• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 202
  • 1
  • Tagged with
  • 203
  • 75
  • 72
  • 70
  • 66
  • 42
  • 39
  • 39
  • 34
  • 33
  • 25
  • 25
  • 24
  • 23
  • 20
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Fator Pró-digestão inicial® e Isoterápico® na larvicultura da tilápia-do-Nilo : avaliação do índice de parasitismo, integridade hepática e branquial /

Dias Neto, José. January 2013 (has links)
Orientadora: Fabiana Pilarski / Banca: Dalton José Carneiro / Banca: Maurício Laterça Martins / Resumo: Há inúmeras razões para a exploração da aquicultura mundial, principalmente no Brasil, país apontado pela FAO, como um dos poucos capazes de produzir alimentos suficientes para atender a demanda mundial nos próximos 30 anos. A piscicultura brasileira destaca-se pela produção de tilápias em tanques-rede, e este sistema foi alavancado graças ao desenvolvimento das técnicas de incubação artificial de ovos e masculinização de pós-larvas. Todavia, a masculinização pode sobrecarregar o metabolismo dos indivíduos, uma vez que, durante a fase de pós-larva, o sistema digestório destes animais ainda é imaturo. A utilização de hormônios esteroides aliado a níveis elevados de proteína, tem como consequência alterações fisiopatológicas, como o comprometimento hepático, que poderão perdurar por todo o ciclo de produção, com isso, os peixes podem tornar-se mais susceptíveis a patógenos oportunistas ou serem submetidos a tratamentos equivocados. Este trabalho propõe a utilização da homeopatia na ausência de produtos específicos e registrados para uso na aquicultura no Brasil. O medicamento foi avaliado em duas apresentações: complexo homeopático Fator Pró-digestão Inicial ® administrado na dieta de pós-larvas de tilápias-do-Nilo e o medicamento homeopático Isoterápico, gotejado na água dos peixes (2,5 gotas/minuto-1), ambos durante o ciclo inicial de produção (incluindo o período de masculinização) até 70 dias. O estudo foi realizado em uma piscicultura comercial do estado de São Paulo sendo avaliado: desempenho produtivo, sobrevivência, prevalência parasitária e realizados exames histopatológicos do fígado e brânquias das pós-larvas. A homeopatia, nas duas apresentações, melhorou a sobrevivência dos peixes, o complexo homeopático Fator Pró-digestão Inicial® e o seu veículo (sacarose) melhoraram o desempenho produtivo em relação aos grupos controle ... / Abstract: There are innumerous reasons to explore the worldwide aquaculture. Brazil has been pointed by FAO, as one of the few countries able to produce food to handle worldwide demand for the next 30 years., The aquaculture, as farming activity, is unique, and demands a vast knowledge in limnology, ictiology and ecology. Tilapia production in net-cages made a huge advance after the discovery of artificial incubation of eggs and masculinization of fingerlings. During this phase, the digestory system of fish is still immature and with the utilization of steroid hormones and high protein diets, it can overload the system, causing physiopathological alterations that will endure all the production cycle. With that, fish could be more susceptible to opportunistic agents. This way, it is desired to use products that can make fish with a higher ability to answer the challenges of farming. As a regulation therapy, homeopathy uses the natural force of the organism to reestablish the homeostasis. One of the unique application of population homeopathy is the easier to administrate, like in fish, wich is made by feed or dripping in the water. The knowledge of homeopathy is wide, and involves: physics concepts, like the ultradilution concept, drug action in non-existing molecular of the drug itself; biology concepts, approaching the dynamic of the function in organisms, as like as the interaction of life with physic-chemical environment; and medicine concept, applying the physical, mental, psychological and social welfare / Mestre
32

Prevalência de parasitas intestinais e caracterização genotípica de Giardia duodenalis em creche do município de Pratânia, estado de São Paulo

