• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 189
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 194
  • 99
  • 86
  • 44
  • 37
  • 34
  • 25
  • 23
  • 23
  • 22
  • 17
  • 16
  • 15
  • 13
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Distribuição vertical e flutuação sazonal da macrofauna vagil associada a Sargassum cymosum C. Agardh, em uma praia do litoral norte do Estado de São Paulo

Jacobucci, Giuliano Buza 22 February 2000 (has links)
Orientador: Fosca Pedini Pereira Leite / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-26T11:48:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Jacobucci_GiulianoBuza_M.pdf: 6902882 bytes, checksum: d41430bd317719fd1fa4cabc9c8ad51d (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: A flutuação sazonal e a distribuição vertical da macrofauna vágil associada a Sargassum cymosum C. Agardh na praia do Lázaro, Ubatuba, Estado de São Paulo, foi avaliada através da comparação das densidades de grandes grupos taxonômicos e das espécies de crustáceos peracáridos em três intervalos de profundidade em quatro períodos do ano. Também foi estudado o papel da complexidade de habitat na estruturação da comunidade de peracáridos. Dez grupos foram identificados sendo os anfípodes gamarídeos e caprelídeos numericamente dominantes em todos os períodos de amostragem. Gastrópodes, poliquetos e ofiuróides ocorreram em densidades inferiores aos anfípodes e apresentaram uma tendência de aumento de representatividade com a profundidade. Algumas espécies de peracáridos apresentaram distribuição vertical diferenciada, provavelmente relacionada às diferenças no grau de agitação e sedimentação nos intervalos de profundidade amostrados. A variação da complexidade de habitat, representada por diferenças em aspectos fenológicos de Sargassum e cobertura por algas e hidrozoários, foi parcialmente responsável pelas diferenças de densidade dos peracáridos entre frondes e pelas flutuações sazonais desses organismos, sugerindo que fatores como recrutamento e interações bióticas como predação e competição também podem contribuir para explicar os padrões de distribuição observados / Abstract: Seasonal fluctuations and depth distribution of the vagile macrofauna associated to Sargassum cymosum at Lazaro beach, Ubatuba, São Paulo State, were evaluated through density comparison of higher taxonomic groups and pericarid species among three depth intervals in four periods of the year. We also examined the role of habitat complexity in structuring pericarid assemblage. T en groups were identified with gammarid and caprellid amphipods being numerically dominant in ali sampling periods. Gastropods, polychaetes and ophiuroids ocurred at lower densities than amphipods and presented a trend of higher dominance with increasing depths. Some pericarid species show a differential vertical distribution probably related to different degrees of water movement and sedimentation in the depth ranges sampled. Habitat complexity variation, represented by differences in fenological parameters, algae and hydrozoan cover in Sargassum fronds, partially explained pericarid density distinction between plants and seasonal fluctuations of these organisms, suggesting that recruitment and biotic interactions like predation and competition may have accounted for some of the distribution patterns observed. / Mestrado / Mestre em Ecologia
2

Transporte de umidade nos regimes monçônicos e sua variabilidade relacionada com eventos de seca e cheia na Amazônia

