• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1604
  • 136
  • 48
  • 24
  • 22
  • 22
  • 22
  • 14
  • 7
  • 6
  • 4
  • 4
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1825
  • 565
  • 352
  • 340
  • 299
  • 215
  • 212
  • 176
  • 170
  • 161
  • 159
  • 149
  • 143
  • 140
  • 139
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Caracterização nutricional da fibra alimentar soluvel e insoluvel do feijão "carioca 80 SH" em dietas experimentais com ratos

Raupp, Dorivaldo da Silva 19 April 1994 (has links)
Orientador: Valdemiro Carlos Sgarbieri / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-07-19T06:44:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Raupp_DorivaldodaSilva_D.pdf: 3458697 bytes, checksum: 67f5f99a97ccc5f0679ca60fe7f4642a (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: O presente trabalho teve por objetivo estudar a composição química e algumas das propriedades nutricionais dos componentes hidrossolúveis e insolúveis da fibra alimentar do feijão, Phaseolus vulgaris, "Carioca 80 SH". Os grãos integrais do feijão 'Carioca 80 SH" apresentaram conteúdo total de fibra alimentar estimado, pelo método de Schweizer e Würsch, em 17,05 % do peso seco, sendo 6,00 % de fração solúvel e 11,05 de fração insolúvel. Uma fração polissacarídea fibrosa, apresentando altas hidratabilidade e viscosidade, foi extraída dos grãos integrais, através da solução aquosa contendo o ácido tricloroacéttco, e foi estimada em cerca de 4,0 %(Fração VI) do peso seco, dos quais, 2, 5 % eram fibra ali inent ar so1úvel £ Fração VII), Os polissacarídeos solúveis da fibra alimentar (Fraçao VII) foram degradados, no mínimo em é 65.0 % pelo trato gastrointestinal de ratos, aparentemente por fermentação microbiana. Enquanto que a fibra padrão de celulose, ao contrário, foi degradada em grau reduzidos Um grau mínimo de hidrólise de aproximadamente 9,0 % foi determinado para a celulose (padrão) ingerida. Em alguns dos parâmetros nutricionais avaliados em ensaios com ratos, os componentes solúveis e os insolúveis da fibra tiveram efeitos diferenciados. A ingesta dos ratos alimentados com dieta contendo a Fração VI ou VII, com altas hidratabilidade e viscosidade, foi entre 15,6 a 29,5 % menor (p < 0.05) do que a dos ratos em dietas contendo celulose, utilizada como referência . O peso seco das fezes, tanto em valor absoluto (g de resíduo fecal) como em taxa de excreção da dieta (TexRF, em %), e o volume das mesmas, foram menores (p<0,05) também naqueles ratos. A TexRF foi 23.0 - 63.9 % menor (p < 0,05) nos ratas alimentados com as frações altamente hidratáveis e viscosas. Os ratos em dieta contendo a Fração VI ou VII, com altas hidratabi1idade e viscosidade, tiveram dificuldades para defecar. A Fração VII, fibra alimentar solúvel com altas hidratabilidade e viscosidade, resultou em menor (p<0,05) digestibilidade aparenta para a proteína e menor (p < 0,05) taxa de absorção intestinal para os minerais da dieta, comparada ao padrão de celulose, o acréscimo de celulose (padrão) de 3 % para 9 %, em substituição ao amido, nas dietas experimentais isoprotéicas e que tinham a caseína como fonte primária de proteína diminuiu significativamente (p < 0,05) , em 8,6% o grau de retenção protéica , tanto da caseína ingerida (NPUa) como da absorvida (VBaP), mas, não teve qualquer efeito característico no grau de digestibilidade aparente da