• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 158
  • 4
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 175
  • 175
  • 157
  • 156
  • 34
  • 24
  • 22
  • 20
  • 18
  • 18
  • 17
  • 16
  • 15
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Lisboa em cena : a personagem capital das páginas queirozianas

Barbieri, Cláudia. 2012 (has links)
Orientador: Sidney Barbosa Banca: Renata Soares Junqueira Banca: Márcia Zamboni Gobbi Banca: Sandra Regina Mota Silva Banca: Ozíris Borges Filho Resumo: Em seus romances, Eça de Queiroz, com peculiar predileção, dirigiu seu olhar e sua atenção à capital de seu país, que lhe serviu de campo e assunto para muitas narrativas. Lisboa foi a sua preocupação de crítico, o seu mundo de escritor. Assim, o texto queiroziano trabalha notadamente a questão do espaço e, por extensão, está imerso em uma atmosfera cosmopolita, impregnada de urbanidade. Como corpus de análise foram selecionados três romances tributários ao projeto ideológico das Cenas Portuguesas: A tragédia da Rua das Flores, A Capital! (começos duma carreira) e O primo Basílio, todos escritos ao longo da década de 1870. O trabalho pretende desenvolver e explorar as possibilidades interpretativas do espaço urbano presente no texto literário, buscando relacionar os variados espaços e suas representações dentro de um contexto urbano e histórico. Esta reflexão mostra-se ainda mais interessante quando é percebida a relevância que adquirem os ambientes em que se movem as personagens queirozianas. Os lugares que frequentam, os prédios onde vivem, os objetos de que se rodeiam são extremamente significativos dentro da arquitetura narrativa. Ao mesmo tempo, as referências feitas aos nomes de ruas e às especificações de endereços brincam, a todo instante, com os limites entre realidade e ficção. Tecer as relações entre a cidade oitocentista de Lisboa, vivenciada e observada pelo escritor, e "as Lisboas literárias" de Eça, vivenciadas e observadas por suas personagens são os objetivos deste trabalho Abstract: In his novels, Eça de Queiroz, with singular predilection, focused his view and attention over the capital of his country, which served him as field and subject to many of his narratives. Lisbon was his concern as a critic and also his writer's world. Besides his text develops remarkably the notion of space, hence, it is immerse in a cosmopolitan atmosphere, full of urbanity. Three novels were selected as corpus of analysis, all of them have in common the ideological project of Cenas Portugesas [Portuguese Scenes]: A tragédia da Rua das Flores, A Capital! (começos duma carreira) and O primo Basílio, all of them written during the decade of 1870. This work intends to develop and exploit the interpretative possibilities of the urban space present in the literary text, trying to relate different spaces and their representations within a urban and historical context. This reflection becomes even more interesting when one realizes how relevant the environments in which Eça de Queiroz's characters move are. The places they go to, the buildings they live, the objects surrounding them are extremely meaningful inside the architecture of the narrative. At the same time, the references to names of streets and the specifications of addresses play all the time within the boundaries between fiction and reality. Framing the relations between the 1800s city of Lisbon, experienced and observed by the writer, and the "literary Lisbons" of Eça, experienced and observed by his characters is the goal of this work
12

José Saramago : leitor de Pessoa, autor de Ricardo Reis

Soares, Maria Antonia. 2005 (has links)
Orientador: Odil José de Oliveira Filho Banca: Rubens Pereira dos Santos Banca: Suely Fadul Villibor Flory Banca: Nelyse Apparecida Melro Salzedas Banca: Maria de Lourdes Zizi Trevisan Perez Resumo: O trabalho pretende analisar o processo criativo do escritor português José Saramago, com vistas a demonstrar como Saramago assimila e transforma as matérias lidas e converte-as em escrituras, caracterizando-as como releituras com alta literariedade. Para dar conta desse objetivo adotamos uma perspectiva téorico-metodológica ampla e flexível, recorrendo às contribuições das teorias bakhtinianas sobre a intertextualidade e da Estética da Recepção, que nortearão este estudo e, como texto produzido pelo escritor, o romance O Ano da Morte de Ricardo Reis. Para atingir este propósito, tornou-se necessário um estudo detalhado da condição desse autodidata atingir, em um alcance máximo, a artisticidade literária pelo viés da linguagem oralizante, permeada de ironia e denúncia social, para tentar perceber os ecos polifônicos das leituras que se aglutinaram para representar, por meio de escritura, a concretização de uma obra inovadora. Abstract: This work aims at analyzing the creative process of the Portuguese writer José Saramago in order to show how Saramago assimilates and turns all topics he rereads into great literary works, by making them literature of high quality. In order to reach that goal, the novel O Ano da Morte de Ricardo Reis, a text produced by Saramago, was selected as the main object of this study. First, an expressional route made by Saramago is traced in the search of a textual framework which shows the way to see and feel the world - a real scripture. To reach this objective, it was necessary to accomplish a detailed study to realize how this self-taught person came to be a remarkable writer in literature through the oral language, full of irony and social denouncement to try to perceive the polyphonic echoes of the reading, which agglutinated to present by, means of scripture, the concretion of an innovator work. Doutor
13

