Return to search

Perfil soroepidemilógico do dengue diagnosticado na Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (1998-2001) / Profile seroepidemilogi of the dengue diagnosed in the Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (1998-2001)

Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:46Z (GMT). No. of bitstreams: 2
license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5)
632.pdf: 1933657 bytes, checksum: 75f6880f1e1bdfadacc7ae87077afef0 (MD5)
Previous issue date: 2004 / O dengue é uma doença infecciosa não contagiosa, de etiologia viral causada por um vírus de genoma RNA pertencente ao grupo B dos arbovírus, da família FLAVIVIRIDAE, gênero Flavivirus. Compreende quatro sorotipos imunologicamente distintos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. Este trabalho apresenta os resultados do perfil soroepidemiológico dos casos de dengue diagnosticados na Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, no período de janeiro de 1998 a dezembro de 2001. O ensaio imunoenzimático de captura de anticorpos IgM (MAC-ELISA) foi utilizado para a confirmação sorológica de 45,4 por cento (5.375/11.834) dos casos suspeitos de dengue. Os achados laboratoriais sugerem que, entre a população estudada, não encontramos associação estatisticamente significante em relação ao gênero, tendo sido identificado casos em todas as faixas de idade, prevalecendo entre os indivíduos de 15 a 44 anos. Embora as crianças menores de 15 anos tenham sido menos atingidas, observamos uma tendência crescente da prevalência neste grupo ao longo do estudo. Foi constatado que não houve uniformidade nos casos de dengue sorodiagnosticados nas zonas da cidade; pelo contrário, apresentou certa heterogeneidade, tendo a prevalência variada de 9,0 por cento a 25,4 por cento na Zona Sul, indicando que o dengue entrou pelos bairros do centro, e deslocou-se progressivamente em direção aos bairros mais pobres da cidade. Partindo do conhecimento dos padrões espaciais da epidemia de dengue em Manaus, foi possível assinalar que a população dos bairros localizados na periferia da cidade teve dificuldade de acesso ao serviço de diagnóstico laboratorial para confirmação dos casos suspeitos. Mediante estas considerações entendemos que há necessidade urgente de uma adequação da rede de diagnóstico, sendo realizada a descentralização da coleta do material biológico, com a implantação de postos de coleta nas unidades de saúde dos bairros da periferia da cidade, permanecendo a realização dos testes nos centros de referência que são o Laboratório Central (LACEN) e a Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (FMTAM)

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:www.arca.fiocruz.br:icict/4990
Date January 2004
CreatorsBastos, Michele de Souza
ContributorsToledo, Luciano Medeiros de
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguagePortuguese
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Sourcereponame:Repositório Institucional da FIOCRUZ, instname:Fundação Oswaldo Cruz, instacron:FIOCRUZ
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0034 seconds