caseína. Porém, quando se incorporou à dieta a fibra de celulose (padrão) de maior densidade (após tratamento térmico), ocorreu diminuição significativa (p < 0,05) no grau de digestibilidade (2,0%) e no grau de retenção (3,8 % da caseína ingerida. Os resultados do balanço de nitrogênio não foram consistentes o suficiente para estabelecer se os componentes solúveis ou ?s insolúveis da fibra alimentar do feijão "Carioca 80 SH" afetaram o grau de utilização, peio organismo dos ratos, da caseína da dieta / Abstract: The present work had as a goal the study of the chemical composition and some nutritional properties of water solubl e and insoluble component s of the dietary fiber from beans Phaseolus vulgaris, cult War "Carioca 80 SH ". The soluble, insoluble and total dietary fiber yield (dry matter), by the enzymatic digestion in vitro (Schwerzer and Würsch method), was 6.00 %, 11.05 % and 17.05%, respectively. A trichloroacetic soluble polysaccharide de fraction, with high hydration and viscosity capacity, was isolated from the "Carioca 80 SH" bean, and yielded 4.0 % (Fr action VI) , dry matter, in which 2.5 % were soluble dietary fiber (Fraction VII).The soluble polysaccharides of the dietary fiber (Fraction Mil) was degraded within the rat bowel, at least, to the extent of 65.0 %, apparently by bacterial degradation . The standard fiber (cellulose), however, showed small degradation at all in the digestive tract. For the standard cellulose intake a degradation of about 9% was determined The soluble and insoluble fibrous components affected differently some of the nutritional parameters determined in experiments with rats. The dietary intakes were 15.6-29.5% less (p<0.05) in rats fed with the highly hydrated and viscous soluble fiber than in the rats fed cellulose (standard) at the same concentration. The fecal residue, measured in at solute value (dry weight of feed residue) and excretion ratio, and the fecal bulk, a I so were less (p <0.05) in rats fed the fiber source with high hydration and viscosity capacity than in rats fed the cellulose (standard). The ratios of excretion were 23.0-63.9% less (p<0,05) in rats fed the highly hydrated and viscous fiber. The rats fed the Fraction VI or the Fraction VII, highly hydrated and viscous, of "Carioca 80 SH" bean had difficulties to eliminate feces. The Fraction VII, soluble dietary fiber with high had ration and viscosity capacity, as compared to the cellulose (standard fiber), resulted in less (p<0,05) apparent protein digestibility and mineral absorption ratio . Increasing cellulose (standard ) in the diets from 3% up to 9%, in place of the starch and having casein as the primary source of protein, resulted in a significant decrease (p<0,05) of 8.6% in either the ingested protein retention or the absorbed protein ratio. However, such increase did not cause any characteristic effect on the apparent protein digestibility. The change of low density cellulose into a higher density cellulose (after thermal treatment) decreased significan11y (p <0.05) the digestibility and the retention of ingested protein by 2.0 % and 3-8 %, respectively- The results of the nitrogen balance were not consistent enough to ascertain if the soluble and insoluble components of the dietary fiber of the "Carioca 30 SH" bean affected the utilization of the casein by the rat / Doutorado / Doutor em Ciência da Nutrição
12

