• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 376
  • 36
  • 23
  • 22
  • 22
  • 22
  • 22
  • 5
  • 1
  • Tagged with
  • 427
  • 167
  • 148
  • 119
  • 102
  • 95
  • 93
  • 87
  • 83
  • 80
  • 73
  • 73
  • 69
  • 68
  • 64
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Engenharia de ontologias para redes colaborativas

Pereira, Dora Maria de Oliveira Simões Ribeiro January 2007 (has links)
Tese de doutoramento. Engenharia Informática. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2007
2

Uma Ontologia de Colaboração e suas Aplicações

OLIVEIRA, F. F. 28 August 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_3335_.pdf: 2327312 bytes, checksum: 8ade8a1a88f4ffe1a22baf07c03f1fba (MD5) Previous issue date: 2009-08-28 / A colaboração é inerente aos processos da vida, apoiando as interações realizadas entre seres vivos. Muitas teorias estudam, de forma isolada, os efeitos e causas da colaboração como as teorias da comunicação, cooperação e coordenação. Nesse contexto, faz-se necessário uma elaboração de um conhecimento bem fundamentado, provendo uma visão geral do domínio que, por sua vez, é essencial para um melhor entendimento desse domínio. Ontologias vêm sendo utilizadas na Ciência da Computação como forma de formalização bem fundamentada de conhecimento. Além dessa formalização, ela visa possibilitar a reutilização desse conhecimento e ainda a integração de aplicações. Portanto, neste trabalho, é elaborado um conhecimento sobre o domínio de colaboração no que tange três perspectivas: cooperação, comunicação e coordenação. Tais conhecimentos são representados através de uma Ontologia de Domínio de Colaboração. Com a finalidade de demonstrar como o conhecimento provido por essa ontologia é reutilizável e ainda constatar as vantagens nesse reuso neste trabalho são desenvolvidas algumas aplicações que tem por base a Ontologia de Colaboração. Portanto, no contexto de ferramentas colaborativas é apresentado: (i) um ambiente de conavegação, (ii) um serviço de apoio à colaboração, (iii) uma aplicação de captura de leituras e publicações de blogs e, (iv) integração de (i) e (ii) dessa forma apoiando a ferramenta de conavegação através desse serviço.
3

Um método não supervisionado para o povoamento de ontologias na web

Oliveira, Hilário Tomaz Alves de 03 April 2013 (has links)
Submitted by João Arthur Martins (joao.arthur@ufpe.br) on 2015-03-10T19:10:59Z No. of bitstreams: 2 Dissertaçao Hilario de Oliveira.pdf: 2168069 bytes, checksum: 2194d73125cc35848dcbff00dfd87929 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniella Sodre (daniella.sodre@ufpe.br) on 2015-03-10T19:43:20Z (GMT) No. of bitstreams: 2 Dissertaçao Hilario de Oliveira.pdf: 2168069 bytes, checksum: 2194d73125cc35848dcbff00dfd87929 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-10T19:43:20Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertaçao Hilario de Oliveira.pdf: 2168069 bytes, checksum: 2194d73125cc35848dcbff00dfd87929 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2013-04-03 / A Web Semântica proposta por Berners-Lee tem o objetivo de tornar explícito o significado dos dados disponíveis na Web. Com isso, é possível que esses dados sejam processados tanto por pessoas quanto por agentes inteligentes que passam a ter acesso à semântica dos dados presentes na Web. Entretanto, para que a Web Semântica se torne uma realidade, é necessário que grande parte desses dados estejam anotados semanticamente, algo que não ocorre atualmente. Como forma de solucionar esse problema, é crescente o interesse no desenvolvimento de sistemas capazes de extrair conteúdo semântico automaticamente a partir de fontes de dados não estruturados. Nesse contexto, o objetivo desta dissertação é definir um método automático, não supervisionado e independente de domínio capaz de extrair instâncias de classes ontológicas a partir de fontes de dados não estruturados escritos em linguagem natural disponíveis na Web. A metodologia proposta é guiada por uma ontologia de entrada que define quais conceitos devem ser povoados, e por um conjunto de padrões linguísticos independentes de domínio usados para extrair e classificar os candidatos a instâncias. Com o objetivo de obter uma alta taxa de precisão, neste trabalho é proposto uma Medida de Confiança Combinada (MCC), cujo objetivo é integrar diferentes medidas e heurísticas para classificar os candidatos a instâncias extraídos. Essa medida de confiança combinada foi definida a partir dos resultados de uma exaustiva análise comparativa entre vários parâmetros analisados. O método proposto é capaz ainda de extrair novos padrões linguísticos expandindo o conjunto inicial de padrões adotados. Os resultados obtidos com os experimentos realizados em diferentes domínios indicam que a metodologia proposta é capaz de extrair uma grande quantidade de instâncias de classes, além de integrar novos padrões linguísticos a cada iteração executada.
4

