Return to search

Análise do processo de desenvolvimento de recursos competitivos em empresas exportadoras de uva do Vale do São Francisco

Made available in DSpace on 2014-06-12T15:05:46Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1169_1.pdf: 639156 bytes, checksum: 0fc52ab8258d26d312cdc879b316019c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007

A presente pesquisa tem como objetivo analisar o processo de desenvolvimento de recursos competitivos de empresas que são consideradas mais competitivas, dentre as exportadoras de uva da região do Submédio do São Francisco. Para a construção do referencial teórico, tomou-se como base a perspectiva da Resource-Based View of the Firm (RBV), que procura explicar o desempenho superior das organizações e as estratégias que permitiram alcançá-lo mediante a análise dos recursos de uma organização, sejam eles recursos tangíveis ou intangíveis. O processo de internacionalização foi analisado com base nos modelos de Uppsala (JOHANSON; WIEDERSHEIM-PAUL, 1975; JOHANSON; VAHLNE, 1977) e baseado em recursos (SHARMA; ERRAMILLI, 2004) que explica a internacionalização de empresas como um processo evolutivo, na qual a entrada no mercado internacional passa por estágios a medida que a empresa acumula experiências e conhecimentos a respeito do mercado global. Como procedimento metodológico, foi realizada uma pesquisa exploratória e descritiva, fundamentada na perspectiva qualitativa. O foco metodológico foi lastreado no método do estudo de caso. A pesquisa passou por três etapas, para a seleção da amostra. Inicialmente, selecionou-se um grupo de empresas a serem estudadas, com base no volume entre US$ 1 e 10 milhões de dólares exportados, dado disponibilizado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Em seguida, aplicaram-se questionários compostos por questões fechadas na lista de empresas exportadoras de uva da região do Submédio do São Francisco, com o intuito de se obter aquela que fosse vista pelos concorrentes como a mais competitiva. Com base em estatística descritiva, emergiu a Cooperativa A, composta por cinco fazendas: A, B, C, D e E. As técnicas de coleta de dados utilizadas nesta segunda etapa da pesquisa foram entrevistas semi-estruturadas, observação e análise documental. Na análise dos dados emergiram três recursos estratégicos competitivos como sendo responsáveis pelo sucesso da empresa. Assim, por meio deste estudo, identificou-se que recursos idiossincráticos, como o Relacionamento baseado na confiança , Cultura orientada para a qualidade e Know how , apresentam significativa influência no desempenho superior da empresa. Os recursos estratégicos Relacionamento baseado na confiança e Cultura orientada para a qualidade aparentemente possuem sustentabilidade maior devido a deseconomia resultante da compressão temporal, conforme advogam Dierickx e Cool (1989), quanto pela ambigüidade causal decorrente de caminho histórico único e pela subjetividade associada a fatores humanos envolvidos

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufpe.br:123456789/834
Date2007
CreatorsRodrigues de Azevedo, Jamana
ContributorsFernando Araújo de Moraes, Walter
PublisherUniversidade Federal de Pernambuco
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPE, instname:Universidade Federal de Pernambuco, instacron:UFPE
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0026 seconds