Avaliação da estabilidade de fibras de polipropileno em meios agressivos aos materiais a base de cimento

Segre, Nadia Cristina 20 July 2018 (has links)
Orientador: Ines Joekes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-20T01:53:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Segre_NadiaCristina_M.pdf: 3936754 bytes, checksum: 6cc48fb482ee78edd7403b2f05de2cee (MD5) Previous issue date: 1995 / Mestrado
13

Utilización de fibras sintéticas y fibras orgánicas como inhibidor de fisuras causadas por contracción plástica

Montufar Nuñez, Roy January 2006 (has links)
La presente investigación consiste en hacer una comparación entre las fibras organicas y de fibras sintéticas, Las fibras de acero, de Nylon o poliméricas, son alternativas viables; pero costosas las fibras naturales pueden ser una posibilidad real para los países en desarrollo, ya que están disponibles en grandes cantidades y representan una fuente renovable continua. Se realizara varias pruebas experimentales para medir la inhibición de las fibras orgánicas vs. las fibras Sintéticas (Fibermesh).
14

Desenvolvimento de compósitos poliméricos com fibras de curauá e híbridos com fibras de vidro

Silva, Humberto Sartori Pompeo da January 2010 (has links)
Atualmente na engenharia de materiais observa-se um revigoramento da busca por materiais oriundos de fontes renováveis. O uso de fibras vegetais reforçando polímeros, por exemplo, representa uma alternativa na substituição parcial de fibras de vidro em compósitos. O curauá é uma planta legitimamente brasileira, de fácil cultivo e processamento, que produz fibras de ótimo desempenho mecânico. Neste trabalho, fibras de curauá foram caracterizadas e foi definido um processo simples para a limpeza (lavagem e secagem), a seleção e o corte das fibras in natura. Então, desenvolveu-se uma metodologia para a fabricação de mantas. Compósitos de matriz poliéster isoftálica foram moldados por compressão à quente com mantas provenientes de diferentes pré-tratamentos (in natura, secagem e lavagem/secagem). Também foram moldados compósitos com fibras de diferentes comprimentos (10, 20, 30, 40, 50 mm), frações volumétricas (%Vf = 10, 20, 30 e 40%) e com diferentes espessuras (3,15, 4,80 e 6,45 mm) Finalmente, foram moldados compósitos híbridos, com um teor variável das fibras constituintes (curauá/vidro). Utilizou-se então ensaios de tração, flexão, impacto, short beam e dureza Barcol para a caracterização dos compósitos. Foi constatada a importância dos processos de lavagem, secagem e seleção das fibras para o incremento das propriedades mecânicas do compósito. O aumento do comprimento das fibras dentro do intervalo pesquisado produziu melhores propriedades mecânicas nos compósitos. Já a resistência short beam não aumentou com o comprimento da fibra, somente com a fração volumétrica de fibras. Com o aumento do teor de fibras de curauá, obteve-se um incremento da resistência ao impacto além das resistências e módulos de tração e flexão. No entanto, observou-se uma redução gradativa nos resultados de dureza Barcol. Com comprimento de fibra de 50 mm e %Vf = 40%, foram obtidos os melhores resultados. Com relação aos compósitos híbridos, notou-se que o ajuste das propriedades mecânicas pode ser realizado pelo controle do teor das fibras (curauá/vidro), de acordo com a aplicação pretendida para o material. Substituindose 25% das fibras de vidro por curauá obteve-se um ótimo resultado, pois ocorreu apenas uma leve redução na resistência mecânica. As fibras de curauá apresentaram limitações quando usadas em materiais compósitos, mesmo assim possuem muitas características desejáveis, que permitem essa aplicação. / The search for a greater use of renewable materials is on the rise again. The use of vegetal fibres to reinforce polymers, for instance, represents an alternative for the partial substitution of glass fibres in composites. Curauá is a genuinely Brazilian plant, of easy cultivation and processing, which produces fibres with excellent mechanical performance. In this work, the curauá fibres were characterized (density, morphology and thermogravimetry), and a simple and effective process for cleaning (washing and drying), selecting and cutting of the raw fibres was defined. Then, a methodology for producing fibre mats was proposed. Isophthalic polyester matrix composites were moulded via hot compression with the mats produced with fibres from different pre-treatments (as received, drying and washing/drying). Composites with fibres of variable length (10, 20, 30, 40, 50 mm), distinct fiber volume fraction (%Vf = 10, 20, 30 e 40%) or with different thickness (3.15, 4.80 e 6.45 mm) were also molded. Finally, hybrid composites were moulded using a variable relative volume content of the constituent fibres (curaua/glass) and an overall constant fiber content. Tensile, flexural, impact, short beam and Barcol hardness tests were used for the characterization of the composites. The washing, drying and selection of the fibres were found important to increase the mechanical properties of the composites. The increase in fibre length increased the mechanical properties of the composites.Regarding short beam strength, the fibre length did not exert a significant influence on it, although it increased with the fibre volumetric fraction. An increase in impact strength, tensile and flexural strength and modulus and a gradual decrease in Barcol Hardness were found when increasing the curauá fibre volume fraction. Regarding the hybrid composites, the results showed that the mechanical properties can be adjusted by controlling the ratio of fibre content (curaua/glass), according to the intended application of the final material. In this study, the curaua fibres presented some limitations when used in composite materials, yet having many advantages that allow this application.
15

Utilización de fibras sintéticas y fibras orgánicas como inhibidor de fisuras causadas por contracción plástica