David, Érica Boarato [UNESP] 24 February 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-02-24Bitstream added on 2014-06-13T19:30:55Z : No. of bitstreams: 1 david_eb_me_botfm.pdf: 680578 bytes, checksum: 9ccd08f14d2896ddd592fa21e3bcaaba (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / O presente estudo foi realizado para investigar a prevalência de enteroparasitas em crianças e funcionários da creche do município de Pratânia, Estado de São Paulo, e caracterizar geneticamente os isolados de Giardia duodenalis obtidos dos indivíduos desse grupo empregando gdh e tpi como genes-alvo. Para isso, amostras de fezes de 141 crianças com idade de zero a seis anos e de 18 colaboradores foram colhidas e processadas pelo método de centrífugo-flutuação e pelo kit TF-test®. Nas 141 crianças, parasitas e/ou comensais intestinais foram diagnosticados em 64 (45,4%), das amostras, sendo Giardia (22%) e Cryptosporidium (22%) os parasitas mais freqüentes. Nos funcionários, Giardia foi diagnosticada em apenas uma amostra (5,5%) e o protozoário comensal Entamoeba coli (22,2%) foi o mais prevalente. Empregando técnicas baseadas em PCR, o DNA extraído de 86 (31 amostras positivas e 55 negativas para Giardia no exame microscópico) foi amplificado e os produtos obtidos foram seqüenciados. A análise de 35 seqüências revelou a ocorrência de infecção pelos genótipos A (28,6%) e B (71,4%), subtipos AI, AII, BIII/BSI e BIV, no entanto, associações entre os genótipos e fatores de risco para a infecção não foram observadas. O alinhamento das seqüências de gdh e tpi, revelou a presença de um a 12 SNPs (Single Nucleotide Polymorphisms) em isolados dos genótipos A e B, sendo que em alguns deles, as mutações foram responsáveis por alterações nas seqüências de aminoácidos. A infecção de seis crianças de um mesmo grupo e de uma funcionária por isolados classificados como genótipo B e apresentando seqüências nucleotídicas 100% idênticas entre si sugere a ocorrência de transmissão antroponótica na população estudada. Além disso, a maior prevalência do genótipo B, grupo predominante nas infecções humanas, reforça o fato de que a transmissão... / The present study was conducted to investigate the prevalence of intestinal parasites in children and employees of a daycare center of Pratania, São Paulo State, and to evaluate the genotypes Giardia duodenalis isolates obtained from individuals in this group by using gdh and tpi genes as targets. Fecal samples of 141 children aged zero to six years and 18 employees were processed by a flotation method and the TF-Test® kit. Of the 141 children samples, parasites and/or commensal organisms were diagnosed in 64 (45.4%) samples, and Giardia (22%) and Cryptosporidium (22%) were the most frequent parasites. In employees, Giardia was diagnosed in only one sample (5.5%) and the commensal protozoan Entamoeba coli (22.2%) was the most prevalent. DNA extracted from 86 samples (31 samples positive and 55 negative for Giardia by microscopic examination) was amplified by PCR and the products were sequenced. The analysis of 35 sequences revealed the occurrence of infection with genotypes A (28.6%) and B (71.4%) subtypes AI, AII, BIII / BIV and BSI, however, associations between genotypes and risk factors for infection were not observed. The alignment of the sequences revealed SNPs (Single Nucleotide Polymorphisms) in both genotypes A and B, altering the amino acid sequence of some isolates. Among isolates identified as genotype B, six obtained from children of the same group and one from the only one employee infected with Giardia showed gdh and tpi sequences different from reference ones, but 100% identical to each other. This data is suggestive of anthroponotic transmission in the studied population. In addition this finding, the higher prevalence of genotype B, the main group associated to human infections, reinforces the fact that anthroponotic transmission has importance in collective environments that meet children at an age that they still have not practice the basic precepts of hygiene.
33

Aspectos sanitários da ovinocultura leiteira: um estudo de caso em Santa Catarina, Brasil / Sanitary aspects of dairy sheep: a case study in Santa Catarina, Brazil

Escopelli, Karla Scola January 2014 (has links)
A criação de ovinos para produção de leite no Brasil tem crescido nos últimos anos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a sanidade de ovinos leiteiros. Para tanto, utilizou-se como metodologia o estudo de caso exploratório e selecionou-se como população o maior rebanho ovino com produção leiteira do país, no município de Chapecó, SC. Avaliaram-se aspectos sanitários relacionados à produção leiteira determinando-se a ocorrência de mastites e a composição do leite; determinou-se a prevalência de resposta imune para Toxoplasma gondii e Neospora caninum utilizando RIFI, em ovelhas em idade reprodutiva e cordeiras; avaliou-se o status parasitológico de parasitoses gastrintestinais em fêmeas lactantes e não lactantes pelo teste de Gordon & Whitlock (OPG) e, pela técnica de Robert & O'Sullivan (Coprocultura), identificaram-se os principais parasitos de ocorrência para o rebanho em estudo. Das 24 ovelhas analisadas, 3 (12,5%) apresentaram resposta (3 cruzes) ao California Mastitis Test em um dos tetos, pelo menos uma vez, durante a lactação. Embora nenhum animal tenha apresentado quadro clínico, verificou-se crescimento bacteriano em (22) 12,3% amostras de leite, com predomínio de Staphylococcus coagulase negativa. Verificou-se variabilidade na CCS (2,3x104 a 9,5x106 células.mL-1) entre os animais e entre os meses de lactação. No leite de mistura determinou-se acidez de 25 e 26 ⁰D, estabilidade ao álcool entre 52 a 56⁰GL, CCS de 9,7x105 a 1,7x106 cél.mL-1 e contagem bacteriana de 2x103 a 3x103 ufc.mL-1. Verificou-se resposta imune para T. gondii nas diluições de 1:64 (24,58%), 1:128 (12,29%), 1:256 (6.64%), 1:512 (3,32%) e 1:1024 (2,32%). As ovelhas foram sororreagentes, também, para N. caninum (10,63%) na diluição de 1:50. Determinou-se que a parasitemia foi significativamente (p=0,0018) maior nas fêmeas lactantes e Haemonchus spp. foi o parasito de maior ocorrência, sendo observado em 100% dos animais parasitados. Os resultados observados permitem concluir que as infecções da glândula mamária devem ser melhor estudadas para o estabelecimento, inclusive, de parâmetros de normalidade do leite para espécie ovina. Entretanto, as enfermidades de origem parasitária destacam-se como problema sanitário na produção de ovinos leiteiros. Estudos sobre enfermidades de repercussão na produtividade de ovinos leiteiros ainda são escassos no Brasil e necessitam cada vez mais de atenção, tendo em vista o crescimento desta cadeia produtiva no país. / Sheep raising for milk production in Brazil has grown in recent years. This study aimed to evaluate the dairy sheep sanity. For this purpose, the methodology used was exploratory case study and the population selected was the largest sheep herd in milk production of the country, in the municipality of Chapecó, SC. Sanitary aspects related to milk production were evaluated by determining the occurrence of mastites and milk composition; the imunne response prevalence to Toxoplasma gondii and Neospora caninum was determined with RIFI technique, in sheep reproductive age and female lamb parasitological status of gastrointestinal parasitosis in lactating and non-lactating females was evaluated using Gordon & Whitlock test (OPG) and, using Robert & O'Sullivan technique (Coproculture). And the main parasites of occurence to the herd studied were identified. In the 24 sheep analyzed, 3 of them (12.5%) had response (3 crosses) to the California Mastitis Test in one of the teats at least once during the lactation. Although no animal has shown clinical feature, bacterial growth was detected in 24 milk samples, with predominance of coagulase negative Staphylococci. SCC from each animal was evaluated during the lactation months, which varied from 2.3x104 a 9.5x106 cells.mL-1. Acidity of 25 and 26 ⁰D, alcohol stability between 52 and 56⁰GL, SCC of 9.7x105 to 1.7x106 cél.mL-1 and bacterial counting of 2x103 to 3x103 ufc.mL-1 were determined in the mixture milk. Imunne response to T. gondii in dilutions of 1:64 (24.58%), 1:128 (12.29%), 1:256 (6,64%), 1:512 (3.32%) and 1:1024 (2.32%) was verified. The sheep were positive for N. caninum (10.63%) in dilution 1:50 too. It was determined that the parasitemia was significantly (p=0,0018) higher in lactating females and Haemonchus was the most frequent parasite being observed in 100% of infected animals. The results observed allow to conclude that mammary gland infections should be more studied to establish the normal parameters for milk sheep. However, the diseases caused by parasites stand out as a sanitary problem in the dairy sheep production. Studies about diseases with implications on dairy sheep productivity are still scarce in Brazil and increasingly need more attention, in view of the growth of this productive chain in the country.
34