Costa, Claúdia Priscila Wanzeler da 17 June 2015 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-08-02T19:03:44Z No. of bitstreams: 2 Tese_final_Claudia.pdf: 11975437 bytes, checksum: ae28d4cd37aea6e09e40fead6c45edc1 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-02T19:03:44Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Tese_final_Claudia.pdf: 11975437 bytes, checksum: ae28d4cd37aea6e09e40fead6c45edc1 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2015-06-17 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Atmospheric moisture transport and moisture convergence characteristics of the monsoon regimes of the globe are obtained. Special emphasis is laid on the South American monsoon system. The NCEP/NCAR gridded analysis data for 62 years is used for the calculations. Seasonal cross-equatorial moisture transport in the sector of a given monsoon regime is seen to characterize the monsoon intensity. Whereas the lower tropospheric winds change their direction by almost 180 ° from winter season (DJF) to summer (JJA) over the South Asian and East African monsoon region, the trade winds over the tropical Atlantic and tropical South America east of the Andes remain basically easterlies in all seasons. However, the moisture transport across the equator in the South American monsoon region changes sign from JJA to DJF, being north to south in the DJF season. The mean yearly total cross-equatorial moisture transport from the Southern Hemisphere to Northern Hemisphere is approximately three times the discharge of water by the mighty Amazon River into the Atlantic, most of it happening in the Indian Ocean. Between the equator and 20ºN there is moisture convergence, which supplies moisture for the ITCZ. This explains its position to north of the equator. A comparison of different monsoon regimes reveals that the South Asian monsoon is wide and three times more intense than the South American monsoon. The Australian monsoon is weaker than the South American monsoon. There is an indication that the South American monsoon is stronger, on seasonal average, when the Australian monsoon is weaker. The convergence of moisture accounts for almost 70% of the total rainfall over the Amazon Basin, the remaining 30% is contributed by evapotranspiration over the Amazon forest. The sources of moisture for the Amazon Basin are situated in the Tropical North and South Atlantic Oceans away from the equator but equatorward of 35ºS and 35ºN. Moisture transport from the Tropical South Atlantic into the Amazon Basin passes over Northeast Brazil. However, there is net divergence of moisture over the Northeast. The regression showed a not very good relationship between the moisture convergence and precipitation over the Amazon basin in the wet season (October to April), where approximately 34% of the rainfall variability is explained by variability in moisture convergence over the basin. The level of the Rio Negro has a low correlation with the moisture convergence over the basin being 26% in DJF. The results of this study indicate that the atmospheric moisture transport can be used to identify the monsoon and characterize its intensity / As características do transporte e da convergência de umidade atmosférica dos regimes monçônicos do globo são obtidos. Especial ênfase é dada ao Sistema de Monção da América do Sul (MAS). Os dados em pontos de grade de reanálises do NCEP / NCAR para 62 anos são usados para os cálculos. O transporte sazonal de umidade que atravessa o equador no setor de um dado regime de monção é visto caracterizar a intensidade das monções. Enquanto, os ventos na troposfera inferior invertem sua direção da estação de inverno boreal (Dez-Jan-Fev, DJF) para estação de verão boreal (Jun-Jul-Ago, JJA) sobre as regiões monçônicas do Sul Asiático e o do Leste Africano, os ventos alísios sobre o Atlântico Tropical e América do Sul tropical, a leste dos Andes, permanecem basicamente de leste em todas as estações. No entanto, o transporte de umidade que atravessa o equador na região de MAS muda de sinal de JJA para DJF, sendo de norte para sul em DJF. A média do total anual do transporte de umidade equatorial do Hemisfério Sul (HS) para Hemisfério Norte (HN) é cerca de três vezes a descarga de água pelo rio Amazonas para o Oceano Atlântico. Entre o equador e 20ºN há convergência de umidade, a qual alimenta a região da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), isto explica sua posição ao norte do Equador. Uma comparação dos diferentes regimes de monção revela que a Monção do Sul Asiática é extensa e três vezes mais intensa do que a MAS. A Monção Australiana (MA) é mais fraca que a MAS e há uma indicação de que esta última seja mais forte, em média sazonal, quando a MA é mais fraca. A convergência de umidade responde por quase 70% do total de chuvas sobre a bacia Amazônica, os 30% restantes são fornecidos por evapotranspiração sobre a floresta Amazônica. As fontes de umidade para a bacia Amazônica estão situadas nos oceanos Atlântico Tropical Norte (ATN) e Atlântico Tropical Sul (ATS) longe do equador, precisamente nas saídas das Altas Subtropicais desses oceanos (35ºS e 35ºN). O transporte de umidade vindo do ATS para a bacia Amazônica passa sobre o Nordeste Brasileiro (NEB), no entanto, há divergência líquida de umidade sobre ele. A regressão mostrou uma relação não muito boa entre a convergência de umidade e a precipitação sobre a bacia Amazônica na estação chuvosa (outubro – abril), onde aproximadamente 34% da variabilidade da precipitação é explicada pela variabilidade da convergência de umidade sobre a bacia. O nível do rio Negro apresenta uma baixa correlação com a convergência de umidade sobre a bacia, sendo de 26% em DJF. Os resultados obtidos neste trabalho indicam que o transporte de umidade pode ser utilizado como um índice confiável para identificar e caracterizar a intensidade de monção.
3

Análise da variação sazonal da precipitação e temperatura em Manaus (AM)

