Return to search

A identificação de comprometimento cognitivo em idosos hospitalizados e a associação com a capacidade funcional

Orientador: Prof. Dr. Amer Cavalheiro Hamdan / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba,23/09/2016 / Inclui referências : f. 32-38 / Resumo: Estudos apontam que, em pacientes idosos, as doenças agudas e a hospitalização são frequentemente associadas com um aumento no nível de dependência nas atividades básicas de vida diária. Este quadro costuma ser justificado pela existência de comprometimento cognitivo e funcional nessa população, devido às condições de fragilidade originadas pelo envelhecimento típico e atípico, mas, também, podem ser influenciadas pelo contexto hospitalar. Porém, a associação entre estes dois indicadores de fragilidade e o seu efeito sobre o processo de hospitalização ainda não é claramente delimitado pela literatura nacional, sendo objeto de investigação de inúmeros estudos na área, com propósito de compreender a sua influência enquanto fatores de riscos e o quanto podem interferir no prognóstico do idoso hospitalizado. Objetivou-se com esse trabalho conhecer o que a literatura nacional e internacional discute sobre o tema, a partir do levantamento de evidências científicas e observar a realidade por meio de uma pesquisa de campo com uma amostra da população do sul do Brasil. Para isso, foram desenvolvidas pesquisas de diferentes metodologias. O primeiro estudo consiste em uma revisão sistemática sobre a relação entre declínio cognitivo e funcional durante a hospitalização do idoso, com artigos publicados nos últimos seis anos em quatro importantes bases de dados. A segunda é um estudo observacional, descritivo-correlacional com apresentação dos resultados e objetivou avaliar idosos hospitalizados para identificar as alterações na cognição e capacidade funcional da população estudada, bem como identificar demais fatores que podem influenciar neste processo. Os resultados do primeiro estudo confirmaram achados de pesquisas anteriores sobre a existência de associação estatística entre declínio cognitivo e funcional em pacientes hospitalizados, porém não foi possível estabelecer qual declínio predispõe ao outro devido a questões metodológicas. Já o segundo estudo não identificou associação entre cognição e capacidade funcional, mas apontou outros fatores que parecem interferir nessas variáveis, como tempo de internação e estado nutricional, sugerindo a gravidade do quadro clínico como variável mais influente. Esses resultados apontam para a necessidade de aprofundar a compreensão sobre o tema, pois o mecanismo de associação entre cognição e capacidade funcional no idoso hospitalizado ainda carece de investigação, o que pode contribuir com o planejamento, organização e eficácia da assistência geriátrica hospitalar. / Abstract: Studies indicate that, in elderly patients, acute diseases and hospitalization are often associated with an increase in the level of dependence in basic activities of daily living. This picture is usually justified by the existence of cognitive and functional impairment in this population, due to the fragility conditions originated by typical and atypical aging, but also can be influenced by the hospital context. However, the association between these two fragility indicators and their effect on the hospitalization process is still not clearly defined in the national literature, being investigated by numerous studies in the area, in order to understand their influence as risk factors and how much they can interfere in the prognosis of hospitalized elderly. The objective of this reaserch was to know what the national and international literature discusses on the subject, from the collection of scientific evidences and observe the reality through a field research with a sample of the population of the south of Brazil. For this, researches of different methodologies were developed. The first study consists on a systematic review on the relationship between cognitive and functional decline during hospitalization of the elderly with articles published in the last six years in four important databases. The second is an observational, descriptive-correlational study with presentation of the results and aimed to evaluate hospitalized elderly patients to identify the changes in cognition and functional capacity of the study population, as well as to identify other factors that may influence this process. The results of the first study confirmed findings from previous research on the existence of a statistical association between cognitive and functional decline in hospitalized patients, but it was not possible to establish which decline predisposes the other to methodological issues. The second study, however, did not identify an association between cognition and functional capacity, but pointed to other factors that seem to interfere with these variables, such as length of stay and nutritional status, suggesting the severity of the clinical picture as the most influential variable. These results point to the need to deepen understanding about the topic, since the mechanism of association between cognition and functional capacity in the hospitalized elderly still lacks research, which may contribute to the planning, organization and effectiveness of hospital geriatric care.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/49063
Date January 2016
CreatorsSantos, Brenda Pina dos
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Hamdan, Amer Cavalheiro
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format44 f. : il. tabs., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
RelationDisponível em formato digital

Page generated in 0.0021 seconds