• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 7044
  • 79
  • 74
  • 74
  • 70
  • 55
  • 47
  • 39
  • 29
  • 26
  • 26
  • 23
  • 4
  • 4
  • 4
  • Tagged with
  • 7234
  • 2609
  • 832
  • 774
  • 732
  • 664
  • 630
  • 569
  • 381
  • 372
  • 354
  • 347
  • 335
  • 316
  • 296
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Beneficiamento de finos de carvão por aglomeração oleosa

Bergmann, Carlos Perez January 1982 (has links)
Este trabalho estuda o processo de aglomeração oleo sa corno método de beneficiamento dos finos de carvao presentes no efluente do Lavador da mina de Leão I, Rio Grande do Sul. Os resultados obtidos indicaram a viabilidade de obtenção de vários produtos dependendo das características superficiais do carvão, da quantidade de Óleo utilizada e da hidrodinârnica do sistema. Encontrou-se que o produto beneficiado obtido depende, além da quantidade de Óleo adicionada, fundamentalmente da hidrofobicidade do carvão, sendo esta urna característica do 1 rank 1 de carbonificação e da presença de mistos. Obteve-se com o carvão de Leão um produto floculado, não resistente à separaçao por peneirarnento mas factível de ser separado por flota çao. Portanto, estudou-se em escala de laboratório o efeito de diversos parâmetros do processo de aglomeração oleosa: parâmetros físico-químicos (pH do meio, presença de depressor de cinzas; adição de álcool, quantidade e tipo de oleo, e fatores cinéticos); parâmetros físicos operacionais (granulornetria de alimentação, densidade de polpa e circuitos. Os valores de recuperaçao da matéria carbonosa atingiram um máximo de 80% com um teor de cinzas no concentrado de 30% a urna adição de Óleo diesel de 0,6%. Estes valores de recuperaçao da matéria carbonosa e teor de cinzas no concentrado podem ser otimizados para o carvão de Leão por uma conveniente combinação de etapas de reflotação. Os resultados obtidos foram analisados em função dos diversos fenômenos superficiais que decorrem da interação Óleo/carvão/solução. Testes comparativos realizados com o carvao metalúr gico de Urussanga - se, apresentaram como resultado a formação de aglomerados esféricos com excelente consistência, variando seu tamanho com a adição de Óleo e nível de agitação presente na polpa (1 a 5 mm, para uma alimentação menor que 100 um). Estes aglomerados são prontamente separados por peneiramento, recuperando-se 97,5% da matéria carbonosa presente na alimentação. O teor de cinzas foi reduzido de 13,3% na alimentação à 9,6% no concentrado. Propõe ainda este trabalho um índice de eficiência para a avaliação do rendimento do processo de aglomeração oleosa para diferentes frações granulométricas de alimentação. Como resultado, encontrou-se que este processo obtém maior eficiência para frações menores de alimentação, ou seja, para granulometrias que apresentam maior grau de liberação da matéria carbonosa. / This work studies the oil agglomeration process as a method for the beneficiation of coal fines present in the effluent of the Washer facility of the Leão Mine, Rio Grande do Sul. The results obtained show the feasibility of obtaining various products depending on the surface properties of the coal, the oil concentration and the system hydrodynamics. It was found that the product obtained depends not only on the oil concentration used but also on the coal hydr phobicity which is in turn a function of coal rank, the presence of middling particles and pH. The agglomeration of Leão's coal gave a flocculated product with no resistance to screening but was able to be separated by flotation. Thus, the effect of various parameters of the oil agglomeration flotation process on coal recovery and ash rejection was researched at laboratory scale. The variables studied were physico-chemical (pH, ash depressant, addition of ethanol, concentration and type of oil and kinetic factors) and operational (size distribution, pulp density and circuits). The recovery of carbonaceous matter was 80% with 30% ash content in the concentrate for 0,6% diesel oil. These levels could be optimized by using a combination of "cleaner" and "scavenger" stages. The results obtained were analyzed in terms of the various surface phenomena that derive frorn the coal/oil/solution interactions. Cornparative tests with the metallurgical coal (rninus 100 um) frorn Urussanga - SC showed that these fines readi1y forrned spherical agglornerates of high resistance to shear with the size varying between 1 and 5 mrn depending on the oil addition and agitation of the pulp. These agglomerates were easily separatec by screening with 9,5% coal recovery and ash rejection frorn 13,3% in the feed to 9,6% in the concentrate. Also, anefficiency index is proposed to evaluate the performance of the oil agglomeration process for various size distribution fractions. It was found that the process gives a better efficiency for the fine fractions in the feed because of the higher liberation of these particles.
2

