Return to search

Privatização e identidade organizacional

Resumo: O objetivo da presente pesquisa foi verificar o efeito da privatização na identidade organizacional da Telepar Brasil Telecom no período de 1996 a 2000. O método que caracteriza esta pesquisa é o estudo de caso. A população estudada envolve integrantes dos grupos dirigentes. Os dados foram obtidos por meio da análise de documentos, observação participante assistemática e entrevistas semi-estruturadas. O tratamento dos dados foi efetuado de forma descritiva, orientado por técnica qualitativas, utilizando-se para este fim a análise de conteúdo e a análise documental. A identidade organizacional foi verificada por meio da identificação dos valores e crenças compartilhados pelos membros dos grupos em estudo, no período anterior à privatização (1996-1998) e no período posterior à privatização (1998-2000). A identidade organizacional foi delineada a partir da análise de algumas dimensões consideradas como centrais, distintivas e duradouras, previamente selecionadas. A mudança, por sua vez, foi observada através da identificação da privatização efetivada em julho de 1998 e das alterações ocorridas em consequência desta a partir deste período. Os resultados revelados pela análise permitiram apontar que houve uma alteração significativa da identidade organizacional da Telepar Brasil Telecom. Novas interpretações das crenças e valores emergem na empresa, alguns aspectos deixam de ser considerados como crenças e valores e outros surgem na organização. O entendimento compartilhado de competitividade e foco no cliente passou a ter um significado mais forte após a privatização e a importância desses valores para a organização ficou evidente diante de um ambiente competitivo. A qualidade e a orientação estratégica deixaram de ser consideradas como valores após a privatização, observou-se uma conotação de obrigatoriedade e não mais de preferência. A proatividade surgiu como um novo valor após o evento da privatização, acompanhando as alterações ambientais a que passou a ser exposta a organização. Com a mudança de empresa estatal para empresa privada e com a reestruturação, a Telepar teve alterações em suas regras gerais, bem como no contexto ambiental. Diante disso, a percepção do sentido das ações dos membros organizacionais passou por modificações: o significado da missão, da visão, dos objetivos, das estratégias, dos valores e do posicionamento social foi alterado; a intensidade e a ênfase na caracterização desses componentes da identidade organizacional configuraram-se diferentemente, ou seja, surgiram novas concepções quando comparados o período anterior à privatização e o posterior. Assim foi possível concluir que, sob a influência de mudança externa - a privatização -, a identidade organizacional da Telepar Brasil Telecom foi reformulada, no entanto algumas características organizacionais não sofreram alterações, entre elas se destaca a crença na ética dos membros organizacionais e da organização como um todo.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:dspace.c3sl.ufpr.br:1884/30583
Date20 June 2013
CreatorsAndrade, Claudine César de
ContributorsUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Silva, Clovis Luiz Machado da
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFPR, instname:Universidade Federal do Paraná, instacron:UFPR
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0022 seconds