• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 664
  • 17
  • 17
  • 17
  • 17
  • 12
  • 5
  • 5
  • 5
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 680
  • 408
  • 315
  • 214
  • 208
  • 207
  • 184
  • 166
  • 158
  • 139
  • 138
  • 136
  • 122
  • 96
  • 87
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A criança surda escrevendo na língua portuguesa : questões de interlíngua

Sabanai, Noriko Lúcia January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, 2008. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-09-18T18:04:29Z No. of bitstreams: 1 2008_NorikoLuciaSabanai.pdf: 1247892 bytes, checksum: 058a8e8193f5d2a36aa74f1add17601e (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2010-07-21T10:53:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_NorikoLuciaSabanai.pdf: 1247892 bytes, checksum: 058a8e8193f5d2a36aa74f1add17601e (MD5) / Made available in DSpace on 2010-07-21T10:53:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_NorikoLuciaSabanai.pdf: 1247892 bytes, checksum: 058a8e8193f5d2a36aa74f1add17601e (MD5) Previous issue date: 2008 / Este estudo se propõe analisar as características da interlíngua (IL) de alunos surdos profundos bilaterais de uma escola pública da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEDF), que estão aprendendo a Língua Portuguesa (LP) na modalidade da escrita. A pesquisa é do tipo qualitativo-interpretativista e foram utilizados os seguintes instrumentos de pesquisa para a coleta de dados: observação participante, nota de campo da pesquisadora, entrevistas individuais, história de vida dos participantes e gravação em vídeo das atividades realizadas em sala de aula. Os resultados demonstraram que os participantes surdos que apresentam melhor proficiência na Língua Brasileira de Sinais (Libras), obtiveram melhor desempenho na escrita. Verificou-se também que a abordagem utilizada pela professora regente, a contextualização dos conteúdos ministrados, a motivação dos alunos e as estratégias de aprendizagem por eles utilizadas foram fatores positivos e determinantes para o desenvolvimento satisfatório do processo de aprendizagem da língua-alvo e também para a identificação das características da interlíngua dos participantes. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The aim of this study is to analyze the characteristics of the interlanguage (IL) of deep bilateral deaf students of a public school from the Offices of the Department of Education from the Federal District, Brazil. The students who took part in this study were going through the process of learning to write in Portuguese. The research herein presented results from a qualitative-interpretative direction and its data was collected by way of participatory observation, notes from research, individual interviews, life history, and videotaped activities developed in the classroom. The results demonstrate that the deaf participants who were more proficient in the Brazilian Sign Language (BSL) performed better in written tasks too. It was also verified that the approach used by the teacher, the contextualization of the contents taught, the students’ motivation to learn and the strategies used were positive and decisive factors for the satisfactory development of the process of learning the target language and for the identification of the characteristics of the participants’ interlanguage (IL).
2

Narrativas e processos de desenvolvimento bicultural : trajetórias escolares de surdos jovens

