• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 102
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 102
  • 27
  • 26
  • 25
  • 23
  • 22
  • 20
  • 19
  • 19
  • 19
  • 18
  • 17
  • 13
  • 11
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O Festival de Dança na cidade de Joinville

Bernardi, Janine Maria January 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade / Made available in DSpace on 2013-06-25T22:06:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 308883.pdf: 5591736 bytes, checksum: 7bd934bd80da0f49593ca628215e8a93 (MD5) / A pesquisa tem como objetivo realizar um estudo descritivo e analítico, centrado nos aspectos físico-ambiental da Praça Nereu Ramos, um espaço público utilizado como palco aberto no Festival de Dança de Joinville, buscando abarcar o impacto que o Festival provoca na cidade e que caracterizou a ela uma nova imagem: A Cidade da Dança. Foi realizado um levantamento locacional da Praça Nereu Ramos, tanto no seu cotidiano como durante o Festival de Dança, destacando os elementos estruturais que definem sua imagem de acordo com a leitura dos objetos arquitetônicos e urbanos da praça e seu entorno, com o objetivo de registrar as alterações dos usos e funções proporcionadas pelo Festival. Através da captação de fotografias do local em estudo no seu cotidiano, antes, durante e depois da realização do evento, entrevistas informais com transeuntes e usuários da Praça Nereu Ramos, expectadores e participantes do Festival de Dança, assim como com funcionários do comércio local, puderam ser apreendidas as informações apresentadas na pesquisa. As transformações urbanas e vivenciais observadas na Praça Nereu Ramos durante o Festival de Dança permitem confirmar que um evento transitório pode interferir no espaço urbano, corroborando ainda com a convicção de que os aspectos modificados, que transformam o cotidiano do lugar onde ocorre, interferem na cultura local, uma vez que quando o evento se finaliza, lembranças guardadas na memória do indivíduo estimulam a mudança de seus hábitos. / The objective of the research is to produce a descriptive and analytic study focused on the physical eviroment of Praça Nereu Ramos, a public space used as an open stage during the Joinville Dance Festival, trying to show the impact that the Festival causes in the city and it gave her a new image: The City of the Dance. It was made a locational survey of Praça Nereu Ramos, as in it's daily basis and during the Festival of Dance, highlighting the structural elements that define it's image according to the knowledge of the urban and architectural objects inside the space and it's surrounding, with the goal of registering the changings of it's usage and function provided by the festival. Through photography shooting and daily study of the space, before, during and after the exhibition of the event, informal interviews with the passers and users of the Praça Nereu Ramos, viewers and participants of the Festival of Dance as well as the employees of the local comerce, enabled the gathering of information here presented. The urban and living transformations observed at Praça Nereu Ramos during the Dance Festival allow us to confirm that a temporary event can interfere with the local culture, because when the event ends, memories saved inside one's memory stimulates the change of habits.
2

Espaço público (praça) - fatores determinantes para seu usos e qualidade

Barreira, Kaila Mendes Araujo Lima 25 May 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:29:07Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2018-05-25 / This work addresses the importance that public spaces represent and considers those factors which most influence its use by the local population, understanding that today such spaces play a distinct role from what it historically represented. It is perceived, however, that its value and importance remain invaluable in the social context and quality of life of the city population. Through a bibliographic review, it is pointed out the relevant aspects for the good functioning and liveliness of some urban spaces around major cities of the world. It has been found that, rather than shape, size or design, the success and the life of the public spaces are determined by the access and by the options of places to sit, where the important attraction are the people. / Este trabalho aborda a importância do espaço público na cidade, considerando os fatores que influenciam o seu uso pela população local, compreendendo que hoje tais espaços assumem papel relevante, distinto daquele desempenhado historicamente. É percebido, entretanto, que seu valor e importância no contexto social e qualidade de vida da população permanecem inestimáveis. Por meio de constatações verificadas em pesquisa bibliográfica, são ressaltados os aspectos relevantes para o bom funcionamento e vivacidade dos espaços públicos já observados em algumas cidades do mundo. Verifica-se que, mais do que forma, tamanho ou design, o sucesso e a vida do espaço público são determinados pela boa acessibilidade e pela disponibilidade de opções de mobiliário, equipamentos e de lugares para sentar, onde as pessoas circulando ou interagindo se tornam a maior atração.
3

