• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 236
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 4
  • 4
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 237
  • 122
  • 113
  • 74
  • 58
  • 51
  • 45
  • 41
  • 41
  • 40
  • 38
  • 36
  • 36
  • 34
  • 32
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação da microdureza de resinas compostas submetidas a quatro tecnicas de fotoativação

Peris, Alessandra Rezende 03 August 2018 (has links)
Orientador: Luiz Andre Freire Pimenta / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-03T16:11:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Peris_AlessandraRezende_M.pdf: 4545838 bytes, checksum: a1e5452fedcf5c13f2175910a240278a (MD5) Previous issue date: 2003 / Mestrado
2

Estudo comparativo de cavidades de classe II complexas (Ward, Gabel, Irving, Gillett) : quanto a retenção sob carga axial de tração

Sartini Filho, Raul, 1936- 03 August 2018 (has links)
Orientador: Luiz Antonio Ruhnke / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-03T10:39:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 SartiniFilho_Raul_D.pdf: 1144931 bytes, checksum: e171d9abe14269ffc67b85141ee5d384 (MD5) Previous issue date: 1967 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed / Doutorado / Dentística / Doutor em Ciências
3

Efeito de agentes anti-hiperestésicos à base de oxalato de potássio na permeabilidade da dentina humana. Estudo In vitro. / Effect of potassium oxalate based dessensitizing agents on human dentin permeability. In vitro study.