Montufar Nuñez, Roy January 2006 (has links)
No description available.
16

Desenvolvimento de compósitos poliméricos com fibras de curauá e híbridos com fibras de vidro

Silva, Humberto Sartori Pompeo da January 2010 (has links)
Atualmente na engenharia de materiais observa-se um revigoramento da busca por materiais oriundos de fontes renováveis. O uso de fibras vegetais reforçando polímeros, por exemplo, representa uma alternativa na substituição parcial de fibras de vidro em compósitos. O curauá é uma planta legitimamente brasileira, de fácil cultivo e processamento, que produz fibras de ótimo desempenho mecânico. Neste trabalho, fibras de curauá foram caracterizadas e foi definido um processo simples para a limpeza (lavagem e secagem), a seleção e o corte das fibras in natura. Então, desenvolveu-se uma metodologia para a fabricação de mantas. Compósitos de matriz poliéster isoftálica foram moldados por compressão à quente com mantas provenientes de diferentes pré-tratamentos (in natura, secagem e lavagem/secagem). Também foram moldados compósitos com fibras de diferentes comprimentos (10, 20, 30, 40, 50 mm), frações volumétricas (%Vf = 10, 20, 30 e 40%) e com diferentes espessuras (3,15, 4,80 e 6,45 mm) Finalmente, foram moldados compósitos híbridos, com um teor variável das fibras constituintes (curauá/vidro). Utilizou-se então ensaios de tração, flexão, impacto, short beam e dureza Barcol para a caracterização dos compósitos. Foi constatada a importância dos processos de lavagem, secagem e seleção das fibras para o incremento das propriedades mecânicas do compósito. O aumento do comprimento das fibras dentro do intervalo pesquisado produziu melhores propriedades mecânicas nos compósitos. Já a resistência short beam não aumentou com o comprimento da fibra, somente com a fração volumétrica de fibras. Com o aumento do teor de fibras de curauá, obteve-se um incremento da resistência ao impacto além das resistências e módulos de tração e flexão. No entanto, observou-se uma redução gradativa nos resultados de dureza Barcol. Com comprimento de fibra de 50 mm e %Vf = 40%, foram obtidos os melhores resultados. Com relação aos compósitos híbridos, notou-se que o ajuste das propriedades mecânicas pode ser realizado pelo controle do teor das fibras (curauá/vidro), de acordo com a aplicação pretendida para o material. Substituindose 25% das fibras de vidro por curauá obteve-se um ótimo resultado, pois ocorreu apenas uma leve redução na resistência mecânica. As fibras de curauá apresentaram limitações quando usadas em materiais compósitos, mesmo assim possuem muitas características desejáveis, que permitem essa aplicação. / The search for a greater use of renewable materials is on the rise again. The use of vegetal fibres to reinforce polymers, for instance, represents an alternative for the partial substitution of glass fibres in composites. Curauá is a genuinely Brazilian plant, of easy cultivation and processing, which produces fibres with excellent mechanical performance. In this work, the curauá fibres were characterized (density, morphology and thermogravimetry), and a simple and effective process for cleaning (washing and drying), selecting and cutting of the raw fibres was defined. Then, a methodology for producing fibre mats was proposed. Isophthalic polyester matrix composites were moulded via hot compression with the mats produced with fibres from different pre-treatments (as received, drying and washing/drying). Composites with fibres of variable length (10, 20, 30, 40, 50 mm), distinct fiber volume fraction (%Vf = 10, 20, 30 e 40%) or with different thickness (3.15, 4.80 e 6.45 mm) were also molded. Finally, hybrid composites were moulded using a variable relative volume content of the constituent fibres (curaua/glass) and an overall constant fiber content. Tensile, flexural, impact, short beam and Barcol hardness tests were used for the characterization of the composites. The washing, drying and selection of the fibres were found important to increase the mechanical properties of the composites. The increase in fibre length increased the mechanical properties of the composites.Regarding short beam strength, the fibre length did not exert a significant influence on it, although it increased with the fibre volumetric fraction. An increase in impact strength, tensile and flexural strength and modulus and a gradual decrease in Barcol Hardness were found when increasing the curauá fibre volume fraction. Regarding the hybrid composites, the results showed that the mechanical properties can be adjusted by controlling the ratio of fibre content (curaua/glass), according to the intended application of the final material. In this study, the curaua fibres presented some limitations when used in composite materials, yet having many advantages that allow this application.
17

