Return to search

Composição e abundância da fauna de macroinvertebrados bentônicos no cultivo do Camarão Canela(Macrobrachium amazonicum) em cercados

Resumo: Diversos trabalhos científicos que abordam o comportamento alimentar de camarões demonstraram que mesmo em sistemas de produção com oferecimento de alimentação exógena, os macroinvertebrados representa uma parte significativa da dieta destes animais. O objetivo do presente estudo foi avaliar a pressão imposta à comunidade de macroinvertebrados bentonicos decorrente da presença de Macrobrachium amazonicum, em cultivo de cercados. O estudo foi realizado em viveiros escavados, durante 60 dias. Foram montados nove cercados circulares com área de fundo de 10 m². Seis destes cercados foram estocados com camarões em uma densidade de 10 indivíduos/m2, com peso inicial médio de 0,63±0,17 g e comprimento médio de 4,28±0,34 cm. O delineamento foi inteiramente randomizado, compostos por três tratamentos com três repetições: Tratamento Controle (sem presença de camarões nos cercados), Tratamento sem ração e tratamento com ração (35% PB). A cada 10 dias, durante o período experimental foram aferidas variáveis de qualidade de água, biometria dos camarões para avaliar os índices zootécnicos e coletadas amostras de sedimento de cada cercado (três amostras para análise de macroinvertebrados e uma para análise granulométrica). Os resultados indicaram que a qualidade da água se manteve adequada para a biologia da espécie. Os índices zootécnicos não apresentaram diferenças significativas (p>0,05) para peso, comprimento total e sobrevivência. As análises de macroinvertebrados apresentou diferença significativa (P<0,05) para abundância total em D10, para Oligochaeta em D40 e D60 e para Polymitarcyidae entre os TSR e TRC. As frações granulométricas do solo não apresentaram significância (p>0,05) para areia grossa, lama e matéria orgânica durante o período experimental e entre os tratamentos. De acordo com os resultados obtidos, pode-se afirmar que o desempenho zootécnico dos camarões não é influenciado pelo fornecimento de ração durante 60 dias experimentais e que a comunidade bentônica apresenta variações na abundância decorrentes da presença dos camarões.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/30131
Date06 August 2013
CreatorsDutra, Fabrício Martins
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas - Zoologia, Moretto, Yara, Portz, Leandro
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0016 seconds