Return to search

Perda no valor recuperável de ativos

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Contabilidade, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-26T05:14:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1
288172.pdf: 1017124 bytes, checksum: 42a77697adab7b895764a3824b9ff49a (MD5) / Este trabalho tem como objetivo identificar fatores significativos para explicar o nível de evidenciação (disclosure) da perda no valor recuperável de ativos nas empresas de capital aberto brasileiras. Para atingir o objetivo geral, primeiramente verificou-se as Notas Explicativas referentes aos anos de 2008 e 2009 de todas as empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA), visando identificar quais haviam reconhecido perda no valor recuperável em ativos imobilizados ou intangíveis neste período delimitado. Deste filtro inicial, resultaram 67 casos de perda no valor recuperável que constituíram amostra de pesquisa no presente estudo. Para medir o nível de disclosure, nesta amostra, foi calculado um índice de evidenciação com base em cinco métricas elaboradas a partir das exigências de divulgação contidas no pronunciamento CPC-01. Os dados para cálculo dos índices foram obtidos por meio de análise de conteúdo nas Notas Explicativas e Demonstração do Resultado do Exercício das empresas. Depois de calculados os índices de evidenciação, que constituíram variáveis dependentes neste estudo, através de um Modelo de Regressão Linear Múltipla foram testadas sete hipóteses constituídas com base nas seguintes variáveis independentes: tamanho; rentabilidade; empresa de auditoria; governança corporativa; internacionalização; oportunidades de crescimento e endividamento. Os resultados demonstram que, na amostra pesquisada, as variáveis 'tamanho' e 'empresa de auditoria' são significativas ao nível de significância de 5% e a variável 'rentabilidade' é significativa, com coeficiente negativo, ao nível de 10%. Desta maneira, em média, as empresas maiores e auditadas por Big Four tendem a ter um maior nível de atendimento às exigências de divulgação do CPC-01, e ao nível de 10% as empresas com menores índices de rentabilidade tendem, em média, a ter um maior nível de adequação às exigências de evidenciação emanadas pelo CPC-01.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufsc.br:123456789/95712
Date January 2011
CreatorsSouza, Maíra Melo de
ContributorsUniversidade Federal de Santa Catarina, Borba, Jose Alonso
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format127 p.| il., tabs.
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFSC, instname:Universidade Federal de Santa Catarina, instacron:UFSC
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0208 seconds