Return to search

Distribuição espacial da comunidade da meiofauna e diversidade de Copepoda Harpacticoida no estuário do Rio Formoso

Made available in DSpace on 2014-06-12T15:06:13Z (GMT). No. of bitstreams: 2
arquivo1944_1.pdf: 3721157 bytes, checksum: 3f1bdf78e70770243573eb8b8e8b2828 (MD5)
license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5)
Previous issue date: 2003 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Estuários são ambientes favoráveis ao desenvolvimento da meiofauna que se destaca pela sua importância na
teia trófica, na regeneração de nutrientes e como indicadora de poluição. Estudos sobre a comunidade de
meiofauna e diversidade de Copepoda Harpacticoida foram realizados no estuário do Rio Formoso em oito
estações (# 1 a 8) de coleta, no mediolitoral (M) e infralitoral (I). A estrutura da comunidade foi associada
com as variáveis: salinidade, temperatura, matéria orgânica, clorofila-a, feopigmentos e granulometria do
sedimento. As amostras de meiofauna foram coletadas com tubo de PVC (2,8 cm2 e 4 cm de altura) e fixadas
com formol salino a 4% e os animais extraídos com água corrente filtrada, sendo retidos entre 0,044 e 1,0
mm de abertura de malha. Os Harpacticoida foram separados em tubos de Eppendorf com álcool a 70%. Para
a identificação foram feitas dissecações do corpo do animal, montagens em lâminas, e desenhos sob câmaraclara.
A meiofauna esteve composta por 14 grandes grupos. Nematoda foi o grupo dominante com 58%
seguido por Copepoda com 24% do total de indivíduos. A densidade variou de 1.461 ind.10cm-2 na # 8-I a
12.353 ind.10cm-2 na # 2-I, com valor médio no estuário de 5.003 ind.10cm-2. Foram identificadas 24
espécies de Harpacticoida das quais Schizopera spp., Nitocra sp. 3 e Robertsonia spp. foram as mais
abundantes. A análise Bio-Env utilizando dados ao nível de grandes grupos associou feopigmentos e fração
do sedimento (areia muito grossa e grossa) à variação espacial da comunidade. Para os dados de espécies os
fatores que melhor se associaram com a variação da comunidade de Harpacticoida foram salinidade, matéria
orgânica e fração do sedimento (areia muito grossa)

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufpe.br:123456789/898
Date January 2003
CreatorsMenor Vasconcelos, Danielle
ContributorsJorge Parreira dos Santos, Paulo
PublisherUniversidade Federal de Pernambuco
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPE, instname:Universidade Federal de Pernambuco, instacron:UFPE
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0017 seconds