O cinema de Manoel de Oliveira : um caso singular

Silva, Mariana Veiga Copertino Ferreira da. 2014 (has links)
Orientador: Renata Soares Junqueira Banca: Fabiane Renata Borsato Banca: António Manuel João Preto Resumo: Manoel de Oliveira, um dos mais renomados cineastas da atualidade, busca sempre inovar a cada filme que realiza. Observando o conjunto de suas produções, é possível afirmar que uma das características mais marcantes de sua obra é a utilização de textos literários como fonte para os seus filmes. O cinema oliveiriano, vale dizer, também preza o uso de elementos teatrais, buscando, através desse artifício, aproximar a arte do cinema de outras artes, especialmente a do teatro, ao lado da literária e de outras que tanta importância têm no seu cinema como, por exemplo, a música e a pintura. A relação estreita que Manoel de Oliveira estabelece entre o cinema e outras artes, acaba por provocar um efeito estético totalmente característico: o distanciamento entre o espectador e a obra, a fim de mostrá-la efetivamente como uma obra de ficção. Pensando nessa concepção estética de Manoel de Oliveira, o objetivo deste trabalho é analisar um de seus filmes baseados em textos literários - O meu caso (Mon cas), filme paradigmático da obra do cineasta, produzido em 1986 e inspirado no drama homônimo de José Régio. Para tanto, faremos uso de algumas das principais teorias do cinema e do teatro moderno, como a fundamentação sobre Opacidade e Transparência do discurso cinematográfico, proposta por Ismail Xavier, no intuito de compreender o funcionamento da linguagem cinematográfica; as teorias sobre montagem do renomado cineasta Sergei Eisenstein, através da qual se busca elucidar o funcionamento da construção do discurso no cinema, e a teoria do Drama Moderno, de Peter Szondi, a fim de compreender melhor as relações que o cinema de Oliveira estabelece com o teatro. Na bibliografia básica da pesquisa, destacam-se ainda nomes como António Preto, Patrice Pavis, Marcel Martin, dentre outros. Pretendemos identificar no filme Mon cas essas singularidades estéticas e a relação interartes, sobretudo, verificando a hipótese ... Abstract: Manoel de Oliveira, one of the most reputed directors nowadays, has a innovative aproach on each new released movie. Through observing his entire work it is possible to affirm that one of his main characteristics is the use of literature work as source for his movies. Further teatrical elements are also used in Oliveira's cinema, aproching the art of cinema to others arts, especially theather, besides literature, music and painting, which are important in his production. The result of the closely relation between diferent kinds of arts is a Oliveira proper aesthetic effect: the distanting effect between espectator and the movie, expliciting what it actualy is, a fictional movie. From Manoel de Oliveira's aesthetic conception, the present dissertation intent to analysis one of his movies based on literature text - O meu caso (Mon cas), a paradigmatic work, produced in 1986, inspired on a José Regio homonym play.Therefore, some of the major modern cinema and theather theory will be used, as Ismail Xavier's cinematic discourse theory, grounded on Opacity and Transparency, to understand the cinema language; filmmaker Sergei Eisenstein montage's theory argued cinema speech, and the Modern Drama theory, of Peter Szondi, to have better comprehension of Oliveira's relation with theather. The research basic bibliograph highlights António Preto, Patrice Pavis, Marcel Martin, among others. Try to identify this aestethic singularity and the relation between arts, speacially, testing the hypothesis that Manoel de Oliveira dialogs sistematicly with the theatral aesthic - like Brecht, besides the same engagement level - With didatic intention, bring spectator to think about cinema language forms and its possible senses. It is intented to identify on Mon cas this aestethic singularity and the relation between arts, speacially, testing the hypothesis that Manoel de Oliveira dialogs sistematicly with the theatral aesthic - like Brecht, aside the same ... Mestre
14