Desenvolvimento de compósitos poliméricos com fibras de curauá e híbridos com fibras de vidro

Silva, Humberto Sartori Pompeo da January 2010 (has links)
Atualmente na engenharia de materiais observa-se um revigoramento da busca por materiais oriundos de fontes renováveis. O uso de fibras vegetais reforçando polímeros, por exemplo, representa uma alternativa na substituição parcial de fibras de vidro em compósitos. O curauá é uma planta legitimamente brasileira, de fácil cultivo e processamento, que produz fibras de ótimo desempenho mecânico. Neste trabalho, fibras de curauá foram caracterizadas e foi definido um processo simples para a limpeza (lavagem e secagem), a seleção e o corte das fibras in natura. Então, desenvolveu-se uma metodologia para a fabricação de mantas. Compósitos de matriz poliéster isoftálica foram moldados por compressão à quente com mantas provenientes de diferentes pré-tratamentos (in natura, secagem e lavagem/secagem). Também foram moldados compósitos com fibras de diferentes comprimentos (10, 20, 30, 40, 50 mm), frações volumétricas (%Vf = 10, 20, 30 e 40%) e com diferentes espessuras (3,15, 4,80 e 6,45 mm) Finalmente, foram moldados compósitos híbridos, com um teor variável das fibras constituintes (curauá/vidro). Utilizou-se então ensaios de tração, flexão, impacto, short beam e dureza Barcol para a caracterização dos compósitos. Foi constatada a importância dos processos de lavagem, secagem e seleção das fibras para o incremento das propriedades mecânicas do compósito. O aumento do comprimento das fibras dentro do intervalo pesquisado produziu melhores propriedades mecânicas nos compósitos. Já a resistência short beam não aumentou com o comprimento da fibra, somente com a fração volumétrica de fibras. Com o aumento do teor de fibras de curauá, obteve-se um incremento da resistência ao impacto além das resistências e módulos de tração e flexão. No entanto, observou-se uma redução gradativa nos resultados de dureza Barcol. Com comprimento de fibra de 50 mm e %Vf = 40%, foram obtidos os melhores resultados. Com relação aos compósitos híbridos, notou-se que o ajuste das propriedades mecânicas pode ser realizado pelo controle do teor das fibras (curauá/vidro), de acordo com a aplicação pretendida para o material. Substituindose 25% das fibras de vidro por curauá obteve-se um ótimo resultado, pois ocorreu apenas uma leve redução na resistência mecânica. As fibras de curauá apresentaram limitações quando usadas em materiais compósitos, mesmo assim possuem muitas características desejáveis, que permitem essa aplicação. / The search for a greater use of renewable materials is on the rise again. The use of vegetal fibres to reinforce polymers, for instance, represents an alternative for the partial substitution of glass fibres in composites. Curauá is a genuinely Brazilian plant, of easy cultivation and processing, which produces fibres with excellent mechanical performance. In this work, the curauá fibres were characterized (density, morphology and thermogravimetry), and a simple and effective process for cleaning (washing and drying), selecting and cutting of the raw fibres was defined. Then, a methodology for producing fibre mats was proposed. Isophthalic polyester matrix composites were moulded via hot compression with the mats produced with fibres from different pre-treatments (as received, drying and washing/drying). Composites with fibres of variable length (10, 20, 30, 40, 50 mm), distinct fiber volume fraction (%Vf = 10, 20, 30 e 40%) or with different thickness (3.15, 4.80 e 6.45 mm) were also molded. Finally, hybrid composites were moulded using a variable relative volume content of the constituent fibres (curaua/glass) and an overall constant fiber content. Tensile, flexural, impact, short beam and Barcol hardness tests were used for the characterization of the composites. The washing, drying and selection of the fibres were found important to increase the mechanical properties of the composites. The increase in fibre length increased the mechanical properties of the composites.Regarding short beam strength, the fibre length did not exert a significant influence on it, although it increased with the fibre volumetric fraction. An increase in impact strength, tensile and flexural strength and modulus and a gradual decrease in Barcol Hardness were found when increasing the curauá fibre volume fraction. Regarding the hybrid composites, the results showed that the mechanical properties can be adjusted by controlling the ratio of fibre content (curaua/glass), according to the intended application of the final material. In this study, the curaua fibres presented some limitations when used in composite materials, yet having many advantages that allow this application.
18