Anticorpos monoclonais dirigidos a antígenos lipídicos estágio-específicos de formas promastigotas de Leishmania (Leishmania) amazonensis / Monoclonal antibodies directed to stage-specific lipids of Leishmania (Leishmania) amazonensis promastigotes

Peder, Leyde Daiane de [UNIFESP] 31 December 2006 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:49:25Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2006-12-31 / Com o intuito de obter informações sobre a expressão de lipídeos de formas promastigotas de Leishmania (Leishmania) amazonensis, parasitas foram analisados durante o crescimento logarítmico e estacionário quanto à composição de glicolipídeos e fosfolipídeos. Em paralelo, dois anticorpos monoclonais (mAbs), denominados LST-1 e LST-2, foram produzidos, caracterizados e utilizados neste estudo. A expressão de fosfolipídeos em promastigotas durante o crescimento logarítmico e estacionário foi analisada por cromatografia em camada delgada de alta resolução (HPTLC). O extrato lipídico total de promastigotas de L. (L.) amazonensis apresenta fosfatidilinositol (PI), fosfatidilserina (PS), fosfatidilcolina (PC), fosfatidiletanolamina (PE), Liso-PI e inositol fosforilceramida (IPC), este último caracterizado por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa, contendo esfingosina (d18:1) e ácidos graxos, principalmente ácido esteárico (C18:0) e ácido palmítico (C16:0). Enquanto as proporções molares de IPC, PS, PE, Liso-PI aumentaram com o decorrer do tempo de cultura, as proporções molares de PI e PC diminuíram. O perfil cromatográfico dos glicolipídeos se manteve constante durante o crescimento logarítmico e estacionário. Os mAbs LST-1 e LST-2 foram produzidos contra a fração enriquecida em glicolipídeos e IPC de formas promastigotas de L. (L.) amazonensis. Os dois anticorpos pertencem a classe IgM. O mAb LST-1, por imunocoloração de placas de HPTLC, reconhece um componente lipídico acídico, eluído da coluna de DEAE-Sephadex com acetato de sódio 0,2 M, que apresenta migração cromatográfica característica de IPC, o qual é resistente à hidrólise alcalina e é corado com reagente de Dittmer-Lester. Já, o mAb LST-2 foi reativo com a fração de glicolipídeos não retida na coluna de DEAE-Sephadex, e visibilizada nas placas de HPTLC com orcinol/H2SO4. Por IFI, os dois mAbs mostraram alta reatividade com formas promastigotas de L. (L.) amazonensis. O tratamento dos parasitas com isopropranol:hexano:água (IPA:Hex:água) (55:20:25; v/v/v) aboliu a reatividade, indicando que os antígenos reconhecidos pelos mAbs estão presentes somente na fração lipídica. LST-1 não foi reativo com parasitas vivos, sugerindo que o IPC está críptico na membrana, sendo talvez expresso somente no folheto interno da membrana plasmática. Já, o mAb LST-2 apresentou forte reatividade com promastigotas vivos, aglutinando-os, indicando que os glicolipídeos reconhecidos por LST-2 encontram-se na superfície do parasita. Por imunofluorescência indireta com LST-1 e LST-2 verificou-se que amastigotas isoladas de lesão não são reconhecidos pelos mAbs, e por outro lado, forte fluorescência foi detectada com amastigotas axênicos. Por cromatografia em placas de HPTLC, de extratos lipídicos purificados de amastigotas, verificou-se que os amastigotas isolados de lesão de animais infectados por L. (L.) amazonensis, apresentam diferentes perfis cromatográficos de glicolipídeos e fosfolipídeos em relação aos promastigotas e aos amastigotas axênicos. Enquanto os amastigotas isolados de lesão são ricos em glicoesfingolipídeos, os amastigotas axênicos e promastigotas apresentam glicoinositolfosfolipídeos (GIPLs) reconhecidos pelo mAb LST- 2 e IPC reconhecido pelo mAb LST-1. O mAb LST-1 apresentou reatividade com formas promastigotas de todas as espécies de Leishmania analisadas, e também com formas epimastigotas de T. cruzi. Nestes parasitas, foi observado que LST-1 reconhece especificamente IPC, sendo o resíduo de inositol e a ceramida essenciais para a reatividade do mAb LST-1. Já, o mAb LST-2, por imunofluorescência indireta, apresentou forte marcação somente com formas promastigotas ou amastigotas axênicos de L. (L.) amazonenis, reconhecendo 4 componentes glicolipídicos denominados bandas a, b, c, e d, que correspondem a GIPLs. A porção carboidrato é fundamental para a reatividade do mAb LST-2. Analisando-se macrófagos infectados com promastigotas de L. (L.) amazonensis, verificou-se por imunofluorescência indireta com o mAb LST-2, que os promastigotas durante a adesão/infecção de macrófagos, secretam ou transferem para os macrófagos os antígenos glicolipídicos, reconhecidos pelo mAb LST-2. Forte fluorescência na superfície de macrófagos infectados é observada já na primeira hora de infecção, e com o decorrer da infecção (até 4 horas) observa-se, somente nos macrófagos infectados, pequenas vesículas fluorescentes, que não correspondem a fagossomos contendo os