Angela Destefani Segala 17 March 2000 (has links)
O oxalato de potássio tem sido utilizado no tratamento da hiperestesia dentinária através da precipitação de cristais de oxalato de cálcio intra e extracanaliculares, obstruindo os túbulos dentinários e reduzindo o deslocamento de fluido. O objetivo desse estudo foi analisar in vitro quantitativa e qualitativamente a permeabilidade da dentina tratada com três diferentes formulações à base de oxalato de potássio e um gel fluoretado, sob cinco diferentes pré-ratamentos superficiais. O grau de oclusão dos túbulos dentinários foi avaliado por meio de microscopia eletrônica de varredura, observando a precipitação cristalina, e pela medição da condutividade hidráulica da dentina após a aplicação dos agentes anti-hiperestésicos. A natureza dos elementos químicos que compõem os cristais e os compostos formados foram identificados por meio da microanálise de raios X e da difração de raios X, respectivamente. Para o ensaio de condutividade hidráulica, realizado por meio de um dispositivo específico, foram preparados 200 discos de dentina com 1 mm de espessura, obtidos de terceiros molares humanos extraídos. Os espécimes foram divididos em 20 grupos de dez espécimes, correspondentes a três géis derivados do oxalato de potássio: Oxa-Gel, pH 4,10; Experimental 1, pH 4,02; Experimental 2, pH 2,52, e um gel de fluoreto de sódio acidulado a 1,23% - Nupro (Dentsply) - pH 3,6 a 3,9. Esses materiais foram aplicados na dentina sob as seguintes condições de pré-tratamento: seca com ar; seca com papel absorvente; mantida molhada; acidificada e seca com ar; acidificada e seca com papel. Os ensaios foram realizados na seguinte seqüência experimental: na presença de smear layer; após condicionamento com EDTA 0,5 M, por um minuto; após a aplicação dos materiais-teste e após o desafio com ácido cítrico a 6%, por um minuto. Outros 40 discos de dentina foram selecionados para o estudo em microscopia eletrônica de varredura. Os espécimes foram divididos em quatro grupos de dez espécimes, correspondentes aos quatro agentes anti-hiperestésicos em experimentação. A superfície oclusal dos discos foi dividida em partes, onde foram executadas as quatro etapas da seqüência experimental. Os agentes anti-hiperestésicos foram aplicados na dentina seca com ar, a condição de pré-tratamento de melhor desempenho no teste de condutividade hidráulica. Os discos, após serem desidratados, foram fraturados e metalizados para a análise microscópica. A análise das imagens foi feita com o auxílio do programa ImageLab, que fornecia os valores percentuais das áreas não obstruídas/desobstruídas dos túbulos dentinários para cada condição estudada. A microanálise de raios X foi realizada em oito discos de dentina, tratados dois a dois com um dos quatro agentes anti-hiperestésicos, após a superfície dentinária oclusal ter sido seca com ar. Os espécimes foram preparados da mesma maneira como foram o para microscopia eletrônica de varredura; entretanto, tiveram a cobertura condutora de carbono. Para os ensaios de difração de raios X foram preparados 18 espécimes em forma de disco de dentina e outros nove, de pó de dentina. Dezesseis dos discos de dentina foram tratados com os agentes anti-hiperestésicos na superfície seca com ar, após a remoção ou não da smear layer, durante 3 ou 12 minutos. Os outros dois espécimes serviram como controle, um com smear layer e outro limpo com EDTA. O pó de dentina foi misturado a cada um dos materiais experimentais e filtrado para a análise. Um espécime de pó sem tratamento também foi analisado e utilizado como controle. A análise estatística dos dados fornecidos pelos ensaios de condutividade hidráulica e de microscopia eletrônica de varredura foi realizada por meio da análise de variância e do teste de Duncan (p<0,05%). Independentemente do pré-tratamento de superfície, o material Experimental 2 produziu valores de filtração significativamente menores e o Gel Fluoretado, os maiores. Em geral, a dentina seca com ar foi o pré-tratamento de melhor desempenho e significativamente diferente dos demais. A interação entre material e pré-tratamento de superfície mostrou valores similares de condutividade hidráulica para a maioria das combinações, mas o material Oxa-Gel sob a condição seca com ar mostrou melhor tendência para o decréscimo da filtração, e para resistência a desobstrução ao desafio ácido. A análise microscópica das imagens mostrou que os géis à base de oxalato de potássio formaram precipitados cristalinos na embocadura e no interior dos túbulos dentinários com padrões estatisticamente semelhantes. O material com maior poder obstrutivo foi o Oxa-Gel, mesmo após o desafio com ácido cítrico. As superfícies dentinárias fraturadas, previamente tratadas com derivados do oxalato de potássio, mostraram cristais a uma profundidade média entre 7,52 e 9,41 µm no interior dos túbulos. O Gel Fluoretado mostrou raríssimas formações cristalinas apenas no interior dos túbulos. A microanálise de raios X da dentina tratada mostrou o cálcio, fósforo e oxigênio como os elementos mais encontrados nos espécimes. Na difração de raios X, os espécimes em forma de disco de dentina mostraram-se mais reativos do que os em pó. Os compostos encontrados quando a dentina foi tratada com derivados do oxalato de potássio foram o oxalato de cálcio e o fosfato de cálcio potássio. O fluoreto de cálcio foi observado nos espécimes tratados com o Gel Fluoretado. Os agentes experimentais derivados do oxalato de potássio aplicados na dentina seca com ar têm potencialidade para o tratamento da dentina hiperestésica. / Potassium oxalate has been used to reduce dentin hypersensitivity. Studies have shown that the reaction of this salt with dentin substrate may result in calcium oxalate crystals deposits over and inside dentin tubules, reducing fluid filtration and dentin hypersensitivity. The aim of this study was to evaluate the variation of fluid filtration of dentin treated with different formulations of potassium oxalate gels, under five different pre-conditioned dentin surfaces It was used the method suggested by Pashley, Steward e Galloway (1984) for the measurement of hydraulic conductance of dentin. The dentin reaction with the gels were also evaluated by means of Scanning Electron Microscopy, X-Ray Microanalysis (EDS) and X-Ray Diffraction (XRD). Two hundred dentin discs 1 mm in thickness, obtained from human extracted third molars, were divided into 20 groups of ten specimens each. The groups corresponded to the following experimental materials: 3 % potassium oxalate gel - pH 4; 6 % potassium oxalate gel - pH 4; 3 % potassium oxalate gel - pH 2,5 and 1,23 % fluoride gel - pH 3,6-3,9, applied to dentin under the following surface conditions: air-dried, blot dried, wet, acidic air-dried and acidic blot-dried. Other 40 dentin discs were prepared for SEM analysis using the same experimental materials under one of the surface treatments studied in the hydraulic conductance. Dry dentin discs were then chosen for SEM and X-Ray studies. The specimens were divided in five groups of ten corresponding to the five materials used. The pattern of crystals deposition on the dentin surface and inside the tubules were assessed by SEM images and analyzed thought a digital analysis software. At the same time eight new dentin discs reproducing the same conditions as for SEM were prepared for EDS (Electron Dispersive Spectroscopy) in order to asses the elemental analysis of the crystals. Eighteen complementary discs were prepared for X Ray Diffraction Analysis for the study of the molecular composition of the crystals produced by the different experimental materials. This analysis was complemented with nine pellets of powdered dentin to compare the reactivity and the basic composition of dentin substrate. General MANOVA and post-hoc Duncan tests were performed on the dada of hydraulic conductance. Regardless of surface pre-treatment the 3 % potassium oxalate gel - pH 2,5 showed the lowest dentin filtration (p<0,05) even after citric acid challenge. In general, air-drying the dentin was the best surface pre-treatment (p<0,05). The interaction between the material and surface pretreatment showed values of hydraulic conductance similar for most of combinations, but the 3 % potassium oxalate gel - pH 2,5 under wet condition assumed the best tendency for filtration decreasing. The Fluoride Gel showed the weakest performance when compared with the other materials, regardless surface pre-treatment. The potassium oxalate gels used in this investigations significantly reduced dentin filtration. MANOVA and Duncan tests were also performed to the SEM results and showed that the potassium oxalate gels precipitated crystals deposits over the dentin surface and inside the dentin tubules as well in statistically similar patterns. No crystals were seen on dentin surface in the specimens treated with Fluoride Gel, but only a few crystals inside the tubules. The range of crystal average penetration into the tubules was 7,52 to 9,41 µm. The X-Ray Microanalysis of crystals evidenced the presence of calcium, phosphorus and oxygen equally for the four materials used. The X-Ray Diffraction of the dentin discs evidenced the presence of calcium oxalate and calcium potassium phosphate. Calcium fluoride was observed in the specimens treated with Fluoride Gel. The dentin discs were more reactive with the materials studied then the dentin powdered specimens. One may conclude that the potassium oxalate gels studied in this investigation applied on dry dentin have a great potential for tubule occlusion and consequently a clinical applicability on dentin hypersensitivity.
4

Avaliação do Potencial Carcinogênico dos Agentes Clareadores Dentais.

