes.pdf: 1997920 bytes, checksum: 6346ceeccc6a0e3c85582cb1d347692a (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2017-05-13T13:15:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 mariaceciliadossantosribeirosimoes.pdf: 1997920 bytes, checksum: 6346ceeccc6a0e3c85582cb1d347692a (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-13T13:15:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 mariaceciliadossantosribeirosimoes.pdf: 1997920 bytes, checksum: 6346ceeccc6a0e3c85582cb1d347692a (MD5) Previous issue date: 2010-07-28 / FAPEMIG - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais / Os estudos mais recentes sobre a identidade católica apontam para um emaranhado de sentidos e diversidade de sentimentos. Este trabalho propõe um estudo do Conselho Indigenista Missionário – CIMI – enquanto instituição e seu contexto formativo, dentro de uma linha militante do catolicismo, para explicar a formação de uma identidade específica dentro do CIMI e, além disso, levantar a discussão a respeito da identidade cristã em relação à missão. Para isso foi realizado um estudo de caso com os missionários do Regional Leste do CIMI com o objetivo de explicitar o contexto de formação de identidade do missionário bem como os contextos individuais e institucionais que envolvem a formação desta identidade. Buscou-se analisar no exercício do trabalho missionário as possíveis mediações travadas no cotidiano da experiência de viver e atuar em uma região de fronteira cultural, onde a questão da diferença se torna explícita. Assim foi possível realizar também uma discussão em torno dos domínios diferenciados de identidade e suas relações, no sentido em que esta compreensão de si mesmo se enquadra em um pensamento católico diferenciado e gera conseqüências diretas na relação com o outro cultural. O estudo se concentra na formação da identidade do “ser missionário no CIMI”, através de uma missão politizada, e as possíveis mediações culturais que esta missão tem gerado nas identidades desses sujeitos. / The earlier studies about the catholic identity points to a tangle of meanings and diversity feelings. This paper proposes a study of the indigenous Missionary Council – CIMI – as an institution and its formative setting within a line of militant Catholicism, to explain the formation of a specific identity within the CIMI and also raise the discussion about the Christian identity in relation to the mission. We performed a case study with the missionaries of the East Regional of CIMI in order to explain the context of identity formation of the missionary as well as individual and institutional contexts that involve the formation of this identity. We sought to examine in the exercise of missionary work possible mediation caught in the daily experience of living and acting in a region of cultural frontier, where the question of difference becomes explicit. Thus it was possible to perform also a discussion of the different domains of identity and its relations in the sense that this understanding of itself fits into a distinguished Catholic thought and generate direct consequences in relation to the other cultural. The study focuses on the formation of the identity of "being a missionary in CIMI", through a politicized mission, and possible cultural mediations that this mission has generated in these people identities.
28

Militância e linguagem na rota da educação / Militancy and language in education route: three theater groups\' experiences: TUOV, Ventoforte (SP) e GUTAC (MS).