Aguiar, Diego Gomes 23 June 2017 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-09-21T13:56:38Z No. of bitstreams: 2 Dissertacao_Diego_Gomes_Aguiar_Final.pdf: 2130834 bytes, checksum: 2240e8a5d696bb3f51e5c7d45801da6e (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-09-21T13:56:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertacao_Diego_Gomes_Aguiar_Final.pdf: 2130834 bytes, checksum: 2240e8a5d696bb3f51e5c7d45801da6e (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2017-06-23 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / Amazonian capital came to fragment its green spaces, generating changes in the quality of life of its inhabitants. Environmental degradation processes, with serious changes in the natural environment, have affected the flora and fauna and produced local climate change, such as the occurrence of Urban Heat Islands (ICU). The general objective of this dissertation is to analyze the seasonal variation of precipitation and temperature between urban and rural areas in Manaus (in the period of April and November 2017). The study made use of data obtained through 05 handmade rain gauges used to collect rainfall points near the university campus of the Federal University of Amazonas (UFAM), as well as the installation of a meteorological station inside the same campus. Data from two stations installed through the Climate Change Network of the Amazon - REMCLAM/FINEP, from the automatic station of the National Institute of Meteorology (INMET) and station K34, installed at the INPA Experimental Site (ZF02) were also used. A significant spatial variation of rainfall was concluded from the precipitation analysis. The highest cumulative total precipitation occurred in the EST/UEA station, followed by the K34 (station in a forest environment) and the lowest total accumulated at the UFAM station. For the period under review, the month of May was atypical compared to the local climatology, which may be associated with the influence of the El Niño climate phenomenon. The UFAM presented a NDC very similar to that verified in the INMET and EST/UEA stations. In relation to total accumulated monthly precipitation, the month of April obtained the highest values, and in August the lowest values were obtained (with the exception of UFAM). In the analysis of the occurrence of precipitation through two periods (diurnal and nocturnal) it was identified that, the diurnal period concentrates the largest cumulative totals of precipitation in relation to the night period. In relation to the rainfall registered by the handmade rain gauges installed around the UFAM Campus, it was identified that the rains during the study period are larger in the Campus (border) environment than in the interior. The maximum and minimum air temperature analyzes collected by the automatic stations allowed a similar variability to be identified over the study period, but with higher daily temperatures occurring in the IFAM/ZL station and lower in the K34 station. When obtaining the means of the average temperatures, it was observed that the UFAM showed to be more heated than the other stations in every month. / Com o crescimento da cidade de Manaus e a consequente e intensa mudança no uso do solo, a capital amazonense veio a fragmentar seus espaços verdes, gerando mudanças na qualidade de vida de seus habitantes. Os processos de degradação ambiental, com graves alterações no ambiente natural, afetaram a flora e a fauna e produziram alterações climáticas locais, tendo como exemplo a ocorrência de Ilhas de Calor Urbano (ICU). O objetivo geral desta dissertação é o de analisar a variação sazonal da precipitação e da temperatura entre áreas de ambiente urbano e rural em Manaus (no período de abril e novembro de 2017). O estudo fez uso de dados obtidos através de 05 pluviômetros artesanais utilizados para a coleta de chuva em pontos no entorno do campus universitário da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), além da instalação de uma estação meteorológica no interior do mesmo campus. Utilizou-se ainda de dados de duas estações instaladas através do Projeto Rede de Mudanças Climáticas da Amazônia – REMCLAM/FINEP, da estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia – INMET e da estação K34, instalada no Sítio Experimental (ZF02) do INPA. Concluiu-se da análise da precipitação uma expressiva variação espacial de chuva. O maior total acumulado de precipitação deu-se na estação EST/UEA, seguida da K34 (estação que se encontra em ambiente de floresta) e o menor total acumulado, na estação UFAM. Para o período em análise, o mês de maio mostrou-se atípico se comparado com a climatologia local, o que pode ser associado à influência do fenômeno climático El Niño. A UFAM apresentou um NDC muito similar ao verificado nas estações INMET e EST/UEA. Com relação ao totais acumulados mensais de precipitação, o mês de abril obteve os maiores valores, sendo que no mês de agosto obteve-se os menores valores (com exceção da UFAM). Na análise da ocorrência de precipitação através de dois períodos (diurno e noturno) identificou-se que, o período diurno concentra os maiores totais acumulados de precipitação em relação ao período da noite. Em relação à precipitação registrada pelos pluviômetros artesanais instalados ao redor do Campus da UFAM identificouse que as chuvas no período utilizado no estudo são maiores no entorno (fronteira) do Campus do que no seu interior. As análises da temperatura do ar máximas e mínimas coletadas pelas estações automáticas permitiram identificar uma semelhante variabilidade ao longo do período em estudo, porém com temperaturas diárias mais elevadas ocorrendo na estação IFAM/ZL e menores na estação K34. Ao se obter as médias das temperaturas médias, observou-se que a UFAM se mostrou mais aquecida que as outras estações em todos os meses.
4