O parvo em Gil Vicente e o gracioso em Antônio José da Silva : expressões do cômico no teatro português

Dacanal, Débora Cristina. 2011 (has links)
Orientador: Renata Soares Junqueira Banca: Márcio Ricardo Coelho Muniz Banca: Sylvia Helena Telarolli de Almeida Leite Resumo: Esta dissertação analisa o enredo, a estrutura e a comicidade nas peças Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente e Guerras do Alecrim e Manjerona de Antônio José da Silva, dando enfoque à comicidade criada a partir das situações cômicas e da caracterização das personagens. O trabalho visa, sobretudo, analisar a presença e o perfil das personagens Joane, o Parvo da peça de Gil Vicente, e Semicúpio, o gracioso da peça de Antônio José da Silva. Para isso, esta dissertação faz: a análise por meio da aplicação do modelo actancial, da relação entre estas personagens com as demais em cada peça e suas relevantes importâncias para o desenvolvimento da ação; a análise da construção do cômico a partir de situações e de recursos linguísticos produzidos pelo Parvo e por Semicúpio; e a abordagem sobre a caracterização cômica destas personagens e a aproximação com outros caracteres cômicos de perfil semelhante, revelando as diferenças e semelhanças entre a personagem vicentina e silviana. Por meio do referencial teórico sobre comicidade e caracterização de personagens cômicas, a dissertação demonstra a proximidade da personagem Parvo com o caráter cômico do ingênuo, tal como o bobo e o louco medievais, e a proximidade da personagem Semicúpio com o caráter cômico do esperto, semelhante ao servo da Comédia Nova romana, do qual provieram outros criados, inclusive o gracioso espanhol definido por Lope de Vega Abstract: This paper analyses the plot, structure and the humor on the theater plays Auto da Barca do Inferno of Gil Vicente and Guerras do Alecrim e Manjerona of Antônio José da Silva, focusing the humor created from the comic situations and from the characterization of the personages. This paper intends to analyse the presence and the profile of the characters Joane, the Parvo from Gil Vicente's play, and Semicúpio, the gracioso from Antônio José da Silva. Its analysis is made through the actantial model of application, the relationship between these characters, their respective fellows and their relevant importance to the development of the plots action; its analysis is also made through the construction of the comical elements used in its linguistic resources produced by the Parvo and by Semicúpio; through the comical characterization approach of these characters and the approximation with some other comical elements, revealing the differences and the similarities between Vicente's and Silva's characters. Based on the comical frame of reference and characterization of the comical personages, the paper demonstrates the proximity of the Parvo with a comical and ingenuous character to the middle age crazy people and the jester; also to the personage Semicúpio which has a clever comical character, similar to the Roman New Comedy serf that is the one who the others serfs emanated from, including the Spanish gracioso defined by Lope de Vega Mestre
15

