Return to search

Geração automática de casos de teste CSP orientada por propósitos

Made available in DSpace on 2014-06-12T15:59:45Z (GMT). No. of bitstreams: 2
arquivo5536_1.pdf: 1197982 bytes, checksum: 344557c29e4105a048177410482f40ca (MD5)
license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5)
Previous issue date: 2006 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / O processo de desenvolvimento de software está sujeito a inserção de erros diversos cuja presença
compromete a qualidade final dos produtos de software. Teste é uma atividade dinâmica
e bastante custosa dentro das várias empregadas pela Garantia da Qualidade de Software. O
objetivo de teste é demonstrar que um comportamento específico (cenário) de um sistema foi
bem (passou no teste) ou mal sucedido (falhou no teste), através de um veredicto.
Automação de testes visa tornar o processo mais ágil em atividades repetitivas e menos suscetível
a erros humanos. Existem várias abordagens de geração automática de teste, baseadas
na representação formal do comportamento do sistema, que empregam diferentes critérios de
seleção para os testes. Quando o objetivo do teste é focar na investigação de certas propriedades
ou comportamentos importantes do sistema a ser testado, podemos utilizar o critério de seleção
denominado propósito de teste (test purposes).
CSP (Communicating Sequential Processes) é uma notação formal bastante expressiva, uma
álgebra de processos útil para especificar comportamentos de sistemas concorrentes e distribuídos,
de hardware e software. Infelizmente, não existe na literatura abordagens para geração
de testes diretamente a partir de álgebras de processo como CSP. As abordagens existentes
utilizam a representação operacional (sistemas de transições rotuladas LTS) dos processos
CSP.
O objetivo deste trabalho é introduzir uma estratégia para geração automática de testes consistentes
(sound), elaborada inteiramente a partir da semântica denotacional de CSP (notação
de processos e modelos semânticos). É definida uma teoria de testes baseada na Teoria de Testes
de Tretmans. Um ponto comum entre estas teorias é que o conjunto de ações de entrada
e saída para especificações (alfabetos), implementações e testes são separados, de forma a definir
com precisão os veredictos para execução dos testes e a relação de conformidade entre
implementação e especificação. Adicionalmente, uma relação de conformidade denotada cspioco
é introduzida em termos de refinamentos de processos para determinar se o processo que
representa a implementação a ser testada está coerente com o comportamento do processo da
especificação. É apresentada, ainda, a estrutura e a utilização de uma ferramenta implementada
com o propósito de avaliar esta abordagem dentro do ambiente de teste de um projeto de pesquisa
que envolve uma cooperação entre o CIn-UFPE e a Motorola Industrial Limitada. Alguns
experimentos práticos foram realizados neste contexto

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufpe.br:123456789/2629
Date January 2006
Creatorsde Carvalho Nogueira, Sidney
ContributorsCezar Alves Sampaio, Augusto
PublisherUniversidade Federal de Pernambuco
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPE, instname:Universidade Federal de Pernambuco, instacron:UFPE
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0595 seconds