• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4
  • Tagged with
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Aplicação de pontos por função em projetos que usam métodos ágeis: uma análise comparativa entre abordagens existentes

WANDERLEY, Eduardo Garcia 25 February 2015 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2015-10-20T19:03:31Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação-Eduardo Garcia Wanderley.pdf: 11192438 bytes, checksum: eebfb4cc65e6adab984340c8b4c10049 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-10-20T19:03:31Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação-Eduardo Garcia Wanderley.pdf: 11192438 bytes, checksum: eebfb4cc65e6adab984340c8b4c10049 (MD5) Previous issue date: 2015-02-25 / O desenvolvimento ágil tem se tornado cada vez mais comum no ambiente de desenvolvimento de software. Contudo estimativas de esforço em projetos de software que usam metodologias ágeis são feitas de maneira diferente das realizadas em projetos que usam metodologias tradicionais. Com base nesses problemas e com respeito ao grau de precisão de estimativa de esforço, essa dissertação apresenta uma análise comparativa entre as abordagens Extending Function Point Analysis, Function Point Analysis and Cost Estimation in An Agile Development Environment e Agile Estimation Using Functional Metrics. Através de um mapeamento sistemático, foram identificadas as formas de estimativas de esforço existentes na literatura e, a partir do mapeamento, foram escolhidas três abordagens que utilizam Pontos de Função como base para realizar estimativas. Por meio de uma pesquisa experimental e controlada com três cenários distintos, as abordagens foram avaliadas no intuito de testar sua aplicabilidade e analisar seus resultados. No mapeamento sistemático foram identificados 2572 estudos. Entre estes, 40 estudos primários que passaram por uma avaliação da qualidade foram incluídos para serem analisados em profundidade. Os resultados do experimento mostraram, que no contexto estudado, a abordagem Function Point Analysis and Cost Estimation in An Agile Development Environment não se adequou bem e teve os piores resultados em todos os cenários. Nos dois primeiros cenários, as abordagens Extending Function Point Analysis e Agile Estimation Using Functional Metrics se mostraram com resultados bem semelhantes e se mostraram adequadas. No último cenário a abordagem Agile Estimation Using Functional Metrics foi a que melhor adequou-se, sendo considerada assim a melhor abordagem para os cenários explorados pelo experimento. / Agile development has become increasingly common in software development environment. However, effort estimation in software projects using agile methodologies are made differently to those undertaken in projects using traditional methods. Based on these problems and with respect to the degree of effort estimation accuracy, this work presents a comparative analysis between the approaches: Extending Function Point Analysis, Function Point Analysis and Cost Estimation in An Agile Development Environment, and Agile Estimation Using Functional Metrics. By performing a systemtaic mapping, it was identified forms of effort estimation existing in the literature and three approaches based of Function Points to perform estimation were chosen. By performing an experimental and controlled research using three different scenarios, the approaches were evaluated in order to test their applicability and analyze their results. In the systematic mapping it was identified 2572 studies. Among these, 40 primary studies that have undergone a quality assessment were included for a deep analysis. The experiment results showed that, in the context studied, the Function Point Analysis and Cost Estimation in An Agile Development Environment wasn't suitable and presented the worst results in all scenarios. The first two scenarios the approaches Extending Function Point Analysis and Agile Estimation Using Functional Metrics presented very similar results and were considered suitable. In the latter scenario, the approach Agile Estimation Using Functional Metrics presented the best results, being considered the best approach to the scenarios explored in the experiment.
2

Melhoria na consistência da contagem de pontos de função com base na Árvore de pontos de função / Improvement in the consistency of function point counting based on the Function Points Tree

