Return to search

A methodology for quantitative ecological risk assessment for industrial accidents

Made available in DSpace on 2014-06-12T17:42:48Z (GMT). No. of bitstreams: 2
arquivo7684_1.pdf: 3197582 bytes, checksum: e9a5a1df323907fb05bb3c1b206c2fd5 (MD5)
license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5)
Previous issue date: 2011 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Recentes acidentes industriais, como vazamentos tóxicos, têm causado danos
catastróficos ao meio ecológico (i.e. plantas e animais), de modo que um método efetivo para
analisar riscos ecológicos tem sido demandado. Em primeiro lugar, este trabalho tem como
objetivo propor uma metodologia capaz de quantificar riscos ecológicos inerentes a eventos
raros como acidentes industriais. Utiliza-se a modelagem populacional para simular futuras
mudanças na abundância populacional de espécies-chave em risco e, assim, estimar a
probabilidade de extinção ou declínio, tempo para extinção e outras medidas, para cada
cenário acidental. Assim, foi possível desenvolver uma abordagem que combina os danos
ecológicos (previstos através da modelagem populacional) com a frequência de ocorrência do
cenário acidental (estimada através de dados históricos e análise de confiabilidade). O
resultado é uma curva de risco FN (similar ao resultado de uma análise de risco a humanos),
onde N é o declínio populacional médio e F a frequência acumulada de acidentes com
declínio maior ou igual a N. Em segundo lugar, o trabalho apresenta uma aplicação da
metodologia para quantificar os riscos ecológicos provenientes de acidentes associados ao
transporte e manuseio de petróleo que abastece uma refinaria no Complexo Industrial
Portuário de Suape-PE, no Nordeste do Brasil. Esta instalação está localizada próxima a um
rico ecossistema aquático de alta biodiversidade. A população de uma espécie nativa foi
estrategicamente escolhida para representar o ecossistema, alguns cenários de derramamento
de petróleo foram simulados e suas frequências de ocorrência estimadas. Para cada cenário
acidental, a concentração de óleo que atinge a população foi prevista via modelagem de
destino e transporte. Os riscos ecológicos foram quantificados e apresentados em uma curva
FN. Uma análise de sensibilidade foi feita para explorar como mudanças em parâmetros
específicos causam mudanças nas medidas de risco. Além disso, a incerteza foi medida como
um intervalo (limite superior e inferior) para as medidas de riscos com base em cenários
pessimistas e otimistas. Finalmente, a metodologia mostrou-se viável, eficiente, conveniente e
flexível, apesar de que algumas melhorias ainda podem ser feitas e estas foram propostas para
trabalhos futuros

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufpe.br:123456789/5960
Date31 January 2011
CreatorsDUARTE, Heitor de Oliveira
ContributorsDROGUETT, Enrique Andrés López
PublisherUniversidade Federal de Pernambuco
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguageEnglish
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPE, instname:Universidade Federal de Pernambuco, instacron:UFPE
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0014 seconds