As praças centrais de Porto Alegre como composições arquitetônicas : sobre o papel da arquitetura na construção dos espaços abertos

Kubaski, Francielle January 2018 (has links)
A Praça da Matriz e a Praça da Alfândega são as principais praças de Porto Alegre por suas características históricas, arquitetônicas, culturais e institucionais. Este trabalho procura mostrar estas duas praças sob a ótica da disposição das edificações como os elementos de delimitação de espaços e, portanto, como definidores do projeto do espaço aberto, determinando assim suas formas de experimentação espacial. A preocupação dos arquitetos com a disposição de elementos e sua experimentação pelas pessoas não é um fenômeno recente. Embora Vitrúvio já mencionasse a necessidade de considerar as peculiaridades da visualização humana no projeto de templos, não tratou desse fenômeno em relação ao movimento das pessoas diante e dentro deles. Contudo, Bacon mostra que os principais edifícios dos centros de cidades gregas e romanas eram dispostos levando em consideração a percepção sequencial do espaço pelas pessoas. Na época em que a tradição Beaux-Arts se desenvolveu na França (séculos XVII-XIX) foram introduzidas diretrizes de projeto arquitetônico que consideravam o percurso das pessoas pelos diferentes espaços do edifício. O projeto foi então entendido como composição, envolvendo um arranjo sequencial de partes (enfilade) que oferecem diferentes quadros (tableaux) ao visitante, num percurso coordenado (marche). Esse conceito foi retomado mais tarde por Le Corbusier, que o denominou promenade architecturale (passeio arquitetônico). O propósito desta dissertação é examinar as duas principais praças de Porto Alegre sob a perspectiva da composição arquitetônica, como acima definida. Portanto, estas duas praças serão analisadas com vistas a comprovar que são um conjunto de cheios e vazios que, em um determinado momento, foram intencionalmente compostos por arquitetos e/ou outras pessoas envolvidas no processo. Ao longo da história destes espaços, buscar-se-á identificar momentos em que um determinado arranjo compositivo se configurou. Ao mesmo tempo, será analisado o quanto um determinado arranjo foi efetivado e como pode ter sido alterado posteriormente. Para compreender melhor estes projetos, serão demostrados quais foram as transformações experimentadas ao longo da história da cidade por estas praças e por seus limites formais, analisando-se as modificações que estas transformações criam na percepção do espaço do ponto de vista arquitetônico. / Praça da Matriz and Praça da Alfândega are the main squares of Porto Alegre, due to their historical, architectural, cultural and institutional characteristics. This dissertation will show these two squares from the point of view of the disposition of the buildings as the elements of space delimitation and, therefore, as defining elements of the design of the open space, thus establishing its forms of spatial experimentation.The concern of architects with the arrangement of forms and people’s experience of them is not a recent phenomenon. Although Vitruvius already mentioned the need to consider the particularities of human visualization in the design of temples, he did not mention this phenomenon in relation to the movement of people in front of or inside of the buildings. However, Bacon shows that the main buildings of the centers of Greek and Roman cities were arranged considering the sequential perception of space by people. At the time when the Beaux-Arts tradition developed in France (17th-19th centuries), architectural design guidelines were introduced considering the movement of people through the different spaces of a building. The project was then understood as composition, involving a sequential arrangement of parts (enfilade) that offer different pictures (tableuax) to the visitor, in a coordinated course (marche). This concept was later taken up by Le Corbusier, which he called the promenade architectural. The purpose of this dissertation is to examine the two main squares of Porto Alegre from the perspective of architectural composition, as defined above. Therefore, these two squares will be analyzed to prove that they are a set of solids and voids that, in a given moment, were intentionally composed by architects and / or others involved in the process. Throughout the history of these spaces, moments in which features of a compositional arrangement have been configured shall be identified. At the same time, we shall analyze how much a certain intention of arrangement has been introduced in a given moment and how it could have been changed later. In order to better understand these projects, it will be demonstrated throughout the history of the city which were the transformations experienced by these squares and their formal limits, analyzing the transformations created in the perception of space from the architectural point of view.
4