Dayse Aparecida Pieroli 19 September 1997 (has links)
A característica primordial da carcinogênese é o somatório de efeitos nas células. Na etiopatogenia do câncer bucal vários fatores estão envolvidos principalmente o álcool, o fumo e as radiações solares. Além disso, muitas outras substâncias potencialmente carcinogênicas estão em contato diário com a mucosa bucal e encontram-se presentes nos medicamentos, nos alimentos e no próprio meio ambiente como os gases industriais. Devido ao efeito somatório sobre as células, toda e qualquer substância deve ser avaliada quanto ao seu potencial carcinogênico sobre a mucosa bucal. Neste aspecto, a boca constitui o local mais submetido à ação carcinogênica do organismo humano. Com a introdução do peróxido de carbamida a 10% na clareação de dentes vitalizados, surgiram controvérsias significativas quanto ao risco de se danificar os tecidos moles, seja pelo contato direto ou pela ingestão do produto durante o processo clareador. Na técnica caseira de clareação, a partir da utilização de uma moldeira de acetato confeccionada pelo profissional, o paciente faz a aplicação da substância não havendo um controle direto sobre a quantidade utilizada ou ingerida e o tempo de exposição ao agente clareador. Desta forma, existe uma preocupação quanto ao potencial carcinogênico destas substâncias. A partir do modelo experimental de DMBA-indução para carcinogênese química, propusemos estudar os efeitos de dois agentes clareadores à base de peróxido de carbamida a 10%, com e sem carbopol, utilizando hamsters sírios dourados. Os animais foram divididos em 7 grupos experimentais com 10 animais cada e as substâncias foram pinceladas, durante 20 semanas, na porção média da borda lateral lingual dos animais. Os grupos foram assim divididos: Grupo I (Acetona); Grupo II e III (peróxido de carbamida a 10% com e sem carbopol, respectivamente); Grupo IV (dimethilbenzantraceno - DMBA); Grupo V (DMBA + peróxido de carbamida a 10% com carbopol); Grupo VI (DMBA + peróxido de carbamida a 10% sem carbopol) e Grupo VII (água destilada). Nos grupos com a aplicação da acetona, do peróxido de carbamida com e sem carbopol e da água destilada, a mucosa lingual não revelou alterações displásicas e/ou neoplásicas. No Grupo IV, observou-se displasia em 4 dos animais e carcinomas epidermóides nos 6 restantes, sendo 3 microinvasivos e 3 invasivos. No Grupo V, todos os 9 animais desenvolveram carcinomas epidermóides, sendo 2 microinvasivos e 7 invasivos. No Grupo VI, de 9 animais observados, 1 apresentou hiperplasia intensa e 8 carcinomas epidermóides invasivos. Concluiu-se que os clareadores à base de peróxido de carbamida a 10%, com ou sem carbopol, potencializaram o efeito do carcinógeno, no caso o DMBA (ácido dimethilbenzantraceno), atuando provavelmente na fase de promoção tumoral. Desta forma, considerando o caráter somatório das alterações carcinogênicas nas células, este efeito potencializador também pode acontecer com os demais agentes carcinógenos que atuam sobre a mucosa bucal. Os resultados sugerem que a clareação dentária deva ser executada pelo profissional, em seu consultório, com total proteção da mucosa bucal pelo isolamento absoluto, evitando-se a exposição do paciente aos riscos desnecessários, preservando a sua saúde. / In carcinogenesis there is an addition of effects in cells. Besides smoke, alcohol and solar radiation, a lot of potencially carcinogenic noxious products in foods, medications and from the environment get in contact with the oral mucosa. Bleaching agents of vital teeth can be applied by the patients at home in trays, the “nightguard vital bleaching”. The effects of two bleaching agents, based on a 10% carbamide peroxide solution with and without carbopol, were evaluated by the DMBA-induction experimental model of carcinogenesis. For twenty weeks, seven experimental groups were evaluated. Each group contained 10 hamsters and the following products were applied on the medial lateral border of the tongue: acetone, non-carbopol-containing 10% carbamide peroxide and carbopol containing 10% carbamide peroxide, DMBA+10% carbamide peroxide with carbopol, DMBA+10% carbamide peroxide without carbopol and destilled water. Ten animals died during the experiment. The groups receiving acetone, 10% carbamide peroxide with and without carbopol and destilled water showed no displasic alterations. In the group receiving DMBA alone, four animals developed displasias and six developed squamous cell carcinomas, three being micro-invasive and three invasive carcinomas. For group receiving DMBA and 10% carbamide peroxide with carbopol, all nine animals developed squamous cell carcinomas, two being micro-invasive and seven invasive carcinomas. When DMBA and 10% carbamide peroxide without carbopol was applied, one out of nine animals presented intense hiperplasia and eight invasive squamous cell carcinomas. It was concluded that bleaching agents enhance the effect of other carcinogenic agents, acting probably in the phase of promotion, without interfering in the tumoral initiation phase.
5

Efeito de agentes anti-hiperestésicos à base de oxalato de potássio na permeabilidade da dentina humana. Estudo In vitro. / Effect of potassium oxalate based dessensitizing agents on human dentin permeability. In vitro study.

