Return to search

Sequelas fonoaudiológicas após tratamento para câncer de cabeça e pescoço

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2018. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-07-12T21:08:21Z
No. of bitstreams: 1
2018_IsabelaPortodeToledo.pdf: 1633916 bytes, checksum: 1d90ce0d7a055ab31ef1f189b939f973 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-07-14T20:16:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1
2018_IsabelaPortodeToledo.pdf: 1633916 bytes, checksum: 1d90ce0d7a055ab31ef1f189b939f973 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-14T20:16:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1
2018_IsabelaPortodeToledo.pdf: 1633916 bytes, checksum: 1d90ce0d7a055ab31ef1f189b939f973 (MD5)
Previous issue date: 2018-07-06 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF). / As desordens de deglutição são sequelas comumente associadas ao tratamento oncológico. Contudo, ainda não existe um consenso quanto a frequência de alterações do processo de deglutição nessa população. O estudo tem por objetivo estimar a frequência de desordens da deglutição no pré e pós-tratamento de pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Uma revisão sistemática foi desenvolvida seguindo o guia para relato de itens de revisão sistemática e meta-análises (PRISMA). Estratégias de busca foram desenvolvidas para as seguintes bases de dados: PubMed, LILACS, Scopus, Web of Science, LIVIVO e SpeechBITE. Adicionalmente, uma busca da literatura cinzenta foi realizada através do Google Scholar, Open Grey e ProQuest. Somente estudos que realizaram avalição diagnóstica da deglutição utilizando exames objetivos como videofluroscopia da deglutição ou videoendoscopia da deglutição foram incluídos na análise. O risco de viés dos estudos incluídos foi analisado com a ferramenta “The Critical Appraisal Checklist for Studies Reporting Prevalence Data from the Joanna Briggs Institute”. A meta-análise de proporção, com efeito fixo ou randômico, foi realizada através do Software estatístico MedCalc versão 14.8.1 (MedCalc Software, Ostend, Belgium). A seleção dos estudos foi realizada em duas fases, por dois revisores, independentemente. Dezesseis estudos passaram pelos critérios de elegibilidade e foram incluídos para análise. Em todos os estudos a deglutição foi avaliada antes e até 12 meses após o tratamento oncológico. Aspiração prévia a tratamento de câncer teve frequência de 11,3% (desvio padrão (SD), 8,7 a 14,3%; amostra total=517), entre 1 a 6 meses após tratamento ocorreu um aumento para 27,1% (SD, 1,0 a 36,0%; amostra total=478) e até 12 meses pós-tratamento teve uma queda para 17,9% (SD, 12,3 a 2,8%; amostra total=153). Penetração de volume acima das pregas vocais e redução de elevação laríngea também foram mais frequentes no período de 1 a 6 meses após tratamento oncológico. Os resultados encontrados nesse estudo indicam que a frequência de desordens de deglutição e suas complicações como a aspiração, em pacientes com câncer de cabeça e pescoço aparenta ser maior no período de até 6 meses após tratamento para o câncer. / The deglutition disorders are common sequelae of the oncologic treatment. However, there is no consensus over the frequency of the alteration in the swallowing mechanisms in this population. The study aims to estimate the frequency of deglutition disorders in patients pre and post-treatment for head and neck cancer. A systematic review was developed following the Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA) guideline. Search strategies were developed for the following databases: PubMed, LILACS, Scopus, Web of Science, LIVIVO, and SpeechBITE. Additionally, a search of the grey literature was performed through Google Scholar, Open Grey, and ProQuest. Only studies that performed evaluation of deglutition before and after cancer treatment were included in this systematic review. The studies had to use diagnostic exams for deglutition disorders as Videofluoroscopy swallowing exam, Fiber-optic endoscopic evaluation of swallowing, modified barium swallow or Videofluorographic swallow study. The Critical Appraisal Checklist for Studies Reporting Prevalence Data from the Joanna Briggs Institute was used to assess the risk of bias of the included studies. A proportion of fixed or random effects meta-analysis using the MedCalc Statistical Software version 14.8.1 (MedCalc Software, Ostend, Belgium) were conducted. The selection of the studies was divided in two phases where two reviewers worked independently. Sixteen studies met the eligibility criteria and were included. In all of the studies an assessment of the deglutition was performed previous and up to 12 months after receiving treatment for the cancer. Aspiration previous to the cancer treatment had a frequency of 11.3% (Standard deviation (SD), 8.7 to 14.3%; total sample=517), between 1 to 6 months after treatment, this increased to 27.1% (SD, 19.0 to 36.0%; total sample=478), and up to 12 months after there was a decrease to 17.9% (SD, 12.3 to 24.8%; total sample=153). Penetration above the vocal cords and reduced larynx elevation were also more frequent in the 1 to 6 months’ period after the treatment for the head and neck cancer. The results found in this study indicates that the frequency of deglutition disorders and its complications as aspiration, in patients with head and neck cancer, appears to be higher in the immediate to 6 months’ post-treatment period.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.unb.br:10482/32258
Date22 March 2018
CreatorsToledo, Isabela Porto de
ContributorsCanto, Graziela De Luca, Guerra, Eliete Neves da Silva
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UnB, instname:Universidade de Brasília, instacron:UNB
RightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data., info:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0121 seconds