Return to search

Hospital Universitário: Espaço de interdição à expressividade da dor (Um estudo sobre as relações sociais no Serviço de Cirurgia Geral do Hospital das Clínicas)

Submitted by Caroline Falcao (caroline.rfalcao@ufpe.br) on 2016-05-25T17:25:34Z
No. of bitstreams: 2
license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5)
39M338h Dissertação.pdf: 10106613 bytes, checksum: 3f82feeb04ffe35bb22e3afa3e1523fa (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-25T17:25:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2
license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5)
39M338h Dissertação.pdf: 10106613 bytes, checksum: 3f82feeb04ffe35bb22e3afa3e1523fa (MD5)
Previous issue date: 1996 / O presente trabalho investiga o apagamento da expressividade à dor dos pacientes do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital das Clínicas, como reflexo de um estar institucional resultante de relações de poder instituídas e uma prática assistencial eminentemente autoritária. Observou-se que essas práticas são direcionadas no sentido de proporcionarem intervenção e controle sobre o corpo, as sensações e o comportamento dos pacientes, através da instituição da disciplina, da obediência e do cumprimento às normas institucionais. Para averiguação dessas, foi realizado pesquisa de campo e entrevistas semi-estruturadas dirigidas a professores, preceptores, residentes e pacientes. Apartir dos relatos foi possível constatar a reafirmação de papéis, a determinação de lugares e de distâncias sociais entre os atores sociais, como condição anterior e implícita à relação terapêutica e às práticas de atenção à saúde. Constatou-se que o Serviço de Cirurgia Geral do hospital-uníversitário não oferece condições ao estabelecimento de uma relação terapêutica eficaz, proporcionando o silenciamento do corpo e o apagamento da expressividade á dor, uma vez basearem suas relações em relações de poder, garantidas pela hierarquia e ordem estabelecida. As práticas de atenção e as relações entre médicos e pacientes, desenvolvidas no hospital-uníversitário, requerem reflexão e mudanças no sentido de proporcionarem condições efetivas à consecução da relação terapêutica e a adequação da formação de seus profissionais à realidade da clientela-alvo a que se destina.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufpe.br:123456789/16998
Date January 1996
CreatorsMARINHO, Patrícia Érika de Melo
ContributorsSCOTT, Russel Parry
PublisherUniversidade Federal de Pernambuco, Programa de Pos Graduacao em Antropologia, UFPE, Brasil
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguageBreton
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPE, instname:Universidade Federal de Pernambuco, instacron:UFPE
RightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil, http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/, info:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0015 seconds