Segala, Angela Destefani 17 March 2000 (has links)
O oxalato de potássio tem sido utilizado no tratamento da hiperestesia dentinária através da precipitação de cristais de oxalato de cálcio intra e extracanaliculares, obstruindo os túbulos dentinários e reduzindo o deslocamento de fluido. O objetivo desse estudo foi analisar in vitro quantitativa e qualitativamente a permeabilidade da dentina tratada com três diferentes formulações à base de oxalato de potássio e um gel fluoretado, sob cinco diferentes pré-ratamentos superficiais. O grau de oclusão dos túbulos dentinários foi avaliado por meio de microscopia eletrônica de varredura, observando a precipitação cristalina, e pela medição da condutividade hidráulica da dentina após a aplicação dos agentes anti-hiperestésicos. A natureza dos elementos químicos que compõem os cristais e os compostos formados foram identificados por meio da microanálise de raios X e da difração de raios X, respectivamente. Para o ensaio de condutividade hidráulica, realizado por meio de um dispositivo específico, foram preparados 200 discos de dentina com 1 mm de espessura, obtidos de terceiros molares humanos extraídos. Os espécimes foram divididos em 20 grupos de dez espécimes, correspondentes a três géis derivados do oxalato de potássio: Oxa-Gel, pH 4,10; Experimental 1, pH 4,02; Experimental 2, pH 2,52, e um gel de fluoreto de sódio acidulado a 1,23% - Nupro (Dentsply) - pH 3,6 a 3,9. Esses materiais foram aplicados na dentina sob as seguintes condições de pré-tratamento: seca com ar; seca com papel absorvente; mantida molhada; acidificada e seca com ar; acidificada e seca com papel. Os ensaios foram realizados na seguinte seqüência experimental: na presença de smear layer; após condicionamento com EDTA 0,5 M, por um minuto; após a aplicação dos materiais-teste e após o desafio com ácido cítrico a 6%, por um minuto. Outros 40 discos de dentina foram selecionados para o estudo em microscopia eletrônica de varredura. Os espécimes foram divididos em quatro grupos de dez espécimes, correspondentes aos quatro agentes anti-hiperestésicos em experimentação. A superfície oclusal dos discos foi dividida em partes, onde foram executadas as quatro etapas da seqüência experimental. Os agentes anti-hiperestésicos foram aplicados na dentina seca com ar, a condição de pré-tratamento de melhor desempenho no teste de condutividade hidráulica. Os discos, após serem desidratados, foram fraturados e metalizados para a análise microscópica. A análise das imagens foi feita com o auxílio do programa ImageLab, que fornecia os valores percentuais das áreas não obstruídas/desobstruídas dos túbulos dentinários para cada condição estudada. A microanálise de raios X foi realizada em oito discos de dentina, tratados dois a dois com um dos quatro agentes anti-hiperestésicos, após a superfície dentinária oclusal ter sido seca com ar. Os espécimes foram preparados da mesma maneira como foram o para microscopia eletrônica de varredura; entretanto, tiveram a cobertura condutora de carbono. Para os ensaios de difração de raios X foram preparados 18 espécimes em forma de disco de dentina e outros nove, de pó de dentina. Dezesseis dos discos de dentina foram tratados com os agentes anti-hiperestésicos na superfície seca com ar, após a remoção ou não da smear layer, durante 3 ou 12 minutos. Os outros dois espécimes serviram como controle, um com smear layer e outro limpo com EDTA. O pó de dentina foi misturado a cada um dos materiais experimentais e filtrado para a análise. Um espécime de pó sem tratamento também foi analisado e utilizado como controle. A análise estatística dos dados fornecidos pelos ensaios de condutividade hidráulica e de microscopia eletrônica de varredura foi realizada por meio da análise de variância e do teste de Duncan (p<0,05%). Independentemente do pré-tratamento de superfície, o material Experimental 2 produziu valores de filtração significativamente menores e o Gel Fluoretado, os maiores. Em geral, a dentina seca com ar foi o pré-tratamento de melhor desempenho e significativamente diferente dos demais. A interação entre material e pré-tratamento de superfície mostrou valores similares de condutividade hidráulica para a maioria das combinações, mas o material Oxa-Gel sob a condição seca com ar mostrou melhor tendência para o decréscimo da filtração, e para resistência a desobstrução ao desafio ácido. A análise microscópica das imagens mostrou que os géis à base de oxalato de potássio formaram precipitados cristalinos na embocadura e no interior dos túbulos dentinários com padrões estatisticamente semelhantes. O material com maior poder obstrutivo foi o Oxa-Gel, mesmo após o desafio com ácido cítrico. As superfícies dentinárias fraturadas, previamente tratadas com derivados do oxalato de potássio, mostraram cristais a uma profundidade média entre 7,52 e 9,41 µm no interior dos túbulos. O Gel Fluoretado mostrou raríssimas formações cristalinas apenas no interior dos túbulos. A microanálise de raios X da dentina tratada mostrou o cálcio, fósforo e oxigênio como os elementos mais encontrados nos espécimes. Na difração de raios X, os espécimes em forma de disco de dentina mostraram-se mais reativos do que os em pó. Os compostos encontrados quando a dentina foi tratada com derivados do oxalato de potássio foram o oxalato de cálcio e o fosfato de cálcio potássio. O fluoreto de cálcio foi observado nos espécimes tratados com o Gel Fluoretado. Os agentes experimentais derivados do oxalato de potássio aplicados na dentina seca com ar têm potencialidade para o tratamento da dentina hiperestésica. / Potassium oxalate has been used to reduce dentin hypersensitivity. Studies have shown that the reaction of this salt with dentin substrate may result in calcium oxalate crystals deposits over and inside dentin tubules, reducing fluid filtration and dentin hypersensitivity. The aim of this study was to evaluate the variation of fluid filtration of dentin treated with different formulations of potassium oxalate gels, under five different pre-conditioned dentin surfaces It was used the method suggested by Pashley, Steward e Galloway (1984) for the measurement of hydraulic conductance of dentin. The dentin reaction with the gels were also evaluated by means of Scanning Electron Microscopy, X-Ray Microanalysis (EDS) and X-Ray Diffraction (XRD). Two hundred dentin discs 1 mm in thickness, obtained from human extracted third molars, were divided into 20 groups of ten specimens each. The groups corresponded to the following experimental materials: 3 % potassium oxalate gel - pH 4; 6 % potassium oxalate gel - pH 4; 3 % potassium oxalate gel - pH 2,5 and 1,23 % fluoride gel - pH 3,6-3,9, applied to dentin under the following surface conditions: air-dried, blot dried, wet, acidic air-dried and acidic blot-dried. Other 40 dentin discs were prepared for SEM analysis using the same experimental materials under one of the surface treatments studied in the hydraulic conductance. Dry dentin discs were then chosen for SEM and X-Ray studies. The specimens were divided in five groups of ten corresponding to the five materials used. The pattern of crystals deposition on the dentin surface and inside the tubules were assessed by SEM images and analyzed thought a digital analysis software. At the same time eight new dentin discs reproducing the same conditions as for SEM were prepared for EDS (Electron Dispersive Spectroscopy) in order to asses the elemental analysis of the crystals. Eighteen complementary discs were prepared for X Ray Diffraction Analysis for the study of the molecular composition of the crystals produced by the different experimental materials. This analysis was complemented with nine pellets of powdered dentin to compare the reactivity and the basic composition of dentin substrate. General MANOVA and post-hoc Duncan tests were performed on the dada of hydraulic conductance. Regardless of surface pre-treatment the 3 % potassium oxalate gel - pH 2,5 showed the lowest dentin filtration (p<0,05) even after citric acid challenge. In general, air-drying the dentin was the best surface pre-treatment (p<0,05). The interaction between the material and surface pretreatment showed values of hydraulic conductance similar for most of combinations, but the 3 % potassium oxalate gel - pH 2,5 under wet condition assumed the best tendency for filtration decreasing. The Fluoride Gel showed the weakest performance when compared with the other materials, regardless surface pre-treatment. The potassium oxalate gels used in this investigations significantly reduced dentin filtration. MANOVA and Duncan tests were also performed to the SEM results and showed that the potassium oxalate gels precipitated crystals deposits over the dentin surface and inside the dentin tubules as well in statistically similar patterns. No crystals were seen on dentin surface in the specimens treated with Fluoride Gel, but only a few crystals inside the tubules. The range of crystal average penetration into the tubules was 7,52 to 9,41 µm. The X-Ray Microanalysis of crystals evidenced the presence of calcium, phosphorus and oxygen equally for the four materials used. The X-Ray Diffraction of the dentin discs evidenced the presence of calcium oxalate and calcium potassium phosphate. Calcium fluoride was observed in the specimens treated with Fluoride Gel. The dentin discs were more reactive with the materials studied then the dentin powdered specimens. One may conclude that the potassium oxalate gels studied in this investigation applied on dry dentin have a great potential for tubule occlusion and consequently a clinical applicability on dentin hypersensitivity.
6