O realismo mágico e seus desdobramentos em romances de José Saramago

Lopes, Tania Mara Antonietti. 2011 (has links)
Orientador: Márcia Valéria Zamboni Gobbi Banca: Lílian Lopondo Banca: Sonia Helena de Oliveira Raymundo Piteri Banca: Maria Lúcia Outeiro Fernandes Banca: Odil José de Oliveira Filho Resumo: O presente estudo tem como objetivo principal apresentar os desdobramentos do realismo mágico numa análise de A jangada de pedra (SARAMAGO, 2006) e em leituras de As intermitências da morte (SARAMAGO, 2005) e Ensaio sobre a cegueira (SARAMAGO, 2007), em que o procedimento literário em questão - tendo em conta a figura do narrador - adquire uma função dialógica, que se dá por meio de referências intertextuais com mitos, lendas e outras formas de narrativa da tradição literária ocidental. A análise literária baseia-se nas concepções de Gerárd Genette e outros autores sobre o narrador; para a concepção de realismo mágico, utilizamos essencialmente as reflexões de Irlemar Chiampi e Willian Spindler; no que diz respeito aos diálogos promovidos pela intertextualidade, recorremos aos conceitos propostos por Mikhail Bakhtin, Lauren Jenny e Lucien Dällembach. De posse destes e de outros estudos da teoria da narrativa, analisamos os textos literários, com a preocupação de identificar elementos que inserem os romances mencionados na perspectiva do realismo mágico, procedendo também à reflexão sobre o diálogo que o autor português realiza com a literatura hispano-americana por meio desse procedimento, procurando compreender o processo de construção dos romances pelo viés da narrativa mágica e suas contribuições para a literatura contemporânea Abstract: This study aims to present the features of magical realism in an analysis of A jangada de pedra (SARAMAGO, 2006) and in readings of As intermitências da morte (SARAMAGO, 2005) and Ensaio sobre a cegueira (SARAMAGO, 2007), in which that narrative procedure - taking into account the narrator - acquires a dialogical function, that comes to the fore through intertextual references about myths, legends and other forms of the Western literary tradition. The literary analysis is based on the ideas of Gerárd Genette and other authors about the narrator; for the concept of magical realism, we use essentially the reflexions of Irlemar Chiampi and William Spindler; as for the dialogues induced by the intertextuality, we make reference to the concepts proposed by Mikhail Bakhtin, Lauren Jenny and Lucien Dällembach. Using those and other studies of narrative theory, we analyze Saramago‟s texts, bearing ever in mind the need to identify elements that insert those novels in the perspective of magical realism, proceeding also to reflect about the dialogue the Portuguese author creates with the Spanish-American literature through this procedure, aiming to understand the process of novel building through the lens of magical narrative and its contributions to contemporaneous literature Doutor
16

Portugal finissecular nas crônicas de D. João da Câmara publicadas na revista portuguesa O Ocidente e no jornal brasileiro Gazeta de Notícias (1901-1905)

Araújo, Rita de Cássia Lamino. 2015 (has links)
Orientadora: Rosane Gazolla Feitosa Banca: Alvaro Santos Simões Junior Banca: Silvia Maria Azevedo Banca: Luciana Brito Banca: Raquel dos Santos Madanêlo Souza Resumo: No final do século XIX e início do século XX, Portugal passava por um momento de crise política, econômica e cultural. Diante dessa situação, enquanto os membros da elite portuguesa viviam sob a ilusão de uma vida moderna e cosmopolita, o trabalhador português, desacreditado de seu país, emigrava, sobretudo, para o Brasil, em busca de melhores condições de vida. No Rio de Janeiro, o português encontrou uma sociedade progressista, para a qual contribuiu e se beneficiou. Neste contexto, encontram-se as crônicas de D. João da Câmara divulgadas, simultaneamente, entre os anos de 1901 a 1905, na publicação portuguesa O Ocidente: Revista Ilustrada de Portugal e do Estrangeiro e no jornal brasileiro Gazeta de Notícias. Diante dessa constatação, esta pesquisa tem por objetivo demonstrar o modo como D. João da Câmara, apresenta o Portugal finissecular para leitores de contextos sociais distintos, de um lado o português, morador, em especial de Lisboa, que vivia de perto a crise do país e do outro, o imigrante português que deixou sua pátria em busca de melhores condições de vida, porém vivia saudoso de sua terra natal. Por meio do estudo da temática e do estilo das crônicas publicadas nos dois periódicos, tentar-se-á mostrar de que modo o autor português, tendo em vista os leitores de seus textos e o veículo em que foram publicados, absorveu a crise pela qual Portugal passava e a traduziu em forma de crônica deixando sobressair, ora os problemas de seu país e seu desânimo diante deles, ora a sua ideologia aristocrática confiante no poder de revigoramento da velha nação portuguesa, sobretudo embasada nas belezas de sua natureza, em suas tradições, na sua história grandiosa, o meio teatral e político do país. Com esta pesquisa, visa-se a contribuir para o entendimento da história da literatura finissecular portuguesa e, em especial, para compreensão do pensamento de... Abstract: In the end of the XIX century and beginning of the XX, Portugal was going through a moment of politics and economic crises and also the stagnancy of the cultural life. In the face of this situation, while members of the Portuguese elite, residents of the big centers, especially in Lisbon, lived under the illusion of a modern and cosmopolitan life, the Portuguese worker, especially the peasant emigrated to Brazil, trying to find better life conditions. In Rio de Janeiro, the Portuguese immigrant found a progressive society which contributed and was very good to his development. In his context, it is found the chronicles of D. João da Câmara disclosed, at the same time, from 1901 to 1905, in the Portuguese release O Ocidente: Revista Ilustrada de Portugal and of the Estrangeiro and in the Brazilian newspaper Gazeta de Notícias, that constitute the corpus of this thesis. Before this confirmation, this research has as an aim to demonstrate the way how D. João da Câmara absorbed Portugal in the end of century and the crisis which it was going through and transmitted to the readers from different social contexts. From one side, the Portuguese, the one that lives in Lisbon near the problems of his country, and from the other, the Brazilian reader, in special, the Portuguese immigrant who misses his hometown. On the analysis methodology, it was intended to observe the thematic and the style of the chronic considering the social moment, the way of disclosure and the reader. As a conclusion for the research, it can be noticed that both the journals D. João da Câmara facing Portugal of the end of the century, sometimes presents the problems of the country and how miserable he felt about it, and other times lets his aristocratic ideas appear relying on the power of recovery of the old Portuguese nation, above all, by the valuation of the countryside, the glorious history and the Portuguese traditions... Doutor
17