Beneficiamento de finos de carvão por aglomeração oleosa

Bergmann, Carlos Perez January 1982 (has links)
Este trabalho estuda o processo de aglomeração oleo sa corno método de beneficiamento dos finos de carvao presentes no efluente do Lavador da mina de Leão I, Rio Grande do Sul. Os resultados obtidos indicaram a viabilidade de obtenção de vários produtos dependendo das características superficiais do carvão, da quantidade de Óleo utilizada e da hidrodinârnica do sistema. Encontrou-se que o produto beneficiado obtido depende, além da quantidade de Óleo adicionada, fundamentalmente da hidrofobicidade do carvão, sendo esta urna característica do 1 rank 1 de carbonificação e da presença de mistos. Obteve-se com o carvão de Leão um produto floculado, não resistente à separaçao por peneirarnento mas factível de ser separado por flota çao. Portanto, estudou-se em escala de laboratório o efeito de diversos parâmetros do processo de aglomeração oleosa: parâmetros físico-químicos (pH do meio, presença de depressor de cinzas; adição de álcool, quantidade e tipo de oleo, e fatores cinéticos); parâmetros físicos operacionais (granulornetria de alimentação, densidade de polpa e circuitos. Os valores de recuperaçao da matéria carbonosa atingiram um máximo de 80% com um teor de cinzas no concentrado de 30% a urna adição de Óleo diesel de 0,6%. Estes valores de recuperaçao da matéria carbonosa e teor de cinzas no concentrado podem ser otimizados para o carvão de Leão por uma conveniente combinação de etapas de reflotação. Os resultados obtidos foram analisados em função dos diversos fenômenos superficiais que decorrem da interação Óleo/carvão/solução. Testes comparativos realizados com o carvao metalúr gico de Urussanga - se, apresentaram como resultado a formação de aglomerados esféricos com excelente consistência, variando seu tamanho com a adição de Óleo e nível de agitação presente na polpa (1 a 5 mm, para uma alimentação menor que 100 um). Estes aglomerados são prontamente separados por peneiramento, recuperando-se 97,5% da matéria carbonosa presente na alimentação. O teor de cinzas foi reduzido de 13,3% na alimentação à 9,6% no concentrado. Propõe ainda este trabalho um índice de eficiência para a avaliação do rendimento do processo de aglomeração oleosa para diferentes frações granulométricas de alimentação. Como resultado, encontrou-se que este processo obtém maior eficiência para frações menores de alimentação, ou seja, para granulometrias que apresentam maior grau de liberação da matéria carbonosa. / This work studies the oil agglomeration process as a method for the beneficiation of coal fines present in the effluent of the Washer facility of the Leão Mine, Rio Grande do Sul. The results obtained show the feasibility of obtaining various products depending on the surface properties of the coal, the oil concentration and the system hydrodynamics. It was found that the product obtained depends not only on the oil concentration used but also on the coal hydr phobicity which is in turn a function of coal rank, the presence of middling particles and pH. The agglomeration of Leão's coal gave a flocculated product with no resistance to screening but was able to be separated by flotation. Thus, the effect of various parameters of the oil agglomeration flotation process on coal recovery and ash rejection was researched at laboratory scale. The variables studied were physico-chemical (pH, ash depressant, addition of ethanol, concentration and type of oil and kinetic factors) and operational (size distribution, pulp density and circuits). The recovery of carbonaceous matter was 80% with 30% ash content in the concentrate for 0,6% diesel oil. These levels could be optimized by using a combination of "cleaner" and "scavenger" stages. The results obtained were analyzed in terms of the various surface phenomena that derive frorn the coal/oil/solution interactions. Cornparative tests with the metallurgical coal (rninus 100 um) frorn Urussanga - SC showed that these fines readi1y forrned spherical agglornerates of high resistance to shear with the size varying between 1 and 5 mrn depending on the oil addition and agitation of the pulp. These agglomerates were easily separatec by screening with 9,5% coal recovery and ash rejection frorn 13,3% in the feed to 9,6% in the concentrate. Also, anefficiency index is proposed to evaluate the performance of the oil agglomeration process for various size distribution fractions. It was found that the process gives a better efficiency for the fine fractions in the feed because of the higher liberation of these particles.
3

Influência do tratamento com N-metil Glucamina sobre a fagocitose, a produção de radicais de oxigênio e de nitrogênio e a produção de FNT-[alfa], IFN-[gama] e IL-10 por fagócitos de indivíduos com leishmaniose tegumentar americana e de camundongos infectados experimentalmente com Leishmania amazonensis

Saldanha, Rosana Regina de January 2009 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2009. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-04-22T13:53:33Z No. of bitstreams: 1 2009_RosanaRdeSaldanha.pdf: 1382455 bytes, checksum: 7809913a5fc7df0902c606c62a7594b8 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-05-06T19:11:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_RosanaRdeSaldanha.pdf: 1382455 bytes, checksum: 7809913a5fc7df0902c606c62a7594b8 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-05-06T19:11:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_RosanaRdeSaldanha.pdf: 1382455 bytes, checksum: 7809913a5fc7df0902c606c62a7594b8 (MD5) Previous issue date: 2009 / As leishmanioses são causadas por protozoários do gênero Leishmania e estima-se que 12 milhões de pessoas no mundo estejam infectadas. Os fagócitos são importantes para a defesa contra o parasito, por serem as células hospedeiras e responsáveis pela sua eliminação. A droga de escolha para o tratamento das leishmanioses no Brasil é o antimoniato de N-metil glucamina, e apesar da sua ampla utilização, ainda não possui seu mecanismo de ação elucidado. O presente estudo avaliou a influência do tratamento com o antimoniato de N-metil glucamina sobre a capacidade fagocitária, a produção de peróxido de hidrogênio, de FNT-a, IL-10 e de IFN-g por monócitos de 17 indivíduos portadores de leishmaniose cutânea durante o tratamento com esta droga; e também a sua influência sobre a capacidade fagocitária, a produção de peróxido de hidrogênio e a produção de óxido nítrico pelos macrófagos peritoneais de camundongos BALB/c e C57BL/6 infectados pela Leishmania amazonensis. No estudo em humanos, o índice fagocitário dos indivíduos infectados se mostrou menor do que o dos indivíduos controles. Já no sétimo dia de tratamento dos indivíduos, observou-se aumento na capacidade fagocitária. Os indivíduos infectados apresentaram produção de peróxido de hidrogênio maior do que a dos controles, e o tratamento com o antimoniato de N-metil glucamina não modificou este perfil de produção. A produção de FNT-a dos indivíduos infectados foi menor que a dos controles, e o tratamento aumentou significantemente esta produção. A produção de IL-10 de indivíduos infectados foi muito baixa, detectada em poucos indivíduos, e na vigência do tratamento não foram observadas diferenças entre os grupos. A produção do IFN-g de indivíduos infectados apresentou um pequeno aumento em relação aos controles, mas não se sabe se isto possui significado biológico. O tratamento não influenciou na produção desta citocina. Nos estudos com camundongos, a capacidade fagocitária dos camundongos C57BL/6 controles se mostrou maior do que a dos animais BALB/c. Após a infecção, houve aumento da capacidade fagocitária dos camundongos BALB/c tanto pela infecção como pelo tratamento, enquanto não houve resposta para os animais C57BL6. A produção do peróxido de hidrogênio pelos animais controles foi maior para os camundongos C57BL/6. Entretanto, a produção de peróxido de hidrogênio foi maior para os camundongos BALB/c após o tratamento, enquanto não houve resposta dos animais C57BL/6. Embora a produção de óxido nítrico nas duas linhagens tenha se mostrado baixa, foi maior para os camundongos BALB/c. É possível que esta produção exacerbada de radicais livres pelos animais BALB/c contribua para a patogenia da infecção. O antimonial foi capaz de modificar as funções de fagócitos de seres humanos e de camundongos BALB/c infectados, influenciando a resposta do hospedeiro contra o parasito. A compreensão do modo de ação desta droga não esclarece apenas os mecanismos da relação-parasito hospedeiro, como também contribui para uma terapia mais adequada para as leishmanioses. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Leishmaniases are caused by protozoans of Leishmania genus and there are an estimated 12 million people infected worldwide. Phagocytes are important in defense against parasite because they are host cells and may eliminate parasite. The meglumine antimonate is the drug of choice to treat leishmaniases in Brazil, and in spite of being widely used its mechanism of action remains unknown. This study evaluated the influence of meglumine antimonate treatment on phagocytic capacity, hydrogen peroxide production, and TNF-a, IL-10 and IFN-g production by monocytes and/or lymphocytes from 17 cutaneous leishmaniasis individuals during the treatment; and in addition, evaluated the influence of the drug on phagocytic capacity, hydrogen peroxide and nitric oxide production by peritoneal macrophages from BALB/c and C57BL/6 mice infected with Leishmania amazonensis. In the study with humans, the phagocytic capacity of leishmaniasis individuals was lower than that of control. The meglumine antimonate administration to leishmaniasis subjects caused a significant increase in phagocytosis already observed on the seventieth day of treatment. The leishmaniasis subjects showed higher hydrogen peroxide production than control and treatment with meglumine antimonate did not influence the production of this oxygen radical. Leishmaniasis individuals showed significant decrease of TNF-a production and treatment caused a significant increase of this cytokine production. The leishmaniasis subjects showed a very low production of IL-10, and this cytokine was detected in only a few individuals, and during the treatment there was no differences between the studied groups. The IFN-g production by Leishmania infected individuals showed a little increase compared with the controls, but the biological meaning of this phenomenon is unknown. In the study with mice, the phagocytic capacity of C57BL/6 healthy mice was higher than that from BALB/c animals. However, the Leishmania amzonensis infected-BALB/c animals showed higher phagocytic capacity than control animals and there was an increase on phagocytic capacity after meglumine antimonate treatment, while there was no influence of the drug or infection for C57BL6 mice. The hydrogen peroxide production was higher in control animals for C57BL6 mice. However, the hydrogen production was higher in BALB/c mice after treatment, but there was no response in C57BL/6 animals. In the same way, although nitric oxide production was low in both inbreed animals, this production was higher to the BALB/c animals. It is possible that this enhanced radical oxygen species production by the BALB/c animals may contribute to the severity of lesions observed. Our data showed that the meglumine antimonate could interfere in the phagocyte functions of humans and infected-BALB/c mice, showing that this drug may influence in the host-parasite response. These findings shed some light on the understanding of host-parasite relationship and it may improve the treatment of Leishmania infected-individuals.
4

