• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 103
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 105
  • 105
  • 57
  • 57
  • 40
  • 37
  • 29
  • 28
  • 27
  • 24
  • 18
  • 16
  • 13
  • 11
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Estudo de fase I com vacina celular autóloga imunomodulaa para tratamento de câncer de próstata localmente avançado ou metastático

Berger, Milton January 2005 (has links)
Resumo não disponível
32

Transplante heterotópico autólogo de tecido ovariano pré-púbere criopreservado em ratas ooforectomizadas

Messias, Cristina Botelho January 2016 (has links)
Introdução: A técnica de criopreservação de tecido ovariano tem sido vista como tratamento promissor e se apresenta como a principal maneira de preservar a fertilidade em pacientes pré-púberes e em mulheres que necessitam de tratamento do câncer de imediato. Contudo, atualmente, ainda existem obstáculos em relação ao autotransplante de tecido ovariano criopreservado, devido a fatores como lesão isquêmica, assim como danos causados pelo processo durante o congelamento, bem como a escolha do melhor local para o enxerto. Objetivo: Verificar a possível restauração da função ovariana, analisando a histologia do ovário transplantado em ratas adultas estéreis, após transplante autólogo de tecido ovariano criopreservado em fase pré-púbere. Métodos: Foram utilizadas 45 ratas Wistar com 30 dias de idade, que foram divididas aleatoriamente em três grupos: Grupo Controle (n = 15), férteis normais; Sham (n = 15), submetidas à ooforectomia bilateral; Transplante (n = 15), submetidas à ooforectomia bilateral, seguida de transplante autólogo na região dorsal entre as escápulas. A partir do d35, foram realizadas observações quanto à maturidade sexual, através da análise da abertura vaginal e de esfregaços vaginais, para avaliação do ciclo estral. Após observação da fase do ciclo estral, os animais foram eutanasiados. E, amostras de tecidos foram coletadas e processadas para avaliação histológica dos implantes ovarianos; considerando: organização estrutural do tecido transplantado e adjacente, bem como o desenvolvimento folicular. Resultados: Quanto às avaliações de maturidade sexual, através das análises de abertura vaginal e da análise microscópica do material obtido dos esfregaços vaginais, foi possível observar que os animais do Grupo Controle, que eram férteis ciclaram normalmente. As ratas do Grupo Sham e Transplante não apresentaram ciclo regular, permanecendo em diestro. As avaliações histológicas das amostras de tecido de ovário pré-púbere, implantados em fêmeas adulto jovens, evidenciaram degeneração ovariana; uma vez que estes apresentaram fibrose e áreas de necrose, o que provavelmente impossibilitou o desenvolvimento folicular, nas ratas que receberam o transplante. Conclusão: A técnica de transplante de tecido ovariano em ratas é uma técnica relativamente simples de ser executada, e se mostrou eficaz na manutenção do massa corporal dos animais durante o período observado. Este achado sugere que houve produção hormonal, oriunda do ovário transplantado, fato este que encoraja as pesquisas neste sentido, a fim de se obter uma técnica que restaure a produção de folículos viáveis em pacientes estéreis. Apesar de ter apresentando indícios de falência do enxerto e isquemia no tecido transplantado, os resultados preliminares desta investigação precisam ser complementados com estudos adicionais, a fim de buscar as melhores condições para a obtenção de maior eficácia dos transplantes autólogos de tecido ovarianos criopreservados. / Introduction: Ovarian tissue cryopreservation is a promising treatment and it is presented as the main way to preserve fertility in prepubertal patients and women who need cancer treatment immediately. However still remain obstacles related to the ovarian tissue cryopreserved autograft due to ischemic injury, damage caused by the freezing process and selecting the best location for the graft. Objective: Investigate a possible restoration of the ovarian function by analyzing the histology of the ovary transplanted into sterile adult rats after autologous transplantation of ovarian tissue cryopreserved in prepubertal phase. Methods: 45 Wistar rats, 30 days old,which were randomly divided into three groups: control group (n = 15), normal fertile; Sham group (n = 15), underwent bilateral oophorectomy; Transplantation group (n = 15), underwent bilateral oophorectomy followed by autologous transplantation in the scapular area. From the d35, sexual maturity was observed by examining the vaginal opening and vaginal smears, for evaluation of the estrous cycle. After observing the phase of the estrous cycle, the animals were euthanized. The tissue samples were collected and processed for histological evaluation of ovarian implants; where structural organization of the transplanted tissue and adjacent as well as follicular development were analyzed. Results: Regarding sexual maturity evaluations, observed by vaginal opening analysis and microscopic analysis of material obtained from vaginal swabs, we could observe that the animals in the control group cycled normally. The rats of Sham and Transplant Group showed no regular cycle, staying in diestrus phase. The histological assessments of prepubertal ovarian tissue samples implanted in young adult females showed ovarian degeneration, since they had areas of necrosis and fibrosis, which probably impeded the follicular development in these rats. Conclusion: The ovarian tissue transplantation technique in rats is a relatively simple technique, and is effective in body mass maintenance of animals during the observed period. This finding suggests that there were hormone production originated from the transplanted ovaries, and this, encourages research in order to obtain a technique to restore the production of viable follicles in sterile patients. Despite presenting evidence of graft failure and ischemia in the transplanted tissue, the preliminary results of this investigation need to be supplemented with additional studies in order to get the best conditions for achieving greater effectiveness of autologous transplantation of cryopreserved ovarian tissue.
33

