Return to search

Comportamento de busca de informação dos agentes sociais das entidades da sociedade civil organizada brasileira : a abordagem do "horizonte de informação" no contexto da participação em iniciativas de governo aberto

Orientadora : Profª. Drª. Patricia Zeni Marchiori / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação. Defesa: Curitiba, 15/12/2017 / Inclui referências : f. 119-126 / Resumo: As iniciativas de Governo Aberto (GA) têm nas premissas transparência, colaboração e inovação, controle social e participação, fortes elementos que fundamentam o aprimoramento da gestão democrática para o combate à corrupção. A Sociedade Civil Organizada (SCO), por meio de seus agentes sociais, tem desenvolvido ações e práticas que oportunizam a inclusão do cidadão na tomada de decisão no contexto das políticas públicas. O acesso à informação e o empoderamento das pessoas têm favorecido o pleno exercício da democracia e participação cidadã. Neste cenário, a informação passa a ser recurso importante para a manutenção das premissas e compromissos no contexto das iniciativas de GA. Este trabalho busca responder como se comportam os agentes sociais em suas buscas de informação para orientar a elaboração de produtos e serviços para oportunizar a participação cidadã em iniciativas de GA. Considera as condições da participação e busca responder, ainda, que relações podem ser identificadas entre o comportamento de busca de informação dos agentes sociais e os degraus da "Escada de Participação", propostos por Arnstein (1969). Tem o objetivo geral de analisar as características do comportamento de busca de informação dos agentes sociais das entidades da SCO brasileira e sua relação com os degraus da "Escada de Participação". Caracteriza-se como pesquisa qualitativa e exploratória, utilizando-se de pesquisa bibliográfica e documental para levantamento do referencial teórico e descrição das entidades. Adota, ainda, a pesquisa de campo, por meio de entrevistas com quatorze agentes sociais, tendo como opção metodológica a abordagem do "horizonte de informação", proposto por Sonnenwald (1999) e Sonnewald, Wildemuth e Harmon (2001), utilizando-se as técnicas da representação gráfica, do think-aloud e do incidente crítico para analisar as necessidades, recursos de informação e percepção dos agentes sociais, identificando as preferências, principais barreiras e ordem de consulta/utilização dos recursos de informação. Dados orçamentários aparecem como a principal necessidade de informação, assim como os portais governamentais e especialistas no assunto aparecem como os recursos de informação mais acessados/consultados pelos agentes sociais, tendo a Internet como ferramenta indispensável à recuperação de informação. Surgem como dificuldades para o processo de busca: o formato, a linguagem e a apresentação dos dados, o que faz com que os agentes sociais atuem na resolução destes problemas, elaborando ferramentas e capacitando os cidadãos para o acesso, a recuperação, o tratamento e o uso das informações demandadas. Identificam-se relações entre o comportamento de busca de informação dos agentes e os degraus da Escada de Participação, quando observadas as formas de participação e o impacto destas na tomada de decisão governamental. Conclui-se que o acesso à informação, por meio de canais e recursos de informação consolidados, possibilita a participação em iniciativas de Governo Aberto e, ao buscar fortalecer tais iniciativas, tem-se a possibilidade de a sociedade como um todo alcançar os estágios mais altos da Escada de Participação. Palavras-chave: Comportamento de busca de informação. Horizonte de informação. Governo Aberto. Participação popular. / Abstract:Open Government (OG) initiatives are based on transparency, collaboration and innovation, accountability and civic participation, which are strong elements for the improvement of democratic management and the fight against corruption. Through social agents, Civil Society has developed actions and practices that allow the inclusion of citizens in decision-making in the context of public policies. Access to information and people empowerment have enabled the full exercise of democracy and citizen participation. In this scenario, information becomes an important resource for maintaining premises and commitments in the context of OG initiatives. This research seeks to answer how social agents behave in their information-seeking process to guide the elaboration of products and services to provide citizen participation in OG initiatives. Considering the conditions of participation, the research also seeks to answer which relations can be identified between the information-seeking behavior of the social agents and the steps of the "Ladder of Participation", proposed by Arnstein (1969). For this purpose, the general goal is to analyze the characteristics of the Information-seeking behavior of the social agents of the entities of the brazilian' Civil Society and its relationship with the steps of the "Ladder of Participation". It is a qualitative and exploratory study that uses bibliographical and documental research to support the theoretical reference and description of the entities. A field research through interviews with fourteen social agents was also carried out, using the "information horizon" approach, proposed by Sonnenwald (1999) and Sonnewald, Wildemuth and Harmon (2001) as a methodological option. This approach uses techniques of graphic representation, think-aloud and critical incident to verify the needs, information resources and perception of the social agents, as well as it identifies their preferences, main obstacles and how they use/consult their information resources. Budgetary data appear as the main need for information, just as government portals and experts appear as the most accessed/consulted information resources by the social agents, with the Internet as an indispensable tool for information retrieval. The format, language and presentation of the data appear as difficulties for the searching process, which lead the social agents to act in solving these problems, developing tools and empowering citizens to access, retrieve, process and use the information demanded. Observing the forms of participation and their impact on government decision-making, it was possible to identify relationships between social agents' information-seeking behavior and Stages of the Ladder of Participation. It was concluded that access to information, through consolidated channels and information resources enables participation in Open Government initiatives and, and it is possible that by strengthening such initiatives, the whole society could progress to higher stages of the Ladder of Participation. Keywords: Information-seeking behavior. Information horizon. Open Government. Popular participation.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/53222
Date January 2017
CreatorsSanchez, Cristiane Sinimbu
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação, Marchiori, Patricia Zeni, 1964-
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format145 f. : il., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
RelationDisponível em formato digital

Page generated in 0.0058 seconds