O imaginário decadente na constituição do olhar poético em Al Berto

Sousa, Camila Pinto de. 2016 (has links)
Orientador: Maria Lúcia Outeiro Fernandes Banca: Andressa Cristina de Oliveira Banca: Beatriz Moreira Anselmo Resumo: As raízes do movimento literário simbolista, no final do século XIX, embaralham-se com uma tendência de natureza mais cultural, definida como certo mal-estar diante do vazio de sentido do mundo e de um sentimento generalizado de decadência da civilização burguesa. Trataremos a Decadência não como uma etapa de preparação para o Simbolismo, mas sim como um estado de espírito, um modo de olhar o mundo, assim como evidencia Jean Pierrot, em seu livro L'Imaginaire decadent. A Decadência, portanto, constitui uma concepção pessimista da existência humana, que privilegia temas relacionados ao medo, à melancolia, à solidão, à dor de cunho existencial, à incerteza e ao fascínio pela ruína, campos semânticos que dão o tom negativo na focalização do mundo, o que fundamenta o imaginário decadente. Os textos poéticos de Al Berto, um dos poetas mais instigantes da produção portuguesa contemporânea, apresentam significativo diálogo com obras de vários poetas de diferentes períodos e com outras formas de linguagem artística, principalmente a pintura, a fotografia e o cinema. A poética de Al Berto fundamenta-se em vestígios herdados de muitas tradições líricas, entre elas o Simbolismo/Decadentismo. O imaginário decadente configura o modo como o poeta percebe e retrata o mundo em seus poemas. Este trabalho investiga, utilizando a obra do poeta Camilo Pessanha como paradigma, em que medida e de que maneira esse imaginário concorre para a configuração do olhar que fundamenta a obra poética de Al Berto, fazendo com que esta reflita as características que o contexto decadentista abarca. Abstract: The roots of the Symbolist literary movement at the end of nineteenth century, shuffle up with a more cultural trend, defined as a certain discomfort with the void of meaning in the world and a general feeling of decay of bourgeois civilization. We will treat the Decadence not as a preparation step for the Symbolism, but as a state of mind, a way of looking at the world, as evidenced Jean Pierrot, in his book L'Imaginaire decadent. The Decadence therefore constitutes a pessimistic conception of human existence, which emphasizes topics related to fear, melancholy, loneliness, the pain of existential nature, to uncertainty and fascination with ruin, semantic fields that give the negative tone in the focus of the world, which underlies the decadent imagery. The poetic texts of Al Berto, one of the most exciting contemporary poets of the Portuguese production, have meaningful dialogue with works of several poets of different periods and with other forms of artistic expression, especially painting, photography and cinema. The poetic of Al Berto is based on inherited traces of many lyrical traditions, among them Symbolism/Decadentism. The decadent imaginary sets the way the poet sees and portrays the world in his poems. This work investigates, using the work of the poet Camilo Pessanha as a paradigm, to what extent and in what way this imaginary contributes to the look configuration underlying the poetry of Al Berto, making this reflects the features of this context covers. Mestre
18