Maria Cristina Moreira de Oliveira 28 June 2010 (has links)
Este estudo tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento da produção acadêmica, elegendo como objeto de estudo a linguagem do teatro de militância. Para tanto, procedemos à investigação da atuação de três grupos, considerando o contexto sociopolítico e a estética, ambos como norteadores intrínsecos para a compreensão da linguagem. Abordamos estruturas desta prática, que vai além de disponibilizar-se como instrumento de debate ideológico, para entrar na rota da educação em processos educativos de vida, formais ou informais, com vistas à formação social do cidadão. O método de amostragem intencional elegeu o Teatro União e Olho Vivo (TUOV) e o Ventoforte (SP), que ideológica e historicamente relacionam-se ou identificam-se na figura de seus idealizadores César Vieira e Ilo Krugli e o Grupo Teatral Amador Campograndense (GUTAC) (MS), que igualmente comunga com os dois primeiros. No procedimento de amostragem de fontes, selecionamos para análise espetáculos que utilizam dramaturgia própria e recursos do teatro de animação na encenação. Ambas atingem resultados simbólicos e o estado dialógico entre as criações teatrais na busca de relação definida entre forma e material. Este processo promove a elaboração de uma linguagem que atua como elemento transformador do indivíduo e do meio social, constituída pelos componentes políticos e estéticos de um projeto teatral, tomados como inseparáveis, o que confirma nossa hipótese. / This research aims to contribute with the development of academic production by taking the militant theater language as main object. We investigate the activity of three theater groups considering the aesthetical and sociopolitical background as guiding factors for the comprehension of the language examined. Therefore, the structures of their practices, which are not only instruments available for ideological debate, are approached as education routes that take part in formal or informal learning processes towards citizens social education. Deliberate sampling method elected Teatro União Olho Vivo (TOUV) and Ventoforte (SP) both ideological and historically identified in the persons of Cesar Vieira e Ilo Krugli, who created the groups and Grupo Teatral Amador Campograndense (GUTAC) (MS), which also communes with the former groups. For the source sampling, we selected performances that put into practice their own dramaturgy and make use of animation theater resources in their staging. Both procedures lead to symbolical results and a dialogical condition that enable theater productions to seek a definite relationship between material and form. This process promotes the development of a language that works as a changing element for both individuals and social environment. This language is thus constituted by the political and aesthetical components of a theater project taken as indivisible, and this confirms our hypothesis.
29

"Até que um dia, de repente, tudo passa a ser contado no passado" : os projetos, as memórias e os campos de possibilidades na formação do indivíduo Flávia Schilling (Brasil - Uruguai, 1964-1980)

Silva, Diego Scherer da January 2014 (has links)
Esta dissertação constrói a biografia da brasileira Flávia Schilling (1953- ) desde a sua infância, passando pelo seu exílio no Uruguai em 1964, até o seu retorno ao Brasil em 1980. Seu objetivo principal é reconstruir parte da trajetória de Flávia e, em termos mais amplos e abstratos, problematizar, por meio de sua biografia, as formas de constituição do indivíduo na história, buscando respostas para questões como: como se dá a construção do indivíduo – por si e pelo outro? Como se forma a sua identidade? Quais os elementos, escolhas e condicionamentos precisam ser analisados nesse processo? Pretende-se, assim, repensar e discutir como o indivíduo pode ser percebido pelas diversas óticas que o constituem e como ele interage – ativa e passivamente – com o meio em que vive, e aqui mais especificamente, relacionando-o com o período das ditaduras de segurança nacional na América Latina. O exílio, a militância, a clandestinidade, a prisão e a campanha de libertação da referida personagem, juntamente com as ditaduras iniciadas com os golpes civis-militares do Brasil em 1964 e do Uruguai em 1973, são temas analisados ao longo do trabalho. / This dissertation builds the biography of Brazilian Flavia Schilling (1953-) from her childhood, through her exile in Uruguay in 1964, until her return to Brazil in 1980. Its main objective is to reconstruct part of the trajectory of Flavia and, in terms broader and more abstract problematize through her biography, the forms of the constitution of the individual in history, seeking answers to questions such as: how is the construction of the individual - for themselves and for each other? How is your identity? Which elements, choices and constraints need to be analyzed in this process? It is intended, therefore, to rethink and discuss how the individual may be perceived by many that the optics are and how it interacts - actively and passively - with the environment they live in, and here more specifically, relating it to the period of dictatorships national security in Latin America. Exile, the activists, underground, imprisonment and release of that campaign character along with dictatorships began with the civilian-military coup in Brazil in 1964 and Uruguay in 1973, are themes explored throughout this research.
30

A diáspora palestina no Brasil - a FEPAL: trajetórias, reivindicações e desdobramentos (2000 - 2012) / The palestinian diaspora in Brazil FEPAL: trajectories, claims and developments (2000-2012)