Ribeiro, Camila de Brito 10 April 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2014. / Submitted by Laura Conceição (laurinha.to@gmail.com) on 2014-11-21T16:35:22Z No. of bitstreams: 1 2014_CamilaDeBritoRibeiro.pdf: 3243813 bytes, checksum: 7089a1a0631a8bd374d8f5c4089e5ed6 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2014-11-24T18:10:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_CamilaDeBritoRibeiro.pdf: 3243813 bytes, checksum: 7089a1a0631a8bd374d8f5c4089e5ed6 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-11-24T18:10:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_CamilaDeBritoRibeiro.pdf: 3243813 bytes, checksum: 7089a1a0631a8bd374d8f5c4089e5ed6 (MD5) / Historicamente, a escolarização dos surdos é um ponto amplo de discussão que tem sido marcado pela singularidade linguística desses sujeitos. Caracterizadas por uma transição de diferentes filosofias educacionais nas últimas três décadas e organizadas pelas políticas públicas de inclusão, as ofertas educativas foram diversificadas, conferindo vivências múltiplas no espaço escolar. A instituição escolar é lócus da constituição subjetiva dos surdos, por ser o núcleo social onde a maioria deles tem contato com seus pares e com a língua de sinais, uma vez que 95% dos surdos são provenientes de famílias ouvintes. É na escola que a criança surda acessa, de forma mais elaborada, elementos culturais e simbólicos. Reconhecendo essa condição, o presente estudo tem como temática o processo de escolarização dos surdos, especificamente, as relações entre escolarização e constituição bicultural. O objetivo desta pesquisa foi compreender as narrativas dos surdos sobre seus processos de escolarização, evidenciando como estas se articulam às políticas e filosofias educacionais em prol daquele público e como a vida na escola se relaciona aos processos formativos biculturais. Os sujeitos participantes da pesquisa são surdos que se comunicam pela língua de sinais e que estão em fase de conclusão ou concluíram recentemente a educação básica. O trabalho de campo foi realizado em uma escola pública de Ensino Médio do Distrito Federal, por meio de discussões em um grupo focal. Os encontros foram desenvolvidos por uma equipe multidisciplinar, formada por uma pedagoga (pesquisadora deste trabalho), uma psicóloga e dois intérpretes – um para cada semestre do trabalho de campo. Foram realizados 17 encontros semanais durante o segundo semestre de 2012 e o primeiro de 2013, cada um com duração média de uma hora e meia. Os dados foram videogravados e transcritos integralmente para análise. Sob o enfoque microgenético, foram estruturados dois eixos de análise: o eixo A – As narrativas sobre as trajetórias escolares dos surdos, que foi subdividido em A1 – O que narra o surdo sobre sua trajetória escolar e A2 – As especificidades da inclusão: a língua, o intérprete e a pedagogia da imagem; e o eixo B – Os impactos da vida na escola para o desenvolvimento bicultural. Os resultados do estudo apontam que as trajetórias escolares foram diversificadas, englobando as principais mudanças das filosofias educacionais e das políticas públicas. Diante dessas experiências, as especificidades da constituição bicultural foram marginalizadas na escola. Porém, a presença da língua de sinais e o convívio com outros surdos foram aspectos fundamentais na vida escolar dos sujeitos da pesquisa. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Historically, the education of the deaf is a broad topic marked by the linguistic uniqueness of these subjects. Characterized by a transition between different educational philosophies over the past three decades and organized by the public policies of inclusion, the educational settings were varied and involved multiple experiences. School is the locus for the subjective constitution of the deaf, for it is the social unit where most of them have contact with their peers and with sign language, since 95% of them are from hearing families. It is at school that the deaf child has access, on a more elaborate way, to cultural and symbolic elements. Given this condition, the present study focuses on the process of education of the deaf, specifically, the relationship between schooling and bicultural constitution issues. The aim of this research was to understand the narratives of the deaf about their schooling process, showing how this process articulates to the political and educational philosophies, and how school life relates to bicultural education processes. The subjects investigated are deaf who are nearing completion or who have recently completed basic education and communicate by sign language. The research was conducted in a public secondary school in Brazilian’s Federal District, where data were collected using the focus group technique. The meetings were conducted by a multidisciplinary team consisting of an educator (the researcher), a psychologist and two sign language interpreters – one for each half of the research. There were 17 weekly meetings during the second semester of 2012 and the first semester of 2013, each one lasting an average of an hour and half. The meetings were videotaped and fully transcribed for analysis. Under the microgenetic approach, two axes of analysis were structured: A – The narratives about the school history of the deaf, which was divided into A1 – What the deaf tell about their educational lives and A2 – The singularities of the inclusion process of the deaf: the language, the interpreter and the visual pedagogy; and B – The impacts of school life in the bicultural development. The main results of the study indicate that school trajectories were diverse, encompassing the major changes in educational philosophies and public policies, which led to the marginalization of the specificities of bicultural constitution at school. However, the presence of sign language and the interaction with other deaf were central aspects of the school lives of these subjects.
3

Aspectos da organização de textos escritos por universitários surdos

Renata Pereira Do Nascimento, Gláucia 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:30:09Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3553_1.pdf: 9391771 bytes, checksum: 759d80ca89a651351e35aeea314ef4a5 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Esta tese é o resultado da pesquisa que desenvolvemos durante o curso de Doutorado em Letras, na área de concentração em Lingüística, para a obtenção do grau de doutor. O objetivo geral da pesquisa é a descrição de aspectos da organização de textos escritos por universitários surdos, a partir de um corpus constituído por 15 (quinze) textos produzidos por surdos adultos, entre os anos de 2005 e 2006, regularmente matriculados em instituições superiores de ensino localizadas nas cidades do Recife e de Olinda, sendo 13 (treze) textos escritos por surdos oralizados usuários de LIBRAS, 1(um) escrito por um surdo não-oralizado usuário de LIBRAS e 1 (um) produzido por um surdo oralizado nãousuário da língua de sinais. A base teórica fundamentou-se nos trabalhos de Halliday; Hasan (1976), Beaugrande; Dressler (1981), Van Dijk (1989), Antunes (1996, 2005), Neves (2000), Felipe (2001), Quadros; Karnopp (2004), entre outros. Os textos escritos em português por indivíduos surdos apresentam organização atípica. Algumas das peculiaridades observadas no corpus são decorrentes da influência da organização sintático-espacial da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), no caso dos textos escritos por surdos usuários dessa língua, e das especificidades interacionais instauradas pela surdez. Nos textos escritos por surdos usuários de LIBRAS há 10 (dez) anos ou mais, ocorre o uso de menor diversidade de recursos de coesão por reiteração, em relação aos textos escritos pelo voluntário surdo não-usuário da língua de sinais e aos textos produzidos pelos surdos que usam a LIBRAS há menos tempo. Percebemos, ainda, nos textos escritos por surdos usuários de LIBRAS há mais tempo, dificuldades com o uso de verbos e de preposições, que se revelam, em muitos casos, pela omissão dessas palavras
4

