Return to search

Trabalhadores terceirizados na UFPR litoral: desafios no processo da gestão

Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária, Florianópolis, 2015.

Made available in DSpace on 2016-10-19T13:11:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 339026.pdf: 657084 bytes, checksum: 42dea4c8ba543dff6abb7dce8e052bd4 (MD5) Previous issue date: 2015

O presente estudo tem como objetivo compreender como se constitui o processo de terceirização na UFPR Litoral na visão dos gestores, com vistas ao sentimento de comprometimento dos trabalhadores terceirizados. A pesquisa é um estudo de caso, exploratório, descritivo, realizado na UFPR Litoral e na UFPR por meio de uma abordagem qualitativa de coleta e de análise das informações. Foi utilizada uma entrevista semi-estruturado. Os entrevistados, na maioria, manifestaram conhecer o processo de construção da UFPR Litoral tendo como motivo a necessidade de desenvolvimento da região. Concebem a universidade tanto como um espaço de formação de profissionais como um espaço para o desenvolvimento humano, da ciência como também uma instituição para atender as demandas do mercado. A gestão universitária foi concebida pelos gestores no sentido de processo de mandato. Para a maioria, o processo de terceirização foi uma ação que veio para resolver os problemas da universidade em relação a falta de pessoal. Na relação de trabalho e na prevalência do sentimento de comprometimento destes trabalhadores, os gestores atentaram em avaliar essa relação como sendo positivo e qualificando como boa. Os gestores não negam aspectos de injustiça com a categoria de trabalhadores e o rígido controle a qual são submetidos, porém alegam que nada podem fazer. Sendo assim, este Estudo evidencia a seguinte contradição: Ao mesmo tempo que o Gestor concebe que o trabalhador terceirizado é comprometido com a UFPR Litoral, este comprometimento é negado ao situá-lo como um prestador de serviços. A terceirização é um real desafio para o processo de gestão diante do imperativo da racionalidade instrumental de seus contratos.


Abstract : This study aims to understand the outsourcing process in UFPR Litoral by viewing the sense of commitment of outsourced workers. This research is a case study, both exploratory and descriptive, held at UFPR Litoral and UFPR, through a qualitative approach to collecting and analyzing information. A semi-structured interview was used. Respondents mostly expressed knowledge of the process of construction of UFPR Litoral understanding the reason as the need for development of the region. They consider the university both a professional training ground, as well as a space for human development, for science, and also an institution to meet the demands of the market. Managers designed the university management in terms of the mandate process. For most, the process of outsourcing was an action that came to solve the problems of the university in relation to lack of staff. On the relationship between work and the prevalence of this sense of employee's commitment, managers attempted to assess and qualified this relationship as positive and good. Managers do not deny aspects of injustice in the category of workers and their strict submission controls, but claim that they can do nothing. Thus, this study highlights the following contradiction: While the manager sees that the outsourced worker is committed to UFPR Litoral, this commitment is denied an opportunity to situate it with a service provider. Outsourcing is a real challenge for the management process on the imperative of instrumental rationality of their contracts.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufsc.br:123456789/169572
Date2015
CreatorsQuintino, Carleno Alcides Amorim
ContributorsUniversidade Federal de Santa Catarina, Búrigo, Carla Cristina Dutra
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format89 p.| ils., tabs.
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFSC, instname:Universidade Federal de Santa Catarina, instacron:UFSC
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0036 seconds