Return to search

Analise da implementação da politica de saude mental para a rede basica em Campinas : 1992/1993

Orientador: Gastão Wagner Sousa Campos

Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Médicas

Made available in DSpace on 2017-07-27T14:16:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Amaral_MarciaAparecidado_M.pdf: 1878331 bytes, checksum: 1d955704a2dbb8922fac77af3906324f (MD5) Previous issue date: 1995

Resumo: Este trabalho, realizado no município de Campinas-SP, teve como objetivo analisar a implementação da Política de Saúde Mental para a rede básica de saúde. Utilizou, em sua metodologia duas etapas: um estudo epidemiológico descritivo de uma amostra de 150 pacientes egressos de um hospital psiquiátrico e encaminhados aos centros de saúde para continuidade do tratamento. Durante 4 meses após a alta, foi verificado o comparecimento dos pacientes às atividades, assim como a ocorrência de reinternações. A segunda etapa do trabalho constou de pesquisa qualitativa junto aos profissionais de saúde mental, pacientes e familiares para avaliar a implementação da política a partir dos atores interessados: suas representações sobre a doença e o tratamento e as repercussões na organização do processo de trabalho das equipes de saúde. Como resultados, encontramos que 48,6% dos pacientes em alta hospitalar não demandaram atendimento nos centros de saúde e dos que o fizeram, 51,4% abandonaram o tratamento num período de 4 meses. A prevalência de reinterações em 4 meses foi de 24,7%, sendo maior entre os pacientes com diagnóstico de psicoses. Da pesquisa junto aos profissionais de saúde e usuários foram identificados problemas relativos à falta de clareza das diretrizes operacionais, infra-estrutura e sistemática de planejamento e avaliação dos serviços. Em conclusão, o presente estudo evidenciou problemas na implementação da Política de Saúde Mental para a rede básica relativos à definição das políticas, à organização do processo de trabalho das equipes de saúde e aos resultados alcançados. Referendou também o diagnóstico de que a transformação do modelo manicomial demanda a existência de novos equipamentos de reabilitação psico-social e a articulação inter-setorial para alcançar seus objetivos de desospitalização e resgate da cidadania dos doentes mentais

Abstract: Not informed

Mestrado

Mestre em Saude Coletiva

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.unicamp.br:REPOSIP/309405
Date1995
ContributorsUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS, Amaral, Marcia Aparecida do, 1985-, Campos, Gastão Wagner de Sousa, 1952-
Publisher[s.n.], Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/doctoralThesis
Format103 f., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da Unicamp, instname:Universidade Estadual de Campinas, instacron:UNICAMP
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0025 seconds