Ecologia e biologia populacional do caranguejo Heptus pudibundus (Herbst, 1785) (Crustacea, Decapoda, Aethroidea) na região de Ubatuba, São Paulo, Brasil /

Lima, Paloma Aparecida de. January 2012 (has links)
Orientador: Adilson Fransozo / Banca: Giovana Bertini / Banca: Gustavo Monteiro Teixeira / Resumo: O caranguejo Hepatus pudibundus é uma espécie abundante, com importante papel na cadeia trófica marinha, pertencente à carcinofauna acompanhante da pesca de camarões na costa brasileira. Este estudo investigou a distribuição e a estrutura populacional frente aos fatores ambientais mensurados, a razão sexual e o recrutamento juvenil da espécie em três enseadas do litoral norte do Estado de São Paulo. Os caranguejos foram coletados mensalmente com um barco de pesca comercial equipado com redes do tipo "double rig", no período de janeiro de 1998 a dezembro de 1999. Cada região foi separada em área protegida (transectos de 5, 7,5 e 10 m de profundidade) e área exposta (10, 15 e 20 m). Amostras de água e de sedimento foram coletadas para análise dos fatores ambientais. Um total de 8.674 indivíduos foi capturado, sendo 33,2% em Ubatumirim, 31,1% em Ubatuba e 35,7% em Mar Virado. No geral, os indivíduos de H. pudibundus foram encontrados em maior número na área exposta e nos meses correspondentes ao verão (janeiro, fevereiro e março). Em relação às classes de fatores ambientais analisados, não foi possível verificar uma discrepância na abundância conforme as classes. Do total de animais, 6.239 eram fêmeas (490 jovens, 5.031 adultas não ovígeras e 718 ovígeras) e 2.435 machos (343 jovens e 2.092 adultos). O tamanho médio da população foi de 46,1 ± 9,2 mm de largura de carapaça em Ubatumirim, 47,3 ± 9,4 em Ubatuba e 46,1 ± 8,4 em Mar Virado, sendo os machos maiores do que as fêmeas. Em relação à proporção de machos e fêmeas, observou-se desvio no padrão de 1:1 em favor das fêmeas, em todas as áreas amostradas. Indivíduos jovens foram coletados nas três enseadas e durante os dois anos, em praticamente todos os meses, demonstrando que a espécie apresenta um recrutamento contínuo na região. Apesar ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Not available / Mestre
5

Variação sazonal e estrutura trófica da assembléia de peixes do Delta do Rio Jacuí, RS, Brasil