O autor segundo ele mesmo : a escrita de si em Cadernos de Lanzarote, de José Saramago

Fernandes, Fernanda Buzzon. 2015 (has links)
Orientadora: Sandra Aparecida Ferreira Banca: Clarice Zamonaro Cortez Banca: Cátia Inês Negrão Berlini de Andrade Resumo: A dissertação analisa as transgressões temático-formais empreendidas pelo escritor português José Saramago, nas obras Cadernos de Lanzarote (1998a) e Cadernos de Lanzarote II (1999), em relação ao diário, sobretudo em sua modalidade inautêntica, caracterizada por uma construção menos espontânea, em razão da publicação - divulgação a leitores diversos do diarista-, que a modifica formal e tematicamente, bem como em referência ao diálogo com o público. O primeiro capítulo tem como centro a genealogia do diário. O segundo é dedicado à apreciação crítica de Cadernos de Lanzarote. As transgressões genéricas e as vozes autorais são consideradas no terceiro capítulo. O propósito desta dissertação é discutir como, em oposição aos diários tradicionais, a obra autorreferencial do escritor português é pública, e não privativa, apresentando características particulares quanto aos paradigmas do gênero. Para alcançar tal propósito, a dissertação procura fornecer uma apresentação teórica mais detalhada do diário, contemplando-o desde sua origem - há aproximadamente 3.000 a.C., concomitantemente à invenção da escrita - até a contemporaneidade, ocasião em que se verifica a revolução promovida pela web 2.0 na escritura autorreferencial Abstract: The dissertation analyzes the thematic and formal transgressions undertaken by Portuguese writer José Saramago, in the works Cadernos de Lanzarote (1998a) and Cadernos de Lanzarote II (1999), in relation to the diary, especially in its inauthentic mode, featured by a less spontaneous construction, because of the publication - disclosure to many readers completely different from the diarist - that changes it formal and thematically, and in reference to the dialogue with the audience. The first chapter is about the genealogy of the diary. The second is devoted to critical appreciation of Cadernos de Lanzarote. Generic transgressions, the authorship voices are considered in the third chapter. The purpose of this paper is to discuss how, as opposed to traditional journals, the self-referential work of Portuguese writer is public, not private, with particular characteristics regarding gender paradigms. To achieve this purpose, the dissertation seeks to provide a more detailed theoretical presentation of the diary, contemplating it from its origin - there were about 3,000 BC, concomitantly with the invention of writing - until nowadays, when it occurs the revolution brought by Web 2.0 I the self-referential writing Mestre
19

Os pescadores e as ilhas desconhecidas, de Raul Brandão : entre itinerários e paisagens, a miséria