Aspectos da organização de textos escritos por universitários surdos

Renata Pereira Do Nascimento, Gláucia 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:31:22Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3832_1.pdf: 9391771 bytes, checksum: 759d80ca89a651351e35aeea314ef4a5 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Esta tese é o resultado da pesquisa que desenvolvemos durante o curso de Doutorado em Letras, na área de concentração em Lingüística, para a obtenção do grau de doutor. O objetivo geral da pesquisa é a descrição de aspectos da organização de textos escritos por universitários surdos, a partir de um corpus constituído por 15 (quinze) textos produzidos por surdos adultos, entre os anos de 2005 e 2006, regularmente matriculados em instituições superiores de ensino localizadas nas cidades do Recife e de Olinda, sendo 13 (treze) textos escritos por surdos oralizados usuários de LIBRAS, 1(um) escrito por um surdo não-oralizado usuário de LIBRAS e 1 (um) produzido por um surdo oralizado nãousuário da língua de sinais. A base teórica fundamentou-se nos trabalhos de Halliday; Hasan (1976), Beaugrande; Dressler (1981), Van Dijk (1989), Antunes (1996, 2005), Neves (2000), Felipe (2001), Quadros; Karnopp (2004), entre outros. Os textos escritos em português por indivíduos surdos apresentam organização atípica. Algumas das peculiaridades observadas no corpus são decorrentes da influência da organização sintático-espacial da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), no caso dos textos escritos por surdos usuários dessa língua, e das especificidades interacionais instauradas pela surdez. Nos textos escritos por surdos usuários de LIBRAS há 10 (dez) anos ou mais, ocorre o uso de menor diversidade de recursos de coesão por reiteração, em relação aos textos escritos pelo voluntário surdo não-usuário da língua de sinais e aos textos produzidos pelos surdos que usam a LIBRAS há menos tempo. Percebemos, ainda, nos textos escritos por surdos usuários de LIBRAS há mais tempo, dificuldades com o uso de verbos e de preposições, que se revelam, em muitos casos, pela omissão dessas palavras
5

Processos de escolarização no distrito federal: o que dizem os profissionais da escola sobre a inclusão de surdos?

SILVA, Carine Mendes da January 2014 (has links)
A inclusão educacional de surdos tem sido frequentemente debatida, especialmente, pela condição bilíngue e bicultural dos alunos, que exige práticas diferenciadas de ensino. Os surdos, público cujo desenvolvimento apresenta características singulares, são sujeitos que vivem uma experiência com a língua(gem) dependente de um canal distinto (os sinais), que privilegia experiências gestuais e visuais. Seu desenvolvimento, portanto, ocorre a partir da Língua de Sinais, pois ela é a língua acessível aos surdos e fundamental para inseri-los em processos dialógicos correntes no meio em que vivem, permitindo a sua construção subjetiva e identitária. Reconhecendo tais peculiaridades, as atuais políticas públicas defendem o bilinguismo como modelo educativo ideal para o desenvolvimento do surdo. Considerando o impacto de tais dinâmicas escolares busca-se, neste estudo, investigar os posicionamentos dos profissionais a respeito da inclusão desses estudantes. O objetivo foi entender a visão dos educadores acerca dos elementos principais demandados pelos alunos: estratégias pedagógicas e a Língua de Sinais somados aos desafios derivados do processo formativo de sujeitos biculturais. Participaram da investigação oito sujeitos: a diretora, o supervisor pedagógico, a coordenadora de linguagens e códigos, a coordenadora de humanas, o coordenador de exatas, o professor de português como segunda língua, a professora da sala de recursos e a intérprete de Libras. O trabalho de campo foi realizado em uma escola de ensino médio da rede pública, do Distrito Federal, por meio de entrevistas semiestruturadas. A pesquisa foi desenvolvida em três momentos: a) a reunião preliminar com os participantes, b) a 1ª etapa de entrevistas com os profissionais (individualmente) e c) 2ª etapa de entrevistas, também de cunho individual, com cada um dos participantes. As entrevistas foram videogravadas e realizadas pela pesquisadora nas dependências da escola, entre o primeiro e o segundo semestre de 2013. As vídeogravações foram integralmente transcritas para a análise. Das análises depreendeu-se três eixos importantes sobre os posicionamentos dos profissionais: a) a visão acerca da surdez e estratégias pedagógicas pertinentes aos surdos; b) a centralidade (ou não) da Língua de Sinais para o desenvolvimento bicultural dos surdos e c) os principais desafios para a escola no tocante à inclusão dos sujeitos com desenvolvimento bicultural. O estudo aponta divergentes olhares sobre o surdo e a surdez, que refletem a forma como os educadores entrevistados conduzem as práticas de ensino: alguns comprometidos com os aspectos culturais e políticos dos surdos, outros alheios a essas condições. Além disso, eles formularam críticas aos processos de escolarização dos surdos, chamando a atenção para o papel da Língua de Sinais nesse contexto; aspecto primordial na implementação de projetos acadêmicos bilíngues que se comprometem com o êxito acadêmico dos surdos e com o seu desenvolvimento bicultural.
6

