Return to search

Carcinoma hepato celular: história natural e sobrevida em amostra hospitalar no Rio de Janeiro / Carcinoma hepato cellular: natural history and survival in sample hospital in Rio de Janeiro

Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:36Z (GMT). No. of bitstreams: 2
license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5)
627.pdf: 1386418 bytes, checksum: 2e705d3dabbd982d0b2918fad161a251 (MD5)
Previous issue date: 2003 / O presente trabalho procura descrever o perfil epidemiológico e a sobrevida de 1 e 5 anos em uma coorte de pacientes com carcinoma hepatocelular acompanhados no Instituto Nacional do Câncer (INCA), localizado no município do Rio de Janeiro. Foi realizado um estudo retrospectivo de 115 pacientes, matriculados no INCA-RJ no período de 1990 à 2000. Utilizou-se o método de Kaplan Meier e de Regressão de Cox para a análise e construção das curvas de sobrevida. O perfil da coorte estudada foi de pacientes sintomáticos (94 por cento) em estágio avançado de doença (41,3 por cento estadiamento IV), com média de idade de 53,6 anos, sem variação entre os sexos. A razão M/F encontrada foi de 1,3:1.A sobrevida de 1 ano foi de 30,5 por cento, com mediana de 4,6 meses. Pela análise univariada, os pacientes com melhor sobrevida foram aqueles submetidos a algum tratamento, com menos de 55 anos, com 1-3 nódulos menores que 10 cm e com nível de alfafetoproteína menor ou igual a 500 ng/ml, os quais apresentaram sobrevida de 1 ano de 44,9 por cento, 36,7 por cento, 46,5 por cento e 44,3 por cento, respectivamente. Apenas 3,4 por cento dos pacientes sobreviveram além de 5 anos. Na análise multivariada, foram construídos dois modelos: no primeiro observou-se uma Hazard Ratio (HR) de 3,92 (IC 95 por cento 1,79-8,61) para os pacientes com nódulos múltiplos, controlando as variáveis idade, cirrose e tratamento. No segundo modelo, a HR para os pacientes com nível sérico de alfafetoproteína > 500 ng/ml, foi de 2,02 (IC 95 por cento 1,17-3,49), controlando o efeito do tratamento. A média de idade observada tende a se aproximar dos valores descritos em regiões com alta incidência para o carcinoma hepatocelular, contudo a razão M/F foi inferior ao registrado em áreas com baixa incidência. Os pacientes submetidos a alguma intervenção terapêutica apresentaram melhor sobrevida em relação aos não tratados. Pacientes com alfafetoproteína elevada ou com nódulos múltiplos apresentaram pior prognóstico

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:www.arca.fiocruz.br:icict/4907
Date January 2003
CreatorsDias, Maria Beatriz Kneipp
ContributorsKoifman, Sergio
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da FIOCRUZ, instname:Fundação Oswaldo Cruz, instacron:FIOCRUZ
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0024 seconds