Experiências afetivas urbanas

Klein, Camila January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2016 / Made available in DSpace on 2016-09-20T05:03:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 340562.pdf: 3990946 bytes, checksum: 9b6fd15d1e6333a18c410f8f05184ded (MD5) Previous issue date: 2016 / A experiência de tornar um espaço em lugar pode ser mediada pela afetividade, que compreende emoções e sentimentos, e orienta a maneira como os indivíduos habitam, circulam e sentem a cidade. Na concepção espinosana, os afetos sobrevêm nas relações estabelecidas com outros corpos e com o mundo, e tais encontros provocam modificações nas capacidades dos corpos para a ação e impelem o pensamento a novas direções, que podem variar positiva ou negativamente. Ora, se sentir também é uma forma de conhecer, a compreensão dos sentimentos que se nutre pelos espaços da cidade permite que se apreenda o que é a cidade para o habitante. Esta pesquisa ancorou-se na afetividade como categoria de análise para compreender e descrever a relação dos habitantes da cidade com a Praça Lauro Müller, em Campos Novos, no interior de Santa Catarina. As praças públicas constituem-se como elementos organizadores do espaço urbano e proporcionam encontro, socialização, descanso e atividade física. Estão ligadas à memória da cidade e representam (ou não) um convite para serem sítio de passagem ou de parada. A praça estudada passou por processo de reforma em 2012, evento que contribuiu para uma nova relação dos habitantes da cidade com este espaço público. Para estudar o binômio praça-habitante dentro da perspectiva da Psicologia Ambiental, utilizou-se do mapeamento comportamental para descrever os aspectos físicos e de uso da praça, e entrevistas semiestruturadas para investigar a afetividade na e pela praça. Os resultados de ambos os instrumentos foram discutidos de forma integrada dentro de três categorias: usos da praça; afetividade e representações da praça. Considerou-se que a afetividade revelou-se na estima pelo lugar e por conta disso a recuperação e reforma dos espaços da Praça Lauro Müller foram catalizadoras de processos de (re)apropriação, quando congregaram o antigo e o novo, o histórico e o moderno, a memória do lugar e aquilo que aponta para o futuro. A afetividade revelada neste estudo assinala uma nova forma de ocupação da praça, que respeita o passado da cidade, mas não denota retorno ao que era tal afetividade relaciona-se com evolução e com a retomada do espaço público com maior potência de agir e existir. <br> / Abstract : The experience of turning a physical space in a place may be mediated by affectivity, which includes emotions and feelings, that guides the way individuals live, circulate and feel the city. In Spinoza's view, the affections come upon the relationships established with other bodies and with the world, and such meetings cause changes in the capabilities of the body to action and urge the thinking in new directions, which can vary positively or negatively. To feel the city it is also a way of knowing the city, wich implies that to comprehend people s fellings about the city allows us to apprehend what is the city to the inhabitant. This research was anchored in the concept of affection as an analytical category to understand and describe the relationship of the city's inhabitants with Lauro Muller Square, in Campos Novos, Santa Catarina. Public squares are organizing elements of urban space and provide meeting, socialization, relaxation and physical activity. They are linked to the memory of the city and represent (or not) an invitation to be a site to cross or chill out. The square studied underwent the reform process in 2012, an event that contributed to a new relationship between city dwellers with this public space. To study the binomial square-inhabitant adopting the Environmental Psychology perspective, we applied behavioral mapping to describe the physical aspects and the square modes of use. We also conducted semi-structured interviews to investigate the affectivity that people experienced in the public square. The results of both instruments were discussed in an integrated way, within three analitycal categories: public square modes of use; affectivity and representations of the square. Lauro Müller Square rehabilitation promoted the process of reappropriation of the place by the population, because brought together the city s memory and the modernity in the same physical space. Affectivity revealed in this study marks a new form of occupation of the square, as regards the city's past, but does not denote return. Such affectivity relates to evolution and the resumption of public space with greater power to act and exist.
5

