Return to search

Estudo comparativo entre heparina sódica e heparina de baixo peso molecular (nadroparina cálcica) em cães (Canis familiaris) submetidos à hemódialise /

Orientador: Flávio Quaresma Moutinho / Resumo: Durante a realização das sessões de hemodiálise (HD) observam-se alterações relacionadas à coagulação, pelo contato do sangue do paciente com os circuitos extracorpóreos. Essas alterações podem ser decorrentes da ativação dos mecanismos intrínsecos da cascata de coagulação sangüínea, que resultam na formação de trombos. No modelo hemodialítico, utilizam-se substâncias anticoagulantes com a finalidade de prevenir a formação destes trombos. A substância padrão utilizada para anticoagulação em HD é a heparina sódica. As heparina de baixo peso molecular (HBPM) são fragmentos da heparina sódica com muitas vantagens. Exibe uma biodisponibilidade maior, possui menor ligação com proteínas plasmáticas e meia vida superior, resultando desta maneira, menor risco de sangramento. O objetivo principal desta pesquisa foi comparar e avaliar a heparina sódica com HBPM em cães submetidos à HD. Utilizou-se 14 cães que foram divididos em 2 grupos. O primeiro grupo, foi utilizada a heparina sódica e o segundo grupo a HBPM. Para avaliação do sistema hemostático dos animais foram colhidas amostras de sangue durante o período de 3 horas em 4 momentos distintos (M1, M2 e M3) e 24 horas (M4) após o término das sessões de hemodiálise para a realização de provas de coagulação como: tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPA), tempo de protombina (TP), tempo de coagulação ativada (TCA), prova Anti-Xa e hemograma completo. Neste estudo a dose padronizada de heparina foi de 100UI/Kg/IV/Bolus com repetição de o da dose 60 e 120 minutos após o inicio, e 125 U anti-Xa/Kg/IV/Bolus com repetição de ? da dose após 90 minutos para HBPM. De acordo com os resultados obtidos nesta pesquisa pode-se concluir que não existiram diferenças estatisticamente significantes quando se utiliza a heparina sódica e HBPM como substâncias anticoagulantes... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: Coagulation disturbances, with thrombus formation, are common in hemodialysis due to activation of the intrinsic mechanism of the coagulation cascade. Anticoagulant substances are used for preventing thrombus formation. Heparin is the standard substance used for this purpose. However, heparin has troublesome pharmacokinetics, its clearance is dose dependent, it is highly protein bound and a minimum or threshold level is necessary to achieve an antithrombotic effect. Low molecular weight heparins are depolymerized preparations of heparin with multiple advantages over heparin. They exhibit less binding to cells and proteins and have superior bioavailability, a longer plasma half life and more predictable dose-response characteristics and carry a lower risk of hemorrhage and the immune mediated thrombocytopenia is less common. This research was planned to compare the effect of the low molecular weight heparin with the standard heparin in dogs submitted do hemodialysis. 14 dogs divided in two groups were studied.Group 1 used heparin 50 UI/Kg/IV Bolus with o of the initial dose repeated at 60 and 120 minutes after the beginning of the experiment. Group 2 used Low molecular weight heparin (Nadroparin) 125 U anti aX/kg//IV with a 1/3 of the initial dose repeated 90 minutes after the beginning of the experiment.Blood samples were drawn at 3 hours interval called (M1, M2,M3) and at 24 hours (M4) after ending the hemodialysis session.The coagulation system of the dogs was evaluated by the aPTT, PTT, aCT, aX and hemogram. The patency of the dialytic system was also evaluated. Our results showed no statistically significant differences between the two heparins, and the dose of the low-molecular-weight heparin was standardized for hemodialysis in dogs. / Mestre

Identiferoai:union.ndltd.org:UNESP/oai:www.athena.biblioteca.unesp.br:UEP01-000216557
Date January 2003
CreatorsBrant, João Roberto de Araújo Caldeira.
ContributorsUniversidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia.
PublisherBotucatu : [s.n.],
Source SetsSao Paulo State University, Sao Paulo - Brazil.
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typetext
Format110 f. :
RelationSistema requerido: Adobe Acrobat Reader

Page generated in 0.002 seconds