parasitas. Assim, nesta tese, foi demonstrado que amastigotas isolados de lesão em relação a amastigotas axênicas e promastigotas de L. (L.) amazonensis apresentam padrões distintos de glico(fosfolipídeos). Enquanto amastigotas isoladas de lesão expressam GSLs, amastigotas axênicas e promastigotas expressam IPC e GIPLs, sendo que estes últimos sendo liberados pelo promastigota durante a infecção de macrófagos. / In order to obtain information about the lipid expression of promastigote forms of Leishmania (Leishmania) amazonensis, the parasites lipid composition profile was analyzed during log and stationary phase. Two monoclonal antibodies (mAb) termed LST-1 and LST-2 were produced, characterized and used in this study. Promastigote phospholipid expression on log and stationary growth phases were analyzed by high performance thin layer chromatography (HPTLC). At either phase the total lipid extract of L. (L.) amazonensis promastigotes presents phosphatidylinostol (PI), phosphatidylserine (PS), phosphatidylcholine (PC) phosphatidylethanolamine (PE), Lyso- PI and inositol phosphorylceramide (IPC). IPC was characterized by GC/MS, and it was detected sphingosine (d18:1) and fatty acids, mainly palmitic acid (C16:0), and stearic acid (C18:0). It was noted that the molar proportions of IPC, PS, PE and Lyso-PI increased during the culture time, while the percentage of PI and PC decreased. Unlikely, the glycolipid chromatographic profile did not change during the promastigotes growth at log and stationary phases. The mAbs LST-1 and LST-2 were produced against a glycolipid and IPC enriched fraction purified from promastigote forms of L. (L.) amazonensis. Both antibodies are IgM. By HPTLC immunostaining it was demonstrated that mAb LST-1 recognized an acidic lipid component, eluted with 0.2 M of sodium acetate from DEAE-Sephadex column. The LST-1 reactive component presents: i) chromatographic migration characteristic of IPC, ii) is resistant to alkaline hydrolysis; iii) is stained with Dittmer-Lester reagent. On the other hand, the mAb LST-2 was reactive with the glycolipid fraction not retained in DEAE-Sephadex column, and this fraction was visualized on HPTLC by primuline and orcinol/H2SO4 staining. By indirect immunofluorescence, both antibodies showed high reactivity with L. (L.) amazonensis promastigotes. Parasites delipidation with isopropanol:hexane:water (55:20:25; v/v/v), abolished the mAbs reactivity, indicating that the antigens recognized by LST-1 and LST-2 are present exclusively in the lipid fraction. MAb LST-1 did not react with non-fixed parasites, suggesting that IPC is cryptic in the membrane, and maybe localized only in the inner leaf of plasma membrane. Contrasting, mAb LST-2, showed a strong reactivity with live L. (L.) amazonensis promastigotes, also parasite agglutination was observed, indicating that the glycolipids recognized by LST-2 are in parasite surface. By indirect immunofluorescence with LST-1 and LST-2 no reactivity was observed with amastigotes isolated from L. (L.) amazonensis infected hamsters, conversely axenic amastigotes showed a strong fluorescence with both mAbs. By HPTLC it was verified that the lipid fractions of promastigotes, axenic amastigotes and amastigotes isolated from footpad lesions, presented distinct glycolipids and phospholipids profiles. Amastigotes isolated from lesions are rich in glycosphingolipids, whereas axenic amastigotes and promastigotes present glycoinositolphospholipids (GIPLs) recognized by LST-2, and IPC recognized by mAb LST-1. The LST-1 antibody recognized promastigotes from all species of analyzed, and also T. cruzi epimastigotes. It was determined that LST-1 recognizes specifically IPC in these parasites, and it was established that the inositol residue and the ceramide are essential for LST-1 reactivity. By indirect immunofluorescence with mAb LST-2 a strong labeling of only L. (L.) amazonensis promastigotes and axenic amastigotes was observed. LST-2 recognizes 4 glycolipid components termed a, b, c and d, which correspond to GIPLs. It was demonstrated that the carbohydrate moiety is fundamental for LST-2 reactivity. L. (L.) amazonensis promastigotes infected macrophages showed by indirect immunofluorescence, that promastigotes during the macrophage adhesion/infection, secrete or transfer GIPLs recognized by mAb LST-2 to the macrophage. Strong fluorescence in infected macrophage was observed in the first hours of infection. During the next hours of infection (up to 4 hours) also small fluorescent vesicles were observed in the infected macrophages, which did not correspond to phagossomes containing parasites. Thus, these studies describe distinct (glyco)phospholipid profile in lesion amastigotes, axenic amastigotes and promastigotes, and GIPLs vesicles formation during macrophage infection by promastigotes. / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações
35