Ressignificação histórico-social da praça na cidade média brasileira : análise das praças de formosa de Goiás

Rodrigues, Maria da Assunção Pereira 29 April 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pesquisa e Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-07-25T13:23:45Z No. of bitstreams: 1 2016_MariadaAssunçãoPereiraRodrigues.pdf: 64379052 bytes, checksum: 52b4a9eb0f8af56322a31aa206ffedc7 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-07-29T14:50:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_MariadaAssunçãoPereiraRodrigues.pdf: 64379052 bytes, checksum: 52b4a9eb0f8af56322a31aa206ffedc7 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-29T14:50:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_MariadaAssunçãoPereiraRodrigues.pdf: 64379052 bytes, checksum: 52b4a9eb0f8af56322a31aa206ffedc7 (MD5) / Esta tese investiga a praça, espaço livre público urbano, destinado ao lazer e ao convívio da população, a partir da análise de praças da cidade de Formosa, estado de Goiás. Devido ao crescimento das cidades, especialmente a partir do século XX, a praça vem sofrendo transformações e adquirindo outros significados como espaço público. Isso vem ocorrendo não apenas em grandes metrópoles, mas, também, nas cidades médias, fato que norteia a hipótese do presente estudo – as praças ainda são importantes espaços de lazer para a população na cidade média brasileira. Para comprovar essa hipótese, buscou-se compreender o papel da praça como espaço polarizador das manifestações públicas, das suas origens ao cenário contemporâneo. Como modo de se averiguar tanto as mudanças que a praça vem sofrendo ao longo do tempo quanto a manutenção do seu potencial como importante espaço público para a dinâmica urbana, a presente pesquisa se deteve a duas formas de abordagem: a primeira trata de uma investigação das características físico-ambientais das praças – para se entender a relação de uso e apropriação com a morfologia do espaço livre; a segunda trata das narrativas – de base empírica, tanto as registradas na literatura como as realizadas em levantamentos e entrevistas in loco. Dessa maneira, espera-se contribuir para o preenchimento de uma lacuna relativa à pesquisa e ao conhecimento sobre praças em cidades brasileiras de médio porte. Com o intuito de desdobrar-se em um foro de discussão sobre o tema, capaz de colaborar na formação profissional e acadêmica em seus diversos níveis. Os resultados encontrados mostram que as praças, em geral, são malcuidadas pelo poder público, mas que, dependendo da localização na cidade, da diversidade de atividades no seu entorno, da qualidade de seus equipamentos e das atividades de entretenimento desenvolvidas nelas, podem ser ressignificadas para uso potencial pela população. Sendo assim, as narrativas foram importantes parâmetros para se comprovar a hipótese, de ressignificação da praça em cidades médias, pois, verificou-se que, ainda, conservam a atmosfera propiciadora de sentimentos de pertencimento a uma comunidade, além da função efetiva de local de referência para a cidade. As praças são espaços públicos resilientes e sempre estarão presentes no imaginário da população, pela constante possibilidade de se renovarem. Assim, a praça agoniza, mas não morre... ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This thesis investigates the public square, which are urban spaces with free circulation of people and destined for interaction and recreation. This document parts from the analysis of the public squares of Formosa, a city in the state of Goiás, Brazil. Public squares are changing and gaining other uses as public spaces, especially due to the city growth after the twentieth century. This is happening not only in large metropolitan areas but also in medium-sized towns, which culminates the hypothesis of the present study. The public squares are still an important place for the leisure of the population of Brazilian medium-sized cities. To prove this hypothesis, the efforts are to understand the role of public squares as spaces of polarization of public manifestations, and also to consider these spaces from its origins to its current situation. This research aims to investigate the changes in public squares that have been happening through time concerning its potential as an important public space for urban dynamic. The study dwelled upon two approaches: the first one is an investigation of physical and environmental features of public squares aiming to understand the relationship between the use and the appropriation with the free space morphology. The second approach has an empirical starting-point because it has narratives which are registered in others literatures, as well as conducted surveys and interviews in loco. By these perspectives, it is expected to contribute in filling the gap regarding the knowledge and the research about public squares in the Brazilian medium-sized cities. The purpose of unfolding a discussion forum is trying to collaborate with professional and academic backgrounds in different levels. The results show that in general the authorities barely take care of public spaces. However, depending on the location of the square in the city and the range of activities in the surroundings of the public square, as well as its facilities and the entertaining activities that are ran in the place, it can be reframed by the possible use which the population will make of it. Thereby, the statements were key parameters to prove the hypothesis of the new meaning of public squares in mid-sized cities. It was also verified that public squares still conserve an atmosphere of a belonging feeling to a community, as well as a city reference point. The public squares are resilient spaces that will always be present in people´s imaginary because of the continuing possibility of renewal. Therefore, public squares agonize, but do not die…
6