Avaliação do Potencial Carcinogênico dos Agentes Clareadores Dentais.

Pieroli, Dayse Aparecida 19 September 1997 (has links)
A característica primordial da carcinogênese é o somatório de efeitos nas células. Na etiopatogenia do câncer bucal vários fatores estão envolvidos principalmente o álcool, o fumo e as radiações solares. Além disso, muitas outras substâncias potencialmente carcinogênicas estão em contato diário com a mucosa bucal e encontram-se presentes nos medicamentos, nos alimentos e no próprio meio ambiente como os gases industriais. Devido ao efeito somatório sobre as células, toda e qualquer substância deve ser avaliada quanto ao seu potencial carcinogênico sobre a mucosa bucal. Neste aspecto, a boca constitui o local mais submetido à ação carcinogênica do organismo humano. Com a introdução do peróxido de carbamida a 10% na clareação de dentes vitalizados, surgiram controvérsias significativas quanto ao risco de se danificar os tecidos moles, seja pelo contato direto ou pela ingestão do produto durante o processo clareador. Na técnica caseira de clareação, a partir da utilização de uma moldeira de acetato confeccionada pelo profissional, o paciente faz a aplicação da substância não havendo um controle direto sobre a quantidade utilizada ou ingerida e o tempo de exposição ao agente clareador. Desta forma, existe uma preocupação quanto ao potencial carcinogênico destas substâncias. A partir do modelo experimental de DMBA-indução para carcinogênese química, propusemos estudar os efeitos de dois agentes clareadores à base de peróxido de carbamida a 10%, com e sem carbopol, utilizando hamsters sírios dourados. Os animais foram divididos em 7 grupos experimentais com 10 animais cada e as substâncias foram pinceladas, durante 20 semanas, na porção média da borda lateral lingual dos animais. Os grupos foram assim divididos: Grupo I (Acetona); Grupo II e III (peróxido de carbamida a 10% com e sem carbopol, respectivamente); Grupo IV (dimethilbenzantraceno - DMBA); Grupo V (DMBA + peróxido de carbamida a 10% com carbopol); Grupo VI (DMBA + peróxido de carbamida a 10% sem carbopol) e Grupo VII (água destilada). Nos grupos com a aplicação da acetona, do peróxido de carbamida com e sem carbopol e da água destilada, a mucosa lingual não revelou alterações displásicas e/ou neoplásicas. No Grupo IV, observou-se displasia em 4 dos animais e carcinomas epidermóides nos 6 restantes, sendo 3 microinvasivos e 3 invasivos. No Grupo V, todos os 9 animais desenvolveram carcinomas epidermóides, sendo 2 microinvasivos e 7 invasivos. No Grupo VI, de 9 animais observados, 1 apresentou hiperplasia intensa e 8 carcinomas epidermóides invasivos. Concluiu-se que os clareadores à base de peróxido de carbamida a 10%, com ou sem carbopol, potencializaram o efeito do carcinógeno, no caso o DMBA (ácido dimethilbenzantraceno), atuando provavelmente na fase de promoção tumoral. Desta forma, considerando o caráter somatório das alterações carcinogênicas nas células, este efeito potencializador também pode acontecer com os demais agentes carcinógenos que atuam sobre a mucosa bucal. Os resultados sugerem que a clareação dentária deva ser executada pelo profissional, em seu consultório, com total proteção da mucosa bucal pelo isolamento absoluto, evitando-se a exposição do paciente aos riscos desnecessários, preservando a sua saúde. / In carcinogenesis there is an addition of effects in cells. Besides smoke, alcohol and solar radiation, a lot of potencially carcinogenic noxious products in foods, medications and from the environment get in contact with the oral mucosa. Bleaching agents of vital teeth can be applied by the patients at home in trays, the “nightguard vital bleaching". The effects of two bleaching agents, based on a 10% carbamide peroxide solution with and without carbopol, were evaluated by the DMBA-induction experimental model of carcinogenesis. For twenty weeks, seven experimental groups were evaluated. Each group contained 10 hamsters and the following products were applied on the medial lateral border of the tongue: acetone, non-carbopol-containing 10% carbamide peroxide and carbopol containing 10% carbamide peroxide, DMBA+10% carbamide peroxide with carbopol, DMBA+10% carbamide peroxide without carbopol and destilled water. Ten animals died during the experiment. The groups receiving acetone, 10% carbamide peroxide with and without carbopol and destilled water showed no displasic alterations. In the group receiving DMBA alone, four animals developed displasias and six developed squamous cell carcinomas, three being micro-invasive and three invasive carcinomas. For group receiving DMBA and 10% carbamide peroxide with carbopol, all nine animals developed squamous cell carcinomas, two being micro-invasive and seven invasive carcinomas. When DMBA and 10% carbamide peroxide without carbopol was applied, one out of nine animals presented intense hiperplasia and eight invasive squamous cell carcinomas. It was concluded that bleaching agents enhance the effect of other carcinogenic agents, acting probably in the phase of promotion, without interfering in the tumoral initiation phase.
7