Marcos de Freitas Junior 08 December 2015 (has links)
Análise de Pontos de Função (APF) é uma das medidas usadas para obter o tamanho funcional de um software. Determinou-se, no Brasil, que toda contratação pública de desenvolvimento de software deve usar APF. Entretanto, uma das principais críticas realizadas a APF diz respeito à falta de confiabilidade entre diferentes contadores em uma mesma contagem já que, segundo alguns pesquisadores, as regras de APF são subjetivas, obrigando que cada contador faça interpretações individuais a partir delas. Existem diversas propostas para que se possa aumentar a confiabilidade dos resultados gerados com APF. Em geral, as abordagens propostas realizam mapeamentos entre componentes de artefatos desenvolvidos no ciclo de vida de software com os conceitos de APF. Porém, tais propostas simplificam em mais de 50% as regras previstas em APF comprometendo a validade dos resultados gerados pelas contagens. Como o tamanho do software é usado na derivação de outras medidas, inconsistências nos tamanhos medidos podem comprometer as medidas derivadas, o que influência negativamente nas decisões tomadas. Sem padronização dos tamanhos funcionais obtidos e consequentemente sem confiabilidade dos resultados obtidos, medidas derivadas a partir do tamanho funcional, como custo e esforço, podem estar comprometidas, fazendo com que ela não ajude a influenciar positivamente tais projetos. Diante desse contexto, o objetivo deste trabalho é desenvolver e avaliar experimentalmente uma abordagem para oferecer maior padronização e sistematização na aplicação de APF. Para isso, propõe-se incorporar o artefato Árvore de pontos de função ao processo de APF. Sua inclusão possibilitaria o levantamento de dados adicionais, necessários à contagem de pontos de função, reduzindo a ocorrência de interpretações pessoais do contador, e consequentemente, a variação de tamanho reportado. A abordagem foi denominada como Análise de Pontos de Função baseada em Árvore de Pontos de Função (APF-APF). Este trabalho baseia-se no método de pesquisa Design Science, cujo objetivo é estender os limites do ser humano e as capacidades organizacionais, criando novos artefatos que solucionem problemas ainda não resolvidos ou parcialmente resolvidos; que neste trabalho, trata-se da falta de confiabilidade na aplicação de APF devido à sua margem para diferentes interpretações. APF-APF foi testada com 11 Analistas de Sistemas / Requisitos que, baseados na especificação de um software de Recursos Humanos medido oficialmente pelo IFPUG com 125 pontos de função, modelaram a Árvore de pontos de função de modo manual ou automatizado via protótipo de ferramenta desenvolvido. Os resultados obtidos indicam que os tamanhos funcionais calculados com APF-APF possuem coeficiente de variação, respectivamente de 10,72% em relação a confiabilidade e 17,61% em relação a validade dos resultados de medição gerados. Considera-se que a abordagem APF-APF mostrou potencial para que melhores resultados possam ser obtidos. Verifica-se que a principal causa das variações observadas estava relacionada a ausência de informações requeridas para a Árvore de pontos de função, não tendo sido identificado nenhum problema específico em relação as regras definidas para APF-APF. Por fim, verificou-se que o uso do protótipo de ferramenta desenvolvido aumenta em até 47% a eficiência na contagem de pontos de função quando comparado com APF-APF manual / Function point analysis (FPA) is one of the measures used to achieve the functional size of software. It was determined, in Brazil, public procurement of software development should use FPA. However, one of the main criticisms made the FPA concerns the lack of reliability between different counters on the same count that, according to some researchers, the FPA rules are subjective, requiring that each counter do individual interpretations from them. There are various proposals in order to increase the reliability of the results generated with FPA. In General, the proposed approaches perform mappings between artifacts developed components in software life cycle with the concepts of FPA. However, such proposals simplify in more than 50% the rules laid down in FPA compromising the validity of the results generated by the scores. As the size of the software is used in the derivation of other measures, inconsistencies in sizes measured may compromise the measures derived, which negatively influence the decisions taken. Without standardization of functional sizes obtained and consequently without reliability of the results obtained, derived from measures of functional size, cost and effort, may be compromised, causing it to not help to positively influence these projects. In this context, the objective of this work is to develop and experimentally evaluate one approach to offer greater standardization and systematization in the implementation of FPA. For this, it is proposed to incorporate the artifact \"function point Tree\" to the FPA process. Its inclusion would allow additional data collection necessary for function point count, reducing the occurrence of personal interpretations of the counter, and consequently, the variation of size reported. The approach was called as Function Point Tree-based Function Point Analysis (FPT-FPA). This work is based on the method of Design Science research, whose goal is to extend the limits of the human and organizational capacities, creating new artifacts to troubleshoot unresolved or still partially resolved; in this work, it is the lack of reliability in application of FPA because of its scope for different interpretations. FPT-FPA were tested with 11 Systems analysts / requirements analysts, based on the specification of a human resources software measured by the IFPUG with 125 points, have modeled the function point Tree manually or via automated tool prototype developed. The results obtained indicate that the functional sizes calculated with FPT-FPA have coefficient of variation, respectively of 10.72% for reliability and 17.61% in relation to the validity of the measurement results generated. The FPA approach showed potential for better results can be obtained. It turns out that the main cause of the variations observed were related to the absence of information required for the tree of function points have not been identified any particular problem regarding the rules defined for FPT-FPA. Finally, it was found that the use of a prototype tool increases by up to 47% on efficiency function point count when compared to FPT-FPA manual
3

