Return to search

Percepção de risco na internacionalização de empresas brasileiras com diferentes estratégias de entrada no mercado externo

Orientador : Prof. Dr. Gustavo Abib

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Administração. Defesa: Curitiba, 23/01/2018

Inclui referências : f.142-155

Resumo:A existência de riscos é uma premissa inevitável em questões relacionadas a negócios, principalmente na exploração de oportunidades internacionais. Logo, entende-se que os recentes processos de mudança nos cenários doméstico e internacional impactam cada vez mais as empresas e seus negócios. As organizações que buscam atuação fora do Brasil possuem hoje acesso a condições de mercado e recursos que possibilitam sua participação além-fronteiras, porém, devido a diversos fatores, encontram-se cada vez mais suscetíveis aos riscos e incertezas existentes no contexto internacional. Observa-se que uma das decisões estratégicas mais críticas quando as empresas buscam internacionalizar é a escolha de um modo adequado para entrar no mercado externo, escolha que determina os riscos que a empresa terá que suportar no país anfitrião e quais novas demandas surgirão para os gestores e empreendedores responsáveis pelo processo de internacionalização. O presente estudo, tomando como base as teorias da abordagem comportamental da internacionalização, bem como as ideias conceituais acerca de risco e da percepção de riscos em negócios internacionais questiona: como se configura a percepção de riscos em negócios internacionais por parte de gestores em empresas brasileiras com diferentes formas de internacionalização? Dessa maneira, a partir da questão foi desenvolvida uma pesquisa de abordagem qualitativa fazendo uso da estratégia de estudo com casos múltiplos. Foram escolhidas seis empresas brasileiras do sul e sudeste do país, provenientes de setores diversos e com estratégias de internacionalização variadas a fim de coletar percepções de risco em perspectiva ampla. Na pesquisa foram utilizadas como técnicas para coleta de dados o levantamento de documentos e as entrevistas semiestruturadas com gestores e empreendedores responsáveis pelos processos de internacionalização das empresas estudadas. Na análise de conteúdo efetuada, os dados obtidos foram tratados e codificados com a utilização da sétima versão do software ATLAS.ti. Na análise e discussão dos resultados encontrados, o estudo buscou cumprir seus objetivos específicos estabelecidos e identificou os perfis dos gestores envolvidos nas internacionalizações das empresas, explicou as nuances dos processos para melhor compreensão de suas realidades e, por fim, descreveu os fatores de risco percebidos nos negócios internacionais estudados. Em perspectiva teórica, percebeu-se que os processos estudados podem ser explicados pelos preceitos das abordagens comportamentais da internacionalização, como a escola de Uppsala, a perspectiva de Networks e o Empreendedorismo Internacional. No que se refere aos riscos inerentes aos processos de internacionalização, observou-se maior ênfase dada pelos gestores aos fatores de risco-país ou político, além de riscos monetários. Fatores de riscos comerciais e interculturais também foram identificados. Os riscos percebidos com maior evidência por parte dos gestores com relação as formas de internacionalização abordadas encontram-se também apresentados para melhor compreensão dos resultados, bem como foi desenvolvida uma listagem contendo riscos específicos considerados nos diferentes modos de entrada. Por fim, com base nos achados provenientes do percurso empírico adotado, são propostas possibilidades de pesquisas futuras, a fim de garantir maior desenvolvimento aos estudos acerca dos riscos inerentes aos negócios internacionais. Palavras-chave: Risco; Percepção de Risco; Processo de Internacionalização.

Abstract: The existence of risks is an inevitable premise in business-related matters, especially in the exploration of international opportunities. Therefore, it is understood that there are recent processes of change in the domestic and international scenarios that impact more and more the companies and their businesses. Organizations that seek to work outside Brazil now have access to market conditions and resources that enable their participation across borders, but due to several factors, they are increasingly susceptible to the risks and uncertainties existing in the international context. Thus, it is observed that one of the most critical strategic decisions when companies seek to internationalize is the choice of a suitable way to enter the foreign market, which determines the risks that the company will have to bear in the host country and what new demands will arise for the managers and entrepreneurs responsible for the internationalization process. The present study, based on the theories of the behavioral approach of internationalization, as well as the conceptual ideas about risk and the perception of risks in international business, questions: how the perception of risks in international business by managers is configured in Brazilian companies with distinct internationalization modes? Thus, from this question, a qualitative research was developed, making use of the study strategy with multiple cases. Six Brazilian companies from the South and Southeast of the country were chosen from diverse sectors and with varied internationalization strategies in order to collect risk perceptions in a broad perspective. In the research, the collection of documents and semi-structured interviews with managers and entrepreneurs responsible for the internationalization processes of the companies studied were used as data collection techniques. In the content analysis performed, the data obtained were processed and coded using the seventh version of ATLAS.ti software. In the analysis and discussion of the results found, the study sought to fulfill its specific objectives and identified the profiles of the managers involved in the internationalization of companies, explained the nuances of the internationalization processes to better understand their realities and, finally, described the factors of perceived risks in the international business studied. In a theoretical perspective, it was realized that the processes studied can be explained by the precepts of the internationalization behavioral approaches, such as the Uppsala School, Networks perspective and International Entrepreneurship. Regarding the risks inherent to internationalization processes, there was a greater emphasis given by managers to country or political risk factors, in addition to monetary risks. Commercial and intercultural risk factors have also been identified. The risks perceived with greater evidence by the managers regarding the internationalization modes are also presented for a better understanding of the results, as well as a list was developed containing specific risks considered in the different entry modes. Finally, based on findings from the empirical course adopted, future research possibilities are proposed in order to ensure further development to studies about the risks inherent in international business. Key-words: Risk; Risk perception; Internationalization Process.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/53578
Date2018
CreatorsSantos Jhunior, Ronaldo de Oliveira
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Administração, Abib, Gustavo, 1977-
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format159 f. : il., application/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
RelationDisponível em formato digital

Page generated in 0.0033 seconds