Return to search

Comportamento dos bancos em alta inflação : teoria e experiencia brasileira recente

Orientador: Paulo Davidoff Cruz / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia / Made available in DSpace on 2018-07-22T10:25:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1
Paula_LuizFernandoRodriguesde_D.pdf: 6863779 bytes, checksum: e02a9c5101782660de584987579eabf2 (MD5)
Previous issue date: 1997 / Resumo: Esta tese tem por objetivo efetuar uma análise sobre o comportamento dos bancos em um contexto de alta inflação, seja numa abordagem teórica centrada na firma bancária, seja realizando um estudo de caso sobre a experiência brasileira. Em particular, procura-se analisar o desempenho, as transformações e as caracteristicas do sistema bancário privado brasileiro no período recente, anterior ao Real, de modo a permitir um entendimento acerca das especificidades do comportamento dos bancos no Brasil na convivência com um regime de alta inflação. Para tanto, busca-se examinar inicialmente a teoria da firma bancária a partir de uma abordagem não-convencional, coritrapondo-a a uma perspectiva neoclássica, para então analisar a dinâmica dos bancos em alta inflação, enfatizando a forma em que os bancos se adaptam a este contexto, em termos de suas estratégias, estrutura patrímonial,
receitas etc. Tal abordagem teórica (pós-keynesiana) enfatiza a administração dinâmica do balanço bancário, tratando os bancos não como intermediários neutros na transferência de recursos reais entre agentes, mas como uma firma capitalista que tem expectativas e motivações próprias, e cujo comportamento afeta de forma decisiva as condições de financiamento da economia e sua dinâmica monetária-financeira. A seguir, são enfocadas as especificidades e características do sistema bancário brasileiro em um ambiente de alta inflação. Neste sentido, analisa-se, inicialmente, a relação entre o Banco Central e o sistema bancário no contexto da institucionalidade da moeda indexada, fundamental para se entender a natureza do ajuste patrimonial e a excelente performance dos bancos privados no Brasil, obtida através das receitas inflacionárias. Num segundo momento, examinam-se as características gerais e as transformações no setor bancário privado, relacionadas ao ajuste patrimonial e desempenho dos bancos, ocorridas no período 1980/94, em termos de dimensão e tamanho, grau de concentração, difusão da auto mação bancária, estratégias bancárias, postura financeira, padrão de rentabilidade, receitas inflacionárias etc / Abstract: Not informed. / Doutorado / Doutor em Economia

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.unicamp.br:REPOSIP/285724
Date09 June 1997
CreatorsPaula, Luiz Fernando Rodrigues de
ContributorsUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS, Cruz, Paulo Roberto Davidoff Chagas, 1946-, Cruz, Paulo Davidoff
Publisher[s.n.], Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Economia, Programa de Pós-Graduação em Economia
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Format190f. : il., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da Unicamp, instname:Universidade Estadual de Campinas, instacron:UNICAMP
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0196 seconds