Variação sazonal dos parâmetros parasitológicos e hematológicos da garoupa verdadeira Epinephelus marginatus (Lowe, 1834) (Teleostei: Serranidae) selvagem e cultivada em Ubatuba, São Paulo, Brasil

Ramos, Katina Roumbedakis January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aquicultura, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-26T06:36:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 297163.pdf: 1520647 bytes, checksum: 894bc03f3861ed7ec035c63397f43b5e (MD5) / O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da sazonalidade nas características hematológicas e parasitológicas da garoupa verdadeira Epinephelus marginatus selvagem e cultivada em Ubatuba, SP, Brasil. Foram realizadas análises hematológicas e parasitológicas de 159 peixes, sendo 20 espécimes selvagens e 20 cultivados em cada estação do ano. Pseudorhabdosynochus beverleyburtonae foi o parasito mais abundante, com as maiores intensidades e dominância relativa média em todas as estações. Neobenedenia melleni foi observado em todas as estações, com aumento gradativo do número de parasitos das estações mais frias para as mais quentes e maiores prevalências e intensidades médias no verão. Helicometrina nimia, com exceção dos peixes selvagens no verão foi encontrado em todas as estações. Pseudempleurosoma sp. e larvas de Contracaecum sp. apresentaram prevalências baixas e ocorreram em peixes selvagens e cultivados no outono e primavera, respectivamente. Os maiores valores no percentual de hematócrito em peixes de cultivo, contagem total de eritrócitos e leucócitos nos peixes de ambas as origens, redução no número de trombócitos em peixes selvagens e de linfócitos nos peixes cultivados, além das maiores prevalências e intensidades médias de infecção por N. melleni ocorreram no verão. No outono, ocorreram as maiores intensidades médias de infecção por P. beverleyburtonae nos peixes de ambas as origens, além da maior contagem total de trombócitos em peixes selvagens, redução no número de linfócitos e aumento no número de monócitos nos peixes cultivados. Estes resultados sugerem que N. melleni possui maior influência sobre as características sanguíneas da garoupa verdadeira quando comparado a P. beverleyburtonae e que altas intensidades de parasitos potencialmente patogênicos podem favorecer surtos de doenças em condições de cultivo desta espécie.
36

Aspectos sanitários da ovinocultura leiteira: um estudo de caso em Santa Catarina, Brasil / Sanitary aspects of dairy sheep: a case study in Santa Catarina, Brazil

Escopelli, Karla Scola January 2014 (has links)
A criação de ovinos para produção de leite no Brasil tem crescido nos últimos anos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a sanidade de ovinos leiteiros. Para tanto, utilizou-se como metodologia o estudo de caso exploratório e selecionou-se como população o maior rebanho ovino com produção leiteira do país, no município de Chapecó, SC. Avaliaram-se aspectos sanitários relacionados à produção leiteira determinando-se a ocorrência de mastites e a composição do leite; determinou-se a prevalência de resposta imune para Toxoplasma gondii e Neospora caninum utilizando RIFI, em ovelhas em idade reprodutiva e cordeiras; avaliou-se o status parasitológico de parasitoses gastrintestinais em fêmeas lactantes e não lactantes pelo teste de Gordon & Whitlock (OPG) e, pela técnica de Robert & O'Sullivan (Coprocultura), identificaram-se os principais parasitos de ocorrência para o rebanho em estudo. Das 24 ovelhas analisadas, 3 (12,5%) apresentaram resposta (3 cruzes) ao California Mastitis Test em um dos tetos, pelo menos uma vez, durante a lactação. Embora nenhum animal tenha apresentado quadro clínico, verificou-se crescimento bacteriano em (22) 12,3% amostras de leite, com predomínio de Staphylococcus coagulase negativa. Verificou-se variabilidade na CCS (2,3x104 a 9,5x106 células.mL-1) entre os animais e entre os meses de lactação. No leite de mistura determinou-se acidez de 25 e 26 ⁰D, estabilidade ao álcool entre 52 a 56⁰GL, CCS de 9,7x105 a 1,7x106 cél.mL-1 e contagem bacteriana de 2x103 a 3x103 ufc.mL-1. Verificou-se resposta imune para T. gondii nas diluições de 1:64 (24,58%), 1:128 (12,29%), 1:256 (6.64%), 1:512 (3,32%) e 1:1024 (2,32%). As ovelhas foram sororreagentes, também, para N. caninum (10,63%) na diluição de 1:50. Determinou-se que a parasitemia foi significativamente (p=0,0018) maior nas fêmeas lactantes e Haemonchus spp. foi o parasito de maior ocorrência, sendo observado em 100% dos animais parasitados. Os resultados observados permitem concluir que as infecções da glândula mamária devem ser melhor estudadas para o estabelecimento, inclusive, de parâmetros de normalidade do leite para espécie ovina. Entretanto, as enfermidades de origem parasitária destacam-se como problema sanitário na produção de ovinos leiteiros. Estudos sobre enfermidades de repercussão na produtividade de ovinos leiteiros ainda são escassos no Brasil e necessitam cada vez mais de atenção, tendo em vista o crescimento desta cadeia produtiva no país. / Sheep raising for milk production in Brazil has grown in recent years. This study aimed to evaluate the dairy sheep sanity. For this purpose, the methodology used was exploratory case study and the population selected was the largest sheep herd in milk production of the country, in the municipality of Chapecó, SC. Sanitary aspects related to milk production were evaluated by determining the occurrence of mastites and milk composition; the imunne response prevalence to Toxoplasma gondii and Neospora caninum was determined with RIFI technique, in sheep reproductive age and female lamb parasitological status of gastrointestinal parasitosis in lactating and non-lactating females was evaluated using Gordon & Whitlock test (OPG) and, using Robert & O'Sullivan technique (Coproculture). And the main parasites of occurence to the herd studied were identified. In the 24 sheep analyzed, 3 of them (12.5%) had response (3 crosses) to the California Mastitis Test in one of the teats at least once during the lactation. Although no animal has shown clinical feature, bacterial growth was detected in 24 milk samples, with predominance of coagulase negative Staphylococci. SCC from each animal was evaluated during the lactation months, which varied from 2.3x104 a 9.5x106 cells.mL-1. Acidity of 25 and 26 ⁰D, alcohol stability between 52 and 56⁰GL, SCC of 9.7x105 to 1.7x106 cél.mL-1 and bacterial counting of 2x103 to 3x103 ufc.mL-1 were determined in the mixture milk. Imunne response to T. gondii in dilutions of 1:64 (24.58%), 1:128 (12.29%), 1:256 (6,64%), 1:512 (3.32%) and 1:1024 (2.32%) was verified. The sheep were positive for N. caninum (10.63%) in dilution 1:50 too. It was determined that the parasitemia was significantly (p=0,0018) higher in lactating females and Haemonchus was the most frequent parasite being observed in 100% of infected animals. The results observed allow to conclude that mammary gland infections should be more studied to establish the normal parameters for milk sheep. However, the diseases caused by parasites stand out as a sanitary problem in the dairy sheep production. Studies about diseases with implications on dairy sheep productivity are still scarce in Brazil and increasingly need more attention, in view of the growth of this productive chain in the country.
37

