Return to search

Política de inclusão digital no ProJovem: um estudo das repercussões do programa no Recife

Made available in DSpace on 2014-06-12T17:23:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2
arquivo7022_1.pdf: 1752425 bytes, checksum: 073b65dd40500ae087811b97dbb54760 (MD5)
license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5)
Previous issue date: 2009 / Neste trabalho, realizamos um estudo sobre a inclusão digital no ProJovem. A análise que realizamos se inseriu no debate sobre políticas de inclusão de jovens e a importância da ação pública voltada a esses segmentos. Partimos da problematização sobre como o ProJovem do Recife está promovendo (ou não) a inclusão digital; quais as percepções dos gestores, professores e jovens que participam do Programa sobre a inclusão digital e se os mesmos consideram que o ProJovem está conseguindo promover essa inclusão. Trabalhamos o conceito de inclusão digital, buscando superar a noção tradicional, sob a ótica do puro e simples acesso às tecnologias da informação e comunicação (TIC), pois, além dessa dimensão físico-material, pressupomos também as dimensões culturais e sociais da inclusão digital. Trata-se de um estudo de caso e pesquisa de campo, em que fizemos a análise da proposta pedagógica de inclusão digital do Programa, cotejando suas relações com as políticas de inclusão digital já implementadas pela administração municipal do Recife e com as condições de exclusão social, a que os estudantes estão submetidos. A pesquisa, de corte qualitativo, envolveu uma revisão bibliográfica, uma análise documental, a realização de três entrevistas semiestruturadas com dois gestores e um ex-gestor da Secretária da Educação, Esporte e Lazer do Recife; dezoito entrevistas semiestruturadas com professores e coordenadores Pedagógicos dos Polos; e a aplicação de cinquenta questionários com estudantes do Programa. Apoiamo-nos na técnica de análise de conteúdo, procurando captar o máximo de elementos relevantes, expressos nas falas dos entrevistados e nas entrelinhas dos documentos analisados. Como resultados, verificamos que, na prática, ainda existe uma valorização da dimensão físico-material, fazendo-se necessário uma maior articulação entre as dimensões culturais e sociais da inclusão digital proposta pelo ProJovem. Constatamos também que se torna necessário a realização de formação continuada para os docentes, para a apropriação crítica das TIC como forma de autoafirmação cultural e de conscientização e mobilização político-ideológica para a transformação da sociedade. Evidenciamos ainda que apesar dos indícios das ambiguidades e contradições da prática, uma ampla maioria dos professores e estudantes consideram a proposta de inclusão digital imprescindível para o exercício da cidadania

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufpe.br:123456789/4837
Date31 January 2009
CreatorsSILVA, Maria do Rozario Gomes da Mota
ContributorsAGUIAR, Márcia Angela da Silva
PublisherUniversidade Federal de Pernambuco
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPE, instname:Universidade Federal de Pernambuco, instacron:UFPE
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0023 seconds