Return to search

Avalição \'in vitro\' da resistência ao cisalhamento de braquetes colados em diferentes sistemas cerâmicos / In vitro short-term evaluation of shear strength of brackets bonded to different porcelain systems

O tratamento ortodôntico em adultos, nos últimos tempos, tem ganhado popularidade na tentativa de melhorar a estética e a função. No entanto, é uma característica comum nestes pacientes, ter os dentes restaurados com facetas de resina, coroas metalo-cerâmicas e/ou porcelana pura. Neste contexto, o ortodontista se defronta com o desafio de colar braquetes em diferentes sistemas cerâmicos, de capacidade desconhecida de resistir às forças de cisalhamento. Portanto, os objetivos deste trabalho foram: 1) Verificar se a força de cisalhamento em braquetes colados em superfícies de porcelana feldspática e AllCeram é afetada por diferentes tempos de ataque com ácido hidrofluorídrico e 2) Observar se existe uma relação direta entre os valores obtidos da força de cisalhamento e o índice remanescente de adesivo (IRA). Sessenta espécimes de porcelana em formato cilíndrico foram aleatoriamente divididos em 3 grupos de 20 espécimes de acordo com o tempo de ataque do ácido hidrofluorídrico de 1 minuto, 30 segundos e 15 segundos (grupos 1, 2 e 3 respectivamente). Outros sessenta espécimes de porcelana AllCeram, com o mesmo formato e divididos da mesma maneira de acordo com o tempo de ataque ácido (grupos 4, 5 e 6 respectivamente). A colagem dos braquetes na superfície cerâmica incluiu aplicação de silano, colocação de resina fotoativada sobre a base do braquete e cimentação com força padronizada de 500g. Vinte e quatro horas após a cimentação, os espécimes foram submersos em água destilada a 37OC e submetidos ao teste de resistência ao cisalhamento em uma máquina de ensaio universal, com velocidade de 0,5 mm/min, cujos valores registrados em Kgf e convertidos em MPa. O tipo de falha também foi egistrado usando o IRA através de um estereoscópio com magnificação de 4x. A força de cisalhamento mais alta foi registrada no grupo 1 (21.21 MPa), que foi significativamente diferente dos grupos 2, 3, 4, 5 e 6 (11.01, 10.64, 14.31, 10.59, 10.39 MPa, respectivamente). Os valores mais baixos encontrados nos grupos remanescentes não diferiram entre si. A mediana dos escores do IRA para os grupos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 foi 2, 3, 3, 0, 3, e 3, respectivamente. O grupo 1 (porcelana feldspática 1 minuto) foi afetado pelos diferentes tempos de ataque com ácido hidrofluorídrico, quando comparado aos grupos 2 e 3, ao passo em que os grupos 4, 5 e 6 de porcelana AllCeram não foram. Não houve relação direta entre o escore do IRA e os valores da força de cisalhamento. / Orthodontic treatment in the adult population has lately gained popularity in an attempt to improve esthetic and function. It is, however, a common feature in these patients, that their dentition is restored by resin veneers, porcelain fused to metal and all ceramic crowns. In this context, the orthodontist faces the challenge of bonding brackets to different porcelain based materials, of unknown ability to resist shear forces. Thus, the aim of this investigation was: 1) to test the null hypothesis that shear strength of brackets bonded to feldspathic and AllCeram porcelain surfaces is not affected by different hydrofluoridric etching times and 2) to test the null hypothesis that there is no direct relation between shear strength values and the adhesive remanescent index (ARI). Sixty feldspathic porcelain disc shaped specimens were randomly divided into 3 groups of 20 each, according to hydrofluoridric acid etching time of either 15, 30 seconds and 1 minute (groups 1, 2 and 3, respectively). Another 60 AllCeram specimens of the same shape were subjected to the same division, according to etching time (groups 4, 5, and 6 respectively). Bonding the brackets to the porcelain surfaces included silane coating, an overlying photoactivated resin and a standardized 500g cementation force. Twenty-four hours after cementation, at 37oC in destilled water, specimens were subjected to a shear force in a universal testing machine at a cross-head speed of 0,5mm/min and shear values registered in Kgf and then converted to MPa. Type of failure was lso recorded using ARI by means of a stereoscope at 4x augmentation. The highest shear strength was found for group 1 (21.21 MPa), which was significantly different than groups 2, 3, 4, 5, and 6 (11.01, 10.64, 14.31, 10.59, 10.39 MPa). The lower values found in the remaining groups were not different among each other. Median ARI scores for groups 1, 2, 3, 4, 5, and 6 were 2, 3, 3, 0, 3, and 3, respectively. The first hypothesis must be partially rejected since only feldspathic porcelain group 1 was affected by different hydrofluoric etching times, when compared to groups 2 and 3, while AllCeram groups 4, 5, and 6 were not. On the other hand, the second null hypothesis must be accepted since no direct relation between ARI score and shear strength values could be determined.

Identiferoai:union.ndltd.org:usp.br/oai:teses.usp.br:tde-28082007-085407
Date24 January 2007
CreatorsBonfante, Luiz Fernando
ContributorsHenriques, José Fernando Castanha
PublisherBiblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Source SetsUniversidade de São Paulo
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
TypeDissertação de Mestrado
Formatapplication/pdf
RightsLiberar o conteúdo para acesso público.

Page generated in 0.0026 seconds