Return to search

Fatores de risco associados à infecção do sítio cirúrgico em pacientes submetidos a cirurgias potencialmente contaminadas

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2016-05-24T17:26:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1
338832.pdf: 2272829 bytes, checksum: 0d423106b01c3581e3be25e1b3927a1d (MD5)
Previous issue date: 2015 / Trata-se de um estudo correlacional descritivo, de abordagem quantitativa, que teve como pergunta de pesquisa: Qual a associação das cirurgias potencialmente contaminadas com os fatores de risco para infecção do sítio cirúrgico, em pacientes cirúrgicos de um hospital escola da região Sul do Brasil? Objetivou analisar a associação das cirurgias potencialmente contaminadas com os fatores de risco para infecção do sítio cirúrgico, em pacientes cirúrgicos de um hospital escola da região Sul do Brasil. Participaram da pesquisa 90 pacientes das unidades de internação cirúrgica de um hospital escola do Sul do Brasil. O período de coleta de dados foi de fevereiro a junho de 2015. Os participantes foram entrevistados diariamente durante todo o período perioperatório até a sua alta hospitalar e após sete dias, houve contato telefônico em que o participante respondeu algumas perguntas relacionadas ao processo de cicatrização da incisão cirúrgica e da evolução clínica. Para avaliação dos fatores de risco e da infecção do sítio cirúrgico foram utilizados quatro formulários de entrevistas, compostos por questões fechadas. O primeiro roteiro de entrevista e de observação foi destinado a caracterização da amostra e avaliação da condição clínica do paciente. O segundo roteiro foi aplicado no período intra-operatório sob a forma de observação não participante e incluiu questões relacionadas ao período cirúrgico. Durante o período pós-operatório hospitalar, o terceiro instrumento aplicado englobou perguntas sobre a condição clínica do paciente após o procedimentocirúrgico e a observação do surgimento de infecção do sítio cirúrgico. No pós-operatório domiciliar, foi realizada uma entrevista por telefone no intuito de acompanhar a evolução clínica e detectar a possibilidade de infecção do sítio cirúrgico neste período. Para organização e tabulação dos dados coletados, foi realizada a transcrição dos questionários em base de dados com planilhas individuais e posteriormente exportados e armazenados por cada período perioperatório no sistema de pacote estatístico. Inicialmente, todas as variáveis foram analisadas descritivamente através da frequência simples e porcentagens (variáveis categóricas), medidas de posição e dispersão (variáveis numéricas), as quais foram associadas e verificadas o nível de significância e influência para a ocorrência de infecção do sítio cirúrgico. Os achados revelaram que os principais fatores de risco do período pré-operatório, intra-operatório e pós-operatório hospitalar e domiciliar influenciáveis para o desenvolvimento da infecção do sítio cirúrgico foram: morar sozinho; fazer uso de cateter venoso periférico, de antiemético, de anti-hipertensivo e de cateterismo vesical de demora. Quanto ao surgimento da infecção, a maioria ocorre no período domiciliar. Houve limitação do estudo, já que o tempo de coleta de dados foi reduzido, além da inviabilidade de realização de visitas domiciliares aos participantes. Mesmo com alguns entraves, o estudo contribuirá para a expansão do conhecimento no que se refere aos fatores de risco ao desenvolvimento das ISC. Recomenda-se um acompanhamento e vigilância pós-alta dos pacientes submetidos a cirurgias potencialmente contaminadas, devido ao risco e às chances para a ocorrência de infecções do sítio cirúrgico, além de ampliar as produções no que tange aos fatores associados a este tipo de infecção, promovendo assim a segurança do paciente.<br> / Abstract : The present study is a descriptive correlational research with quantitative approach, which had as investigative question: Which is the association between potentially contaminated surgery and risk factors for infection on surgery wound, on surgical patients in a school hospital in Southern Brazil? It aimed to analyze the association between potentially contaminated surgery and risk factors for infection on a surgery wound, in surgical patients in a school hospital in Southern Brazil. The participants were 90 patients from the surgical inpatient units of a school hospital in Southern Brazil. The data collection period was from February to June 2015. Participants were interviewed daily throughout the preoperative period until their discharge. After seven days, the participant was contacted via telephone and answered a few questions about the surgical incision healing process and his/her clinical evolution. To evaluate the risk factors and wound environment infection, the researcher used four forms of interviews, composed by closed questions. The first interview and observation script intended to characterize the sample and evaluation of the clinical condition of the patient. The second script was applied during the intra-operative period in the form of non-participant observation and included questions about the surgical period. During the hospital postoperative period, the third instrument applied contained questions about the patient?s clinical condition after surgical procedure and the observation of the surgical wound infection appearance. A second telephone interview was made when the patient was home, after surgery, aiming to follow up the clinical course and detect possible surgical wound infection in thisperiod. For organization and tabulation of the collected data, the transcript of the questionnaires was held in the database with individual spreadsheets and subsequently exported and stored for each perioperative period in the statistical package system. Initially, all variables were analyzed descriptively through simple frequency and percentage (categorical variables), position and dispersion measures (numeric variables), which were associated and assessed the level of significance and influence to the occurrence of surgical environment infection. Results revealed that the major risk factors of preoperative, intraoperative and hospital and home postoperative influential to the development of surgical environment infection were: living alone; peripheral venous line usage of antiemetic and anti-hypertensive medications; bladder catheterization delay. It was possible to observe that most infections occurred in the home period. There was a study limitation, as the data collection time was reduced, in addition to the impossibility of visiting participants at home. Despite some obstacles, the study will contribute to the knowledge expansion regarding the ISC development risk factors. It is recommended a post-discharge follow-up and monitoring of patients undergoing potentially contaminated surgeries, due to the risk for the occurrence of surgical wound infections, in addition to expanding the productions related to factors associated to this type of infection, thus promoting patient safety.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.ufsc.br:123456789/162602
Date January 2015
CreatorsMartins, Tatiana
ContributorsUniversidade Federal de Santa Catarina, Amante, Lúcia Nazareth, Virtuoso, Janeisa Franck
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Format233 p.| il., tabs.
Sourcereponame:Repositório Institucional da UFSC, instname:Universidade Federal de Santa Catarina, instacron:UFSC
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0025 seconds