Return to search

Serviços empresariais e inovação : uma abordagem para o caso brasileiro

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas, 2017. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2017-03-22T18:29:12Z
No. of bitstreams: 1
2017_AnaelydaSilvaMachado.pdf: 1124351 bytes, checksum: a696b6fda4f353fc7615b06c89d9d721 (MD5) / Approved for entry into archive by Ruthléa Nascimento(ruthleanascimento@bce.unb.br) on 2017-03-28T12:33:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1
2017_AnaelydaSilvaMachado.pdf: 1124351 bytes, checksum: a696b6fda4f353fc7615b06c89d9d721 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-28T12:33:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1
2017_AnaelydaSilvaMachado.pdf: 1124351 bytes, checksum: a696b6fda4f353fc7615b06c89d9d721 (MD5) / O aumento da participação do setor de serviços na economia evidenciou questões a respeito das consequências desse processo sobre o crescimento, a produtividade e o progresso tecnológico. Nesse contexto, serviços empresariais despontaram não apenas pela sua capacidade de elevar a produtividade do próprio setor de serviços, como também pela sua interação com os demais setores da economia. Assim, a hipótese central desse trabalho consiste em que o consumo intermediário de serviços empresariais – especialmente de serviços de valor, telecomunicações e serviços financeiros – contribui positivamente para o processo inovativo. O argumento por trás dessa hipótese é o de que esses serviços dão suporte à inovação nas firmas-clientes. Diante dessa discussão, o presente trabalho testa a hipótese levantada para o setor industrial brasileiro. A análise empírica baseia-se em indicadores para o consumo intermediário de serviços, calculados a partir das matrizes insumo-produto do World Input-Output Database (WIOD), e indicadores de inovação da Pesquisa de Inovação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PINTEC/IBGE). Com base em índices de correlação e estimações econométricas, constata-se a existência de uma relação positiva e significativa entre o consumo intermediário de serviços de valor, telecomunicações e serviços financeiros e o percentual de empresas inovadoras por setor na indústria brasileira. / The increasing participation of the service sector in the economy has highlighted questions about the consequences of this process on growth, productivity and technological progress. In this context, business services have emerged not only by their ability to raise the productivity of the service sector itself, but also for their interaction with other sectors of the economy. Thus, the central hypothesis of this study is that the intermediate consumption of business services – especially of value services, telecommunications and financial services – has a positive effect on the innovative process. The argument behind this hypothesis is that these services support innovation in client firms. Based on this discussion, this paper tests the hypothesis for the Brazilian industrial sector. The empirical analysis is based on indicators for the intermediate consumption of services, calculated from the input-output matrices of World Input-Output Database (WIOD), and innovation indicators of the Survey of Technological Innovation of the Brazilian Institute of Geography and Statistics (PINTEC/IBGE). Based on correlation indexes and econometric analysis, we find evidence for the positive and significant relationship between the intermediate consumption of value services, telecommunications and financial services and the percentage of innovative firms by sector in the Brazilian industry.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:repositorio.unb.br:10482/23107
Date21 February 2017
CreatorsMachado, Anaely da Silva
ContributorsArbache, Jorge Saba
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da UnB, instname:Universidade de Brasília, instacron:UNB
RightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data., info:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0023 seconds