Saccol-Pereira, Adriana January 2008 (has links)
O presente estudo teve como objetivos conhecer a estrutura da assembléia de peixes do delta do rio Jacuí quanto a sua diversidade, riqueza e similaridade em relação a variações sazonais, assim como sua estrutura trófica. O delta do rio Jacuí situa-se no leste do estado do Rio Grande do Sul, formando uma extensa área alagada de 22 mil hectares com 30 ilhas. As amostragens foram realizadas mensalmente de outubro de 2004 a setembro de 2005, através do uso de redes de espera em três áreas e a abundância de cada espécie foi determinada através da captura por unidade de esforço (CPUE) em número de indivíduos e biomassa. A maioria dos indivíduos coletados pertenceu aos caraciformes seguido pelos siluriformes. Análises estatísticas não demonstraram diferenças significativas entre o número de indivíduos coletados, biomassa e fatores abióticos entre o dia e a noite dentro das estações do ano. Entretanto, quando a assembléia foi comparada entre as estações independente de dia e noite, o outono foi a estação que apresentou significativamente o maior número de indivíduos capturados, enquanto que sua biomassa foi significativamente igual a do inverno e ambas foram maiores que a biomassa da primavera e do verão. Estes resultados também apresentaram correlação significativa com a pluviosidade, demonstrando que o número de indivíduos capturados aumentou com a pluviosidade. A espécie Cyphocarax voga que tem sua alimentação baseada no substrato foi a mais capturada em número de indivíduos e biomassa, independente de estação do ano e dia ou noite e junto com ela Astyanax fasciatus, Pachyurus bonariensis, Parapimelodus nigribarbis, Pimelodus maculatus, Loricariichthys anus e Hoplosternum littorale que apresentam em sua maioria hábitos alimentares bentófagos, representaram 70% da captura total em número de indivíduos e biomassa. De forma geral, a assembléia ocupou mais a coluna d’água, se alimentando de um maior número de itens alimentares, durante os períodos de maior pluviosidade onde ocorreram os maiores valores de sobreposição alimentar, enquanto que no inverno e verão, períodos de menor pluviosidade, a assembléia apresentou alimentação mais estrita baseando-se principalmente em itens encontrados próximos ou no substrato. / The present studies aimed know the structure of the assemblage of fish of the Jacuí River Delta in relationship its diversity, richness and similarity in relation to seasonal variations, as well as its trophic structure. The Jacui River Delta, on the east of the Rio Grande do Sul State, forming an extensive marshland of 22 thousand ha with 30 islands. Sampling was monthly performed from October 2004 to September 2005, through the use of gillnets in three areas and the abundance of each species was determined through the catch per unit effort (CPUE) in number of individuals and biomass. The assemblage was composed in majority by Characiformes, followed by Siluriformes. Statistical analysis demonstrate no significant differences between the number of individuals and biomass in the diel distribuition pattern amongst the seasons of the year and abiotic factors measured. However, when the assemblage was compared between the seasons of the year independent the diel variations the Autumn is significantly the season with the largest number of individuals captured. The individuals biomass in the Autumn is significantly equal of the Winter and both values are significantly larger than the ones displayed during the Spring and the Summer. The regression analysis established a significant result between the number of individuals collected and the average rainfall, demonstrating that the number of individuals caught increased with the rainfall. The species Cyphocarax voga that presents detritivorous feeding habits was the largest captured in number of individuals and biomass irrespective of season and diel and together with Astyanax fasciatus, Pachyurus bonariensis, Parapimelodus nigribarbis, Pimelodus maculatus, Loricariichthys anus and Hoplosternum littorale that present bentophagous habits, represented 70% of the total capture in number of individuals and biomass. In general the assemblage occupied more the column water, feeding of a larger number of alimentary items, during the periods of highest rainfall where occurred the highest values of alimentary overlap, while in the Winter and the Summer, periods of smallest rainfall, the feeding was more strict basing mainly on items found near or in the substratum.
6

Influência da urbanização sobre assembléias de Drosophilidae na cidade de Florianópolis, SC, Brasil

Gottschalk, Marco Silva January 2004 (has links)
Os objetivos do trabalho foram caracterizar e comparar as assembléias de drosofilídeos em um gradiente que vai de um ambiente florestal ao urbano, e verificar se há uma variação sazonal na abundância destes indivíduos. Para isso foram realizadas dez coletas entre os anos de 2000 e 2003 em quatro pontos com diferentes níveis de urbanização na cidade de Florianópolis, SC, Brasil. Um número bastante alto de espécies foi coletado, sendo 88 pertencentes ao gênero Drosophila, sete ao gênero Zygothrica, e uma de cada um dos demais gêneros coletados – Diathoneura, Hirtodrosophila, Rhinoleucophenga, Scaptodrosophila e Zaprionus. Foi observada uma mudança gradual na estrutura das assembléias estudadas, sendo que no ponto de menor urbanização, localizado em uma área de Mata Atlântica, as espécies dominantes foram as do subgrupo willistoni de Drosophila e Drosophila capricorni, enquanto que nos pontos de maior urbanização as espécies dominantes foram D. simulans, D. malerkotliana e Zaprionus indianus. A abundância absoluta das espécies nativas manteve-se na cidade e não foi observado um decréscimo na riqueza de espécies com o aumento da urbanização. Constatou-se uma variação sazonal típica de cada ambiente estudado, sendo que no ponto de menor urbanização (Mata Atlântica), D. capricorni apresentou um aumento em sua abundância durante os invernos e épocas adjacentes e nas outras épocas do ano o subgrupo willistoni dominou. Nos pontos de maior urbanização, observou-se a dominância de D. simulans nos invernos, de D. malerkotliana nos outonos e de Z. indianus nos verões, sendo que as primaveras foram caracterizadas como uma estação de transição, ora dominada por D. simulans ou por Z. indianus. / This work aimed to characterise and to compare the drosophilid assemblages into a gradient across forest to urban environments, and to verify if there was a sazonal variation in the abundance of individuals. For this, we make ten samples between the years 2000 and 2003 in four sites with different urbanization levels in the city of Florianópolis, SC, Brazil. A high number of species was collected, being, 88 of the genus Drosophila, seven of the genus Zygothrica, and one of each other collected genus – Diathoneura, Hirtodrosophila, Rhinoleucophenga, Scaptodrosophila and Zaprionus. We observed a gradual change in the structure of the studied assemblages, and in the non urbanization site, localized in a Atlantic Rain Forest area, the dominant species were those of the willistoni subgroup of Drosophila and Drosophila capricorni, and in the high urbanization sites, the dominant species were D. simulans, D. malerkotliana and Zaprionus indianus. The absolute abundance of native species remained constant in the city and was not observed a decrease in the species richness with the grow up of the urbanization. It was also detected a typical sazonal variation in each studied environment: in the low urbanization site (Atlantic Forest) D. capricorni presented an increase of its abundance during the winters and adjacent months whereas, in other seasons of year, the willistoni subgroup was dominant. In the high urbanization sites, we observed the dominance of D. simulans in the winters, of D. malerkotliana in the autumns and of Z. indianus in summers. The springs were characterized as a transitional season, sometimes dominated by D. simulans and sometimes by Z. indianus.
7

