Return to search

A transferência e a pesquisa com o método psicanalítico

Made available in DSpace on 2013-08-07T19:09:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1
000445331-Texto+Parcial-0.pdf: 78745 bytes, checksum: 4497a427bc5516ccdb1007677388a528 (MD5)
Previous issue date: 2012 / Throughout clinical experience, it is common to identify transference and the present impasses in its management as reasons to discontinue the analytical process, understanding, thus, the association between that phenomenon occurrence and the establishment of barriers in the listening exercise. The relevance of the transference phenomenon and the finding of its effects in the psychoanalytical listening motivated this study. The interrelation between transference and the barriers appearance to the sequence of an analytical process allows the assertion that it is a topic in need to be rendered problematic in order to make the knowledge production in psychoanalysis advance, the forms in which the psychic conflicts get updated enter the clinical setting, and reverberates as an aspect of resistance to the process. Therefore, two sections were developed in this dissertation, a theoretical and an empirical one. The theoretical section proposes a review on the transference phenomenon, based on this concept development in Freud’s work, interrelating it to the evolution of the psychoanalytical method itself. It is also approached the analysts’ work specificities with transference, from listening and technique, marking the work conditions with subjects of the unconscious. The empirical section has the objective of exploring the transference phenomenon as a hindrance in the analytical listening, aiming to contribute to a debate on the ranges and limitations of the psychoanalytical technique. For that reason, snippets of a clinical situation were worked out in order to promote the building of analytical facts.These clinical facts were analyzed through the psychoanalytical research method, whose specificity is to have the presence of a psychoanalyst in analytical activity as a sine qua non condition. To present the work system guiding this study, the material analysis was divided in three stages. In the first stage, named “The encounter with Lost: the singular listening process”, it was presented a subject’s arrival to analysis, focusing on the established transference. In the second stage, “The transference interpretation: the first half”, it was made explicit how the transference modalities were interpreted in the time of listening to the patient. In the third stage, which composes the item “The research work and the transference interpretation”, new interpretative axes to the transference phenomenon were referenced. In this last stage, from the investigation findings, three interpretation axes which got interrelated were listed, being rooted in the idea that they could be worked out in the transference updating: Sexuality axis, Acting out axis, and Repetition axis. Having to be faced as relative to the process which has produced it, an interpretation is always singular, having the interpretative hypotheses the objective of promoting future intervention possibilities. This study allowed the assertion of the psychoanalytical method as a listening tool, and research as a psychoanalytical method, generating relevant reflections on the transference phenomenon, from the re-signification of the clinical facts material, promoting psychoanalysis revitalization. / Na experiência clínica é bastante comum identificar a transferência e os impasses presentes em seu manejo como motivos de interrupção do processo analítico, constatando-se assim a associação entre a ocorrência desse fenômeno e o estabelecimento de entraves no exercício da escuta. A relevância do fenômeno transferencial e a constatação de seus efeitos na escuta psicanalítica motivaram o presente estudo. A inter-relação entre a transferência e o surgimento de obstáculos à sequência de um processo analítico permite afirmar a necessidade de problematizar, a fim de fazer avançar a produção de conhecimento em Psicanálise, as formas pelas quais a atualização de conflitivas psíquicas adentra o cenário da clínica e repercute como fator de resistência ao processo. Assim, foram elaboradas duas seções para esta Dissertação, uma teórica e uma empírica. A Seção Teórica propõe uma revisão acerca do fenômeno da transferência, embasando-se na evolução desse conceito na obra freudiana, inter-relacionando-a à evolução do próprio método psicanalítico. Aborda-se também a especificidade do trabalho do analista com a transferência, a partir da escuta e da técnica, marcando a condição de trabalho com um sujeito de Inconsciente. Já a Seção Empírica teve como objetivo explorar o fenômeno da transferência como entrave na escuta analítica, visando contribuir para um debate sobre os alcances e limitações da técnica psicanalítica. Para tanto, fragmentos de uma situação clínica foram trabalhados a fim de promover a construção de fatos clínicos.Esses fatos clínicos foram analisados através do método psicanalítico de pesquisa, cuja especificidade é a de ter a presença de um psicanalista em atividade analítica como condição sine qua non. A fim de apresentar a sistemática de trabalho que norteou este estudo, dividiu-se a análise do material em três etapas. A primeira etapa, denominada “O encontro com Perdido: o singular em processo de escuta”, apresentou a chegada de um sujeito à análise, enfocando a transferência estabelecida. A segunda etapa, “A interpretação da transferência: um primeiro tempo”, explicitou como as modalidades transferenciais foram interpretadas à época do trabalho de escuta ao analisando. E na terceira etapa, que compõe o item “O trabalho de pesquisa e a interpretação da transferência”, foram relacionados novos eixos interpretativos para o fenômeno transferencial daquele processo. Nesta última etapa, a partir dos achados da investigação, foram elencados três eixos de interpretação que se inter-relacionam, calcados na ideia de que poderiam ser trabalhados na atualização transferencial: eixo da Sexualidade, eixo da Atuação e eixo da Repetição. Devendo ser encarada como relativa ao processo que a produziu, uma interpretação é sempre singular, tendo as hipóteses interpretativas o objetivo de promover possibilidades futuras de intervenção. O estudo realizado possibilitou a afirmação do método psicanalítico como ferramenta de escuta e da pesquisa como método psicanalítico, gerando reflexões pertinentes ao fenômeno transferencial, a partir da ressignificação do material oriundo dos fatos clínicos, fomentando a revitalização da Psicanálise.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/urn:repox.ist.utl.pt:RI_PUC_RS:oai:meriva.pucrs.br:10923/5017
Date January 2012
CreatorsSilva, Clarice Moreira
ContributorsMacedo, Mônica Medeiros Kother
PublisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da PUC_RS, instname:Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, instacron:PUC_RS
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0021 seconds