Influência da pravastatina na evolução da lesão, capacidade fagocitária, produção de radicais de oxigênio, nitrogênio e fator de necrose tumoral-α em camundongos infectados pela Leishmania (L.) amazonensis

Kückelhaus, Carlos dos Santos 28 February 2011 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Núcleo de Medicina Tropical, 2011. / Submitted by Gabriela Ribeiro (gaby_ribeiro87@hotmail.com) on 2011-09-19T15:42:39Z No. of bitstreams: 1 2011_CarlosdosSantosKuckelhaus.pdf: 1941446 bytes, checksum: 78903b9f7da964a2d1ae720a5a1671ec (MD5) / Approved for entry into archive by Repositorio Gerência(repositorio@bce.unb.br) on 2011-09-28T14:07:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_CarlosdosSantosKuckelhaus.pdf: 1941446 bytes, checksum: 78903b9f7da964a2d1ae720a5a1671ec (MD5) / Made available in DSpace on 2011-09-28T14:07:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_CarlosdosSantosKuckelhaus.pdf: 1941446 bytes, checksum: 78903b9f7da964a2d1ae720a5a1671ec (MD5) / Introdução: As leishmanioses constituem um grupo de doenças de grande impacto na saúde pública mundial alcançando uma incidência de dois milhões de novos casos por ano. O quadro clínico é complexo com apresentações clínicas que vão desde formas cutâneas, mucocutâneas e viscerais, que dependem da espécie do parasito e do hospedeiro, mas, sobretudo, da resposta imunitária predominante no momento da infecção. O controle da leishmaniose é dificultado pela pouca opção terapêutica, alta toxicidade dos medicamentos e crescente resistência dos parasitos. Diante disso, é importante a busca por alternativas terapêuticas eficazes e de baixa toxicidade. As estatinas constituem um grupo de drogas imunomoduladoras, potencialmente capazes de alterar o equilíbrio leishmânia/resposta imunitária. Objetivo: O presente estudo objetivou verificar a influência da pravastatina sobre a evolução da doença e função dos fagócitos pela análise da sobrevida e desenvolvimento de lesões cutâneas em camundongos BALB/c, C57BL/6 e hamsters sírio, infectados por L. (L.) amazonensis. Verificar os efeitos in vitro de diferentes concentrações da pravastatina sobre formas promastigotas de L. (L.) amazonensis e sobre células peritoneais. E sua influência sobre as funções dos fagócitos, produção de peróxido de hidrogênio, óxido nítrico e FNT- α pelos macrófagos peritoneais de camundongos BALB/c. Métodos: camundongos BALB/c, C57BL/6 e hamster sírio foram infectados com formas promastigotas de L. (L.) amazonensis e tratados ou não com 20 mg/kg/dia de pravastatina ou salina, por via oral, durante 90 dias e então, acompanhados até o óbito com controle semanal do peso e diâmetros das patas. Para avaliar a toxicidade da pravastatina para as leishmânias e para os fagócitos, os efeitos de diferentes concentrações de pravastatina foram avaliados in vitro por meio da redução do MTT sobre formas promastigotas de L. (L.) amazonensis ou sobre macrófagos peritoneais de camundongos BALB/c. As funções dos fagócitos foram avaliadas em camundongos BALB/c tratados ou não com a pravastatina por 30 ou 90 dias. A capacidade fagocitária foi avaliada utilizando S. cerevisiae sensibilizados ou não com soro fresco. A produção de peróxido de hidrogênio foi avaliada pela oxidação do vermelho fenol em presença de peroxidase. A produção de óxido nítrico foi avaliada pela reação de Griess. A produção de FNT-α foi avaliada por ensaio imunoenzimático. Resultados: A pravastatina aumentou a sobrevida dos camundongos BALB/c infectados, mas não a dos camundongos C57BL/6 ou hamster sírio. O tratamento com a pravastatina diminui a perda de peso dos camundongos C57BL/6 e hamster sírio infectados pela leishmânia, mas não influenciou a evolução do peso dos camundongos BALB/c. A pravastatina retardou o surgimento da lesão da pata dos camundongos BALB/c e as lesões foram menores no camundongo C57BL/6, mas não interferiu no diâmetro das patas do hamster. A pravastatina diminuiu o percentual de redução de MTT por formas promastigotas de L. (L.) amazonensis em concentrações ≥ 4 μg/mL, mas não afetou a atividade mitocondrial de células peritoneais até a concentração de 256 μg/mL. A pravastatina aumentou a capacidade fagocitária dos macrófagos peritoneais pelos receptores para padrões moleculares de patógeno aos 30 dias, retornando aos valores do grupo controle aos 90 dias. Ao mesmo tempo aumentou o índice fagocitário e a média de leveduras fagocitadas por macrófagos quando avaliado pelos receptores para opsoninas aos 90 dias de tratamento. Camundongos BALB/c infectados com L. (L.) amazonensis tratados com pravastatina apresentaram diminuição do índice fagocitário bem como da proporção de macrófagos envolvidos na fagocitose e da media de leveduras fagocitadas por macrófagos após 90 dias de tratamento quando a fagocitose foi avaliada pelos receptores para padrões moleculares de patógenos, mas IX não houve alterações na fagocitose pelos receptores para complemento após 30 ou 90 dias de tratamento com a droga. A pravastatina aumentou a produção de peróxido de hidrogênio após 30 dias em animais infectados e em animais não infectados após 90 dias. Também aumentou a produção de óxido nítrico em camundongos infectados tratados com pravastatina comparados a camundongos infectados tratados com salina após 90 dias de tratamento. A pravastatina reduziu a produção de FNT-α em animais infectados tratados com pravastatina por 30 dias, em relação aos animais infectados tratados com salina, mas retornou essa produção aos valores basais aos 90 dias de tratamento. Conclusão: o aumento da sobrevida de camundongos BALB/c, a clínica favorável em animais infectados e os efeitos observados sobre os macrófagos apontam para a potencialidade da pravastatina como co-adjuvante no tratamento da leishmaniose, de forma a contribuir para diminuir a morbidade da doença. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: Leishmaniosis is a group of diseases with great impact on the world public health, with as many as 2 millions new cases by year. The clinical profile of the disease is complex, presenting many clinical forms, such as cutaneous, mucocutaneous and visceral; these forms depend not only on the species of the parasite and of the host, but also on the immune response of the host mainly at the time of infection. Controlling leishmaniosis is a difficult task due to the few therapeutical options available, and due to the high toxicity of the available drugs and due to the increasing resistance of the parasites. In that case, it is important to search for new and efficient therapeutical alternatives, presenting lower toxicity. Statins are a group of immunomodulatory drugs with the potential to alter the balance between Leishmania and immune response of the host. Objective: This study aimed to evaluate the influence of pravastatin on the evolution of the disease and to verify the function of phagocytes by analyzing the survival time and the development of cutaneous lesions on BALB/c and C57BL/6 mice and Syrius hamsters infected by L. (L.) amazonensis. The in vitro effects of different concentrations of pravastatin on promastigotes forms of L. (L.) amazonensis and on peritoneal cells, and its influence on phagocytic functions and on the production of hydrogen peroxide, nitric oxide and FNT-α by peritoneal macrophages of BALB/c mice, were assessed. Material and Method: BALB/c and C57BL/6 mice and Syrius hamsters were infected or not with promastigota forms of L. (L.) amazonensis and treated or not with 20 mg/kg/day of pravastatin, per os, during 90 days. They were then followed until their death, with a weekly control of weight and footpad thickness. In order to evaluate the toxicity of pravastatin to leishmania and to the phagocytes, the effects of different concentrations of pravastatin were evaluated in vitro by MTT reduction over promastigotes forms of L. (L.) amazonensis or over peritoneal macrophages of BALB/c mice. The functions of the phagocytes were evaluated in BALB/c mice infected or not with L. (L.) amazonensis and treated or not with pravastatin for 30 or 90 days. The phagocytic capacity was evaluated using S. cerevisiae, sensitized or not with fresh mouse sera. Hydrogen peroxide production was assessed by the oxidation of fenol red in the presence of peroxidase. Nitric oxide production was assessed by the Griess reaction. FNT-α production was assessed by imunoenzimatic assay Results: Pravastatin increased the survival of infected BALB/c mice, but it did not influence the survival of the C57BL/6 mice or Syrius hamsters. Pravastatin treatment decreased weight loss in Leishmania-infected C57BL/6 mice and Syrian hamsters, but not infected BALB/c mice. Low footpad thickness was found on BALB/c pravastatin treated mice, the drug delayed the footpad thickness of the C57BL/6 mice, and pravastatin had no influence on footpad thickness of the Syriam hamsters. Pravastatin decreased the MTT reduction percent by promastigotes forms of L. (L.) amazonensis in concentrations ≥ 4 μg/mL, but did not affect the mitochondrial activity of peritoneal cells until 256 μg/mL. Pravastatin increased the phagocytic capacity through pathogen-associated molecular pattern receptors on the 30th day, but the value returned to the control group level on the 90th day. At the same time it increased the phagocytic index and the number of phagocytosed yeasts by macrophages when we evaluated the phagocytosis through opsonin receptors on the 90th day of treatment. BALB/c mice infected with L. (L.) amazonensis and treated with pravastatin presented a decrease in the phagocytic index and a decrease in the proportion of macrophages involved in phagocytosis and a decrease in the number of phagocytosed yeasts by macrophages by pathogen-associated molecular pattern receptors after 90 days of treatment, but there were no alteration in complement receptors after 30 or 90 days. Pravastatin increased hydrogen peroxide production after 30 days in infected animals and after 90 days in animals not infected. After 90 days, it also increased nitric oxide production in infected mice treated with pravastatin when compared to infected mice treated with saline. Pravastatin reduced FNT-α production in infected animals treated with pravastatin by the 30th day of treatment in relation to infected animals treated with saline, returning to their base levels by the 90th day of treatment. Conclusion: The survival increase for BALB/c mice, the favorable clinical evolution observed in the infected animals and the effects observed on the macrophages point to the potential use of pravastatin as a co-adjuvant drug in the therapy of leishmaniasis, to contribute to lower the morbidity of the disease.
5