Variação sazonal e estrutura trófica da assembléia de peixes do Delta do Rio Jacuí, RS, Brasil

Saccol-Pereira, Adriana January 2008 (has links)
O presente estudo teve como objetivos conhecer a estrutura da assembléia de peixes do delta do rio Jacuí quanto a sua diversidade, riqueza e similaridade em relação a variações sazonais, assim como sua estrutura trófica. O delta do rio Jacuí situa-se no leste do estado do Rio Grande do Sul, formando uma extensa área alagada de 22 mil hectares com 30 ilhas. As amostragens foram realizadas mensalmente de outubro de 2004 a setembro de 2005, através do uso de redes de espera em três áreas e a abundância de cada espécie foi determinada através da captura por unidade de esforço (CPUE) em número de indivíduos e biomassa. A maioria dos indivíduos coletados pertenceu aos caraciformes seguido pelos siluriformes. Análises estatísticas não demonstraram diferenças significativas entre o número de indivíduos coletados, biomassa e fatores abióticos entre o dia e a noite dentro das estações do ano. Entretanto, quando a assembléia foi comparada entre as estações independente de dia e noite, o outono foi a estação que apresentou significativamente o maior número de indivíduos capturados, enquanto que sua biomassa foi significativamente igual a do inverno e ambas foram maiores que a biomassa da primavera e do verão. Estes resultados também apresentaram correlação significativa com a pluviosidade, demonstrando que o número de indivíduos capturados aumentou com a pluviosidade. A espécie Cyphocarax voga que tem sua alimentação baseada no substrato foi a mais capturada em número de indivíduos e biomassa, independente de estação do ano e dia ou noite e junto com ela Astyanax fasciatus, Pachyurus bonariensis, Parapimelodus nigribarbis, Pimelodus maculatus, Loricariichthys anus e Hoplosternum littorale que apresentam em sua maioria hábitos alimentares bentófagos, representaram 70% da captura total em número de indivíduos e biomassa. De forma geral, a assembléia ocupou mais a coluna d’água, se alimentando de um maior número de itens alimentares, durante os períodos de maior pluviosidade onde ocorreram os maiores valores de sobreposição alimentar, enquanto que no inverno e verão, períodos de menor pluviosidade, a assembléia apresentou alimentação mais estrita baseando-se principalmente em itens encontrados próximos ou no substrato. / The present studies aimed know the structure of the assemblage of fish of the Jacuí River Delta in relationship its diversity, richness and similarity in relation to seasonal variations, as well as its trophic structure. The Jacui River Delta, on the east of the Rio Grande do Sul State, forming an extensive marshland of 22 thousand ha with 30 islands. Sampling was monthly performed from October 2004 to September 2005, through the use of gillnets in three areas and the abundance of each species was determined through the catch per unit effort (CPUE) in number of individuals and biomass. The assemblage was composed in majority by Characiformes, followed by Siluriformes. Statistical analysis demonstrate no significant differences between the number of individuals and biomass in the diel distribuition pattern amongst the seasons of the year and abiotic factors measured. However, when the assemblage was compared between the seasons of the year independent the diel variations the Autumn is significantly the season with the largest number of individuals captured. The individuals biomass in the Autumn is significantly equal of the Winter and both values are significantly larger than the ones displayed during the Spring and the Summer. The regression analysis established a significant result between the number of individuals collected and the average rainfall, demonstrating that the number of individuals caught increased with the rainfall. The species Cyphocarax voga that presents detritivorous feeding habits was the largest captured in number of individuals and biomass irrespective of season and diel and together with Astyanax fasciatus, Pachyurus bonariensis, Parapimelodus nigribarbis, Pimelodus maculatus, Loricariichthys anus and Hoplosternum littorale that present bentophagous habits, represented 70% of the total capture in number of individuals and biomass. In general the assemblage occupied more the column water, feeding of a larger number of alimentary items, during the periods of highest rainfall where occurred the highest values of alimentary overlap, while in the Winter and the Summer, periods of smallest rainfall, the feeding was more strict basing mainly on items found near or in the substratum.
8

