Return to search

Fatores atuantes na estratégia de gestão de mão de obra : um estudo de múltiplos casos em uma cadeia de valor

Orientador : Prof. Dr. Robson Seleme / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Defesa: Curitiba, 28/05/2015 / Inclui referências : f. 154-161 / Resumo: Após a crise econômica mundial de 2008, quando prevalecia uma política macroeconômica neoliberal, desde a crise do petróleo da década de 1970, o mundo vivencia um período de mudanças, de oscilações de mercado. A estratégia de pessoas, ou mais especificamente de mão de obra direta, da empresa é capaz de conferir a ela maior ou menor habilidade de reagir a tais mudanças. Neste contexto, avaliar a escolha da estratégia de mão de obra adotada é uma forma de contribuir para que a empresa esteja apta a reagir aos desafios que lhe são impostos. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi identificar fatores atuantes na estratégia de gestão de mão de obra direta em empresas de uma mesma cadeia de valor, do setor de Eletroeletrônicos. A pesquisa é aplicada, possuindo uma abordagem qualitativa, e se caracterizando como descritiva e exploratória em relação ao objeto de estudo. O instrumento proposto para o trabalho foi o estudo de múltiplos casos. Com base nas entrevistas realizadas, o trabalho demonstra que há uma lacuna entre os resultados desejados e as práticas adotadas. Assim, o estudo identifica a oportunidade que empresas brasileiras possuem para se diferenciarem utilizando estratégias e práticas que conferem uma maior consistência para resposta em ambientes de oscilação. Palavras-chaves: Estratégia de Pessoas. Flexibilidade de Mão de Obra. Sistemas de Produção. / Abstract: Since 2008, when the world experienced an economic crises, after a long period in charge of a mainly new liberal economy dated to 1970's petroleum crises, the world economy has lived a constant period of changes and Market oscillation. In this context, companies need to be prepared for unstable markets and fast moves. People strategy, or specifically the workforce strategy, of a company is able to give it a higher or shorter ability to react to changes. In this context, to evaluate the workforce strategy can be a tool used by companies to better react to macroeconomic challenges. Therefore, the purpose of this study was to identify indicators that impact on the selection of the workforce strategy in a value chain. It was applied in a qualitative, descriptive and exploratory approach and has been designed as a multiple case study. Based on the data collected, it is proposed to have a gap between the results expected and the practices adopted by companies. Hence, there is a lacking opportunity on those companied to differentiate themselves in the market by adopting practices that enable a higher and consistent response to environment oscillations. Keywords: People strategy. Workforce flexibility. Production system.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/38906
Date January 2015
CreatorsVargas, Tiago Bernardino
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Seleme, Robson, 1960-
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format161 f. : il., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
RelationDisponível em formato digital

Page generated in 0.0018 seconds