Praça de bolso do ciclista de Curitiba/PR : idealização, cotidiano e o uso da bicicleta como forma de contestação

Santana, Daniella Tschöke January 2016 (has links)
Orientador : Proªf. Drª. Simone Rechia / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa: Curitiba, 24/02/2016 / Inclui referências : f. 154-160 / Área de concentração: Exercício e esporte / Resumo: Esta pesquisa tematiza um espaço público localizado na cidade de Curitiba/PR, a Praça de Bolso do Ciclista (PBC). A praça é "de bolso", pois apresenta 127m² de área e é também designada "do ciclista", pois foi idealizada por um grupo de cicloativistas da cidade, grande parte integrantes da Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu (CicloIguaçu). Sendo assim, esta pesquisa teve como objetivo elucidar os processos que envolveram a implementação da Praça de Bolso do Ciclista, buscando desvendar igualmente as formas de apropriação da praça e sua relação com as experiências no âmbito do lazer. Trata-se de um estudo de caso de cunho qualitativo que pretendeu: (1) caracterizar o processo de planejamento e construção da Praça de Bolso do Ciclista em Curitiba; (2) verificar a relação entre poder público e sociedade civil no processo de implementação da PBC; (3) analisar as formas de apropriação da PBC por seus usuários, com o intuito de verificar quem dela se apropria, como o fazem, em quais momentos; (4) apontar os possíveis impactos da sua construção para a região do entorno, a partir das experiências de lazer na cidade, com enfoque nas práticas corporais. Foram utilizados como instrumentos metodológicos: documentos de diversas fontes, observações registradas em diário de campo, registros fotográficos e entrevistas semi-estruturadas. Os dados advindos das diferentes fontes e métodos foram reunidos, sistematizados e triangulados. Destaca-se que a PBC foi fruto de uma parceria entre poder público e comunidade, representada pela CicloIguaçu. O poder público esteve aberto ao diálogo, ajudou no projeto inicial e disponibilizou parte dos materiais, mas a praça foi construída pela própria comunidade em regime de mutirões, que aconteceram nos finais de semana e duraram cerca de cinco meses. Suas formas de apropriação vêm se mostrado controversas, pois ao mesmo tempo em que abriga atividades culturais e de lazer diversificadas, é palco de ações de depredação, de consumo exacerbado de bebidas alcoólicas e de realização de práticas ilícitas, como o tráfico de drogas. A PBC gerou impactos para a região do entorno, principalmente atraindo mais pessoas a circular pelo local. Com todas as controvérsias decorrentes das suas formas de apropriação, a construção da PBC foi um movimento que concretizou uma possibilidade do reviver a e na cidade. Mais do que a objetiva construção deste espaço de lazer, a iniciativa da implementação da PBC está imbuída de valores agregados, tais como evidenciar a importância dos ciclistas e dos benefícios trazidos pela locomoção por bicicleta, mas também promover a intensificação do seu uso e alertar para a segurança necessária no trânsito, romper com a individualização crescente a partir da dimensão comunitária e seu agir efetivo; chamar a atenção para a humanização e democratização da cidade. A prática corporal do uso da bicicleta influencia a percepção do meio urbano pelo ciclista, a partir de uma maior sensibilidade ao ambiente da cidade. Foi, nesse