Implementación numérica de una ley constitutiva no lineal tiempo-dependiente para el estudio de cables de fibras de poliéster ante cargas cíclicas

Salvatierra Muñoz, Daisy Angeline January 2018 (has links)
Ingeniera Civil / Los cables de fibra de poliéster tienen diversas aplicaciones, entre las que se encuentran el izaje en construcción, espías o sistemas de amarres de barcos, estructuras pretensadas de hormigón y anclajes de plataformas ubicadas en grandes profundidades marinas. Este último es el tema de interés de este trabajo de título ya que los cables están constantemente expuestos a situaciones de carga y descarga, proceso que afecta la rigidez del material. El objetivo principal de este trabajo de investigación consiste en implementar numéricamente una ley constitutiva no lineal tiempo-dependiente para cables de fibra de poliéster ante la acción de cargas cíclicas, con la finalidad de reproducir el comportamiento de éstos. Para ello se realiza, en primera instancia, una revisión bibliográfica del tema para conocer los antecedentes que se tienen. Posterior a ello, se realiza un estudio de las expresiones de deformación viscoelástica y viscoplástica presentadas por Huang et al., 2014, considerando cada caso según la magnitud de la carga aplicada. Además, se presenta la identificación de los parámetros que definen a la ley constitutiva como no lineal. Luego, se valida el modelo a partir de una evaluación numérica del modelo considerando el análisis de sensibilidad paramétrico de la ley constitutiva. Por otro lado, se hace un estudio de una ley constitutiva para una fibra de poliéster y se compara con los resultados obtenidos del resto de los componentes del cable. Además, se analiza el comportamiento de la estructura interna de las fibras de poliéster, la cual se representa a partir de tres etapas que impactan directamente en el módulo de elasticidad del material, y por lo tanto, en su rigidez. Finalmente, se realiza una implementación numérica de la respuesta estática de los cables de poliéster a partir de la ley constitutiva planteada anteriormente para los componentes básicos del cable. De igual manera, se reproduce la respuesta de tres cables distintos de diámetro mayor a partir de dicha implementación numérica. Se concluye que el modelo no capta la variación de rigidez con respecto al número de ciclos de carga.
19

Compósitos laminados híbridos de curauá/vidro : análise mecânica experimental e teórica

