Return to search

Influência das diferentes interpretações da soroaglutinação microscópica sobre os resultados de pesquisas epidemiológicas com Leptospira spp. /

Orientador: Luis Antonio Mathias / Banca: Anna Monteiro Correia Lima / Banca: Samir Issa Samara / Banca: Raul José Silva Gírio / Banca: Raphaella Barbosa Meirelles Bartoli / Resumo: Com o objetivo de analisar as diferentes formas de interpretação dos resultados em pesquisas epidemiológicas com Leptospira spp., em quatro espécies de hospedeiros, as concordâncias entre os resultados da soroaglutinação microscópica (SAM) contra 24 sorovariedades foram testadas por meio do coeficiente Kappa. Os resultados obtidos com o cálculo clássico da soroprevalência, o método da sorovariedade mais provável (SMP) com 24 e oito antígenos e três variações do SMP foram comparados por meio da intersecção entre os intervalos de confiança de 95%. As concordâncias entre sorovariedades nos resultados da SAM indicam que a maioria das coaglutinações ocorre dentro do esperado pelo acaso e que não é possível atribuí-las apenas a reações cruzadas. O SMP resultou em soroprevalências menores que as obtidas pelo método clássico. Quanto mais antígenos são utilizados na SAM, menores serão a soroprevalências para cada sorovariedade, demonstrando que a bateria de antígenos interfere nos resultados. As diferentes formas de calcular o resultado do SMP mostraram ser coeficientes diferentes, que podem confundir os leitores, caso não sejam bem definidos nos trabalhos. Conclui-se que o método clássico de cálculo da soroprevalência seria o mais indicado, respeitando-se as limitações da SAM na conclusão das pesquisas. / Abstract: Aiming to analyze the different ways of interpreting the results of epidemiological research with Leptospira spp. in four host species, the agreement between the results in the microscopic agglutination test (MAT) against 24 serovars was tested by the Kappa coefficient. The results with the classic seroprevalence method, the most likely serovar method (SMP) with 24 and eight antigens and three variations of the SMP were compared by the intersection of the 95% confidence intervals. Agreements between serovars in the results of MAT indicate that most co-agglutinations occur randonly, and cross-reactions can not assign as the only cause of them. The SMP resulted in lower seroprevalences than those obtained by the classical method. The more antigens are used in MAT, lower the seroprevalences for each serovar, demonstrating that the antigen battery interferes with the results. The different ways of calculating the result of the SMP proved to be different coefficients, which may confuse readers, if they are not well defined in the research. It was concluded that the classic seroprevalence would be the most appropriate method of calculation, respecting the limitations of the MAT in the research's conclusions. / Doutor

Identiferoai:union.ndltd.org:UNESP/oai:www.athena.biblioteca.unesp.br:UEP01-000879063
Date January 2017
CreatorsMassa, Rafael.
ContributorsUniversidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias.
PublisherJaboticabal,
Source SetsSao Paulo State University, Sao Paulo - Brazil.
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typetext
Formatviii, 59 p.
RelationSistema requerido: Adobe Acrobat Reader

Page generated in 0.0273 seconds