Detecção da doença residual mínima por citometria de fluxo em pacientes com mieloma múltiplo submetidos a transplante autólogo de células tronco hematopoéticas

Dal Bó, Suzane January 2009 (has links)
Resumo não disponível
34

Estudo sobre o processo de incorporação de enxertos ósseos na mandíbula de coelhos

Andrade, Miguel Gustavo Setúbal 05 June 2007 (has links)
Submitted by Hiolanda Rêgo (hiolandarego@gmail.com) on 2017-04-25T13:49:16Z No. of bitstreams: 1 Tese_ICS_Miguel Gustavo Setúbal Andrade.pdf: 2741651 bytes, checksum: 408525066d9971f7289fcce0e1d3ae7e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-25T13:49:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_ICS_Miguel Gustavo Setúbal Andrade.pdf: 2741651 bytes, checksum: 408525066d9971f7289fcce0e1d3ae7e (MD5) / CAPES;FAPESB / A enxertia dos maxilares com osso córtico-medular aposicionado condiciona o rebordo para receber implantes de titânio. O osso alógeno congelado tem conquistado espaço por eliminar a necessidade de área doadora. Clinicamente, os enxertos aposicionados sofrem absorção, e o plasma rico em plaquetas (PRP) poderia minimizar esse fenômeno. Nesta tese, foram realizadas três pesquisas. A principal delas estudou a incorporação de enxertos autógenos e alógenos aposicionados à mandíbula de coelho em associação ou não com PRP. As alterações que o congelamento promoveu no osso e o processo de preparação do PRP também foram investigados. Utilizaram-se 54 coelhos. Enxertos córtico-medulares foram removidos do osso ilíaco e aposicionados bilateralmente à cortical externa da mandíbula. Parte dos animais recebeu osso autógeno fresco e outra parte recebeu osso alógeno congelado a -70°C por 120 dias. Em um lado da mandíbula, foi colocado PRP. A eutanásia ocorreu após 3, 7, 14, 28 e 56 dias. A diferença entre os grupos foi ponderada pelo teste de Bonferroni. O osso alógeno foi menos absorvido, mais osteogênico e fibrogênico que o osso autógeno. Sua cortical estava mais espessa e ele induziu maior quimiotaxia de macrófagos e osteoclastos. O PRP, apesar de melhorar, não interferiu significativamente nessas variáveis. Não houve reação de células T e B contra os enxertos. O efeito da criopreservação foi analisado no osso congelado a -20°C e -70°C por 30, 60, 90 e 120 dias e foi comparado ao osso fresco. A diferença foi estimada pelo teste de Tukey. O congelamento aumentou a área das células e dos núcleos na medular e diminuiu a área dos núcleos da cortical. O colágeno da cortical desnaturou com a diminuição da temperatura e o aumento do tempo de congelamento. Essas alterações só comprometeram a morfologia do tecido após 90 ou 120 dias na temperatura de -70°C. O sangue total e o PRP foram comparados pelo teste de correlação de Pearson. A plaquetometria do PRP não dependeu dos eritrócitos e do plasma pobre em plaquetas removidos, mas do hematócrito e da plaquetometria do sangue total. O hematócrito do PRP não interferiu na sua plaquetometria e leucometria, que foi dependente da leucometria inicial. Concluiu-se que o osso alógeno congelado foi bom material para enxertia aposicionada dos maxilares e não induz uma rejeição imunológica. O PRP apresentou apenas uma tendência em melhorar o reparo de enxertos aposicionados, e o congelamento foi eficaz em diminuir a antigenicidade do osso.
35

Efeitos do transplante autólogo de células-tronco mononucleares da medula óssea na miocardiopatia induzida pela doxorrubicina em ratos wistar / Rossana Baggio Simeoni ; orientador, Waldemiro Gremski ; co-orientador, Nelson Itiro Miyague

Simeoni, Rossana Baggio January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2006 / Inclui bibliografia / INTRODUÇÃO: As células-tronco derivadas da medula óssea (CTM) apresentam grande potencial terapêutico para regeneração tecidual. Pouco se tem estudado sobre o transplante celular com relação à cardiomiopatia não isquêmica dilatada. O antinéoplásico clorid
36

