Return to search

Relação entre os ativos intangíveis e o valor de mercado das empresas brasileiras

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa Multi-institucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2014. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2014-07-17T13:29:08Z
No. of bitstreams: 1
2014_JonatasDutraSallaberry.pdf: 1177696 bytes, checksum: 6a49d1c144afc5aa3705e5b27b876847 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-07-18T16:35:16Z (GMT) No. of bitstreams: 1
2014_JonatasDutraSallaberry.pdf: 1177696 bytes, checksum: 6a49d1c144afc5aa3705e5b27b876847 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-07-18T16:35:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1
2014_JonatasDutraSallaberry.pdf: 1177696 bytes, checksum: 6a49d1c144afc5aa3705e5b27b876847 (MD5) / A presente dissertação teve como objetivo analisar a relação dos ativos intangíveis com o valor de mercado das empresas brasileiras, entre 2003 e 2012. A amostra foi extraída da base de dados Economática®, em 40 períodos trimestrais. A análise foi realizada por meio de dados em painel, para as 147 empresas da amostra balanceada, utilizando-se os softwares Gretl e Eviews 7. Em relação à hipótese de que o valor dos ativos intangíveis não reconhecidos são capazes de influenciar o valor de mercado da empresa, o coeficiente da variável referente ao patrimônio líquido mostrou-se negativo, ao contrário do esperado, além disso, a variável explanatória apresentou p-valor elevado, não sendo possível corroborá-la. Em relação a os intangíveis reconhecidos, identificou-se que são capazes de influenciar o valor de mercado da empresa empregando variáveis explicativas contendo os intangíveis reconhecidos, o goodwill e o diferido. O goodwill revelou-se significativo ao nível de 1%, o grupo de intangíveis a 5%, e o intangível puro a 10%. O coeficiente do intangível puro apresentou-se negativo, diferentemente do esperado, de forma a inferir que a existência de intangíveis no acervo patrimonial da entidade reduz as expectativas financeiras sobre a empresa. Em relação à forma como as mudanças nas normas contábeis, decorrentes da convergência internacional, afetaram a percepção dos investidores na precificação do valor de mercado, a hipótese não pôde ser confirmada. Em relação aos intangíveis ao longo do tempo e em momentos de crises financeiras, a análise evidenciou o rápido crescimento dos intangíveis não reconhecidos até o ano de 2007, superior a 2 trilhões de reais. Após a crise, reduzido em 74%, uma perda superior a 1,5 trilhões de reais entre 2007 e 2008. A evolução do valor de mercado foi superior a 2 trilhões de reais, entre 2003 e 2007. Por ocasião da crise financeira, em 2008, o mercado societário teve uma perda superior a 1,2 trilhões de reais, parcialmente recomposta nos dois primeiros trimestres de 2009. Nesse período, o patrimônio líquido dessas empresas manteve-se em contínuo e suave crescimento, de 144% no período de 2003 a 2012. As taxas de variação do valor de mercado no período oscilaram entre -34% e +55% com tendência de decréscimo. A partir da taxa de variação mensal da média do valor de mercado das 147 empresas, percebe-se que desde o início de 2003, o valor de mercado cresceu aproximadamente 200% até o encerramento de 2012. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This dissertation aims at analyzing the relationship between intangible assets and market value of Brazilian companies between 2003 and 2012. The sample was extracted from the Economática® database in 40 quarterly periods. The econometric analysis was performed using a balanced panel with 147 companies and utilizing the backages Gretl and Eviews 7. Regarding the hypothesis that the amount of unrecognized intangible assets are able to influence the market value of the company, the coefficient of the variable relating to equity was negative, contrary to expectations, in addition, the explanatory variable with high p-value, it is not possible to corroborate it. In relation to intangible recognized, it was identified that are able to influence the market value of the company employing explanatory variables containing the recognized intangible, goodwill and deferred. Goodwill proved significant at 1 %, the group of intangibles to 5 %, and 10% pure intangible. The estimated coefficient of pure intangible resulted negative, contrary to expectations, leading to infer that the existence of intangible assets reduces the financial expectations of the company. With respect to how changes in accounting standards, under international convergence affect investors' perception on pricing in market value, the hypothesis could not be confirmed. Regarding intangible over time and in times of financial crises, the analysis showed the rapid growth of intangible assets not recognized until 2007, over 2 trillion BRL. After the crisis, reduced by 74 %, more than 1.5 trillion BRL between 2007 and 2008. The evolution of the market value was more than 2 trillion reais, between 2003 and 2007. During the financial crisis in 2008, the corporate market suffered loss of more than 1.2 trillion BRL, which was partially recomposed in the first two quarters of 2009. During this period, the net worth of these companies had a continuous and smooth growth of 144 % in the period 2003-2012. The rates of change of market value in the period ranged between -34 % and +55 % with a decreasing trend. From the monthly rate of change of the average market value of the 147 companies, we noticed that since the beginning of 2003, the market value increased by approximately 200 % until the end of FY 2012.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.unb.br:10482/15919
Date07 March 2014
CreatorsSallaberry, Jonatas Dutra
ContributorsMedeiros, Otávio Ribeiro de
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UnB, instname:Universidade de Brasília, instacron:UNB
RightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data., info:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0111 seconds