Ensaio clínico do miltefosine no tratamento de pacientes com leishmaniose mucosa

Silva, Juliana Saboia Fontenele e 11 November 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2011. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-01-20T15:14:29Z No. of bitstreams: 1 2011_JulianaSaboiaFonteneleSilva.pdf: 1843882 bytes, checksum: 47e2d50c4c9bbc70e8ec5fe488b37f44 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2012-01-20T16:03:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_JulianaSaboiaFonteneleSilva.pdf: 1843882 bytes, checksum: 47e2d50c4c9bbc70e8ec5fe488b37f44 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-01-20T16:03:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_JulianaSaboiaFonteneleSilva.pdf: 1843882 bytes, checksum: 47e2d50c4c9bbc70e8ec5fe488b37f44 (MD5) / Introdução: A leishmaniose mucosa (LM) acomete 2 a 10% dos pacientes com leishmaniose tegumentar americana, e é marcada por dano tecidual intenso, escassez de parasitos e recidivas frequentes. Os antimoniais pentavalentes são os fármacos de escolha para o tratamento da LM há mais de seis décadas, entretanto, sua elevada toxicidade e numerosas contraindicações constituem limitações ao seu uso e demandam alternativas terapêuticas. O miltefosine é a primeira droga oral a tratar com sucesso a LM no Novo Mundo. Este é o primeiro estudo realizado no Brasil com o miltefosine para o tratamento da LM. Objetivos: Avaliar a eficácia terapêutica e segurança do miltefosine no tratamento de pacientes com LM no Distrito Federal. Métodos: Foi realizado ensaio-clínico randomizado controlado no Hospital Universitário de Brasília-DF, no período de agosto de 2009 a março de 2011. Vinte e um pacientes com LM foram incluídos no estudo e acompanhados por seis meses. Os pacientes foram divididos em dois grupos e tratados com miltefosine 100 mg/dia por 28 dias, ou glucamina 20mg SbV/kg/dia por 30 dias. Foi realizada análise estatística por intenção de tratar para comparar a resposta ao tratamento entre os grupos, considerando significativo um p-valor inferior a 0,05. Resultados: Onze pacientes foram tratados com miltefosine e 10 com glucamina. Ocorreram duas perdas: 1 paciente do grupo miltefosine (por abandono) e 1 paciente do grupo glucamina (tratamento interrompido devido à cardiotoxicidade). Não houve nenhuma recidiva, e somente 1 paciente do grupo glucamina apresentou falha terapêutica. A taxa de cura foi de 90% (10/11) para o grupo miltefosine e 80% (8/10) para o grupo glucamina, sem diferença estatística significante (p=0,586). O tempo de evolução para a cicatrização das lesões no grupo miltefosine foi menor que no grupo glucamina: 30 dias versus 90 dias, respectivamente (p = 0,0132). Conclusão: O tratamento da LM com miltefosine mostrou-se tão eficaz quanto o tratamento padrão com a glucamina, com a vantagem de ser menos tóxico e proporcionar a cura das lesões em menos tempo. Palavras-chave: tratamento; miltefosine; leishmaniose tegumentar americana; leishmaniose mucosa. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: Mucosal leishmaniasis (ML) affects 2 to 10% of American Tegumentary Leishmaniasis patients, and is marked by severe tissue damage, few parasites and frequent relapses. Pentavalent antimonials have been the drugs of choice for ML treatment for over sixty years. However, its high toxicity and several contraindications are limitations to its use and require alternative therapies. Miltefosine is the first oral drug to successfully treat ML in the New World. This is the first clinical trial with miltefosine for ML treatment in Brazil. Objectives: To evaluate the efficacy and safety of miltefosine in the treatment of ML patients in Distrito Federal, Brazil. Methods: A randomized-controlled trial was conducted at the University of Brasilia Hospital, Distrito Federal, Brazil, from August 2009 to March 2011. Twenty-one patients with ML were included on the study and divided into two groups of treatment: miltefosine 100 mg/day for 28 days, or meglumine antimoniate (glucamine), 20mg SbV/kg/day for 30 days, with six months of follow-up. Statistical analysis was performed by intention to treat to compare the treatment response in both groups, whereas a p-value lower than 0.05 was considered significant. Results: Eleven patients received miltefosine and 10 glucamine. There were two losses: 1 patient from miltefosine group (abandonment) and 1 patient from glucamine group (withdrawal due to cardiotoxicity). There was no recurrence, and only 1 patient from glucamine group has failed therapy. The cure rate was 90% (10/11) for miltefosine group and 80% (8/10) for glucamine group, with no statistically significant difference (p= 0.586). The time course for the healing of the lesions in miltefosine group was lower than in glucamine group: 30 days versus 90 days, respectively (p = 0.0132). Conclusion: ML treatment with miltefosine was as effective as standard therapy with glucamine, with the advantage of being less toxic and providing the healing of lesions faster.
6

Validação doTeste de Elisa com exoantígenos e da imunofluorescência direta para o diagnóstico da Leishmaniose Tegumentar Americana