Melhoria na consistência da contagem de pontos de função com base na Árvore de pontos de função / Improvement in the consistency of function point counting based on the Function Points Tree

Freitas Junior, Marcos de 08 December 2015 (has links)
Análise de Pontos de Função (APF) é uma das medidas usadas para obter o tamanho funcional de um software. Determinou-se, no Brasil, que toda contratação pública de desenvolvimento de software deve usar APF. Entretanto, uma das principais críticas realizadas a APF diz respeito à falta de confiabilidade entre diferentes contadores em uma mesma contagem já que, segundo alguns pesquisadores, as regras de APF são subjetivas, obrigando que cada contador faça interpretações individuais a partir delas. Existem diversas propostas para que se possa aumentar a confiabilidade dos resultados gerados com APF. Em geral, as abordagens propostas realizam mapeamentos entre componentes de artefatos desenvolvidos no ciclo de vida de software com os conceitos de APF. Porém, tais propostas simplificam em mais de 50% as regras previstas em APF comprometendo a validade dos resultados gerados pelas contagens. Como o tamanho do software é usado na derivação de outras medidas, inconsistências nos tamanhos medidos podem comprometer as medidas derivadas, o que influência negativamente nas decisões tomadas. Sem padronização dos tamanhos funcionais obtidos e consequentemente sem confiabilidade dos resultados obtidos, medidas derivadas a partir do tamanho funcional, como custo e esforço, podem estar comprometidas, fazendo com que ela não ajude a influenciar positivamente tais projetos. Diante desse contexto, o objetivo deste trabalho é desenvolver e avaliar experimentalmente uma abordagem para oferecer maior padronização e sistematização na aplicação de APF. Para isso, propõe-se incorporar o artefato Árvore de pontos de função ao processo de APF. Sua inclusão possibilitaria o levantamento de dados adicionais, necessários à contagem de pontos de função, reduzindo a ocorrência de interpretações pessoais do contador, e consequentemente, a variação de tamanho reportado. A abordagem foi denominada como Análise de Pontos de Função baseada em Árvore de Pontos de Função (APF-APF). Este trabalho baseia-se no método de pesquisa Design Science, cujo objetivo é estender os limites do ser humano e as capacidades organizacionais, criando novos artefatos que solucionem problemas ainda não resolvidos ou parcialmente resolvidos; que neste trabalho, trata-se da falta de confiabilidade na aplicação de APF devido à sua margem para diferentes interpretações. APF-APF foi testada com 11 Analistas de Sistemas / Requisitos que, baseados na especificação de um software de Recursos Humanos medido oficialmente pelo IFPUG com 125 pontos de função, modelaram a Árvore de pontos de função de modo manual ou automatizado via protótipo de ferramenta desenvolvido. Os resultados obtidos indicam que os tamanhos funcionais calculados com APF-APF possuem coeficiente de variação, respectivamente de 10,72% em relação a confiabilidade e 17,61% em relação a validade dos resultados de medição gerados. Considera-se que a abordagem APF-APF mostrou potencial para que melhores resultados possam ser obtidos. Verifica-se que a principal causa das variações observadas estava relacionada a ausência de informações requeridas para a Árvore de pontos de função, não tendo sido identificado nenhum problema específico em relação as regras definidas para APF-APF. Por fim, verificou-se que o uso do protótipo de ferramenta desenvolvido aumenta em até 47% a eficiência na contagem de pontos de função quando comparado com APF-APF manual / Function point analysis (FPA) is one of the measures used to achieve the functional size of software. It was determined, in Brazil, public procurement of software development should use FPA. However, one of the main criticisms made the FPA concerns the lack of reliability between different counters on the same count that, according to some researchers, the FPA rules are subjective, requiring that each counter do individual interpretations from them. There are various proposals in order to increase the reliability of the results generated with FPA. In General, the proposed approaches perform mappings between artifacts developed components in software life cycle with the concepts of FPA. However, such proposals simplify in more than 50% the rules laid down in FPA compromising the validity of the results generated by the scores. As the size of the software is used in the derivation of other measures, inconsistencies in sizes measured may compromise the measures derived, which negatively influence the decisions taken. Without standardization of functional sizes obtained and consequently without reliability of the results obtained, derived from measures of functional size, cost and effort, may be compromised, causing it to not help to positively influence these projects. In this context, the objective of this work is to develop and experimentally evaluate one approach to offer greater standardization and systematization in the implementation of FPA. For this, it is proposed to incorporate the artifact \"function point Tree\" to the FPA process. Its inclusion would allow additional data collection necessary for function point count, reducing the occurrence of personal interpretations of the counter, and consequently, the variation of size reported. The approach was called as Function Point Tree-based Function Point Analysis (FPT-FPA). This work is based on the method of Design Science research, whose goal is to extend the limits of the human and organizational capacities, creating new artifacts to troubleshoot unresolved or still partially resolved; in this work, it is the lack of reliability in application of FPA because of its scope for different interpretations. FPT-FPA were tested with 11 Systems analysts / requirements analysts, based on the specification of a human resources software measured by the IFPUG with 125 points, have modeled the function point Tree manually or via automated tool prototype developed. The results obtained indicate that the functional sizes calculated with FPT-FPA have coefficient of variation, respectively of 10.72% for reliability and 17.61% in relation to the validity of the measurement results generated. The FPA approach showed potential for better results can be obtained. It turns out that the main cause of the variations observed were related to the absence of information required for the tree of function points have not been identified any particular problem regarding the rules defined for FPT-FPA. Finally, it was found that the use of a prototype tool increases by up to 47% on efficiency function point count when compared to FPT-FPA manual
4