O acesso e a permanência do aluno surdo na pós-graduação: questões linguísticas e educacionais

Monteiro, Ana Lucia Lima da Costa Pimenta January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2015 / Made available in DSpace on 2016-10-19T13:05:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 340627.pdf: 2079219 bytes, checksum: 7fd9547bb554bb91adf77dc0989fe1d6 (MD5) Previous issue date: 2015 / Esta pesquisa constitui-se num estudo de caso, realizado sob a perspectiva sócio-histórica, com natureza qualitativa. A técnica empreendida foi a de entrevistas semiestruturadas realizadas com os tutores presenciais e a distância do Curso EaD de Letras-Português - UFSC, segunda edição. O objetivo primordial deste estudo é o de conhecer a importância dos fenômenos da afetividade e do dialogismo para as interlocuções instituídas entre os sujeitos (tutores presenciais-tutores a distância-alunos) no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVEA) do Curso em questão, e nos encontros presenciais das disciplinas. As principais bases teóricas consultadas foram: Freire (1967; 1987 [1970]; 1996); Vygotsky (1993; 2000); Rogers (1975); Knowles et. al. (1998) a respeito da educação com bases afetivas e centrada na pessoa; Bakthin (2006 [1979]; 1997 [1979]); Geraldi (2010a; 2010b); Ponzio (2010); e Signorini (1998) acerca do dialogismo; Moore; Kearsley (2007); Peters (2001); Aretio (1994; 1997); Belloni (1999); Lévy (1999); e Nunes (2009) tratando-se de assuntos específicos à EaD; Freitas (2002; 2003); Bauer; Gaskell (2007); e Yin (2001) em referência às pesquisas qualitativas de natureza sócio-histórica. As entrevistas com ambos os tipos de tutores foram realizadas via e-mail e eram compostas, a princípio, por um roteiro de seis perguntas discursivas, enviadas uma a uma a cada sujeito-respondente. Foram convidados a participar da pesquisa todos os vinte e nove tutores presenciais e a distância que atuaram no primeiro trimestre letivo do ano de 2013. Destes, treze eram tutores presenciais e dezesseis eram tutores a distância. Embora todos os sujeitos tenham aceitado participar do estudo, os que concluíram a entrevista foram vinte e cinco tutores, doze presenciais e treze a distância. Os dados gerados pelas entrevistas revelaram que os fenômenos investigados - afetividade e dialogismo - são considerados fundamentais para o processo de ensino e aprendizagem no Curso acompanhado. O dialogismo, entretanto, destaca-se como sendo o objeto mais importante em dois depoimentos. Nos demais, ambos os eventos são tidos como equânimes. O AVEA é o meio mais utilizado na instituição de conversações entre tutores a distância-alunos. No caso dos tutores de polo, tanto o moodle quanto os encontros face a face são tidos como os principais canais de comunicação entre educador-estudante. Os dados ainda apontaram que as demais relações entre tutor presencial-tutor a distância e aluno-aluno mostraram-se14pouco significativas. E, no caso específico das interações entre os alunos, observou-se que estas ainda são pouco exploradas via AVEA.<br> / Abstract : This research is composed by a study of case, carried out under the social-historical approach. This action was a qualitative one, undertaken through the technique of semi-structured interviews which were realized with both types of tutors: in-person ones and distance ones. These informants worked during the second edition of a Distance Education (DE) Course of Letras-Português at UFSC University. The mainly objective of this action was based in knowing the importance of the affectivity phenomena and the dialogic phenomena to establish dialogues between the subjects (in-person tutors-distance tutors-students) in the Virtual Learning Environment (VLE), as in-person classes. The most important authors consulted were: Freire (1967; 1987 [1970]; 1996); Vygotsky (1993; 2000); Rogers (1975); and Knowles et. al. (1998), who regarding the affective-based education and person-centered education; Bakthin (2006; [1979]; 1997 [1979]); Geraldi (2010a; 2010b); Ponzio (2010); and Signorini (1998) who wrote about dialogism; Moore; Kearsley (2007); Peters (2001); Aretio (1994); Belloni (1999); Lévy (1999); and Nunes (2009), these were writers who work with DE and finally, Freitas (2002; 2003); Bauer; Gaskell (2007); and Yin (2001), whose studies made references to the qualitative researches with a socio-historical nature. The interviews made with both types of tutors were conducted via e-mail and were composed, in principle, by a script containing an essay of six questions. They were sent one by one to each respondent-subject. The invitations were directed to all the twenty-nine in-person tutors and distance ones those acted in the first quarter of the school year of 2013. Of these, thirteen were in-person tutors and sixteen were distance tutors. Although all subjects have accepted to participate of this study, those which concluded the interviews were a number of twenty five tutors; twelve, in-person tutors and thirteen, distance tutors. The generated data acquiring from the interviews revealed that the both phenomena investigated - affectivity and dialogism - were considered fundamental to the teaching and learning process in the observed environment. The dialogic perspective stands out as more important than affectivity one in two statements. In the others, both events are regarded as equitable. The interviews showed that the VLE is the most used task to establish conversations between distance tutors-students. In the case of in-person tutors, both tools the moodle as the live meetings are taken as the main channels used in communication between tutors-students. The data still16pointed that the other relationships, like those what happens between in-person tutor-distance tutor and between student-student, were poor and in the case of interactions built among the students, it was also observed as being little stimulated through VLE.
7