Luciana Garcia de Oliveira 03 August 2017 (has links)
Este trabalho pretende investigar a diáspora palestina no Brasil, através do olhar dos integrantes\\simpatizantes da Federação Árabe Palestina do Brasil (FEPAL). A entidade, fundada em novembro de 1980, uniu e politizou a comunidade palestina do Brasil, no mesmo momento em que o Brasil acompanhava o esgotamento do regime militar. A presença de manifestações políticas pelas Diretas Já! foi a oportunidade encontrada pelos imigrantes palestinos e descendentes de difundirem a causa palestina para o público brasileiro. Mais adiante, o aumento da violência contra os refugiados palestinos no Líbano na década de 1980 foi fundamental para a formação de uma segunda entidade, a Associação Cultural Sanaúd, em 1982, criada pelos jovens da comunidade síria, libanesa e palestina a fim de se manifestarem pela causa palestina em muitos eventos promovidos em São Paulo. A efervescência política em apoio à questão da Palestina durou até meados da década de 1990, o desânimo gerado pelos Acordos de Paz de Oslo interrompeu a militância política palestina até a sua retomada em 2000, quando estourou a segunda Intifada. Foi nessa ocasião em que foram formadas novas organizações nacionalistas: o Shalom, Salam, Paz (2000), uma associação entre a comunidade judaica e palestina; o GT Árabe (2010) e o comitê Estado da Palestina Já! (2011). Foi através da observação participante nas reuniões do GT Árabe e do comitê Estado da Palestina Já! e através das entrevistas realizadas com 13 colaboradores que foi possível compreender as relações entre a FEPAL e o Hamas; o aumento da oposição às diretrizes da FEPAL em São Paulo e sobre as impressões da política externa entre o Brasil e a Palestina durante o governo Lula (2003-2010) e o início do governo Dilma Rousseff (2011-2012). O recorte para esta pesquisa começa desde o ano 2000, início da segunda Intifada e vai até a votação pelo reconhecimento do Estado da Palestina na Assembleia da ONU, em 2012. No mesmo ano que acontecia o Fórum Social Mundial Palestina Livre, na cidade de Porto Alegre-RS. / This work intends to investigate the Palestinian diaspora in Brazil, through the eyes of the members\\ sympathizers of the Palestinian Arab Federation of Brazil (FEPAL). The entity, founded in November 1980, united and politicized the Palestinian community of Brazil, at the same time that Brazil was following the exhaustion of the military regime. The presence of political demonstrations for the Diretas Já! was the opportunity found by Palestinian immigrants and descendants to spread the Palestinian cause to the Brazilian public. Further, the increase of the violence against Palestinian refugees in Lebanon in the 1980s was the key to the formation of a second entity, the Sanaúd Cultural Association, in 1982, created by the youngers from the Syrian, Lebanese and Palestinian communities to demonstrate the Palestinian cause in many events promoted in São Paulo. The political effervescence in support of the Palestine question lasted until the mid-1990s, the dismay generated by the Oslo Peace Accords interrupted the Palestinian political militancy until its resumption in 2000, when the second Intifada broke out. It was at this time that new nationalist organizations were formed: Shalom, Salam, Paz (2000), an association between the Jewish and Palestinian community; the GT Árabe (2010) and the committee \"Estado da Palestina Já! (2011). It was through participant observation at the meetings of the GT Árabe and at the committee Estado da Palestina Já! and through the interviews with 13 collaborators that it was possible to understand the relations between FEPAL and Hamas; the increasing opposition to the directives of FEPAL in São Paulo and on the impressions of the foreign policy between Brazil and Palestine during the Lula government (2003-2010) and at the beginning of the Dilma Rousseff government (2011-2012). The clipping for this research starts from the year 2000, at the beginning of the second Intifada and goes until the vote for the recognition of the State of Palestine in the Assembly of the UN, in 2012. In the same year that the Free Palestine World Social Forum took place, in the city of Porto Alegre-RS.

Page generated in 0.0542 seconds