caso, o "vetor" que alavancou o movimento de idealização e construção da PBC, considerado uma ação no âmbito do lazer enquanto prática de liberdade. / Abstract: This research discusses a public space located in the city of Curitiba/PR, the "Praça de Bolso do Ciclista" (PBC) (rider's pocket square). Is a pocket square because it presents 127m ² of area and is also called "the rider's", because it was conceived by a group of cycle activists of the city, most members of the Association of Cyclists do Alto do Iguaçu (CicloIguaçu). Therefore, this research aimed to elucidate the processes involving the implementation of the PBC, seeking to unravel the forms of appropriation of the square and its relation to the experiences in the context of leisure. This is a case study, of qualitative nature that aimed to: (1) characterize the process of planning and construction of the PBC in Curitiba; (2) verify the relationship between public authorities and civil society in the implementation process of the PBC; (3) analyse the forms of appropriation of the PBC for its users, in order to verify those who appropriates, how they do, in which moments; (4) point out the possible impacts of its construction to the surrounding region, from the experiences of leisure in the city, with focus on bodily practices. Were used as methodological tools: documents from various sources, journaled field observations, photographic records and semi-structured interviews. The data from the different sources and methods were collected, systemized and triangulated. Points out that the PBC was the result of a partnership between public authorities and the community, represented by the CicloIguaçu. The Government was open to dialogue, helped in the initial project and donating part of the materials, but the square was built by the community itself under joint efforts, which took place on the weekends and lasted about five months. Its forms of use have been shown as controversial, because while it houses cultural and leisure activities, is also suffer with depredation, exaggerated consumption of alcoholic beverages and illegal practices, such as trafficking in drugs. The PBC generated impacts to the surrounding region, mainly attracting more people to circulate through the site. With all the controversies arising out of their forms of use, the construction of the PBC was a movement that achieved a possibility of reviving the and in the city. More than the lens construction of this leisure space, the implementation of PBC is imbued with aggregate values, such as highlighting the importance of the cyclists and the benefits brought about by getting around by bicycle, but also promote the intensification of its use and alert to the necessary safety in traffic, break with the individualization growing from the Community dimension and their effective action; draw attention to the humanization and democratization of city. The practice of cycling body influences the perception of the urban environment by the cyclist, from a greater sensitivity to the environment of the city. It was, in this case, the "vector", which boosted the movement of idealization and construction of PBC, considered an action within the framework of leisure while practice of freedom.
7

As praças centrais de Porto Alegre como composições arquitetônicas : sobre o papel da arquitetura na construção dos espaços abertos