Detecção da doença residual mínima por citometria de fluxo em pacientes com mieloma múltiplo submetidos a transplante autólogo de células tronco hematopoéticas

Dal Bó, Suzane January 2009 (has links)
Resumo não disponível
37

Estudo de fase I com vacina celular autóloga imunomodulaa para tratamento de câncer de próstata localmente avançado ou metastático

Berger, Milton January 2005 (has links)
Resumo não disponível
38

Técnica de separação-fusão em cães com espondilomielopatia cervical com o uso de enxerto ósseo autólogo /

Chung, Denise Granato. January 2017 (has links)
Orientador: João Guilherme Padilha Filho / Banca: Márcia Rita Fernandes Machado / Banca: Everton Regonato / Banca: Paola Castro Moraes / Banca: Roberta Renzo / Resumo: A espondilomielopatia cervical (EMC) foi descrita pela primeira vez na década de 1950; desde então, esse distúrbio neurológico tem se tornado desafio para médicos veterinários. É uma doença complexa, com causas multifatoriais, resultante de compressão da medula espinhal, que leva aos mais variados sinais clínicos. Sabe-se que o prognóstico dos pacientes está diretamente relacionado com a severidade da sintomatologia. A despeito da existência de inúmeros trabalhos na literatura versando sobre abordagem terapêutica na EMC, especialmente aquela que é decorrente de metodologias invasivas, restam muitas dúvidas sobre a eficácia destes tratamentos frente as várias complicações da doença. Dessa maneira, o presente trabalho propõe uma técnica cirúrgica com a finalidade de evitar algumas falhas que as técnicas atuais apresentam. Para isso, a técnica de separação-fusão com a utilização de enxerto ulnar autólogo, fixada com um único parafuso, foi realizada e documentada em dois espécimes de cães de 5 kg e 25 kg. Sendo também aplicada a quatro cães de médio porte (30 a 60 Kg), de raças variadas, com sinais compatível com espondilomielopatia cervical, e confirmada com auxílio de exames de imagem. O acompanhamento clínico desses animais variou de um a sete anos. A técnica proposta mostrou-se exequível em espécimes de diferentes pesos. E mostrou-se eficaz nos animais submetidos a técnica proposta, sem intercorrências durante o período de avalição. / Abstract: Cervical spondylomyelopathy (CME) was first described in the 1950s, since then, this neurological disorder has become a challenge for veterinarians. It is a complex disease, with multifactorial causes, resulting from compression of the spinal cord, which leads to the most varied clinical signs. It is known that the prognosis of the patients is directly related to the severity of the symptomatology. Despite the existence of numerous studies in the literature dealing with the therapeutic approach in CME, especially those that are due to invasive methodologies, many doubts remain about the efficacy of these treatments against the various complications of the disease. In this way the present work proposes a surgical technique with the purpose of avoiding some flaws that present techniques present. For this, the technique of separation-fusion with the use of autologous ulnar graft, fixed with a single screw, was carried out and documented in two specimens of dogs of 5 kg and 25 kg. It is also applied to four medium-sized dogs (30 to 60 kg), of different races, with symptomatology compatible with cervical spondylomyelopathy, and confirmed with the aid of imaging tests. The clinical follow-up of these animals ranged from three to seven years. The proposed technique proved to be feasible in specimens of different weights. These was shown to be effective in animals submitted to the proposed technique, without intercurrences during the evaluation period. / Doutor
39

Transplante heterotópico autólogo de tecido ovariano pré-púbere criopreservado em ratas ooforectomizadas