Influencia de selantes de superficie na microinfiltração de dentes restaurados com resina composta / Influence of surface sealant on the microleakage in teeth restored with composite

Fragoso, Larissa Silveira de Mendonça 07 January 2005 (has links)
Orientador: Jose Roberto Lovadino / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-04T20:06:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fragoso_LarissaSilveiradeMendonca_M.pdf: 745321 bytes, checksum: 11d0220042f028180b3a2d86a37f5f8b (MD5) Previous issue date: 2005 / Resumo: O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar a influência de selantes de superfície na microinfiltração em dentes restaurados com resina composta; Foram utilizados 45 fragmentos de dentes incisivos bovinos onde foram realizados preparos cavitários do tipo Classe V. Os preparos foram restaurados com resina composta Z250, em seguida, foram armazenados em água destilada e mantidos em estufa a 37°C por 24 horas, e então, realizado acabamento e polimento. Após este procedimento, as restaurações foram divididas aleatoriamente em três grupos: grupo I (sem selamento) - controle; grupo II - as restaurações foram condicionadas e o sei ante de superfície Fortify (Bisco) foi aplicado na superfície da restauração; grupo m - as restaurações foram condicionadas e o selante de superfície Biscover (Bisco) foi aplicado na superfície da restauração. Em seguida as amostras foram armazenadas em água destilada por mais 12 horas a 37°C e submetidas à termociclagem. Para avaliar a infiltração marginal, as restaurações foram imersas em corante tamponado de azul de metileno 2%, por 4 horas. O método utilizado para a avaliação foi o qualitativo, por meio de um Estereomicroscópio onde três observadores calibrados avaliaram o nível de infiltração do corante na interface dente/material restaurador de acordo com os seguintes escores: 0= nenhuma infiltração do corante; 1= infiltração do corante na interface dente/restauração, até a metade da parede gengival; 2= infiltração do corante na interface dente/restauração, além da metade da parede gengival, sem atingir a parede axial; 3= infiltração do corante ao longo da interface dente/restauração até a parede axial ou além dela. Os resultados obtidos foram submetidos à análise estatística (Testes de Kappa e Kruskal-Wallis). Foi demonstrado que os selantes de superfície Fortify (Grupo lI) e Biscover (Grupo III), apresentaram as menores médias de infiltração marginal, diferindo estatisticamente do grupo controle (Grupo I). Desta forma, concluiu-se que o uso de selantes de superfície foi eficaz na diminuição da infiltração marginal / Abstract: The aim of this "in vitro" study was to evaluate the influence of sealants on the microleakage of teeth restored with composite. Class V cavity preparations were performed in 45 bovine incisive fragments. The cavities were filled with composite resin Z250. They were then stored in distilled water and placed in a incubator at 37°C for 24 hours followed by finishing and polishing. After this procedure, the samples were randomly divided into 3 groups: Group I (no sealant) - control; Group II- Samples were etched and the surface sealant Fortify (Bisco) was applied over the filling's surface; Group m- Samples were conditioned and Biscover (Bisco) was applied over the filling's surface. In a second moment, the fillings were stored once more in distilled water for 12 hours at 37°C and then were submitted to thermocyc1ing. To evaluate marginal infiltration, the samples were immersed in 2% methylene blue dye (pH 7,0), for 4 hours. The method used for evaluation was qualitative, through the manipulation of an Estereomicroscope where three observes analyzed the infiltration leveI of the pigment within the tooth/filling according the following scores: 0= no infiltration; 1= infiltration within tooth/material interface, beyond half of the gingival wall; 2 = infiltration within tooth/material interface, beyond half of the gingival wall, but not reaching the axial wall; 3 = infiltration within tooth/material interface up to or beyond axial wall. The results obtained were submitted to statistical analysis (Kruskal-Wallis Test). 1t was demonstrated that the surfaces sealantes Fortify (group II) and Biscover(group m) presented the lowest averages of marginal infiltration, and these results were statistically significant in relation to group control (group I). 1t can be conc1uded that the use of surface sealant was eficient on reducting the microinfiltration / Mestrado / Dentística / Mestre em Clínica Odontológica
8

Avaliação da resitência de união de pinos de fibra de vidro cimentados com diferentes protocolos adesivos e submetidos à ciclagem mecânica / Evaluation of the bond strength of fiber posts cemented with different adhesives protocols and submitted to cycling loading