ESTIMAÇÃO DE MÉTRICAS DE DESENVOLVIMENTO AUXILIADA POR REDES NEURAIS ARTIFICIAIS. / ESTEEM OF METRIC OF DEVELOPMENT ASSISTED FOR ARTIFICIAL NEURAL NETS.

Fonseca Filho, José Raimundo dos Santos 14 April 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-17T14:52:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Jose Raimundo Fonseca.pdf: 3208998 bytes, checksum: 1d07c2f744a920df74b235bd4e1801f5 (MD5) Previous issue date: 2003-04-14 / Several modeling approaches for the process of development in software engineering able of subsidizing decision making in the management of project are being searched. Metric of softwares, process modeling and estimation techniques have been independently considered either taking into consideration the intrinsic characteristic of softwares or their constructive process. This research proposes a complete, simple and efficient model for representing the whole process of development which, based on a set of features of the process and basic attributes of softwares, yields good estimation metrics (time and effort) of the development of the software still at the beginning of the process. The model relates constructive characteristics of the process to each type of organization, for identifying classes of homogeneous behavior based on Kohonen Neural Network. Directly, from this classification, according to the basic attributes of each software being developed, metrics may be estimated supported by Feedforward Neural Networks. A prototype is specified in Unified Model Language (UML) and implemented to estimate metrics for the development of softwares. Comparisons of the obtained results with those available in literature are presented. / Diversas representações do processo de desenvolvimento na Engenharia de softwares capazes de, eficientemente, subsidiar a tomada de decisões no gerenciamento de projetos, vêm sendo arduamente pesquisadas. Métricas de softwares, modelos de processo e técnicas de estimação têm sido propostos em grande quantidade, tanto devido a características intrínsecas dos softwares quanto a características do próprio processo construtivo. Buscando superar algumas das dificuldades de estimação de métricas relacionadas ao processo de desenvolvimento, este trabalho realiza, inicialmente, um estudo de ferramentas voltadas para tal objetivo e que estão disponíveis no mercado. Em seguida, um conjunto de descritores do processo em questão e também um conjunto de atributos básicos dos softwares será levantado. A partir de então, é proposto um modelo que represente o processo de desenvolvimento de maneira simples e eficiente. O modelo de processo do desenvolvimento na Engenharia de softwares relaciona as características desse processo construtivo a classes de entidades desenvolvedoras, tal que se possa estabelecer um comportamento homogêneo ao processo. Baseado nessa classificação, são relacionados, de maneira direta, métricas (tempo e esforço) de desenvolvimento com os atributos básicos dos softwares, definidos por Albrecht, visando a estimação de métricas. O modelo de processo é baseado no mapa de Kohonen e o estimador de métricas será auxiliado por redes neurais feed forward. Uma ferramenta de software (protótipo) é especificado em Linguagem de modelamento unificada (UML). Esta ferramenta auxiliará a produção de estimativas de tempo e de esforço de desenvolvimento de softwares. Comparações de resultados obtidos serão realizadas com os disponibilizados na literatura consultada.

Page generated in 0.121 seconds