Prática pedagógica com alunos surdos : sala de recursos e classe comum /

Schiavon, Daiane Natalia. January 2012 (has links)
Orientador: Luci Pastor Manzoli / Banca: Cristina Cinto Araujo Pedroso / Banca: Eliana Marques Zanata / Resumo: O presente estudo pretendeu investigar a organização do ensino para alunos surdos numa cidade do interior paulista. E especificamente a analisar o trabalho pedagógico realizado em Sala de Recursos; verificar como ocorre a relação entre a Sala de Recursos e a classe comum na organização do apoio ao aluno surdo; analisar o atendimento educacional especializado realizado na Sala de Recursos em relação ao aluno surdo, na perspectiva da professora habilitada e caracterizar a prática pedagógica das professoras da classe comum. Constituiu-se numa pesquisa de abordagem qualitativa. Participaram deste estudo cinco professoras, sendo uma de Sala de Recursos, habilitada em surdez e quatro de sala comum do ensino regular. Colaborou com a mesma a diretora do Departamento de Inclusão do município. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram observações em Sala de Recursos, entrevistas semiestruturadas com a professora habilitada em surdez e a diretora do Departamento de Inclusão do município e aplicação de questionários com as professoras do ensino regular. Os resultados indicaram que a formação do professor, tanto da Sala de Recursos quanto da sala regular deve ser permeada por práticas pedagógicas diversificadas e estratégias específicas com vistas a contemplar as características e diferenças do aluno surdo, uma vez que ela ocorre por meio de uma constante interação entre a formação inicial e continuada. Apontaram que as práticas pedagógicas utilizadas pela professora habilitada em surdez oportunizaram progressos na aprendizagem desses alunos apontando um desenvolvimento escolar efetivo. As professoras do ensino regular apresentaram estratégias educacionais divergentes, contudo mostraram-se comprometidas com a inclusão desses alunos. Ressalta-se ainda a importância do papel... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The present study aimed to investigate the organization of education for deaf students in the city of São Paulo. And will specifically examine the pedagogical work in the Resource Room; see how the relationship occurs between the resource class and common class organization supporting deaf student; analyze the specialized educational services performed at room Resources in relation to deaf student, the perspective of the teacher enabled and characterize the teachers' pedagogic practice of the common class. Constituted on a qualitative research study. The study included one Resources Room teacher, licensed in deafness and four teachers from the Regular Education. This study collaborated with the same director of the Municipal Department of Inclusion . The instruments that were used for collecting data were observations at the Resources Room, semi-structured interviews with the enabled teacher on deafness, the director of the Municipal Department of Inclusion, and questionnaires appliance from the teachers of the Regular Education. The results indicated that teacher's formation, both from the Resources Room and the Regular Education room, must be permeated by diversified pedagogical practices and specific strategies in order to consider the characteristics and differences from deaf students, since it occurs through a constant interaction between the initial and continuous training. The results pointed out that the pedagogical practices used by a qualified in deafness teacher allowed some progress in these students' learning, indicating an effective school development. Teachers from Regular Education showed different educational strategies, but showed themselves compromised with deaf students' inclusion. The importance of a LIBRAS's interpreter is detached to interact with the deaf student and a common teacher... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