Soares, Killarney Ataide 13 September 2011 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2011. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-06-01T14:00:26Z No. of bitstreams: 1 2011_KillarneyAtaideSoares.pdf: 1289323 bytes, checksum: c8fcfa542e2f27916a54c894b7d6614c (MD5) / Approved for entry into archive by Elzi Bittencourt(elzi@bce.unb.br) on 2012-06-02T14:54:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_KillarneyAtaideSoares.pdf: 1289323 bytes, checksum: c8fcfa542e2f27916a54c894b7d6614c (MD5) / Made available in DSpace on 2012-06-02T14:54:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_KillarneyAtaideSoares.pdf: 1289323 bytes, checksum: c8fcfa542e2f27916a54c894b7d6614c (MD5) / A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é um problema de saúde pública, cujo diagnóstico depende dos diversos métodos empregados em conjunto, na busca de obter melhor sensibilidade e especificidade. O objetivo do presente estudo foi validar a técnica de ELISA empregando exoantígenos (ELISA exoAg) de Leishmania mexicana e a técnica de Imunofluorescência Direta (IFD) para o diagnóstico da LTA em amostras de pacientes atendidos no Ambulatório de Dermatologia do Hospital Universitário de Brasília. O projeto incluiu 106 pacientes portadores de leishmaniose tegumentar americana atendidos entre os anos de 2007 e 2010, cuja confirmação da infecção ocorreu por critérios clínicos, epidemiológicos e laboratoriais. Foi realizada a coleta de amostra sanguínea e de fragmento de lesão de tecido cutâneo na fase pré-tratamento. Os soros foram armazenados a -20ºC e o fragmento de lesão foi comprimido sobre uma lâmina de vidro em 6 pontos e a lâmina foi fixada com acetona em banho de gelo. O teste de ELISA com Exo-Ag foi realizado com soros prédiluídos proporção 1:100. Os resultados demonstraram que houve predomínio da forma cutânea (84,9%) e apenas 15,1% de casos na forma mucosa. Os casos de infecção pela primeira vez somaram maioria (83%) contra 11% de recidivas. O ELISA exo-Ag demonstrou sensibilidade de 90,8 5,7% (n = 98; IC 95%). Em grupo controle composto por pacientes aparentemente sadios a especificidade do ELISA exo-Ag foi de 91,3 6,2% (n = 80; IC 95%). Quanto à especificidade, em amostras de pacientes portadores de diversas doenças: doença de Chagas: 66,7 18,8% (n = 24; IC 95%); em amostras de portadores de doenças reumáticas: 42,4% 16,9% (n = 33; IC 95%); pênfigo foliáceo: 76,9 ± 22,9% (n = 13; IC 95%); hanseníase virchowiana: 85,7 ± 24,2% (n = 8; IC 95%); soros com reação VDRL positivas: 87,5 ± 15,7% (n = 16; IC 95%); e micoses profundas: 77,8 ± 27,4% (n = 9; IC 95%). O ELISA exo-Ag obteve valor preditivo positivo de 73,5 ± 8,8% (n = 96), negativo de 93,3 ± 5,4 (n = 81)% e acurácia de 87,6%. A IFD, por sua vez, apresentou sensibilidade de 72,2 ± 10,4% (n = 72; IC 95%) e em amostras de pacientes com lesão cutânea, mas não portadores de LTA, a especificidade foi de 96,3 ± 5,0% (n = 55; IC 95%), garantindo valor preditivo positivo de 96,3 ± 4,3 (n=79), negativo de 72,6 ± 10,1% (n=75) e acurácia de 82,7%. A PCR-RFLP verificou presença de subgênero Viannia na maior parte das amostras indicando tratar-se da espécie L. V. braziliensis. A avaliação dos custos verificou que os dois métodos propostos custam 40 % mais que o conjunto de técnicas de rotina, por paciente. Por outro lado, a análise dos resultados dos testes propostos, de forma concomitante, demonstrou aumento na sensibilidade e na especificidade, com a vantagem da rapidez do resultado. Os resultados demonstraram bom desempenho do ELISA exo-Ag e da IFD, e validaram as 2 técnicas propostas para o diagnóstico de LTA causada por L. braziliensis. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / American Cutaneous leishmaniasis (ACL) is a public health problem whose diagnosis depends on the various methods used together in the quest to get better sensitivity and specificity. The purpose of this study was to validate the ELISA technique employing exoantigens (ELISA exoAg) of Leishmania mexicana and direct immunofluorescence (DIF) for the diagnosis of ACL. in samples from patients at the Clinic of Dermatology, University Hospital of Brasília. The project included 106 patients with cutaneous leishmaniasis treated between the years 2007 and 2010, whose infection was confirmed by clinical, epidemiological and laboratory. We collected blood sample and a fragment of skin tissue injury in the pre-treatment. Sera were stored at -20º C and fragment of lesion was compressed on a glass slide in six points. The blade was fixed with acetone in ice bath. The ELISA with Exo-Ag was carried out with sera pre-diluted 1:100 ratio. The results showed a predominance of cutaneous form (84.9%) and only 15.1% of cases in the mucosal form. The new cases totaled majority (83%) against 11% of recurrences. The exo-Ag ELISA showed sensitivity of 90.8 6.2% (n = 98, CI 95%). In control group of apparently healthy patients, the specificity of exo-Ag-ELISA was 91.3 5,7% (n = 80; CI 95%). For specificity, we tested sera from patients with various diseases: patients with rheumatic diseases: 42.4 16.9% (n = 33; CI 95%); Chagas' disease: 66.7 18.8% (n = 24, CI 95%); pemphigus foliaceus: 76.9 ± 22.9% (n = 13, CI 95%), hanseniasis: 85.7 ± 24.2% (n = 8, CI 95%); patients with VDRL positive test: 87.5 ± 15.7% (n = 16, CI 95%) and deep mycoses: 77.8 ± 27.4% (n = 9, CI 95%). The exo-Ag ELISA obtained positive predictive value of 73.5 ± 8,8% (n = 96; CI 95%), negative predictive value of 93.3 ± 5,4% (n = 81; CI 95%) and 87.6% of accuracy. The DIF, showed sensitivity of 72.2 ± 10.4% (n = 72, CI 95%) and specificity was 96.3 ± 5.0% (n = 55, CI 95%) in samples from patients with skin lesions (but not patients with ACL), ensuring positive predictive value of 96.3 ± 4,3% (n = 79; CI 95%), negative predictive value of 72.6 ± 10,1 (n = 75; CI 95%) and accuracy of 82.7%. The PCR-RFLP found Viannia subgenus of most of the samples, that indicated the presence of the species L. V. braziliensis. The evaluation found that the two proposed methods cost 40% more than the set of routine, per patient. However, the analysis of the results of the proposed tests, concomitantly, showed an increase in sensitivity and specificity, with the advantage of less time to finish. The results showed good performance of the exo-Ag ELISA and DIF, and validated the two proposed techniques for the diagnosis of ACL caused by L. braziliensis.
7

Avaliação da influência da operação de descarte de lodo no desempenho dos reatores UASB em estações de tratamento de esgotos no Distrito Federal / Evaluating the influence of sludge dischard over uasb reactors performance in sewage treatment plants in the Federal District, Brazil