Ação do Glucantime sobre macrófagos de camundongos / Glucantime action on mice macrophage

Larissa Moreira Siqueira 16 April 2014 (has links)
Os antimoniais pentavalentes, tais como o Glucantime, são geralmente usados como fármacos de primeira escolha para o tratamento das leishmanioses, no entanto seu mecanismo de ação não é completamente esclarecido. Atua contra formas amastigotas intracelulares de Leishmania sp, comprometendo o potencial redox levando danos ao DNA do parasito. Alguns trabalhos sugerem que o Glucantime aumenta a capacidade fagocítica e a produção de TNF-alfa por fagócitos. O objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade do Glucantime modular a atividade do macrófago, a principal célula hospedeira da Leishmania. Inicialmente, a toxicidade do Glucantime foi testada sobre macrófagos peritoneais de camundongos BALB/c, tratando as monocamadas in vitro por 48 horas. A viabilidade celular foi avaliada pelo método do MTT. A capacidade do Glucantime (0,1, 1 e 10 mg/ml) modular os macrófagos foi avaliada tratando as monocamadas de macrófagos peritoneais por 24 horas antes da infecção com Leishmania braziliensis. Após 48 horas de incubação com meio de cultura foi avaliado o índice de infecção por contagem. Antes e após a infecção foram analisados a produção de óxido nítrico (NO) pelo método de Griess, espécies reativas de oxigênio (EROS) por fluorimetria usando a sonda H2DCFDA e a produção de citocinas por ELISA. Para avaliar se o Glucantime seria capaz de modular macrófagos in vivo, camundongos suíços foram tratados por 5 dias consecutivos com 8 mg de Glucantime pela via intraperitoneal. Macrófagos peritôneais foram avaliados quanto a sua capacidade de controlar a infecção in vitro com L. braziliensis. Os resultados mostraram que nas concentrações até 10 mg/ml, o Glucantime não alterou a viabilidade dos macrófagos in vitro. O pré-tratamento dos macrófagos com Glucantime nas concentrações de 0.1mg/mL, 1mg/mL e 10mg/mL, foi capaz de reduzir o índice de infecção em 49%, 74% e 85%, respectivamente. Em macrófagos não infectados a produção de NO foi aumentada na concentração de 10mg/ml de Glucantime. O tratamento com 1 e 10 mg/ml de Glucantime foi capaz de aumentar significativamente a produção de EROs (p<0,05 e p<0.01, respectivamente) e a produção IL-12 (p<0,05), mas a IL-10 não foi alterada. Não houve alterações significativas desses parâmetros em relação ao controle após a infecção com L. braziliensis. Os macrófagos oriundos dos animais tratados com Glucantime foram capazes de reduzir o índice de infecção por L. braziliensis (p<0,05). Esses resultados sugerem que o Glucantime é capaz de ativar os macrófagos e esse efeito pode contribuir para o mecanismo de ação desse fármaco. / The pentavalent antimonial drugs, such as Glucantime, are generally used as first choice for the treatment of leishmaniasis, however its mechanism is not fully understood. It has activity against intracellular amastigotes of Leishmania sp, compromising the redox potential and causing damage to the DNA of the parasite. Some studies suggesting that Glucantime enhances phagocytosis and TNF-&#945; production by phagocytes. The aim of this study is to evaluate the modulation of Glucantime on macrophages, the major host cell of Leishmania. Initially, Glucantimes toxicity was tested on peritoneal macrophages from BALB/c mice, by treating the monolayers in vitro for 48 hours. Cell viability was evaluated by MTT method. The capacity of Glucantime (0,1, 1 and 10 mg/ml) of modulate macrophages was evaluated by treating the monolayers of peritoneal macrophages for 24 hours before the infection with Leishmania braziliensis. After 48 hours of incubation with culture medium the infection index was evaluated by counting. Before and after the infection were analyzed the production of nitric oxide (NO) by Griess method, reactive oxygen species (ROS) by fluorimetry using the H2DCFDA dye and cytokines by ELISA. To evaluate if Glucantime could modulate macrophages in vivo, Swiss Webster mice were treated for 5 consecutive days with 8 mg Glucantime by intraperitoneal route. Peritoneal macrophages were evaluated about its capacity of control the in vitro infection with L. braziliensis. Results showed that until the concentration of 10 mg/ml, Glucantime did not alter the macrophages viability in vitro. The pre-treatment of macrophages with Glucantime at 0.1mg/mL, 1mg/mL and 10mg/mL was able to reduce the infection index in 49%, 74% and 85%, respectively. On non-infected macrophages the NO production was increased at 10mg/ml of Glucantime. The treatment with 1 and 10 mg/ml de Glucantime was able to significantly increase the ROS production (p<0,05 and p<0.01, respectively) and IL-12 production (p<0,05), however the IL-10 production was not altered. There were no significant changes of these parameters comparing to control after the L. braziliensis infection. The macrophages from the treated mice were capable of reduce the infection index by L. braziliensis (p<0,05). These results suggest that Glucantime is capable of activate macrophages and this effect could contribute to the mechanism of action of this drug.
38