Avaliação dos textos escritos por surdos(as): reflexões para fundamentar o trabalho docente / Evaluation of texts written by deaf people: reflections to support the teaching work

MENDES, Tathiane Pereira. 11 January 2018 (has links)
Submitted by Michelle Barbosa (michelle.fonseca@ufcg.edu.br) on 2018-01-11T21:23:47Z No. of bitstreams: 1 TATHIANE PEREIRA MENDES - DISSERTAÇÃO PROLETRAS - 2016.docx: 5469647 bytes, checksum: 421587bfa60ae2160e3a7f75ed886720 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-01-11T21:23:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TATHIANE PEREIRA MENDES - DISSERTAÇÃO PROLETRAS - 2016.docx: 5469647 bytes, checksum: 421587bfa60ae2160e3a7f75ed886720 (MD5) Previous issue date: 2015-06-22 / A aquisição o desenvolvimento e o processamento da língua são condições que oportunizam de modo mais eficaz o ensino-aprendizagem dos alunos surdos. Esses alunos, geralmente, comunicam-se por meio da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), uma língua completa, como qualquer idioma, que se processa por modalidade espaço-visual, diferenciada da língua portuguesa (LP), que é de modalidade oral-auditiva. Tais peculiaridades sobre o ensino para alunos surdos são desconhecidas pela maioria dos professores e isso ocasiona grandes dificuldades em sala de aula. Portanto a justificativa dessa pesquisa abrange o fato de que é necessária uma bibliografia mais objetiva, esclarecedora e eficaz, para que os professores de língua portuguesa, bem como de outras áreas, estejam preparados para receber os alunos surdos em suas salas de aula com a certeza de que estarão capacitados para fazer um trabalho mais técnico e menos empírico. Dessa forma o objetivo fundamental do trabalho foi elaborar reflexões que balizem o trabalho docente no âmbito da avaliação dos textos escritos pelos alunos surdos. A fundamentação teórica da pesquisa foi baseada nas principais obras de Quadros e Karnopp (2004), Brochado (2003) e Fernandes (2007) que versam sobre as principais nuances que envolvem a Libras. A pesquisa foi realizada nas escolas onde atuam os sujeitos da investigação: dez professores (as) de língua portuguesa que atuam no Ensino Fundamental no município de Petrolina-PE. Solicitamos que os participantes avaliassem produções textuais de alunos surdos conforme cinco descritores didáticos da Prova Brasil (2011). Após a leitura dos textos, os docentes escreveram um breve parecer sobre suas impressões acerca da produção avaliada. Considerando os resultados das avaliações, percebeu-se, nas ‘falas’ dos professores, que, mesmo com os avanços da educação inclusiva, as peculiaridades das relações interpessoais entre a escola e a comunidade surda precisam ser aprofundadas. Posteriormente aos dados, apresentamos as reflexões que direcionam o olhar dos educadores para as especificidades das produções escritas dos surdos (as). / The acquisition development and language processing are conditions more effectively nurture the teaching and learning of the deaf students. These students generally communicate through the Brazilian Sign Language (Libras), a complete language, like any language, which is processed by space-visual mode, differentiated from Portuguese (LP), which is orally mode hearing. Such peculiarities of education for deaf students are unknown to most teachers and this causes great difficulties in the classroom. Therefore the justification of this research includes the fact that a more objective bibliography, insightful and effective is needed so that the Portuguese-speaking teachers, as well as other areas, be prepared to receive deaf students in their classrooms with confidence that will be able to make a more technical and less empirical work. Thus the fundamental objective of this study was to develop teaching strategies that may benchmark the teaching work in the evaluation of the texts written by deaf students. The theoretical basis of the research was based on the major works of Tables and Karnopp (2004), Paperback (2003) and Fernandes (2007) which deal with the main nuances involving Pounds. The survey was conducted in schools where the subjects of the research work: ten teachers (as) of Portuguese working in Primary Education in Petrolina municipality. We ask participants to evaluate textual productions of deaf students as five teaching strategies Proof of Brazil (2011). After reading the texts, the teachers wrote a brief opinion on their impressions of the assessed production. Considering the results of the evaluation, it was noted, the 'speech' of teachers, that even with advances in inclusive education, the peculiarities of interpersonal relationships between the school and the deaf community need to be deepened. Later the data, we present the strategies that direct the gaze of educators to the specificities of the deaf written productions (as).
9

