Return to search

De mãe em filha: a transmissão da feminilidade / From mother to daughter: transmission of feminineness

Made available in DSpace on 2016-04-28T20:40:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1
Marina Ferreira da Rosa Ribeiro.pdf: 792731 bytes, checksum: 7c1c54299532a5b866af277b04f1a74d (MD5)
Previous issue date: 2009-11-06 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The main aim of this study was to find grounds and support from the
psychoanalytical literature for the existence of specific psychological vicissitudes
along the path from baby to girl to woman. The concepts put forward by certain
psychoanalysts regarding this very intricate relationship and their effects on the
continual challenge of becoming a woman and on the transmission of feminineness
were investigated and analyzed. Freud s observations on the inexorable suppression
that covers up the primordial relationship between mothers and their daughters were
the starting point. Expressions for the nuances of the vestiges of this archaic
relationship with mothers were sought; for daughters, their mothers are both the
primary and the secondary objects of identification. Mothers eroticize their baby girls,
leaving sensual traces for future adult enjoyment of female sexuality. In this
relationship of like that engenders like, there is a potential risk of narcissistic
entrapment and symbiotic illusion. Hostility between mothers and daughters was
taken to be a search for psychological differentiation, which is always present to a
greater or lesser extent. The passion between mother and daughter was shown firstly
through the myth of Demeter and Persephone. The tragedy of Electra was dealt with
as the other face of passion: hate. The conceptual framework surrounding
feminineness in psychoanalysis was investigated and linked in, and the origin and
development of the following concepts was explained: primary female identification
(Paulo de Carvalho Ribeiro), primary homosexuality (Jacqueline Godfrind), primary
female position or phase of feminineness (Melanie Klein) and primary maternalism
and primary femaleness (Florence Guignard). The film Autumn Sonata by Ingmar
Bergman was analyzed, focusing on the unsustainable nostalgia of meeting the
mother, which was always dreamed of and never achieved. Continuing the reflections
on the film, the male viewpoint and its indissociable dialectic connection with the
female viewpoint is demonstrated. This coming together between female and male
viewpoints brings to the fore the concept of psychological bisexuality. The different
objective rules of mothers and fathers were also discussed. Two clinical
constructions were presented: Zoe and Liz. Finally, the preciousness and tanatic , or
the strength and vulnerability of the transmission of the feminineness from mothers to
daughters were investigated / O objetivo principal desta pesquisa é fundamentar e sustentar, pela literatura
psicanalítica, a existência de vicissitudes psíquicas específicas na trajetória bebê-menina-
mulher. Investigo e analiso as concepções levantadas por alguns
psicanalistas sobre tão intrincada relação, e seus efeitos no contínuo desafio de
tornar-se mulher, assim como na transmissão da feminilidade. Parto das
observações de Freud sobre o recalque inexorável que encobre os primórdios da
relação de uma mãe com sua filha. Busco explicitar as nuances dos vestígios dessa
relação arcaica com a mãe, que é, para a menina, tanto o objeto de identificação
primário quanto o secundário. É a mãe quem erotiza seu bebê menina, deixando
marcas sensuais para o futuro desfrutar adulto da sexualidade feminina. Há nessa
relação do mesmo que engendra o mesmo, um risco pontecializado para a cilada
narcísica e a ilusão simbiótica. A hostilidade entre mãe e filha é compreendida como
uma busca de diferenciação psíquica, sempre presente, em maior ou menor
intensidade. Apresento a paixão entre mãe e filha, primeiramente no mito de
Deméter e Perséfone; abordo a tragédia de Electra como a outra face da paixão o
ódio. Investigo e articulo a trama conceitual que cerca a concepção da feminilidade
em psicanálise, e faço uma explanação da origem e desenvolvimento dos seguintes
conceitos: identificação feminina primária (Paulo de Carvalho Ribeiro)
homossexualidade primária (Jacqueline Godfrind), posição feminina primária ou fase
da feminilidade (Melanie Klein) e, o materno primário e o feminino primário (Florence
Guignard). Analiso o filme Sonata de Outono de Ingmar Bergman, sob o enfoque da
insustentável nostalgia do encontro com a mãe, sempre sonhado e jamais
alcançado. Na continuidade da reflexão a respeito do filme, coloco em evidência o
olhar masculino e sua indissociável e dialética articulação com o olhar feminino.
Essa aproximação entre o feminino e o masculino traz à tona o conceito de
bissexualidade psíquica. O estatuto diverso da mãe e do pai como objeto também é
discutido. Apresento duas construções clínicas: Zoe e Liz. Enfim, investigo o
precioso e o tanático ou a força e a vulnerabilidade da transmissão da feminilidade
de mãe em filha

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:leto:handle/15873
Date06 November 2009
CreatorsRibeiro, Marina Ferreira da Rosa
ContributorsFigueiredo, Luís Claudio Mendonça
PublisherPontifícia Universidade Católica de São Paulo, Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica, PUC-SP, BR, Psicologia
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da PUC_SP, instname:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, instacron:PUC_SP
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0031 seconds