Processamento de amostras fecais e desenvolvimento da tecnica de analises de imagens por computador, para o diagnostico das enteroparasitoses / Processing of samples feces and development of the technique of analyses of images for computer, for the diagnosis of the enteroparasitoses

Gomes, Jancarlo Ferreira, 1960- 29 August 2008 (has links)
Orientador: Alexandre Xavier Falcão / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-11T18:50:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gomes_JancarloFerreira_D.pdf: 2024129 bytes, checksum: eeb77aec9d0bc9546a0141b794a17319 (MD5) Previous issue date: 2008 / Resumo: No presente trabalho, averiguamos sobre processamentos de amostra fecal, desenvolvimento e avaliação de um sistema de computador para análise de imagem parasitária. Observamos que a etapa de processamento de fezes consistiu a etapa crítica, mas, essencial para o fornecimento de estruturas parasitárias limpas, com reduzida quantidade de microimpurezas fecais, ao sistema de análise por computador. Algumas técnicas parasitológicas convencionais, utilizando ou não kits comerciais, foram estudadas, e a de TF-Test (Three Fecal Test) apresentou menor teor de microimpurezas no final de processamento fecal. Todavia, este teor de microimpurezas era ainda muito grande, sendo ainda inadequado para análise computacional. Modificações foram introduzidas à técnica de TF-Test, com coloração dos componentes do sedimento fecal, utilizando um corante desenvolvido à base de Lugol, e seguido por degradação alcalina de microimpurezas, com uma solução clarificadora, previamente padronizada. Assim, a técnica de TF-Test Modificada contribuiu para o fornecimento de parasitos com poucas microimpurezas. O desenho do protótipo do sistema computacional para a análise de imagens incorporou: a técnica de TFTest Modificada; um microscópio óptico adaptado a uma bomba sucção peristáltica para conduzir uma alíquota de suspensão fecal processada à uma lâmina ou câmara tubular, onde estruturas parasitárias ou não apareciam em imagem; uma câmera digital; um monitor de vídeo para regulagem e captura de imagens; e um computador. Um banco de imagens foi construído, após coletas de amostras fecais foram efetuadas previamente em 4 regiões diferentes (Campinas, Botucatu, Avaré e Piraju) do estado de São Paulo, onde as enteroparasitoses são prevalentes. Os procedimentos de biossegurança e controle de qualidade contribuíram para que a perda da amostra fecal fosse pequena, não ultrapassando de 8%. Foi obtido um total de 16 espécies parasitárias, constituídos de helmintos e protozoários, e estes proveram uma coleção de 1.126 imagens ao computador. Ademais, o banco de imagens foi formado por informações adquiridas de 5.626 componentes parasitários e não parasitários, assim como, de dados sobre suas características de forma, textura e cor. A análise computacional baseou-se em um sistema de pipeline de técnicas de processamento de imagens, incluindo o uso de uma técnica denominada de Image-Foresting Transform (IFT). O pipeline consistiu em técnicas de segmentação de imagens para separar estruturas parasitárias e impurezas do fundo das imagens; em técnicas de extração para codificar características da forma, da cor e da textura dos parasitos; e em técnicas de reconhecimento e delineamento de imagens, visando distinguir parasitos de microimpurezas, de acordo com suas características próprias. A técnica de análise de imagens por computador (CIA) foi avaliada em comparação com a técnica de TF-Test Modificada de microscopia óptica, demonstrando alta sensibilidade de 95,3%, especificidade de 96,4%, e eficiência de 96,2 %. O conceito de concordância observada entre as duas técnicas estudadas foi de Quase Perfeito, em virtude do índice kapa (k) ter sido elevado, de 0,88. Esta técnica demonstrou ser altamente reprodutível, quando se ensaiaram em 10 diferentes ocasiões. Os achados deste trabalho apresentam perspectivas para industrialização do protótipo aqui desenvolvido, causando impacto na área de Saúde Pública, pois, no exame de fezes para população, há uma forte demanda de um sistema de automatização para detecção de enteroparasitos / Abstract: In the present study, we investigated on fecal sample processings, development and evaluation of a computer system for parasite image analysis. We observed that the fecal processing step was critical, but, essential for providing clean parasite structures, with reduced amount of fecal microdebris, to the system of computer analysis. Several conventional parasitologic techniques, using or not commercial kit, were studied, and TF-Test (Three Fecal Test) showed lower rate of microdebris at the end of fecal processing. However, this microdebris rate was still great, being unsuitable for computer analysis. The TF-Test technique was modified by staining the fecal sediment components, with a Lugol-based stain, followed by an alkaline degradation of fecal microdebris, using a clarifyer solution. So, the modified TF-Test technique became capable to supply parasite structure with little fecal microdebris. The prototype design of the computer system for the image analysis incorporated: the modified TF-Test technique; a optical microscope coupled to a peristaltic suction pump for leading an aliquot of processed fecal suspension to the tubular slide or chamber, where the parasite structures or microdebris appeared in tridimensional images; a digital camera; a video monitor to calibrate and capture images; and a computer. An image database was formed, after collecting fecal samples from prevalent regions (Campinas, Botucatu, Avaré and Piraju) of the State of São Paulo for enteroparasitosis. The total fecal sample loss was low, being less than 8%, since biosecurity and laboratory quality control protocols were frequently checked. A total of 16 parasite species were identified, consisting of helminths and protozoans, which provided a collection of 1.126 parasite images to the computer. Moreover, the image database was formed by information acquired from 5.626 parasite and nonparasite components, in addition to data on their shape characteristics, texture and color. The computational analysis was based on a pipeline of image processing techniques, including the use of a technique known as Image-Foresting Transform (IFT). The pipeline consisted of: a technique for image segmentation, in order to separate parasites and microdebris from background image; a technique for feature extraction to encode shape, color and texture characteristics of parasites; and techniques for pattern recognition and delineation, permitting to distinguish parasites from microdebris, according to their own features. The technique of computer image analysis (CIA) was evaluated in comparison with the optical microscope technique, named modified TF-Test, demonstrating a high sensitivity of 95,3%, specificity of 96,4% and efficiency of 96.2%. The agreement between two techniques was ranked as Almost Perfect, since the kappa (k) index has been high as much as 0.88. This technique proved to be reproducible, in a study, in which the assay was repeated 10 times, in different occasions. Our findings present good perspectives for the industrial production of the here developed prototype, causing impact on the Public Health area, since, in the fecal examination of the population, there is a strong demand for an automated system of enteroparasite detections / Doutorado / Doutor em Parasitologia
39