Ramos, Ricardo Augusto 18 December 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2008. / Submitted by Diogo Trindade Fóis (diogo_fois@hotmail.com) on 2009-10-01T11:20:46Z No. of bitstreams: 1 2008_RicardoAugustoRamos.pdf: 3111074 bytes, checksum: 5b6cf5162e1fff5cee3dc0724ece630b (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2010-02-10T00:36:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_RicardoAugustoRamos.pdf: 3111074 bytes, checksum: 5b6cf5162e1fff5cee3dc0724ece630b (MD5) / Made available in DSpace on 2010-02-10T00:36:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_RicardoAugustoRamos.pdf: 3111074 bytes, checksum: 5b6cf5162e1fff5cee3dc0724ece630b (MD5) Previous issue date: 2008-12-18 / O emprego de reatores UASB em estações de tratamento de esgotos no Distrito Federal vem sendo bastante difundido desde o início dos anos 1990, atendendo mais de um milhão de habitantes (POE/CAESB, 2005). Por outro lado, os problemas relativos ao manejo adequado do lodo produzido nos reatores ainda não foram suficientemente solucionados, gerando demandas crescentes de operação e manutenção. Ao avaliar a influência da operação de descarte de lodo no desempenho dos reatores UASB no DF, pretendeu-se determinar uma rotina eficiente de descarte de lodo que minimiza os problemas operacionais observados. Por meio da avaliação do desempenho dos reatores UASB da estação de tratamento de esgotos do Gama, submetidos a diferentes rotinas de descarte de lodo, buscou-se uma forma de generalização dos resultados para as demais estações de tratamento de esgotos do DF. Após monitoramento de dois reatores UASB da ETE Gama, avaliando os impactos da suspensão do descarte programado de lodo em uma das unidades, verificaram-se remoções médias de 69% de DQO, 86% de DBO e 58% para SST, superiores às observadas durante a operação regularmente adotada (DQO = 61%, DBO = 81%, SST = 44%). A análise estatística, por meio do teste t de Student, revelou que as duas modalidades de operação produziram efluentes de características distintas para DBO e DQO, nos níveis de 5 e 10% de significância e semelhantes para SST e sólidos sedimentáveis, apenas no nível de 5%. Observou-se que o excesso de escuma superficial é preocupante, podendo ter origem no fraco desempenho do tratamento preliminar e na ausência de uma estratégia de descarte de lodos bem definida. Utilizando uma metodologia proposta para amostragem do lodo e da escuma, foi definida uma rotina de periodicidade mensal para os descartes de lodo nos reatores. São ainda sugeridas alterações de projeto nos sistemas de descarte de escuma e para amostragem de lodo nos reatores UASB, buscando reduzir os gastos operacionais e de manutenção das unidades. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The use of UASB reactors as units of sewage treatment plants (STP) in the Federal District, Brazil, has been much disseminated since the beginning of the years 90, receiving sewage from more than a million inhabitants (POE/CAESB, 2005). On the other hand, the problems related to the appropriate handling of the sludge produced in the UASB reactors were not yet completely solved, generating growing demands on operation and maintenance. When evaluating the local influence of the operation of sludge discard in the UASB reactors’ performance, it was intended to determine an efficient routine of sludge discard for minimizing the observed operational problems. Through the evaluation of the performance of the UASB reactors existing in the Gama sewage treatment plant, which were submitted to different routines of sludge discard, it was searched for a generalization of these results for other sewage treatment plants in the Federal District. Monitoring two UASB reactors in the Gama STP to evaluating the impacts of stopping the intentional discard of sludge in one of the units, it was verified removal efficiencies of 69% for COD, 86% for BOD, and 58% for TSS, which were higher than the observed ones during the regular operation (COD = 61%, BOD = 81%, TSS = 44%). The statistical analysis, using the Student test, showed that the two modalities of UASB reactors operation had produced effluents with distinct characteristics for BOD and COD, in the 5 and 10% significance levels, and that they were similar for SST and Settable Solids, only in the 5% significance level. It was observed that the excess of superficial scum is a problem, which may have its origin in the poor performance of the preliminary treatment and in the absence of a well defined strategy of sludge discard. Employing the proposed methodology for sampling the sludge and the scum inside the UASB reactors, an operational routine of monthly regularity for the sludge discards has been defined for the UASB reactors. Also, project alterations in the systems of discarding of scum and for sampling of sludge in the UASB reactors were suggested, looking for reducing the operational and maintenance expenses.
8

Avaliação de métodos baseados na reação em cadeia da polimerase (PCR), para o diagnóstico de pacientes em tratamento da malária

de Albuquerque Montenegro, Rosana January 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:35:18Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4425_1.pdf: 500237 bytes, checksum: 8a21d4d40bd79121f25818d934e0a769 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2002 / No presente estudo, abordagens moleculares foram utilizadas para o diagnóstico gênero-específico da malária em pacientes submetidos a tratamento, nos municípios de Monte Negro e Campo Novo no Estado de Rondônia. Avaliamos o limite de detecção de DNA através das técnicas de PCR simples, hemi nested PCR (HNPCR) e hemi nested PCR em um único tubo (STHNPCR) em ensaios realizados com diluição seriada de sangue de pacientes infectados com Plasmodium falciparum. Comparamos a sensibilidade dos testes utilizando duas metodologias de extração na preparação das amostras sanguíneas para serem processadas através da PCR: o Chelex e a Saponina. Com o Chelex, a PCR simples mostrou um limite de detecção de 700 parasitos/μl, enquanto que com a Saponina o limite de detecção foi de 70 parasitos/μl. A HNPCR e a STHNPCR apresentaram limites semelhantes de detecção sendo de 7 parasitos/μl através da extração do Chelex e de 0,007 parasitos/μl pela Saponina. Para os experimentos subsequentes, foi selecionada a extração pela Saponina, em vista da obtenção de melhores resultados. As amostras sanguíneas de 30 pacientes em tratamento para malária foram estudadas através da microscopia ótica, PCR simples e HNPCR. De cada paciente foram coletadas duas amostras em ocasiões diferentes. A 1º coleta foi realizada no 4º e 8º dia de tratamento antimalárico, enquanto que a 2º amostra foi coletada 48 horas após. Todos os pacientes deram resultados negativos tanto para microscopia ótica quanto para PCR simples. O percentual de positividade da HNPCR manteve-se em torno de 50% nas duas coletas pós-tratamento, sendo capaz de detectar o DNA do parasito mesmo em pacientes que se tornaram assintomáticos. Não foi demonstrado associação significativa entre a presença de manifestações clínicas e a positividade pela HNPCR. Os resultados desta pesquisa sugerem que abordagens sensíveis como a nested PCR poderão ser úteis no monitoramento da parasitemia e resposta clínica de indivíduos em tratamento específico, nas situações de oligoparasitemia e na intercepção da cadeia de transmissão epidemiológica da doença
9