Um método para povoamento de ontologias: extração de textos da web no idioma português

Lima, Fabio dos Santos 05 November 2015 (has links)
Submitted by Marcio Filho (marcio.kleber@ufba.br) on 2016-05-31T16:37:27Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Fabio Dos Santos Lima-corrigida-final.pdf: 2297835 bytes, checksum: 2aade3f62d20fd717c9065135a1c1493 (MD5) / Approved for entry into archive by Alda Lima da Silva (sivalda@ufba.br) on 2016-06-03T23:23:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Fabio Dos Santos Lima-corrigida-final.pdf: 2297835 bytes, checksum: 2aade3f62d20fd717c9065135a1c1493 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-03T23:23:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Fabio Dos Santos Lima-corrigida-final.pdf: 2297835 bytes, checksum: 2aade3f62d20fd717c9065135a1c1493 (MD5) / A produção e disponibilização de informações não estruturadas na Web aumentam diariamente. Essa abundância de informações desestruturadas representa um grande desafio para a aquisição de conhecimento que seja processado por seres humanos e também por máquinas. Nesse sentido, ao longo dos anos diversas abordagens têm sido propostas para a extração automática de informações a partir de textos escritos em linguagem natural. Contudo, ainda existem poucos estudos que investigam a extração de informações a partir de textos escritos em português. Diante disso, o objetivo deste trabalho é propor e avaliar uma abordagem não supervisionada para o povoamento de ontologias utilizando a Web como grande fonte de informações, no contexto da língua portuguesa. Além disso, apresenta: (i) uma breve discussão sobre medidas de pontuação baseadas na PMI (Pontuação de Informação Mútua); (ii) novas medidas de pontuação com base na PMI e no cálculo de Desvio Padrão; e (iii) uma avaliação das medidas discutidas no contexto de textos em português do Brasil extraídos da web. Os resultados obtidos com os experimentos realizados foram encorajadores e demonstraram que a abordagem proposta obteve uma taxa de precisão média de 70% na extração de instâncias de classes ontológicas.
5

SUPORTE AUTOMATIZADO PARA CONSTRUÇÃO DE MODELOS CONCEITUAIS BEM FUNDAMENTADOS

GRACAS, A. P. 27 August 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:33:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_4086_Dissertacao_Eduardo_Amaral.pdf: 4247253 bytes, checksum: 05b5da4761ed7e380fc1125b5b9543f6 (MD5) Previous issue date: 2010-08-27 / A adoção de linguagens ontologicamente bem fundamentadas para construção de ontologias, apesar de vir ganhando mais adeptos, esbarra nas dificuldades da utilização desta linguagem por modeladores inexperientes. Este trabalho propõe um guia metodológico para apoiar as construções de ontologias utilizando a linguagem OntoUML Este guia auxilia o projetista no processo de modelagem através do estudo da estrutura da linguagem, suas restrições sintáticas e padrões de projetos. Além disso, as interações com o modelador na utilização deste guia são utilizadas para gerar um design rationale do processo de modelagem. Por final é apresentada uma implementação Web de uma ferramenta que demonstra as propostas apresentadas neste trabalho. Palavras-chave: Ontologias, Design Rationale, Ontologias de Domínio, Reuso, Ontologia de Referência, UFO, Modelagem Conceitual.
6

Definição de uma ontologia aplicada ao futebol

Faria, Mário Joaquim Firmino Leite January 2009 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Electrotécnica e de Computadores (Major Automação). Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2009
7

A organização da informação e conhecimento em redes colaborativas como um processo de construção social do significado : uma teoria e um método prático

Pereira, Carla Sofia Gonçalves January 2010 (has links)
Tese de doutoramento. Engenharia Informática. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2009
8

Um Chatterbot para criação e desenvolvimento de ontologias com lógica de descrição

