Return to search

Estudo da microarquitetura óssea, do estado nutricional e de fatores farmacológicos na síndrome de Turner /

Orientador: Anderson Marliere Navarro / Banca: Alceu Afonso Jordão Junior / Banca: Vivian Marques Miguel Suen / Resumo: A síndrome de Turner (ST) ocorre em indivíduos do sexo feminino, em uma proporção de aproximadamente 1:2000 a 1:3000 nativivos e caracteriza-se pela presença de um cromossomo X normal e perda parcial ou total do outro cromossomo sexual. O hipoestrogenismo é um dos principais fatores associado à osteopenia e osteoporose. O objetivo do presente estudo foi avaliar a microarquitetura óssea e a influência do estado nutricional e de algumas classes de medicamentos na saúde óssea de pacientes com ST. Foi realizado um estudo transversal no qual participaram 56 voluntárias com idade média de 24,9 anos (entre 10,1 e 59,8 anos). Para avaliação nutricional, foram realizadas medidas antropométricas, de composição corporal, análises bioquímicas e avaliação do consumo alimentar. A avaliação óssea foi realizada por meio de osteossonografia das falanges. Os resultados obtidos foram analisados em dois diferentes estudos, os quais foram escritos na forma de artigo científico, sendo que o primeiro artigo abordou o efeito do estado nutricional na saúde óssea de pacientes com ST e o segundo artigo abordou o efeito de medicamentos sobre o metabolismo ósseo, bem como da TRH e do GH na saúde óssea das pacientes com ST. Ao analisar a microarquitetura óssea, foi possível observar que 59% das participantes com quantidade óssea normal (AD-SoS> 2054m/s) estavam com qualidade óssea inadequada (0,69 uL ≥ UBPI ≥ 0,44uL), apresentando aumento do risco para osteoporose. Não houve correlação entre os parâmetros nutricionais com a quantidade e a qualidade ósseas. O uso de medicamentos com efeito sobre o metabolismo ósseo, bem como a TRH e o GH não apresentaram influência sobre a quantidade (AD-SoS) e a qualidade ósseas (UBPI) / Abstract: Turner syndrome (TS) occurs in females in a ratio of approximately 1:2000 to 1:3000 live births and is characterized by the presence of a normal X chromosome and partial or complete loss of the other sex chromosome. The hypoestrogenism is one of the main factors associated with osteopenia and osteoporosis. The aim of this study was to assess bone microarchitecture and the influence of nutritional status and some classes of drugs on bone health of patients with TS. We conducted a cross-sectional study in which 56 volunteers participated with a mean age of 24.9 years (between 10.1 and 59.8 years). For nutritional assessment were conducted anthropometric measurements, body composition, biochemical and food intake assessment. A bone assessment was evaluate by phalangeal quantitative osteosonography. The results were analyzed in two different studies which were written in the form of a scientific paper, and the first article evaluated effect of nutritional status on bone health of patients with TS and the second article evaluated the effect of medication on bone metabolism as well as TRH and GH in bone health of patients with TS. When we analyze the bone microarchitecture of patients, we observed that 59% of patients were with normal bone quantity (AD-SoS>2054 m/s) had inadequate bone quality (0,69 uL ≥ UBPI ≥ 0,44 uL), presenting increased risk for osteoporosis. There was no correlation between nutritional parameters with the quantity and quality of bone. The use of drugs with effects on bone metabolism, as well as TRH and GH had no influence on the amount (AD-SoS) and bone quality (UBPI) / Mestre

Identiferoai:union.ndltd.org:UNESP/oai:www.athena.biblioteca.unesp.br:UEP01-000706697
Date January 2012
CreatorsSantos, Gisele Guimarães.
ContributorsUniversidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas.
PublisherAraraquara : [s.n.],
Source SetsSao Paulo State University, Sao Paulo - Brazil.
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typetext
Format101 f. :
RelationSistema requerido: Adobe Acrobat Reader

Page generated in 0.002 seconds