Return to search

A feminização das carreiras jurídicas: construções identitárias de advogadas e juízas no âmbito do profissionalismo

Made available in DSpace on 2016-06-02T20:38:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1
2026.pdf: 2028478 bytes, checksum: f869b60c8e5d3ffdbdba1f771672eda3 (MD5)
Previous issue date: 2008-04-02 / Universidade Federal de Minas Gerais / The purpose of this research is to analyze the female presence within legal careers, how this reflects in their professionalism, and how it impacts the already established careers, taking into account the male hegemony over the work environment. The analytical framework of Sociology in Careers is used to understand this specific work environment. The scope of this research focuses on careers in magistrates and law. The former is related to the power of the Supreme Court, which is a public service career based on decision-making. The second has a more liberal background it is a private activity which depends on a client-lawyer relationship. The spatial cut is the state of São Paulo, Brazil, where the interviewees live and work. The spatial distribution focuses on analyzing the current female presence status, including the professional background of those interviewed. The central argument is that female professionals undergo a type of double barrier in their professional life. The first outlines the rules and limits of their own professional field, which are common for both men and women. These barriers are tied to the mechanisms of the profession, such as obtaining the credentials after graduating and later the process of consolidating expertise. On the other hand, female professionals might be confronted by the gender barriers. This category widens the intersection in the private world, closely connected to the female and public sphere, a standard for professionalism. The way to assume and solve the issues related to barriers that are inherent in the field or gender differ according to the position occupied by the professional, which also influences engaging and performing in a public or private enterprise. This work details how such issues impact the professional background of judges and lawyers in present-day situations. / O objetivo desta pesquisa é analisar a presença feminina nas carreiras jurídicas, de que maneira isto reflete no profissionalismo e qual o impacto causado em carreiras já consolidadas, e hegemonicamente moldadas, numa perspectiva centrada na ortodoxia masculina de fazer e pensar o trabalho. Pretende-se observar as profissões através do suporte analítico da Sociologia das Profissões, que constitui um campo de saber que se propõe a compreender esta forma específica de organização do mundo do trabalho. O objeto de análise está centrado nas carreiras da magistratura e da advocacia, principalmente porque a primeira constitui-se em membros do Poder Judiciário, sendo uma carreira pública com função eminentemente decisória. E, a segunda por ter um caráter mais liberal, aqui no sentido do exercício do trabalho na esfera privada, onde a relação é estabelecida entre o profissional e seu cliente. O recorte espacial é o estado de São Paulo, onde as magistradas(os) e advogadas(os) entrevistados residem e trabalham. Quanto ao recorte temporal privilegiou-se uma análise contemporânea da presença feminina, sem abrir mão de uma pequena abordagem histórica acerca da trajetória profissional das carreiras analisadas. O argumento central é de que as profissionais experimentam uma espécie de dupla barreira em sua trajetória; a primeira estaria relacionada às regras e limites impostos no próprio campo profissional e que diz respeito às formas e condições do exercício de uma profissão, a que estão sujeitos tanto mulheres quanto homens, barreiras que estão inseridas na lógica que constitui o campo, desde a mais essencial, como a obtenção das credencias depois de concluído o ensino superior, como também o processo de consolidação da expertise; e, por outro lado, experimentam barreiras relacionadas ao gênero. Categoria esta que amplia a intersecção entre o mundo privado, esfera intimamente ligada ao feminino e o mundo público, marca do profissionalismo. A maneira de se apropriar e equacionar as questões relacionadas às barreiras inerentes ao campo ou ao gênero se diferencia conforme a posição ocupada pela profissional, influindo, também, o fato de exercer um cargo público ou na iniciativa privada. A pesquisa procura demonstrar como tais questões impactam na história profissional de magistrados (as) e advogados (as) na contemporaneidade.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufscar.br:ufscar/6663
Date02 April 2008
CreatorsBarbalho, Rennê Martins
ContributorsBonelli, Maria da Glória
PublisherUniversidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-graduação em Sociologia, UFSCar, BR
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFSCAR, instname:Universidade Federal de São Carlos, instacron:UFSCAR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0898 seconds