Influência da urbanização sobre assembléias de Drosophilidae na cidade de Florianópolis, SC, Brasil

Gottschalk, Marco Silva January 2004 (has links)
Os objetivos do trabalho foram caracterizar e comparar as assembléias de drosofilídeos em um gradiente que vai de um ambiente florestal ao urbano, e verificar se há uma variação sazonal na abundância destes indivíduos. Para isso foram realizadas dez coletas entre os anos de 2000 e 2003 em quatro pontos com diferentes níveis de urbanização na cidade de Florianópolis, SC, Brasil. Um número bastante alto de espécies foi coletado, sendo 88 pertencentes ao gênero Drosophila, sete ao gênero Zygothrica, e uma de cada um dos demais gêneros coletados – Diathoneura, Hirtodrosophila, Rhinoleucophenga, Scaptodrosophila e Zaprionus. Foi observada uma mudança gradual na estrutura das assembléias estudadas, sendo que no ponto de menor urbanização, localizado em uma área de Mata Atlântica, as espécies dominantes foram as do subgrupo willistoni de Drosophila e Drosophila capricorni, enquanto que nos pontos de maior urbanização as espécies dominantes foram D. simulans, D. malerkotliana e Zaprionus indianus. A abundância absoluta das espécies nativas manteve-se na cidade e não foi observado um decréscimo na riqueza de espécies com o aumento da urbanização. Constatou-se uma variação sazonal típica de cada ambiente estudado, sendo que no ponto de menor urbanização (Mata Atlântica), D. capricorni apresentou um aumento em sua abundância durante os invernos e épocas adjacentes e nas outras épocas do ano o subgrupo willistoni dominou. Nos pontos de maior urbanização, observou-se a dominância de D. simulans nos invernos, de D. malerkotliana nos outonos e de Z. indianus nos verões, sendo que as primaveras foram caracterizadas como uma estação de transição, ora dominada por D. simulans ou por Z. indianus. / This work aimed to characterise and to compare the drosophilid assemblages into a gradient across forest to urban environments, and to verify if there was a sazonal variation in the abundance of individuals. For this, we make ten samples between the years 2000 and 2003 in four sites with different urbanization levels in the city of Florianópolis, SC, Brazil. A high number of species was collected, being, 88 of the genus Drosophila, seven of the genus Zygothrica, and one of each other collected genus – Diathoneura, Hirtodrosophila, Rhinoleucophenga, Scaptodrosophila and Zaprionus. We observed a gradual change in the structure of the studied assemblages, and in the non urbanization site, localized in a Atlantic Rain Forest area, the dominant species were those of the willistoni subgroup of Drosophila and Drosophila capricorni, and in the high urbanization sites, the dominant species were D. simulans, D. malerkotliana and Zaprionus indianus. The absolute abundance of native species remained constant in the city and was not observed a decrease in the species richness with the grow up of the urbanization. It was also detected a typical sazonal variation in each studied environment: in the low urbanization site (Atlantic Forest) D. capricorni presented an increase of its abundance during the winters and adjacent months whereas, in other seasons of year, the willistoni subgroup was dominant. In the high urbanization sites, we observed the dominance of D. simulans in the winters, of D. malerkotliana in the autumns and of Z. indianus in summers. The springs were characterized as a transitional season, sometimes dominated by D. simulans and sometimes by Z. indianus.
9