Isolamento, caracterização molecular e atividade larvicida de isolados de Bacillus thuringiensis Berliner 1911 do Amazonas em Aedes aegypti Linnaeus 1762 (Diptera: Culicidae)

Silva, Joelma Soares 23 February 2011 (has links)
Submitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2015-11-06T18:12:42Z No. of bitstreams: 2 Dissertação_Joelma Soares da Silva.pdf: 3973131 bytes, checksum: e2d308bc76b0d2e137227d73bfb0719f (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-11-06T18:12:43Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação_Joelma Soares da Silva.pdf: 3973131 bytes, checksum: e2d308bc76b0d2e137227d73bfb0719f (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2011-02-23 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / In Amazonas state have been isolated 57 strains of Bacillus thuringiensis, these five have shown toxicity to Aedes aegypty. Isolates did not show the genes of Cry toxins 4AA; 4ba; 10Aa; 11Aa and 11Ba, except BtAM- 27 lineage that showed all genes analyzed. Data from the larvicidal activity of Amazonian isolates were not superior to those obtained with the standard strain Bti IPS-82, entrtanto BtAM 27 showed similar toxicity to this, the isolated enters obtained in this work, IBt-07 and IBt-28 were the most toxic . / No estado do Amazonas foram isolados 57 estirpes de Bacillus Thuringiensis, destas, cinco mostraram toxicidade às larvas de Aedes aegypty. Os isolados não apresentaram os genes das toxinas Cry 4Aa; 4Ba; 10Aa; 11Aa e 11Ba, com exceção da linhagem BtAM- 27 que apresentou todos os genes analisados. Os dados da atividade larvicida dos isolados do Amazonas não foram superiores aos obtidos com a estirpe padrão Bti IPS-82, entrtanto BtAM 27 mostrou toxicidade similar á esta, entra os isolados obtidos neste trabalho, IBt-07 e IBt-28 foram os mais tóxicos.
40

Estudo taxonômico de Culex nigripalpus Theobald, 1901 (Diptera: Culicidae) com base em análises morfológicas e moleculares (Gene COI)

Bordalo, Rafaela Augusta Mouzinho 14 March 2011 (has links)
Submitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2015-11-06T19:31:35Z No. of bitstreams: 2 Dissertação_Rafaela Augusta Mouzinho Bordalo.pdf: 3519525 bytes, checksum: c2c6204c8420d2aff0e7e7a06f977edb (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-11-06T19:31:35Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação_Rafaela Augusta Mouzinho Bordalo.pdf: 3519525 bytes, checksum: c2c6204c8420d2aff0e7e7a06f977edb (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2011-03-14 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / It conducted a taxonomic study for the Culex species nigripalpus based on analyzes imorfológicas and molecular analysis with the "barcode" region of the COI gene. The analysis indicated that individuals in the US and Brazil do not differ as to infer that make up a species complex. In this case, the wide geographic distance did not represent a high genetic and morphological divergence. / Foi realizado um estudo taxonômico para a espécie Culex nigripalpus com base em análises morfológicas e moleculares, com a região "barcode" do gene COI. As análises indicaram que os indivíduos dos EUA e do Brasil não diferem entre si a ponto de inferir que compõem um complexos de espécies. Neste caso, a ampla distância geográfica não representou uma elevada divergência genética e morfológica.

Page generated in 0.0464 seconds