Angrizani, Clarissa Coussirat January 2011 (has links)
A crescente preocupação ambiental tem impulsionado o desenvolvimento de materiais alternativos provenientes de recursos renováveis. As fibras vegetais vêm sendo utilizadas em diversos setores econômicos em substituição às fibras sintéticas, por exemplo como reforço de materiais compósitos. Nesta aplicação, as fibras vegetais (e.g. curauá) oferecem vantagens como baixa densidade, atoxicidade e baixo custo em comparação às sintéticas. Neste trabalho, primeiramente foram produzidos diferentes compósitos laminados híbridos inter-camada de vidro/curauá (teor total de fibra = 30% v/v, com uma razão de 1:1 em volume de cada tipo de reforço ) em uma resina poliéster. Compósitos com seqüências de empilhamento distintas foram moldados por compressão à quente e estes foram caracterizados em ensaios físicos (dilatometria, densidade, e HDT) e mecânicos (dureza, impacto, DMA, tração, flexão, iosipescu e short beam).Os resultados em tração mostraram que a posição das lâminas no laminado não é significativamente importante como para flexão onde é importante que as mantas de vidro estejam na superfície. A comparação das propriedades elásticas experimental e teórica, esta última usando um software comercial baseado na análise macro-mecânica de laminados, foi satisfatória. Na segunda parte deste trabalho foi escolhido um dos laminados híbridos para variar a espessura, e em outros, alterou-se a razão fibra sintética/ vegetal aumentando o percentual volumétrico de fibra vegetal. / Growing environmental concerns have driven the development of alternative materials from renewable resources. Vegetal fibers have been used in several economic sectors such as a substitute for synthetic fibers as reinforcement of composite materials. In this application, vegetal fibers (e.g. curaua) offer advantages such as low density, low toxicity and low cost compared to synthetic ones. In this work, curaua/glass hybrid interlayer laminate composites (overall fiber content of 30% v/v, with 1:1 ratio (v/v) for each reinforcement) were hot compression molded using a polyester resin. Different hybrid stacking sequences were molded and all composites were characterized in physical (dilatometry, density, HDT) and mechanical (hardness, impact, DMA, tensile, flexural, iosipescu and short beam) tests. Results showed that laminas position have no influence in the tensile strenght, however, regarding the flexural behavior, it was seem that superficial layer in glass fiber improved the mechanical performance. Comparison of experimental and theoretical elastic properties, the latter using a commercial software based on laminate macro-mechanical analysis, was satisfactory. In the second part of this work one of the hybrid laminates was produced varying the thickness, and, in another one, the ratio synthetic/vegetal fiber was varied, increasing the of the vegetable fiber volumetric percentage.
20

Caracterização mecânica e dinâmico-mecânica de compósitos híbridos vidro/sisal moldados por RTM

Ornaghi Junior, Heitor Luiz January 2009 (has links)
O presente trabalho tem como objetivo avaliar o desempenho de compósitos poliméricos híbridos vidro/sisal através de ensaios físico (densidade), mecânicos (tração, flexão e impacto) e temo dinâmico-mecânico (DMTA). Um molde de transferência de resina (RTM) foi fabricado para a moldagem dos compósitos. Compósitos híbridos com diferentes frações volumétricas de reforço e diferentes razões entre o volume de fibra de vidro e de sisal foram estudados. Também foram analisados diferentes tamanhos de fibra. A densidade dos compósitos fabricados foi comparada com a predição teórica, mostrando estar de acordo com a regra das misturas. Os resultados obtidos nos ensaios de flexão e impacto demonstraram que as propriedades avaliadas, de uma maneira geral, foram sempre maiores com maior teor total de reforço, enquanto que no ensaio de tração não houve variação significativa nas propriedades avaliadas. Pela análise termo dinâmico-mecânica observou-se um aumento tanto nos módulos de armazenamento como no de perda, assim como um deslocamento para maiores temperaturas da região de transição vítrea com maiores teores de fibra de vidro e com maior volume de fibra nos compósitos. Também houve aumento na efetividade do reforço e na energia de ativação calculada. O tamanho da fibra não modificou significativamente o comportamento observado nas análises. O fator de adesão calculado dos compósitos aumentou com a adição da fibra de vidro, o que significa que a equação utilizada não se aplica para este sistema e que outros fatores, além da adesão contribuem para a dissipação de energia dos compósitos. / The present work aims to evaluate the performance of glass/sisal hybrid composites by physical (density), mechanical (tensile, flexural and impact) and dynamical-mechanical thermal analysis (DMTA). A resin transfer molding (RTM) mold was built for the production of the composites. Hybrid composites with different fiber loadings and different overall volume fractions between glass and sisal were studied. The effect of the fiber length has also been investigated. The densities of the composites were compared with the theoretical values, showing agreement with the rule of mixtures. The results obtained in the flexural and impact analysis revealed that, in general, the properties were always higher for higher overall reinforcement content, while for the tensile properties the results revealed no clear trend in the properties evaluated. By DMTA, an increase in storage and loss modulus was found, as well as a shift to higher values for higher glass loading and overall fiber volume. It was also noticed an increase in the efficiency of the filler and in the calculated activation energy. The fiber length did not significantly change the results observed in all analysis carried out in this work. The calculated adhesion factor increased for higher glass loadings, meaning that the equation may not be applied for this system and there are other factors, besides adhesion influencing energy dissipation of the composites.

Page generated in 0.0483 seconds