Kubaski, Francielle January 2018 (has links)
A Praça da Matriz e a Praça da Alfândega são as principais praças de Porto Alegre por suas características históricas, arquitetônicas, culturais e institucionais. Este trabalho procura mostrar estas duas praças sob a ótica da disposição das edificações como os elementos de delimitação de espaços e, portanto, como definidores do projeto do espaço aberto, determinando assim suas formas de experimentação espacial. A preocupação dos arquitetos com a disposição de elementos e sua experimentação pelas pessoas não é um fenômeno recente. Embora Vitrúvio já mencionasse a necessidade de considerar as peculiaridades da visualização humana no projeto de templos, não tratou desse fenômeno em relação ao movimento das pessoas diante e dentro deles. Contudo, Bacon mostra que os principais edifícios dos centros de cidades gregas e romanas eram dispostos levando em consideração a percepção sequencial do espaço pelas pessoas. Na época em que a tradição Beaux-Arts se desenvolveu na França (séculos XVII-XIX) foram introduzidas diretrizes de projeto arquitetônico que consideravam o percurso das pessoas pelos diferentes espaços do edifício. O projeto foi então entendido como composição, envolvendo um arranjo sequencial de partes (enfilade) que oferecem diferentes quadros (tableaux) ao visitante, num percurso coordenado (marche). Esse conceito foi retomado mais tarde por Le Corbusier, que o denominou promenade architecturale (passeio arquitetônico). O propósito desta dissertação é examinar as duas principais praças de Porto Alegre sob a perspectiva da composição arquitetônica, como acima definida. Portanto, estas duas praças serão analisadas com vistas a comprovar que são um conjunto de cheios e vazios que, em um determinado momento, foram intencionalmente compostos por arquitetos e/ou outras pessoas envolvidas no processo. Ao longo da história destes espaços, buscar-se-á identificar momentos em que um determinado arranjo compositivo se configurou. Ao mesmo tempo, será analisado o quanto um determinado arranjo foi efetivado e como pode ter sido alterado posteriormente. Para compreender melhor estes projetos, serão demostrados quais foram as transformações experimentadas ao longo da história da cidade por estas praças e por seus limites formais, analisando-se as modificações que estas transformações criam na percepção do espaço do ponto de vista arquitetônico. / Praça da Matriz and Praça da Alfândega are the main squares of Porto Alegre, due to their historical, architectural, cultural and institutional characteristics. This dissertation will show these two squares from the point of view of the disposition of the buildings as the elements of space delimitation and, therefore, as defining elements of the design of the open space, thus establishing its forms of spatial experimentation.The concern of architects with the arrangement of forms and people’s experience of them is not a recent phenomenon. Although Vitruvius already mentioned the need to consider the particularities of human visualization in the design of temples, he did not mention this phenomenon in relation to the movement of people in front of or inside of the buildings. However, Bacon shows that the main buildings of the centers of Greek and Roman cities were arranged considering the sequential perception of space by people. At the time when the Beaux-Arts tradition developed in France (17th-19th centuries), architectural design guidelines were introduced considering the movement of people through the different spaces of a building. The project was then understood as composition, involving a sequential arrangement of parts (enfilade) that offer different pictures (tableuax) to the visitor, in a coordinated course (marche). This concept was later taken up by Le Corbusier, which he called the promenade architectural. The purpose of this dissertation is to examine the two main squares of Porto Alegre from the perspective of architectural composition, as defined above. Therefore, these two squares will be analyzed to prove that they are a set of solids and voids that, in a given moment, were intentionally composed by architects and / or others involved in the process. Throughout the history of these spaces, moments in which features of a compositional arrangement have been configured shall be identified. At the same time, we shall analyze how much a certain intention of arrangement has been introduced in a given moment and how it could have been changed later. In order to better understand these projects, it will be demonstrated throughout the history of the city which were the transformations experienced by these squares and their formal limits, analyzing the transformations created in the perception of space from the architectural point of view.
8