LIMA, Carlos Eduardo Teixeira 07 March 2017 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-07-25T17:51:07Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Carlos Eduardo Teixeira Lima.pdf: 2565674 bytes, checksum: f73ab55a801cb3313ce696862db86b3d (MD5) / Approved for entry into archive by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-07-27T17:24:57Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Carlos Eduardo Teixeira Lima.pdf: 2565674 bytes, checksum: f73ab55a801cb3313ce696862db86b3d (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-27T17:24:57Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Carlos Eduardo Teixeira Lima.pdf: 2565674 bytes, checksum: f73ab55a801cb3313ce696862db86b3d (MD5) Previous issue date: 2017-03-07 / Chatterbots são aplicações que têm como objetivo simular uma conversa real com um ser humano, de forma com que eles se comportem também como humanos. A principal ideia em questão é fazer como que as duas partes do diálogo conversem sobre um determinado domínio de conhecimento, de forma que a conversa gire inteligentemente em torno deste domínio. A partir de um diálogo são emitidas diversas informações que podem, e devem ser relevantes para o domínio em questão. Assim, essas informações consequentemente geram conhecimento e aprendizado por meio das partes envolvidas no diálogo. Isso é bastante comum nas conversas de chat, fazendo com que sejam bastante utilizadas como fonte de conhecimento. De acordo com Thomas Gruber (1993), ontologia é uma especificação explícita de uma conceitualização. É um recurso de grande utilidade para representação de conhecimento. A ontologia encontra-se em nível de abstração tão alto, que a mesma estabelece uma terminologia comum e não ambígua para o domínio em questão. Isso faz com que ela seja um recurso fortemente adequado para seu uso como modelo de dados, uma vez que a representação dos conceitos do domínio proposto “ensina” o chatterbot, possibilitando a realização de inferências sobre os objetos, e o torna apto para conversar com o usuário de maneira mais natural possível. Existe um grande desafio no que diz respeito a extração de conhecimento a partir de linguagem na natural, uma vez que há uma variabilidade na forma como as pessoas escrevem e falam. Isso dificulta a obtenção de conhecimento por meio dos chatterbots a partir de linguagem natural. O objetivo geral deste projeto é demostrar que a construção e representação do conhecimento decorrentes de diálogos entre pessoas e chatterbots é uma solução viável para o processo de aquisição de um modelo de domínio baseado em ontologias, modelado em lógica de descrição. / Chatterbots are applications that aim to simulate a real conversation with a to be human, so that they also behave like humans. The main idea in issue is to make the two sides of the dialogue talk about a given domain of knowledge, so that the talk revolves intelligently around this domain. From a dialogue, a variety of information is issued that can, and should be, relevant to the domain in question. Thus, this information knowledge and learning through the parties involved in the dialogue. This is quite common in chat conversations, making them widely used as a source of knowledge. According to Thomas Gruber (1993), ontology is an explicit specification of a conceptualization. It is a very useful resource for representing knowledge. The ontology is at such a high level of abstraction that it establishes a terminology common and unambiguous for the domain in question. This makes it a strongly suitable for its use as a data model, since the representation of the concepts of the proposed domain "teaches"chatterbot, making it possible to make inferences on the objects, and makes it apt to talk to the user as naturally as possible. There is a great challenge regarding the extraction of knowledge from natural language, since there is a variability in the way people write and speak. This makes it difficult to obtain knowledge through chatterbots from natural language. The general objective of this project is to demonstrate that the construction and knowledge arising from dialogues between people and chatterbots is a viable solution for the process of acquisition of an ontology-based domain model, modeled on description.
9

Modeling Stories for Conceptual Model Validation.

BRAGA, B. F. B. 21 March 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-02T00:03:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9654_bernardo braga - modeling_stories_for_conceptual_model_validation_2016.pdf: 5891393 bytes, checksum: f8d44a244fb2fedab461a51470a8f2f1 (MD5) Previous issue date: 2016-03-21 / Modelagem Conceitual é uma atividade desafiadora e avaliar a qualidade de modelos conceituais produzidos é chave para garantir que possam ser usados efetivamente como base para compreensão, acordo e desenvolvimento de sistemas de informação. Modelos podem ser avaliados com relação a diferentes critérios de qualidade e neste trabalho focamos em sua acurácia em caracterizar as conceituações que visam representar. Validar a acurácia de um modelo envolve entender os mundos admissíveis que são implícitos a ele e sua adequação em representar as conceituações de domínio. Esforços anteriores para validação de modelos conceituais baseados em ontologia deram origem a um simulador de modelos que permite a modeladores ser confrontado com as consequências de suas decisões de modelagem. Esse simulador de modelos gera sequências de snapshots da instanciação de modelos, revelando a dinâmica da criação, mudança e destruição de objetos. Ainda que esses esforços contribuam para avaliação de modelos, eles podem ser difíceis de compreender e usar e este trabalho melhora a abordagem existente usando um misto de histórias formais e informais. Histórias sempre foram usadas como meio de comunicar ideias complexas e nós argumentamos que podem ser usadas efetivamente para avaliar modelos e revelar escolhas de modelagem. Esta dissertação propõe uma abordagem para avaliar modelos conceituais criando narrativas a respeito do domínio de discurso. Essas narrativas exemplificam como conceitos de um modelo conceitual são empregados em seu contexto real. Para usá-las no simulador de modelos existente, as narrativas em linguagem natural são formalizadas como histórias abstratas usando a linguagem de especificação que definimos e, então, usadas para restringir a simulação de modelos, guiando o simulador para que corresponda à narrativa, apoiando a validação do modelo conceitual. Contrastar simulações com as conceituações pretendidas é a base da avaliação de modelos nessa abordagem. A narrativa em linguagem natural permite um entendimento intuitivo do significado dos conceitos. Comparar essas narrativas a diagramas de objeto que mostram a instanciação do modelo formal permite compreender como os conceitos são formalizados.
10

Ontologies for context-aware applications

Barbosa, Vítor Hugo dos Santos January 2008 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2008

Page generated in 0.0378 seconds