Dinâmica populacional do siri azul Callinectes danae Smith, 1869 (Crustacea, Decapoda, Portunoidea) na região de Ubatuba, SP, Brasil

Antunes, Mariana [UNESP] 16 February 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:16Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-02-16Bitstream added on 2014-06-13T19:51:44Z : No. of bitstreams: 1 antunes_m_me_botib.pdf: 1866500 bytes, checksum: 95f9928aa4dbfddf7e7eb5d690f56fbe (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Estudos sobre a distribuição de organismos marinhos são essenciais para obtenção de informações sobre regiões afetadas por atividades antrópicas e para o entendimento da dinâmica populacional das espécies. O presente estudo teve como objetivo analisar a distribuição espacial e temporal do siri azul C. danae, relacionando sua abundância com alguns fatores ambientais nas enseadas de Ubatumirim (UBM), Ubatuba (UBA) e Mar Virado (MV), região de Ubatuba, litoral norte do estado de São Paulo. Os espécimes foram capturados mensalmente, de janeiro/1998 a dezembro/1999, com um barco camaroneiro equipado com redes de arrasto double rig. Foram delimitados seis transectos ao longo de cada enseada, sendo quatro paralelos à linha da costa e dois perpendiculares, divididos em duas áreas, uma protegida (5m; 7,5m e 10 m) e outra exposta (10m, 15m e 20 m) à ação de ondas. Para análise dos fatores ambientais foram coletadas amostras de água e de sedimento. Obteve-se um total de 3.039 indivíduos. A distribuição de C. danae diferiu entre as estações do ano, enseadas e transectos (K-W, p<0,05). Em 1998 coletou-se o maior número de indivíduos. C. danae foi mais abundante no outono, devido à homogeneidade da temperatura da água de fundo verificada nesta estação. Em UBM registrou-se a maior abundância da espécie, provavelmente pela predominância de sedimento composto por areia fina e muito fina e silte+argila e pela presença de estuários. Dentre os transectos adotados, observou-se que os de menores profundidades, localizados na área protegida, representaram a maior abundância. Estes transectos foram caracterizados por possuírem o substrato composto, principalmente, por areia fina e muito fina e silte+argila, além de apresentarem os maiores valores de temperatura de fundo e os menores de... / Not available
10

Dinâmica populacional do siri azul Callinectes danae Smith, 1869 (Crustacea, Decapoda, Portunoidea) na região de Ubatuba, SP, Brasil /

Antunes, Mariana. January 2012 (has links)
Orientador: Adilson Fransozo / Banca: Giovana Bertini / Banca: Roberto Munehisa Shimizu / Resumo: Estudos sobre a distribuição de organismos marinhos são essenciais para obtenção de informações sobre regiões afetadas por atividades antrópicas e para o entendimento da dinâmica populacional das espécies. O presente estudo teve como objetivo analisar a distribuição espacial e temporal do siri azul C. danae, relacionando sua abundância com alguns fatores ambientais nas enseadas de Ubatumirim (UBM), Ubatuba (UBA) e Mar Virado (MV), região de Ubatuba, litoral norte do estado de São Paulo. Os espécimes foram capturados mensalmente, de janeiro/1998 a dezembro/1999, com um barco camaroneiro equipado com redes de arrasto double rig. Foram delimitados seis transectos ao longo de cada enseada, sendo quatro paralelos à linha da costa e dois perpendiculares, divididos em duas áreas, uma protegida (5m; 7,5m e 10 m) e outra exposta (10m, 15m e 20 m) à ação de ondas. Para análise dos fatores ambientais foram coletadas amostras de água e de sedimento. Obteve-se um total de 3.039 indivíduos. A distribuição de C. danae diferiu entre as estações do ano, enseadas e transectos (K-W, p<0,05). Em 1998 coletou-se o maior número de indivíduos. C. danae foi mais abundante no outono, devido à homogeneidade da temperatura da água de fundo verificada nesta estação. Em UBM registrou-se a maior abundância da espécie, provavelmente pela predominância de sedimento composto por areia fina e muito fina e silte+argila e pela presença de estuários. Dentre os transectos adotados, observou-se que os de menores profundidades, localizados na área protegida, representaram a maior abundância. Estes transectos foram caracterizados por possuírem o substrato composto, principalmente, por areia fina e muito fina e silte+argila, além de apresentarem os maiores valores de temperatura de fundo e os menores de ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Not available / Mestre

Page generated in 0.0569 seconds