Delicio, Giovana Priscila, 1982- 19 August 2018 (has links)
Orientador: Giselle Maria Marchi Baron / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-19T23:13:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Delicio_GiovanaPriscila_M.pdf: 2334364 bytes, checksum: 71a46a0afbbdeb4bc75c338b2352a916 (MD5) Previous issue date: 2012 / Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, a resistência de união de pinos intrarradiculares cimentados através de diferentes protocolos adesivos e submetidos ou não à ciclagem mecânica. Foram selecionadas 80 raízes de incisivos inferiores bovinos com dimensões semelhantes, as quais foram incluídas em resina de poliestireno. Os corpos-de-prova foram separados em 10 grupos experimentais (n=8), de acordo com o protocolo adesivo realizado, sendo que 8 amostras de cada protocolo foram submetidas à fadiga mecânica e 8 não. Os protocolos adesivos realizados estão descritos a seguir: Grupos 1 e 6 - cimento resinoso RelyX Unicem; Grupos 2 e 7 - cimento resinoso RelyX Unicem com prévio condicionamento ácido e aplicação do sistema adesivo Adper Single Bond; Grupos 3 e 8 - cimento resino Panávia F 2.0 e sistema adesivo autocondicionante Clearfil SE Bond + ED Primer; Grupos 4 e 9 - cimento resinoso RelyX ARC e sistema adesivo Scothbond Multi Purpose Plus; Grupos 5 e 10 - cimento resinoso Panavia F 2.0 e sistema adesivo ED Primer. Após a cimentação dos pinos pré-fabricados, foram confeccionados núcleos de preenchimento de resina composta. Foram aplicados 200.000 ciclos, com força axial intermitente de 80N (1Hz). O teste de push-out foi realizado a uma velocidade de 0,5mm/min e os valores expressos em MPa obtidos de cada grupo, foram tabulados e analisados quanto à sua normalidade. Após isso, foi realizada a análise de variância (ANOVA) e teste Tukey. Segundo os resultados, os cimentos Unicem e Panávia aplicados conforme as instruções do fabricante, apresentaram os menores valores de resistência de x união, não havendo diferença significante entre os demais protocolos adesivos. Além disso, não observou-se diferença estatisticamente significante entre os grupos submetidos e os não submetidos à fadiga mecânica. Segundo esta pesquisa, pode-se concluir que a aplicação de novos protocolos adesivos pode ser viável no sucesso clínico da cimentação de pinos de fibra de vidro no canal radicular uma vez que trouxeram vantagens na resistência de união avaliada / Abstract: The objective of this study was to evaluate in vitro the bond strength of intracanal posts cemented using different adhesive protocols and not submitted to mechanical cycling. 80 roots were selected from bovine incisors with similar dimensions, which are included in polystyrene resin. The bodies of the test piece were divided into 10 experimental groups (n = 8), in accordance with the adhesive protocol performed, with each protocol eight samples were subjected to mechanical stress and not 8. The adhesive protocols performed are as follows: Groups 1 and 6 - cement RelyX Unicem; Groups 2:07 - cement RelyX Unicem with prior etching and application of the adhesive system Single Bond; Groups 3:08 - Resino cement Panavia F 2.0 and etching adhesive system Clearfil SE Bond Primer + ED; Groups 4:09 - RelyX ARC resin cement and adhesive system Scothbond Multi Purpose Plus; Groups 5:10 - Panavia F 2.0 ED primer and adhesive system. After cementation of prefabricated posts, cores were made of composite resin filling. 200,000 cycles were applied, with intermittent axial force 80N (1Hz). The push-out test was carried out at a speed of 0.5 mm / min and the values expressed in MPa obtained from each group were tabulated and analyzed for their normal. After this, we performed analysis of variance (ANOVA) and Tukey's test. According to the results, Unicem and Panavia cements applied according to manufacturer's instructions, had the lowest bond strength, no significant difference between the protocols other adhesives. In addition, there was no statistically significant difference between the groups submitted and not submitted to mechanical fatigue. According to this research, the implementation of new protocol designs can be feasible in the clinical success of the cementation of fiber glass in the canal since it brought advantages in bond strength evaluated / Mestrado / Dentística / Mestre em Clínica Odontológica
9

Avaliação da resistência de união ao microcisalhamento e grau de conversão de cimentos resinosos com a utilização de diferentes protocolos adesivos / Effect of the adhesive protocol on micro shear bond strength and degree of conversion among different resin cement and ceramic

