Return to search

Uma noção de pessoa trans não-binária

Orientador: Prof. Dr. Miguel Alfredo Carid Naveira / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. Defesa: Curitiba, 08/12/2016 / Inclui referências : f. 112-114 / Resumo: O presente texto parte da hipótese de que os dispositivos de sexualidade a partir do século XVIII, principalmente a medicina e as ciências psi (psiquiatria, psicologia e psicanálise), no projeto moderno de purificar o sexo, estabelecendo a normatização da estreita e exclusiva relação entre heterossexualidade e identidade binária de gênero (homem/mulher), possibilitaram paradoxalmente as condições de emergência para uma multiplicidade destas identidades. O recorte temático deste trabalho é sobre a explosão do binarismo realizado nas pessoas trans não-binárias que, grosso modo, são as pessoas que não se percebem somente mulher ou homem. O trabalho de campo foi realizado junto a um grupo do Facebook constituído principalmente por pessoas trans não-binárias e conversas pessoais com alguns de seus integrantes não-binários, durante o período de junho de 2014 a setembro de 2016. O problema fenomênico levantado foi compreender a autopercepção destas pessoas a partir de suas próprias vivências. Para isto, vali-me dos conceitos que elas próprias utilizam e de suas relações com seus "Outros". Ao verificar que a constituição de suas autopercepções situa-se em relação às discriminações (diferenças) com que se demarcam e diante das discriminiações (opressões) com que são marcadas, este trabalho sustenta que a identidade trans não-binária está relacionada com a síntese destas discriminações no tipo de dor que experimentam. Palavras-chave: pessoa; transgênero; corpo; / Abstract: The follow text is based on the hypothesis from the sexuality behavior in the XVIII century, especially in the medical knowledge and PSI science study (psicology, psychiatry and psychoanalysis), in a project that has as a goal to purify the sex issues, establishing as normal the strict relationship between the heterosexuality and binary gender identity (man/womam), paradoxically make possible the conditions to a multiple identities to emerge. The dissertation's theme is about the explosion of binarism found in transgender people who don't follow to this binary behavior, to make it simple, people who don't see themselves as only women or men. This dissetation is based on a study with a group of people that use a Facebook page where most part of it is of people who don't see themselves as the binary gender ideology and converstions with the people who is part of that Facebook page from June, 2014 to September, 2016. The big issue raised during the research was to comprehend the transgender people self perception based on their true life experience. Following the concepts established by the transgender people in their own relationships. the basis of the self perception is on the discrimination (differences) that shows the characteristics of being transgender and the discrimination (oppression) that they suffer daily, this dissertation supports that transgender identity no binary is bound with the sinthesis of the discrimination and pain that they experience. Key-words: people, transgender, body.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/50286
Date January 2016
CreatorsKrasota, Alisson Gebrim
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduaçao em Antropologia Social, Naveira, Miguel Alfredo Carid
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format114 f., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
RelationDisponível em formato digital

Page generated in 0.0024 seconds