Return to search

Um estudo sobre a influência da personalidade humana na aplicação de métricas de software orientadas a objeto

Personality of software engineering professionals has been a continuous element of
interest in academic research. Researchers have applied different models of
personality analysis in various software engineering areas to identify improvement
points, to promote job satisfaction and to better organize teams. Among these
models, we can highlight the MBTI and BIG Five. This work aims to conduct a study
to evaluate personality models applied in software engineering and to understand
how human personality influences software quality. Two controlled experiments were
performed, the first in industry, in IT department of a private higher education
institution and the second in an advanced programming discipline in academy. For
both experiments, the quality of software individually produced by each participant
was evaluated using software metrics for object-oriented paradigm languages. As a
result, there is evidence that developers with different personalities do not develop
software of equal quality. As the experiments were run in a single geographic
location with an own software development culture, additional studies need to be
performed to determine any real link between personality and software quality. / A personalidade dos profissionais de engenharia de software tem sido um elemento
contínuo de interesse na pesquisa acadêmica. Os pesquisadores aplicaram
diferentes modelos de análise de personalidade em várias áreas de engenharia de
software para identificar pontos de melhoria, promover a satisfação no trabalho e
organizar melhor as equipes. Entre esses modelos destacamos o MBTI e BIG Five.
Esta dissertação objetiva realizar um estudo para avaliar modelos de personalidade
aplicados em engenharia de software e compreender como a personalidade humana
influencia a qualidade do software. Dois experimentos controlados foram realizados,
o primeiro na indústria, no departamento de TI de uma instituição privada de ensino
superior e o segundo em uma disciplina de programação avançada na academia.
Para ambas as experiências, a qualidade do software produzido individualmente por
cada participante foi avaliada utilizando métricas de software para linguagens de
paradigma orientadas a objetos. Como resultado, há evidências de que
desenvolvedores com personalidades diferentes não desenvolvem software de
qualidade igual. Como os experimentos foram realizados em uma única localização
geográfica com uma cultura de desenvolvimento de software própria, estudos
adicionais precisam ser realizados para determinar qualquer ligação real entre
personalidade e qualidade de software.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:ri.ufs.br:riufs/3369
Date30 March 2017
CreatorsBarroso, Anderson Santos
ContributorsNascimento, Rogério Patrício Chagas do, Soares, Michel Santos
PublisherUniversidade Federal de Sergipe, Pós-Graduação em Ciência da Computação, UFS, Brasil
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFS, instname:Universidade Federal de Sergipe, instacron:UFS
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.011 seconds