Beneficiamento de finos de carvão por aglomeração oleosa

Bergmann, Carlos Perez January 1982 (has links)
Este trabalho estuda o processo de aglomeração oleo sa corno método de beneficiamento dos finos de carvao presentes no efluente do Lavador da mina de Leão I, Rio Grande do Sul. Os resultados obtidos indicaram a viabilidade de obtenção de vários produtos dependendo das características superficiais do carvão, da quantidade de Óleo utilizada e da hidrodinârnica do sistema. Encontrou-se que o produto beneficiado obtido depende, além da quantidade de Óleo adicionada, fundamentalmente da hidrofobicidade do carvão, sendo esta urna característica do 1 rank 1 de carbonificação e da presença de mistos. Obteve-se com o carvão de Leão um produto floculado, não resistente à separaçao por peneirarnento mas factível de ser separado por flota çao. Portanto, estudou-se em escala de laboratório o efeito de diversos parâmetros do processo de aglomeração oleosa: parâmetros físico-químicos (pH do meio, presença de depressor de cinzas; adição de álcool, quantidade e tipo de oleo, e fatores cinéticos); parâmetros físicos operacionais (granulornetria de alimentação, densidade de polpa e circuitos. Os valores de recuperaçao da matéria carbonosa atingiram um máximo de 80% com um teor de cinzas no concentrado de 30% a urna adição de Óleo diesel de 0,6%. Estes valores de recuperaçao da matéria carbonosa e teor de cinzas no concentrado podem ser otimizados para o carvão de Leão por uma conveniente combinação de etapas de reflotação. Os resultados obtidos foram analisados em função dos diversos fenômenos superficiais que decorrem da interação Óleo/carvão/solução. Testes comparativos realizados com o carvao metalúr gico de Urussanga - se, apresentaram como resultado a formação de aglomerados esféricos com excelente consistência, variando seu tamanho com a adição de Óleo e nível de agitação presente na polpa (1 a 5 mm, para uma alimentação menor que 100 um). Estes aglomerados são prontamente separados por peneiramento, recuperando-se 97,5% da matéria carbonosa presente na alimentação. O teor de cinzas foi reduzido de 13,3% na alimentação à 9,6% no concentrado. Propõe ainda este trabalho um índice de eficiência para a avaliação do rendimento do processo de aglomeração oleosa para diferentes frações granulométricas de alimentação. Como resultado, encontrou-se que este processo obtém maior eficiência para frações menores de alimentação, ou seja, para granulometrias que apresentam maior grau de liberação da matéria carbonosa. / This work studies the oil agglomeration process as a method for the beneficiation of coal fines present in the effluent of the Washer facility of the Leão Mine, Rio Grande do Sul. The results obtained show the feasibility of obtaining various products depending on the surface properties of the coal, the oil concentration and the system hydrodynamics. It was found that the product obtained depends not only on the oil concentration used but also on the coal hydr phobicity which is in turn a function of coal rank, the presence of middling particles and pH. The agglomeration of Leão's coal gave a flocculated product with no resistance to screening but was able to be separated by flotation. Thus, the effect of various parameters of the oil agglomeration flotation process on coal recovery and ash rejection was researched at laboratory scale. The variables studied were physico-chemical (pH, ash depressant, addition of ethanol, concentration and type of oil and kinetic factors) and operational (size distribution, pulp density and circuits). The recovery of carbonaceous matter was 80% with 30% ash content in the concentrate for 0,6% diesel oil. These levels could be optimized by using a combination of "cleaner" and "scavenger" stages. The results obtained were analyzed in terms of the various surface phenomena that derive frorn the coal/oil/solution interactions. Cornparative tests with the metallurgical coal (rninus 100 um) frorn Urussanga - SC showed that these fines readi1y forrned spherical agglornerates of high resistance to shear with the size varying between 1 and 5 mrn depending on the oil addition and agitation of the pulp. These agglomerates were easily separatec by screening with 9,5% coal recovery and ash rejection frorn 13,3% in the feed to 9,6% in the concentrate. Also, anefficiency index is proposed to evaluate the performance of the oil agglomeration process for various size distribution fractions. It was found that the process gives a better efficiency for the fine fractions in the feed because of the higher liberation of these particles.
10

Estudo do volume injetado de solução de glicose hipertonica a 75% em função do resfriamento

Matsui, Irene Akie 31 July 2001 (has links)
Orientador : João Poterio Filho / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-28T23:11:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Matsui_IreneAkie_M.pdf: 7119919 bytes, checksum: d38386522d3a43dc117d99d99c5c9577 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: A escleroterapia química com resfriamento da solução de glicose vem sendo utilizada por cirurgiões vasculares, angiologistas e dermatologistas para aumentar a eficácia das soluções esclerosantes e também diminuir o desconforto da dor. Tem-se observado que o resfriamento de solução de glicose hipertônica ( 75%) a temperaturas de aproximadamente -40°C, obtido com utilização de gás carbônico em equipamento especial envolvendo a seringa, causa menor dor à injeção, além de acelerar o tratamento por adicionar o efeito físico do frio ao efeito químico; porém, o resfriamento leva ao ponto de solidificação da solução de glicose, impedindo sua injeção. Com o intuito de avaliar qual é a menor temperatura possível para utilizar a solução de glicose, foi elaborado um equipamento de refrigeração capaz de manter constantes temperaturas conhecidas entre -10 e -50°C. Foram utilizadas uma seringa de 1ml, agulhas 27G1/2 e 30G1/2 e, sobre o êmbolo da seringa, aplicada uma força constante de 1kgf durante o período de um minuto para cada temperatura. Confirmou-se que à medida que se diminuiu a temperatura, diminui também o volume injetado e que, a partir de -50°C, o aumento da viscosidade da solução impediu sua injeção / Abstract: Chemical sclerotherapy with hypertonic glucose solutions at very low temperature has been used by some vascular surgeons with the purpose to increase the efficacy of sclerotherapy and to reduce pain. Solutions of glucose can be cooled at temperatures about -40°C with the use of carbon dioxide in a special capsule. This procedure decreases the discomfort of the injection and increases the sclerosing effect, by the association of both chemical and physical actions. Very low temperatures lead to solidification of the solution and consequently do not allow its injection. To evaluate which is the lowest temperature that allows injection of the glucose solution, it was elaborated a refrigeration equipment to keep the solution at fixed temperatures, from -10 to -50°C. With a constant injection pressure of 1kgf, it has been measured the volume of injected solution in one minute. The results demonstrated that the lowest the temperature, the lowest the volume injected, and at -50°C the viscosity of solution makes it impossible to inject the glucose solutions using 27G1/2 or 30G1/2 needles / Mestrado / Mestre em Cirurgia

Page generated in 0.0971 seconds