Return to search

Avaliação da glicerina bruta na estimulação de bactérias hidrocarbonoclásticas para remediação de áreas contaminadas por hidrocarbonetos

Submitted by Olívia Oliveira (olivia@ufba.br) on 2012-11-12T18:02:52Z
No. of bitstreams: 1
DISSERTA_E MELO.pdf: 1517784 bytes, checksum: 7532ea6b2dd32f92aca23a62969970cb (MD5) / Made available in DSpace on 2012-11-12T18:02:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1
DISSERTA_E MELO.pdf: 1517784 bytes, checksum: 7532ea6b2dd32f92aca23a62969970cb (MD5)
Previous issue date: 2011-05-20 / A indústria petrolífera movimenta anualmente trilhões de dólares e consolida-se como a
principal fonte de energia mundial. Seus derivados têm intensa aplicação na geração de
energia, bem como na indústria petroquímica. A despeito da importância econômica do
segmento, a poluição ambiental causada pelos derivados de petróleo, óleos e graxas
representa um problema de escala mundial que, a cada ano, aumenta consideravelmente. No
Brasil, o óleo diesel é o derivado mais consumido e o país vive uma ascendência econômica
inerente ao setor tendo despertado também a atenção da sociedade para impactos ambientais
proporcionados pelos derramamentos de óleo. A glicerina bruta (GB) tem sido empregada
experimentalmente na recuperação avançada de petróleo, mostrando-se promissora para
remoção de parafinas lineares, ramificadas e com potencial para bioestimulação do
metabolismo microbiano, O interesse industrial na biotecnologia e o reconhecimento de sua
importância por todos os países industrializados tornam emergente a necessidade de novas
tecnologias. Dessa forma, será maior o estímulo para estudo do crescimento de
microrganismos na presença de hidrocarbonetos visando uma possível aplicação dos mesmos
no tratamento da poluição do meio ambiente por compostos oleosos. O Presente trabalho
avaliou a biodegradabilidade do óleo diesel utilizando a GB na estimulação de bactérias
hidrocarbonoclásticas para remediação de solos contaminados com hidrocarbonetos. Para este
estudo foram utilizados a bactéria CCMICS 109 e microrganismos provenientes do diesel.
Para analisar o crescimento bacteriano, foi preparado meio mínimo (M.M) contendo GB
como bioestimulador e óleo Diesel como fonte de carbono. Métodos cromatográficos e
medidas da tensão superficial foram utilizados para avaliação experimental da atividade
microbiana sobre o óleo Diesel e hidrocarbonetos utilizados. Os resultados mostraram que
houve a ocorrência da utilização de compostos como o Docosano-C22, Antraceno e
Fenantreno pelo consórcio, o maior consumo observado foi para o Docosano. Após o
vigésimo dia de analises, constatou-se a redução da tensão superficial. A significativa redução
da mesma, atingida próxima a fase de morte celular microbiana, bem como o potencial para
biodegradação principalmente de cadeias alifáticas e aromáticas do óleo diesel sugerem que o
consórcio microbiano possui potencial para biorremediação de solos contaminados por
hidrocarbonetos. / Salvador

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:192.168.11:11:ri/7169
Date20 May 2011
CreatorsMelo, Eduardo Gomes Vieira de
ContributorsQueiroz, Antônio Fernando de Souza, Almeida, Paulo Fernando de, Quintella, Cristina Maria Assis Lopes Tavares da Mata Hermida
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcehttp://www.pospetro.geo.ufba.br/dissertacoes/DISSERTA_E%20MELO.pdf, reponame:Repositório Institucional da UFBA, instname:Universidade Federal da Bahia, instacron:UFBA
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0025 seconds