Educação musical e surdez : cenas inclusivas / Musical education and deafness: inclusive scenes

Griebeler, Wilson Robson 30 June 2015 (has links)
Submitted by Luiza Kleinubing (luiza.kleinubing@udesc.br) on 2018-03-06T20:30:32Z No. of bitstreams: 1 WILSON ROBSON GRIEBELER.pdf: 574375 bytes, checksum: 7ae4ee0f239119d6f5a514f61f07180f (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-06T20:30:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 WILSON ROBSON GRIEBELER.pdf: 574375 bytes, checksum: 7ae4ee0f239119d6f5a514f61f07180f (MD5) Previous issue date: 2015-06-30 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / This study sought to investigate, analyze and understand musical practices involving deaf people in an inclusive setting, also with the participation of listeners. This research, of qualitative character, presents two distinct phases, the first being exploratory, wherein a Brazilian context it was sought to find musical groups that rely on the presence deaf people in their making. For this, verification and analysis were carried out on the materials provided by these groups in their official websites and other materials available on the internet, such as interviews and videos about musical production held by the four groups listed in this work: "Surdodum", "Ab'Surdos", "Batuqueiros do Silêncio" and "Música do Silêncio". At this stage, research was sought about the English institution Music and the Deaf (MATD) to extend the knowledge about work carried out with musical groups involving deaf people. These groups perform activities aimed at musical practices for deaf individuals who are placed in inclusive settings. In the second phase, the option was for semi-structured interviews with music teachers who worked with deaf students and listeners in 2014. From these interviews choice was to observe music education practice of a teacher working in a public school in the city of Florianópolis/SC. This way, it was sought to answer the guiding question of this study: What are the pedagogical support structures found in the practices of music educators who work in inclusive settings where there is the presence of deaf students? This way seeking to understand the barriers to learning and participation of deaf students in music lessons, identifying how pedagogical support is structured in the inclusive setting and aimed at the students learning and participation. The research data show that, although the music teachers operating in this context in the year 2014 did not have specific training to deal with special education and/or inclusive education, all of them took part in at least some disciplines taught in undergraduate or graduate courses that cover the theme of inclusion. In addition, it has been verified that the works are still very much in use of percussion instruments, in addition, visual resources are used for better understanding of the activities by the deaf students. The presence of the LIBRAS interpreter professional was also found to be a valuable educational support that facilitates communication between teacher and student and provides great assistance at the time of the explanation of the activities to be developed. / O presente trabalho buscou investigar, analisar e compreender práticas musicais envolvendo surdos em contexto inclusivo, contando também com a participação de ouvintes. Esta pesquisa, de caráter qualitativo, apresenta duas fases distintas, sendo a primeira de caráter exploratório, onde buscou-se encontrar no contexto brasileiro grupos musicais que contam com a presença de surdos em sua formação. Para isto, foram verificados e analisados os materiais disponibilizados por estes grupos em seus sites oficiais e, outros materiais disponíveis na internet, como entrevistas e vídeos acerca da produção musical realizada pelos quatro grupos mencionados neste trabalho, sendo eles: ?Surdodum?, ?Ab?Surdos?, ?Batuqueiros do Silêncio? e ?Música do Silêncio?. Ainda nesta fase, procurando-se ampliar os conhecimentos acerca de trabalhos realizados com grupos musicais envolvendo surdos, pesquisou-se a instituição inglesa Music and the Deaf (MATD). Estes grupos realizam atividades que visam práticas musicais para indivíduos surdos que estejam inseridos em contextos inclusivos. Na segunda fase, optou-se pela realização de entrevistas semiestruturardas com professores de música que atuaram com alunos surdos e ouvintes durante o ano de 2014. A partir destas entrevistas optou-se por observar práticas de educação musical de um professor atuante em uma escola pública da cidade de Florianópolis/SC. Desta forma, buscou-se responder a questão norteadora deste trabalho: Quais os apoios pedagógicos encontrados nas práticas de educadores musicais atuantes em contextos inclusivos onde exista a presença de alunos surdos? Procura-se assim compreender as barreiras à aprendizagem e à participação de alunos surdos na aula de música, identificando no contexto inclusivo como estão estruturados os apoios pedagógicos voltados para a aprendizagem e a participação destes. Os dados da pesquisa mostram que, embora os professores de música atuantes neste contexto no ano de 2014 não possuam uma formação específica para lidar com a Educação Especial e/ou Educação Inclusiva, todos eles participaram ao menos de disciplinas ministradas em cursos de graduação ou pós-graduação que tratavam da temática da inclusão. Além disso, também pode-se verificar que os trabalhos realizados ainda se pautam bastante na utilização de instrumentos de percussão, além de apoiarem-se em recursos visuais para a melhor compreensão das atividades por parte dos alunos surdos. A presença do profissional intérprete de LIBRAS também apresentou-se como um apoio pedagógico de grande valor, por facilitar a comunicação entre educador e aluno e auxiliar principalmente no momento da explicação das atividades a serem desenvolvidas.
10