Messias, Cristina Botelho January 2016 (has links)
Introdução: A técnica de criopreservação de tecido ovariano tem sido vista como tratamento promissor e se apresenta como a principal maneira de preservar a fertilidade em pacientes pré-púberes e em mulheres que necessitam de tratamento do câncer de imediato. Contudo, atualmente, ainda existem obstáculos em relação ao autotransplante de tecido ovariano criopreservado, devido a fatores como lesão isquêmica, assim como danos causados pelo processo durante o congelamento, bem como a escolha do melhor local para o enxerto. Objetivo: Verificar a possível restauração da função ovariana, analisando a histologia do ovário transplantado em ratas adultas estéreis, após transplante autólogo de tecido ovariano criopreservado em fase pré-púbere. Métodos: Foram utilizadas 45 ratas Wistar com 30 dias de idade, que foram divididas aleatoriamente em três grupos: Grupo Controle (n = 15), férteis normais; Sham (n = 15), submetidas à ooforectomia bilateral; Transplante (n = 15), submetidas à ooforectomia bilateral, seguida de transplante autólogo na região dorsal entre as escápulas. A partir do d35, foram realizadas observações quanto à maturidade sexual, através da análise da abertura vaginal e de esfregaços vaginais, para avaliação do ciclo estral. Após observação da fase do ciclo estral, os animais foram eutanasiados. E, amostras de tecidos foram coletadas e processadas para avaliação histológica dos implantes ovarianos; considerando: organização estrutural do tecido transplantado e adjacente, bem como o desenvolvimento folicular. Resultados: Quanto às avaliações de maturidade sexual, através das análises de abertura vaginal e da análise microscópica do material obtido dos esfregaços vaginais, foi possível observar que os animais do Grupo Controle, que eram férteis ciclaram normalmente. As ratas do Grupo Sham e Transplante não apresentaram ciclo regular, permanecendo em diestro. As avaliações histológicas das amostras de tecido de ovário pré-púbere, implantados em fêmeas adulto jovens, evidenciaram degeneração ovariana; uma vez que estes apresentaram fibrose e áreas de necrose, o que provavelmente impossibilitou o desenvolvimento folicular, nas ratas que receberam o transplante. Conclusão: A técnica de transplante de tecido ovariano em ratas é uma técnica relativamente simples de ser executada, e se mostrou eficaz na manutenção do massa corporal dos animais durante o período observado. Este achado sugere que houve produção hormonal, oriunda do ovário transplantado, fato este que encoraja as pesquisas neste sentido, a fim de se obter uma técnica que restaure a produção de folículos viáveis em pacientes estéreis. Apesar de ter apresentando indícios de falência do enxerto e isquemia no tecido transplantado, os resultados preliminares desta investigação precisam ser complementados com estudos adicionais, a fim de buscar as melhores condições para a obtenção de maior eficácia dos transplantes autólogos de tecido ovarianos criopreservados. / Introduction: Ovarian tissue cryopreservation is a promising treatment and it is presented as the main way to preserve fertility in prepubertal patients and women who need cancer treatment immediately. However still remain obstacles related to the ovarian tissue cryopreserved autograft due to ischemic injury, damage caused by the freezing process and selecting the best location for the graft. Objective: Investigate a possible restoration of the ovarian function by analyzing the histology of the ovary transplanted into sterile adult rats after autologous transplantation of ovarian tissue cryopreserved in prepubertal phase. Methods: 45 Wistar rats, 30 days old,which were randomly divided into three groups: control group (n = 15), normal fertile; Sham group (n = 15), underwent bilateral oophorectomy; Transplantation group (n = 15), underwent bilateral oophorectomy followed by autologous transplantation in the scapular area. From the d35, sexual maturity was observed by examining the vaginal opening and vaginal smears, for evaluation of the estrous cycle. After observing the phase of the estrous cycle, the animals were euthanized. The tissue samples were collected and processed for histological evaluation of ovarian implants; where structural organization of the transplanted tissue and adjacent as well as follicular development were analyzed. Results: Regarding sexual maturity evaluations, observed by vaginal opening analysis and microscopic analysis of material obtained from vaginal swabs, we could observe that the animals in the control group cycled normally. The rats of Sham and Transplant Group showed no regular cycle, staying in diestrus phase. The histological assessments of prepubertal ovarian tissue samples implanted in young adult females showed ovarian degeneration, since they had areas of necrosis and fibrosis, which probably impeded the follicular development in these rats. Conclusion: The ovarian tissue transplantation technique in rats is a relatively simple technique, and is effective in body mass maintenance of animals during the observed period. This finding suggests that there were hormone production originated from the transplanted ovaries, and this, encourages research in order to obtain a technique to restore the production of viable follicles in sterile patients. Despite presenting evidence of graft failure and ischemia in the transplanted tissue, the preliminary results of this investigation need to be supplemented with additional studies in order to get the best conditions for achieving greater effectiveness of autologous transplantation of cryopreserved ovarian tissue.
40

O transplante autólogo de células tronco mononucleares de medula óssea e atividade física de alta intensidade pós infarto do miocárdio com disfunção ventricular em ratos wistar / Simone de Almeida Cosmo de Santis ; orientador, Luiz Cesar Guarita Souza

Santis, Simone de Almeida Cosmo de January 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2012 / Bibliografia: f. [74-86] / Introdução: As células-tronco tem apresentado resultados importantes pós infarto do miocárdio. O treinamento físico tem sido amplamente utilizado como importante tratamento não farmacológico no manejo de doenças cardiovasculares. No entanto, resultados re. / Introduction: The stem-cells have presented important results post myocardial infarction. Physical training has been used as a better treatment for cardiovascular disease than pharmacological means. Therefore, results referent to the use of both treatment

Page generated in 0.0829 seconds