• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2
  • Tagged with
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estrutura e dinâmica da comunidade fitoplanctônica no Golfão Marnhense - Brasil

CUTRIM, Andrea Christina Gomes de Azevedo 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T22:58:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo335_1.pdf: 3636914 bytes, checksum: 2262bb849aee91a866b948e528bb185e (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Universidade Estadual do Maranhão / O Golfão Maranhense (02º08 54 a 03º18 35 S e 44º51 30 a 43º42 25 W), localizado ao norte do Maranhão, é caracterizado pela forte influência de hipermarés que chegam a 7 metros e que são típicas da costa norte. Sua localização geográfica, integrando a Amazônia e o contato direto com o oceano Atlântico favorecem ao Maranhão condições hidrológicas diferentes daquelas dos demais estados nordestinos, por apresentarem diversos rios perenes e caudalosos que contribuem com a entrada de nutrientes enriquecendo a área e, consequentemente, a pesca local. No entorno de quase toda a ilha de São Luís há o florescimento de manguezais que tem sofrido desmatamento, como consequência do crescimento demográfico. A análise da estrutura da comunidade fitoplanctônica e variáveis ambientais é relevante para se conhecer melhor a ecologia e a dinâmica deste importante ecossistema costeiro. As coletas dos parâmetros hidrológicos e biológicos foram realizadas bimestralmente, no período de maio/02 a mar./03, na superfície, em marés de sizígia durante a vazante, em quatro pontos fixos. Para o fitoplâncton foi feito arrasto horizontal de cinco minutos com rede de 20&#956;m. Estatisticamente constatou-se correlação direta entre a biomassa, a salinidade, transparência da água, fosfato, velocidade dos ventos e nitrato e inversa da pluviometria, taxa de saturação do oxigênio, amônia, temperatura e oxigênio dissolvido. Sazonalmente, o oxigênio dissolvido foi significativo no período chuvoso e amplitude de marés e salinidade no período de estiagem. A salinidade variou de 6 a 35, ou seja, de mesoalino a eualino sendo maior no período de estiagem. Quanto à taxa de saturação do oxigênio, o sistema estuarino variou de zona semipoluída a saturada, entretanto, prevalecendo a última. Levando-se em conta o fracionamento da biomassa fitoplanctônica, verificou-se que a fração do nano/picofitoplâncton (<20&#956;m) foi a que mais contribuiu no ambiente. Foram identificados 219 táxons distribuídos em seis grupos, porém o dominante foi o da Bacillariophyta, destacando-se as espécies Thalassiosira subtilis (Ostenfeld) Gran, Skeletonema tropicum Cleve e Cyclotella stylorum Brightwell como as mais representativas, tanto em termos de frequência de ocorrência quanto em densidade. A diversidade, equitabilidade, biomassa e densidade das algas foram indicativos de uma região estuarina produtiva e com elevada capacidade de renovação
2

Influência das variáveis ambientais na estrutura da comunidade fitoplanctônica do sistema estuário de Barra das Jangadas (Pernambuco - Brasil)

BRANCO, Elisângela de Sousa January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8255_1.pdf: 2570452 bytes, checksum: be2dd849a8c65c04e76f16d631f91864 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O sistema estuarino de Barra das Jangadas (8º12 30 e 34º55 00 ), localizado em Jaboatão dos Guararapes, é caracterizado pela forte influência dos rios Jaboatão e Pirapama, que contribuem com a entrada de nutrientes enriquecendo a área e conseqüentemente a pesca. Suas margens apresentam, por um lado, manguezal bastante preservado, e por outro, intenso desmatamento, como conseqüência do crescimento demográfico. A análise da estrutura da comunidade fitoplanctônica é relevante para se conhecer a composição, biomassa, densidade e produtividade do ecossistema aquático, além de diagnosticá-lo, uma vez que algumas espécies são bioindicadoras da qualidade ambiental. Baseado nisto, o presente trabalho teve como objetivo principal diagnosticar este ecossistema através da estrutura e dinâmica da comunidade fitoplanctônica e variáveis ambientais. As coletas, dos parâmetros hidrológicos e biológicos, foram realizadas em junho, julho e agosto de 2003 (período chuvoso) e dezembro de 2003, janeiro e março de 2004 (período seco), em quatro estações fixas, durante preamar e baixa-mar diurna. Para o fitoplâncton foi feito arrasto horizontal com rede de 65&#956;m. Estatisticamente, as marés apresentaram maior significância, destacando-se oxigênio dissolvido, saturação do oxigênio dissolvido, transparência da água, salinidade e pH na preamar, e material em suspensão e os sais nutrientes na baixa-mar. Sazonalmente oxigênio dissolvido e nitrato foram significativos no período chuvoso e silicato e temperatura no período seco. O ambiente variou de limnético a eualino sendo verticalmente homogêneo, na maioria das vezes. Quanto à taxa de saturação do oxigênio o sistema estuarino variou de zona poluída a supersaturada. Levando-se em conta o fracionamento da biomassa algal, verificou-se que a fração do pico/nanofitoplâncton foi a que mais contribuiu com o meio. Foram identificados 214 táxons distribuídos em cinco grupos, porém o dominante foi o da Bacillariophyta, destacando-se as espécies Coscinodiscus centralis Ehrenberg e Bellerochea malleus (Brightwell) Van Heurck como as mais representativas. A diversidade, eqüitabilidade, biomassa e densidade algais foram típicas de ambiente que vem sofrendo forte ação antrópica proporcionando a predominância de poucas espécies oportunistas que se adaptam rapidamente às condições eutróficas encontradas na área estudada

Page generated in 0.0712 seconds