Prática pedagógica com alunos surdos: sala de recursos e classe comum

Schiavon, Daiane Natalia [UNESP] 01 October 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-10-01Bitstream added on 2014-06-13T19:10:49Z : No. of bitstreams: 1 schiavon_dn_me_arafcl.pdf: 542611 bytes, checksum: c6c4c0dac80df84de77db6a248399ef6 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O presente estudo pretendeu investigar a organização do ensino para alunos surdos numa cidade do interior paulista. E especificamente a analisar o trabalho pedagógico realizado em Sala de Recursos; verificar como ocorre a relação entre a Sala de Recursos e a classe comum na organização do apoio ao aluno surdo; analisar o atendimento educacional especializado realizado na Sala de Recursos em relação ao aluno surdo, na perspectiva da professora habilitada e caracterizar a prática pedagógica das professoras da classe comum. Constituiu-se numa pesquisa de abordagem qualitativa. Participaram deste estudo cinco professoras, sendo uma de Sala de Recursos, habilitada em surdez e quatro de sala comum do ensino regular. Colaborou com a mesma a diretora do Departamento de Inclusão do município. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram observações em Sala de Recursos, entrevistas semiestruturadas com a professora habilitada em surdez e a diretora do Departamento de Inclusão do município e aplicação de questionários com as professoras do ensino regular. Os resultados indicaram que a formação do professor, tanto da Sala de Recursos quanto da sala regular deve ser permeada por práticas pedagógicas diversificadas e estratégias específicas com vistas a contemplar as características e diferenças do aluno surdo, uma vez que ela ocorre por meio de uma constante interação entre a formação inicial e continuada. Apontaram que as práticas pedagógicas utilizadas pela professora habilitada em surdez oportunizaram progressos na aprendizagem desses alunos apontando um desenvolvimento escolar efetivo. As professoras do ensino regular apresentaram estratégias educacionais divergentes, contudo mostraram-se comprometidas com a inclusão desses alunos. Ressalta-se ainda a importância do papel... / The present study aimed to investigate the organization of education for deaf students in the city of São Paulo. And will specifically examine the pedagogical work in the Resource Room; see how the relationship occurs between the resource class and common class organization supporting deaf student; analyze the specialized educational services performed at room Resources in relation to deaf student, the perspective of the teacher enabled and characterize the teachers' pedagogic practice of the common class. Constituted on a qualitative research study. The study included one Resources Room teacher, licensed in deafness and four teachers from the Regular Education. This study collaborated with the same director of the Municipal Department of Inclusion . The instruments that were used for collecting data were observations at the Resources Room, semi-structured interviews with the enabled teacher on deafness, the director of the Municipal Department of Inclusion, and questionnaires appliance from the teachers of the Regular Education. The results indicated that teacher’s formation, both from the Resources Room and the Regular Education room, must be permeated by diversified pedagogical practices and specific strategies in order to consider the characteristics and differences from deaf students, since it occurs through a constant interaction between the initial and continuous training. The results pointed out that the pedagogical practices used by a qualified in deafness teacher allowed some progress in these students’ learning, indicating an effective school development. Teachers from Regular Education showed different educational strategies, but showed themselves compromised with deaf students’ inclusion. The importance of a LIBRAS’s interpreter is detached to interact with the deaf student and a common teacher... (Complete abstract click electronic access below)

Page generated in 0.0702 seconds