Return to search

Ictiofauna dos sistemas estuarinos e lagunares da Ilha de Santa Catarina, Brasil

Orientadores : Prof. Dr. Henry Louis Spach, Prof. Dr. Maurício Garcia Camargo / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicos. Defesa: Pontal do Paraná, 27/03/2015 / Inclui referências : f. 134-148 / Resumo: Em regiões subtropicais, as assembleias de peixes de ambientes costeiros e estuarinos são estruturadas pelas interações ecológicas e pelos parâmetros ambientais, tais como a temperatura e a salinidade. A Ilha de Santa Catarina possui um mosaico de ecossistemas, com grande importância para a fauna de peixes. Destaca-se a presença, numa mesma ilha, de estuários, lagoas, e manguezais e praias arenosas. Assim, esta tese teve por objetivo avaliar os padrões de variação temporal e espacial dos peixes nos sistemas estuarinos e lagunares da Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil. Para tanto, foi analisado uma série de dados coletados entre os anos de 1983 a 2005, da baía Norte, do saco dos Limões, dos manguezais de Itacorubi e de Ratones e da Lagoa da conceição. Os peixes foram coletados com distintas técnicas de amostragens. Na baía Norte e no saco dos Limões foram utilizados arrastos de porta e nos manguezais e na Lagoa foram empregadas redes de emallhe, tarrafas e puçás. Devido a essas diferenças nas amostragens foi feita uma seleção dos melhores dados disponíveis para avaliação dos padrões espaço-temporais de cada local. Para possibilitar uma comparação desses padrões, foi padronizado um conjunto de rotinas estatísticas. As diferenças espaciais e temporais entre as abundâncias foram testadas por meio de uma PERMANOVA. Para visualizar graficamente as diferenças encontradas na PERMANOVA, foi realizada a análise canônica de coordenadas principais (CAP). Diferenças entre o comprimento total das espécies dominantes em cada local foram tesadas por meio de uma PERANOVA. Na avaliação da influência das variáveis ambientais na abundância de peixes foi aplicado o DistLM (Distance Based Linear Model), utilizando-se o critério de seleção de Akaike (AIC). Para avaliar se existem diferenças na estrutura taxonômica em cada local entre as estações do ano, foram calculados os índices de Distinção taxonômica Média (AvTD) e de Variação da Distinção Taxonômica (VarTD) com as matrizes de presença/ausência. Na meta-análise, todos os locais foram comparados, utilizando-se todos os dados disponíveis de cada local. Foram testadas diferenças entre a riqueza de espécies, AvTD e VarTD por meio de uma PERMANOVA, com as matrizes de presença/ausência. Foi elaborado um checklist com as espécies de peixes da ilha Santa Catarina. Observaram-se diferenças significativas dos parâmetros ambientais, com destaque para a temperatura. As diferenças temporais foram mais importantes que as diferenças espaciais, com maiores abundâncias registradas no outono. A estrutura em tamanho foi diferente para a maioria das espécies dominantes entre as estações do ano, não existindo um padrão em comum para os locais amostrados. Em ordem decrescente, um maior número de espécies foi observado na lagoa da Conceição (92), Sambaqui (90), saco dos Limões (82), baía Norte (62), Ratones (51) e Itacorubi (50). Na comparação entre os ambientes, os índices AvTD e VarTD demonstraram não existir diferenças taxonômicas na estrutura das assembleias. Conclui-se que essas assembleias de peixes da porção interna da ilha de Santa Catarina são formadas por peixes estuarinos e marinhos principalmente, cujos padrões espaciais e temporais de abundância variam marcadamente entre as estações do ano, com maiores abundâncias ocorrendo principalmente no outono. Todavia, apesar das diferenças entre as abundâncias, a estrura taxonômica das assembleias se mantem similar. Palavras-chave: Assembleia de peixes; Estuário; Lagoa, Manguezais; Meta-análise / Abstract: In subtropical regions, fish assemblages in coastal and estuarine areas are structured by ecological interactions and by the environmental parameters such as temperature and salinity. The Santa Catarina Island has a mosaic of ecosystems, with great importance for the fish. There is the presence of estuaries, lagoons, mangroves and sandy beaches in the same island. Thus, the objectives of this thesis were to evaluate the spatio and temporal patterns of fishes in estuaries and lagoons systems of Santa Catarina Island, SC, Brazil. We analyzed a fish data collected between 1983 to 2005 in the baía Norte, saco dos Limões, Itacorubi and Ratones mangroves and Conceição lagoon. Fish were sampled with different techniques. In the North Bay and saco dos Limões were used otter trawls and in the mangroves and lagoon were employed gillnets, cast nets and dip nets. Due to differences in sampling effort the best available data for each location was used to assess the spatial and temporal patterns. The statistical aproach were standardized to enable comparasions between locations. The spatial and temporal differences between abundances were tested using a PERMANOVA. The canonical analysis of principal coordinates (CAP) was performed when there were significant differences in PERMANOVA. Differences in total length (TL) of dominant species for each location were assessed using a PERANOVA. To evaluate the influence of environmental variables on the fish abundance, a DistLM (Distance Based Linear Model) was applied using the Akaike Criteria selection (AIC). To assess the taxonomic structures at each location and each season, the average taxonomic distinctness (AvTD) and the variation in taxonomic distinctness (VarTD) with presence/absence species data were used. In the meta-analysis, all sites were compared, using all available data for each site. Differences were tested between species richness, AvTD and VarTD in a PERMANOVA, with presence/absence species data. We prepared a checklist with the fish species of the Santa Catarina island. There were significant differences in environmental parameters and fish abundance between seasons. The temperature was the most important environment parameter. The temporal differences were more important than the spatial differences, with higher abundances recorded in the fall. The size structure was different to the dominant species between the seasons, with no regular pattern between the dominant species. In the sites there were no differences in the taxonomic structure of the assemblages. We conclude that the fish assemblages of the inner portion of the island of Santa Catarina are mainly formed by estuarine and marine fish, with seasonal trends, with higher abundances occurring mainly in the fall. However, despite the differences between the abundances, the taxonomic structure keeps similar Keywords: Fish Assembly; Estuary; Lagoon, Mangroves; Meta-analysis

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/41126
Date January 2015
CreatorsCattani, André Pereira
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Centro de Estudos do Mar. Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicos, Spach, Henry Louis, Camargo, Mauricio Garcia de
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Format148 f. : il. algumas color., tabs., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
RelationDisponível em formato digital

Page generated in 0.0023 seconds