Return to search

As praças centrais de Porto Alegre como composições arquitetônicas : sobre o papel da arquitetura na construção dos espaços abertos

A Praça da Matriz e a Praça da Alfândega são as principais praças de Porto Alegre por suas características históricas, arquitetônicas, culturais e institucionais. Este trabalho procura mostrar estas duas praças sob a ótica da disposição das edificações como os elementos de delimitação de espaços e, portanto, como definidores do projeto do espaço aberto, determinando assim suas formas de experimentação espacial. A preocupação dos arquitetos com a disposição de elementos e sua experimentação pelas pessoas não é um fenômeno recente. Embora Vitrúvio já mencionasse a necessidade de considerar as peculiaridades da visualização humana no projeto de templos, não tratou desse fenômeno em relação ao movimento das pessoas diante e dentro deles. Contudo, Bacon mostra que os principais edifícios dos centros de cidades gregas e romanas eram dispostos levando em consideração a percepção sequencial do espaço pelas pessoas. Na época em que a tradição Beaux-Arts se desenvolveu na França (séculos XVII-XIX) foram introduzidas diretrizes de projeto arquitetônico que consideravam o percurso das pessoas pelos diferentes espaços do edifício. O projeto foi então entendido como composição, envolvendo um arranjo sequencial de partes (enfilade) que oferecem diferentes quadros (tableaux) ao visitante, num percurso coordenado (marche). Esse conceito foi retomado mais tarde por Le Corbusier, que o denominou promenade architecturale (passeio arquitetônico). O propósito desta dissertação é examinar as duas principais praças de Porto Alegre sob a perspectiva da composição arquitetônica, como acima definida. Portanto, estas duas praças serão analisadas com vistas a comprovar que são um conjunto de cheios e vazios que, em um determinado momento, foram intencionalmente compostos por arquitetos e/ou outras pessoas envolvidas no processo. Ao longo da história destes espaços, buscar-se-á identificar momentos em que um determinado arranjo compositivo se configurou. Ao mesmo tempo, será analisado o quanto um determinado arranjo foi efetivado e como pode ter sido alterado posteriormente. Para compreender melhor estes projetos, serão demostrados quais foram as transformações experimentadas ao longo da história da cidade por estas praças e por seus limites formais, analisando-se as modificações que estas transformações criam na percepção do espaço do ponto de vista arquitetônico. / Praça da Matriz and Praça da Alfândega are the main squares of Porto Alegre, due to their historical, architectural, cultural and institutional characteristics. This dissertation will show these two squares from the point of view of the disposition of the buildings as the elements of space delimitation and, therefore, as defining elements of the design of the open space, thus establishing its forms of spatial experimentation.The concern of architects with the arrangement of forms and people’s experience of them is not a recent phenomenon. Although Vitruvius already mentioned the need to consider the particularities of human visualization in the design of temples, he did not mention this phenomenon in relation to the movement of people in front of or inside of the buildings. However, Bacon shows that the main buildings of the centers of Greek and Roman cities were arranged considering the sequential perception of space by people. At the time when the Beaux-Arts tradition developed in France (17th-19th centuries), architectural design guidelines were introduced considering the movement of people through the different spaces of a building. The project was then understood as composition, involving a sequential arrangement of parts (enfilade) that offer different pictures (tableuax) to the visitor, in a coordinated course (marche). This concept was later taken up by Le Corbusier, which he called the promenade architectural. The purpose of this dissertation is to examine the two main squares of Porto Alegre from the perspective of architectural composition, as defined above. Therefore, these two squares will be analyzed to prove that they are a set of solids and voids that, in a given moment, were intentionally composed by architects and / or others involved in the process. Throughout the history of these spaces, moments in which features of a compositional arrangement have been configured shall be identified. At the same time, we shall analyze how much a certain intention of arrangement has been introduced in a given moment and how it could have been changed later. In order to better understand these projects, it will be demonstrated throughout the history of the city which were the transformations experienced by these squares and their formal limits, analyzing the transformations created in the perception of space from the architectural point of view.

Identiferoai:union.ndltd.org:IBICT/oai:www.lume.ufrgs.br:10183/181047
Date January 2018
CreatorsKubaski, Francielle
ContributorsPereira, Claudio Calovi
Source SetsIBICT Brazilian ETDs
LanguagePortuguese
Detected LanguageEnglish
Typeinfo:eu-repo/semantics/publishedVersion, info:eu-repo/semantics/masterThesis
Formatapplication/pdf
Sourcereponame:Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRGS, instname:Universidade Federal do Rio Grande do Sul, instacron:UFRGS
Rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess

Page generated in 0.0024 seconds