Fabião, Mayra de Mello, 1987- 20 August 2018 (has links)
Orientador: Luis Roberto Marcondes Martins / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-20T01:21:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fabiao_MayradeMello_M.pdf: 6929513 bytes, checksum: ce29eeaf520ef3d3786cf99b82f39197 (MD5) Previous issue date: 2012 / Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência de união ao microcisalhamento de três cimentos resinosos (RelyX ARC, RelyX U100 e Panavia F), com diferentes protocolos adesivos estabelecidos para cada cimento e unidos a dois tipos de cerâmica (feldspática - d.SIGN e dissilicato de litio - e.max) através da fotopolimerização transcerâmica. Em adição foi avaliado o grau de conversão dos grupos em estudo. Para resistência de união, apos a aplicação dos adesivos, foram confeccionados cilindros de cimento para a realização do teste de microcisalhamento (n=8) em máquina de ensaio universal. A fotopolimerização foi realizada com aparelho de luz halógena por 60 segundos através da cerâmica com o auxilio de um dispositivo confeccionado para o presente estudo. Apos os ensaios, as amostras fraturadas foram analisadas em microscópio eletrônico de varredura para a classificação do padrão de fratura. Para analise do grau de conversão, os cimentos foram manipulados e inseridos em molde. Os diferentes protocolos adesivos foram aplicados em uma tira de poliéster, posicionados sobre o cimento e fotopolimerizados através da um disco de cerâmica de acordo com o grupo (n=5) A leitura do grau de conversão foi alizada através de espectofotometria. Os dados obtidos para ambos os experimentos foram analisados estatisticamente através de ANOVA 2-- critérios e teste de Tukey (p? 0,05). A resistência de união e o grau de conversão foram influenciados pelo tipo de cerâmica utilizada. As amostras fotopolimerizadas através da cerâmica feldspática apresentaram resultados superiores do que as polimerizadas através da cerâmica reforçada. RelyX ARC obteve os maiores valores de resistência de união que os demais cimentos testados. Os valores de resistência de união e grau de conversão dos cimentos testados foram influenciados pelos protocolos adesivos na ausência de intensidade de luz adequada / Abstract: The aim of this study was to evaluate the micro shear bond strength of three resin cements (RelyX ARC, RelyX U100 and Panavia F), with differente adhesive protocols and two ceramic types (feldspatic - d.SIGN and lithium dissilicate reinforced - e.max) photocured through ceramic. In addition it was measured the degree of conversion of each group. For bond strength test, the adhesives were applied in the ceramic surface, and the resin cement cylinders were confectioned for the micro--?shear bond strength test (8 specimens with 4 cylinders for each group). A device was developed to permit light cure through ceramic. Fractures specimens were SEM analyzed to classify the failure mode. For DC analysis, the resin cements were manipulated and applied into a mold. The adhesive protocols were performed on a Mylar strip and positioned upon the manipulated cement. A ceramic disc respective to each group was placed above the Mylar strip and the light curing was performed (n=5). Data were statistically analyzed (p?0.05) using a two--way ANOVA and Tukey ?s test. Feldspatic ceramic presented better results than lithium dissilicate reinforced ceramic for both methodologies. RelyX ARC presented higher bond strength values than the other cements. Different adhesive protocols significantly affect bond strength and DC values in abcense of adequate ligth intensity / Mestrado / Dentística / Mestre em Clínica Odontológica
10

Avaliação da microdureza de materiais restauradores submetidos ao clareamento com gel de peroxido de carbamida

Campos, Inger Teixeira de 12 January 2001 (has links)
Orientador : Luiz Andre Freire Pimenta / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-28T05:06:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Campos_IngerTeixeirade_D.pdf: 3301743 bytes, checksum: b88624e0cb4825b185579487f374a5d2 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: O objetivo deste trabalho in vitro foi avaliar quantitativa mente os efeitos dos géis de peróxido de carbamida (PC) a 10% e 15% (Opalescence Ultradent Prod.) nos materiais restauradores, utilizando-se análise de microdureza superficial. Matrizes cilíndricas de acrílico (4X2mm) foram preenchidas com os seguintes materiais restauradores: Charisma (Heraeus Kulzer), Durafill V5 (Heraeus Kulzer), Vitremer (3M), Dyract AP (Dentsply) e Permite C (5Dl). Confeccionaram-se sessenta corpos-de-prova para cada material restaurador. Vinte espécimes (n=20) foram destinados para o grupo controle, que permaneceu imerso em saliva artificial substituída diariamente, vinte receberam peróxido de carbamida a 10% e vinte peróxido de carbamida a 15%. O tratamento consistiu na imersão dos espécimes em 1cm3 de PC a 10% e 15%, por seis horas diárias, durante três semanas. Enquanto não estavam sendo tratados com gel clareador, os grupos experimentais permaneceram imersos em saliva artificial durante dezoito horas. Após este período, foi feita a medida da microdureza Knoop (KHN) em cada corpo-de-prova, em cinco locais diferentes, aplicando-se carga de 25g, durante 20 segundos. Os valores obtidos, foram transformados em KHN e a média dos valores foi calculada. Os dados foram submetidos a análise estatística(ANOVA e Teste de Tukey, p<0,05). Através dos resultados obtidos foi possível concluir que o clareamento caseiro com gel de peróxido de carbamida a 10 e 15% provocou diminuição na microdureza dos materiais Dyract AP, Vitremer e Permite C / Abstract: The objective of this in vitro study was to quantitatively assess the effects of bleaching (Opalescence-Ultradent with 10% and 15% carbamide peroxide (CP) Prod.) on restoration materiais by performing superficial microhardness analysis. Acrylic cylindrical containers (4x2mm) were filled with the following restoration products: Charisma (Heraues Kulzer), Durafill VS (Heraeus Kulzer) Vitremer (3M), Dyract (Dentsply) and Permite C (SDI). Sixty samples were prepared of each restoration material. Twenty samples (n=20) received bleaching treatment with PC 10%, twenty received bleaching treatment with PC 15% and twenty were kept submersed in artificial saliva, which was replaced daily. The treatment consisted of immersion of the specimens in 1cm3 of CP at 10% and 15% for six hours per day during three weeks, whereupon the test specimens were washed, dried and kept immersed in artificial saliva for 18 hours. Then the test and control specimens were analyzed using a microhardness gauge. The Knoop Hardness Number (KHN) was taken for each test and control specimen at five different locations by applying a 25g force for 20 seconds. The values obtained were transformed into KHNs and the mean calculated. The data were submitted to statistical analysis by ANOVA and Tukey test, p<0,05. It was observed a decrease in microhardness for the materiais Dyract AP, Vitremer and Permite C after treatment with PC 10% and 15% / Doutorado / Dentística / Doutor em Clínica Odontológica

Page generated in 0.1236 seconds