Pierini, Mágna Tânia Secchi. 2013 (has links)
Orientador: Guacira Marcondes Machado Leite Banca: Renata Soares Junqueira Banca: Márcia Valéria Gobbi Banca: Norma Domingos Banca: Raquel dos Santos Madanêlo Souza Resumo: A presente tese selecionou Os Pescadores e As Ilhas Desconhecidas para compor o corpus de análise e propõe uma reavaliação da posição subalterna a que essas obras foram relegadas. Por muitas décadas, esses títulos vivenciaram o apreço fervoroso e emocionado dos leitores. Em contrapartida, parte da crítica literária brandoniana proferida no século XX rotulou-as de "menores" por se distanciarem do projeto literário ficcional de Raul Brandão. Edificou-se e perpetuou-se, então, a dicotomia e o silêncio. O objetivo deste trabalho é mostrar que essas obras não se distanciam das outras produções brandonianas justamente porque apresentam componentes temáticos e estilísticos similares às demais obras. Portanto, parte-se da hipótese de que há uma dialética das formas impressionistas e expressionistas que se coadunam e compõem espaços plástico-literários. Tal hipótese solidifica-se nas indagações acerca da utilização de gêneros literários tradicionais como a literatura de viagens, ou no emprego da descrição da paisagem nos dois títulos selecionados, publicados na segunda década do século XX. As ponderações concentram-se em torno das incursões da escrita brandoniana por linguagens artísticas distintas, por meio de uma perspectiva moderna diante da paisagem, do homem e da efabulação. No entanto, desdobram-se no estudo detido dessa perspectiva a partir da construção da figura dos pescadores, marinheiros, pastores e lavradores, além do registro das impressões poéticas e pictóricas, respectivamente, da costa portuguesa e do arquipélago dos Açores e da Madeira. Dessa forma, a aproximação entre as obras ocorre por meio da inovação na perspectiva da paisagem e da viagem, por configurar personagens pobres e vencidos a partir de reflexões de natureza ontológica e sociológica, conforme as delineações peculiares das configurações espaciais Abstract: The actual research took Os Pescadores ("The fishermen") and As Ilhas Desconhecidas ("The Unknown Islands") to compose the analysis corpus and proposes a reevaluation of the less value given to these works. They obtained the appreciation of the great public for long decades, but a parcel of brandonian critics built in the 20th century labeled them as "minors" for being far from the literary fictional project of Raul Brandão. The dichotomy and the silence dominated since then. The aim of this thesis is to show that these works are not far from the other brandonian productions because they present thematic and stylistics components similar to the rest of the author's works. Therefore, we part from the hypothesis that there is a dialectics between impressionist and expressionist forms combining to compose plastic-literary spaces. Such hypothesis become stronger through questions about the use of traditional aesthetic styles as, for example, the landscape description and the travel literature on the two selected titles, published in the second decade of the 20th century. The reflections focus around the brandonian writing incursions by distinct artistic languages, trough a modern perspective on the landscape, the men and the fabulation. However, the accurate study of this perspective enlarges the comprehension of the fishermen, sailors, shepherds and peasants figure construction, besides the registration of the poetics and pictorial impressions of the Portuguese coast and Azores and Madeira. Thereby the approach between the works happens through the innovation in the landscape and travel perspective, the setting of poor and subdued characters by reflections of ontological and sociological nature, according with peculiar designs of spatial configurations Doutor
20

A personagem e o tempo The Character and the time

Vera Maria de Miranda Leão de Brito 23 June 2006 (has links)
O propósito desta dissertação é fazer um estudo dos tempos físico e psicológico que compõem a temporalidade na obra Nítido nulo de Vergílio Ferreira e verificar em que medida é possível reproduzir na personagem a experiência do ser humano com o tempo. O tempo é abordado sob dois aspectos, o tempo físico, marcado pelos relógios e ciclos da natureza e o tempo psicológico, medido pela experiência individual de cada pessoa. Tal escolha se deve à percepção viva e concreta da existência simultânea dos dois tempos e de seus efeitos e reflexos no interior do indivíduo. Partindo do pressuposto de que nos momentos presentes há a concomitante presença de um passado recente e de um futuro próximo que surgem simultaneamente às percepções presentes, analisamos momentos em que há a simultaneidade dos planos temporais em questão. Esses momentos de intersecção de distintos planos temporais são analisados com base principalmente nas teorias de José Luiz Fiorin, Henri Bergson e A.A. Mendilow; e interpretados pelas concepções existencialistas de Martin Heidegger e Jean-Paul Sartre contidas nas reflexões feitas pela personagem ao longo da obra. Através dos momentos interseccionistas do texto e das reflexões da personagem que, condenada à morte, espera o momento de sua execução, é possível verificar o conflito do ser que se sabe injustificavelmente finito no tempo. The purpose of this dissertation is to do a study about the physical and psychological times which compose the temporality in the work Nítido nulo by Vergílio Ferreira and to verify how it is possible to reproduce in the character the experience of the human being with the time. The time is approached under two aspects, the physical time, marked by the clocks and cycles of the nature and the psychological time, measured for each person\'s individual experience. Such choice is due to the alive and concrete perception of the simultaneous existence of the two times and their effects and reflexes inside the individual. According to the presupposition that in the present moments there is the concomitant presence of a recent past and a close future that appear simultaneously to the present perceptions, we analyze moments in which there is the simultaneity of the temporary plans in question. Those moments of intersection of different temporary plans are analyzed mainly based in José Luiz Fiorin\'s, Henri Bergson\'s and A.A. Mendilow\'s theories and interpreted by Martin Heidegger\'s and Jean-Paul Sartre\'s existentialist conceptions contained in the reflections done by the character along the work. Through the intersectional moments of the text and the character\'s reflections that, sentenced to death, waits the moment of his execution, it is possible to verify the conflict of the being that is known unjustifiable finite in the time.

Page generated in 0.095 seconds