Return to search

Avaliação do efeito local da sinvastatina associado ao fosfato de cálcio bifásico na regeneração de defeitos ósseos pré-estabelecidos na calvária de ratos

Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-12-14T16:07:06Z
No. of bitstreams: 1
2016_WashingtonMacedodeSantana.pdf: 38327426 bytes, checksum: e47568d236b31de6b770c1a68be8fc32 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-01-25T19:04:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1
2016_WashingtonMacedodeSantana.pdf: 38327426 bytes, checksum: e47568d236b31de6b770c1a68be8fc32 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-25T19:04:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1
2016_WashingtonMacedodeSantana.pdf: 38327426 bytes, checksum: e47568d236b31de6b770c1a68be8fc32 (MD5) / Objetivo: O propósito deste estudo foi observar histologicamente em defeitos criados em calvária de ratos, o potencial da aplicação local da sinvastatina na estimulação da formação óssea e avaliar os efeitos da asociação da sinvastatina com dois tipos de carreador: Fosfato de cálcio (BoneCeramic®) ou Esponja de colágeno (CollaTape® ) na neoformação óssea. Materiais e métodos: Defeitos bilaterais foram obtidos nas calvárias de 15 ratas jovens. Esses defeitos tinham 5 mm de diâmetro e foram divididos em 5 grupos de acordo com o tipo de tratamento recebido: grupo 1(C) – controle, sem tratamento; grupo 2 (BC) - tratados com 14 mg BoneCeramic®; grupo 3 (BCS) - tratados com 14 mg de BoneCeramic® combinado com 0,1 mg de sinvastatina em solução alcoólica; grupo 4 (EC) - tratados com esponja de colágeno (CollaTape®); e grupo 5 (ECS) - tratados com esponja de colágeno combinada com 0,1 mg de sinvastatina em solução alcoólica. Após 8 semanas os animais foram sacrificados e as regiões dos defeitos submetidas à coloração Hematoxilina/Eosina (HE), seguida de avaliação histomorfométrica. Além disso, no grupo (BCS) foram realizadas análises histoquímica por tricromio de Masson e picrosirius red para caracterizar o tecido neoformado. Resultados:. Os resultados histológicos mostraram que a utilização local da sinvastatina favoreceu à neoformação óssea. O melhor resultado quanto à neoformação óssea foi obtido no grupo tratado com BCS, seguido do grupo BC. No grupo tratado com BCS a quantidade de neoformação óssea foi maior do que no grupo tratado com BC, ECS, EC, e C, e essas diferenças foram estatisticamente significativas(BCS 12,71 ± 1,21; BC 9,04 ± 0,86; ECS 2,25 ± 0,61, EC 0,91 ± 0,86 e C 0,00 ± 0,00) Não houve diferenças na neoformação óssea nos grupos ECS, EC e C . Além disso, a análise histoquímica do grupo (BCS), evidenciou a presença de neoformação óssea com a neoformação de tecido osteóide imaturo pelo tricrômio de Masson, além de colágeno organizado tipo I ao redor das partículas do BoneCeramic. Conclusão: Os resultados sugerem que a sinvastatina localmente administrada na concentração pré-estabelecida de 0,1mg, quando associada ao Fosfato de Cálcio Bifásico (BoneCeramic®) osteocondutor, resultou em maior neoformação óssea, comparado ao uso do Fosfato de Cálcio (BoneCeramic®) isoladamente, ou a sinvastatina associado à esponja de colágeno. Portanto a combinação de sinvastatina e BoneCeramic® pode ter um grande potencial no tratamento de defeitos ósseos. / OBJECTIVE: The objective of the present study was to examine the potential of locally applied simvastatin on the induction of bone formation and to evaluate the combination of simvastatin with two different carriers: biphasic calcium phosphate (BoneCeramic®) or collagen sponge on stimulation of bone formation. Methods: Thirty defects of 5mm in diameter were created bilaterally with a trephine bur in the calvariae of fifteen Wistar rats. The defects were divided into 5 groups: group 1 - control, no treatment; group 2 (BC) treated with 14mg of BoneCeramic®; group 3 (BCS) treated with 14mg of BoneCeramic® + 0.1mg simvastatin in alcoholic solution; group 4 (EC) treated with a collagen sponge (CollaTape®); and group 5 (ECS) treated with a collagen sponge + 0.1mg simvastatin in alcoholic solution. After eight weeks the animals were euthanized and their calvariae were histologically processed. Hematoxylin and eosin-stained sections were subjected to histological and histomorphometrical analyses. The area of newly formed bone was calculated and compared between groups. Furthermore, the newly formed tissue in group BCS was histochemically analyzed by Masson and picrosirius red satinings to better characterize this tissue. Results: The histological findings showed that the local application of simvastatin induced bone neoformation. The greater amount of a bone-like tissue was formed around the carrier in group 3 (BCS) followed by group 2 (BC). In group BCS, the amount of newly formed bone was greater than groups BC, ECS, EC, and C and these differences were statiscally significant (BCS 12,71 ± 1,21; BC 9,04 ± 0,86; ECS 2,25 ± 0,61, EC 0,91 ± 0,86 e C 0,00 ± 0,00). There was no difference among groups ECS, EC and C. The histochemical analyses of the newly formed tissue from group BCS showed the presence of an osteoid tissue, as shown by the Masson’s trichrome staining. Besides, the presence of organized type I collagen was evidenced around the BoneCeramic particles. Conclusions: The results suggest that locally applied simvastatin at a concentration of 0,1mg combined with BoneCeramic® induced significantly greater amounts of newly formed bone as compared with BoneCeramic® alone or simvastatin combined with collagen sponge. Therefore, the combination of simvastatin and BoneCeramic® and has great potential for the healing of bone defects.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.unb.br:10482/22241
Date29 August 2016
CreatorsSantana, Washington Macedo de
ContributorsDuarte, Wagner Rodrigues
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UnB, instname:Universidade de Brasília, instacron:UNB
RightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data., info:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0056 seconds