Praças cívicas das capitais do Brasil : padrões espaciais e história

Souza, Maurício Pinheiro da Costa 03 August 2011 (has links)
Dissetação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2011. / Submitted by Shayane Marques Zica (marquacizh@uol.com.br) on 2011-11-01T16:04:37Z No. of bitstreams: 1 2011_MauricioPinheirodaCostaSouza.pdf: 141146524 bytes, checksum: 5b1e4b54e998b265b46221f07dbfcf71 (MD5) / Approved for entry into archive by Leila Fernandes (leilabiblio@yahoo.com.br) on 2011-12-20T11:57:16Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_MauricioPinheirodaCostaSouza.pdf: 141146524 bytes, checksum: 5b1e4b54e998b265b46221f07dbfcf71 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-12-20T11:57:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_MauricioPinheirodaCostaSouza.pdf: 141146524 bytes, checksum: 5b1e4b54e998b265b46221f07dbfcf71 (MD5) / Análise da morfologia urbana das praças cívicas existentes nas sucessivas capitais do Brasil: Salvador, Rio de Janeiro e Brasília, incluindo, por semelhanças tipológicas e políticas, a Belém. São investigadas as praças Tomé de Sousa (Salvador), Dom Pedro II (Belém), 15 de Novembro (Rio de Janeiro) e dos Três Poderes (Brasília). O conceito de praça cívica é explorado a partir de exemplos precedentes ao Brasil, que se iniciam na Antiguidade Clássica. A abordagem histórica é contraposta à análise da configuração espacial destas unidades morfológicas e seu entorno, utilizando os instrumentos da Sintaxe Espacial ou Teoria da Lógica Social do Espaço. Partindo da associação dos dois métodos analíticos (histórico e sintático) são verificadas afinidades morfológicas entre os estudos de caso. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The civic squares of successive Brazilian capitals - Praça Tomé de Sousa (Salvador), Praça Dom Pedro II (Belém), Praça 15 de Novembro (Rio de Janeiro) and Praça dos Três Poderes (Brasília) - are comparatively analyzed on the matter of urban morphology. The concept of civic square is investigated from historical examples previous to Brazil, which begin in the Antiquity. Historical research is opposed to the analysis of the spatial configuration of these places and their surroundings, using the tools of space syntax. The association of two analytical methods (historical and syntactic) was undertaken to morphological affinities between civic squares.
9

Os usos dos componentes aquáticos nas praças do Recife

de Melo Guerra, Cristianne January 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:30:28Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo5299_1.pdf: 3670393 bytes, checksum: 029a4a5287f4440cc5c5ba3965b4f096 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2002 / Essa pesquisa tem como objetivo principal, analisar o uso dos componentes aquáticos das praças, segundo as dimensões contemplativa e utilitária, considerando as influências dos aspectos do projeto paisagístico e da história, no intuito de contribuir para o planejamento dos espaços livres públicos do Recife. A observação dos usos atuais dos espelhos d água nas praças, consolidados nas práticas cotidianas, levou- nos a formular um pressuposto inicial de que esses usos, de certo modo, permanecem estabelecidos na história das praças, através das dimensões contemplativa e utilitária. As fontes e chafarizes do século XIX eram usados, ao mesmo tempo para o abastecimento d água dimensão utilitária - e como local para encontros sociais, pela qualidade estética que proporcionavam aos logradouros dimensão contemplativa. Novos usos da dimensão utilitária foram identificados nas praças hoje, como as lavagens de carro, a pesca ou os banhos. Partimos da referência histórica da paisagem do Recife, dos componentes naturais como os rios, o mar ou as lagoas, para entender a relação entre o homem e as águas urbanas e compreender a presença dos componentes aquáticos nas praças como parte dessa estrutura. A partir do estudo de três praças, situadas em diferentes localidades da cidade, utilizouse o método analítico-descritivo, que mostrou como os novos usos dos componentes aquáticos vêm provocando alterações, de ordem física e social nos projetos paisagísticos das praças do Recife
10

As alterações no projeto de praças para a conservação de centros históricos

Moreira do Nascimento, Lúcia January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:32:00Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo5465_1.pdf: 5852099 bytes, checksum: 8c16896cb54f36e15180266229df8d4f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 / Objetivou-se nessa pesquisa identificar e analisar as alterações ocorridas nos projetos de praças em centros históricos, mais, especificamente, nas praças Antônio Lobo, João Lisboa e Gonçalves Dias no centro histórico de São Luís do Maranhão. Nelas foram observadas várias mudanças ocorridas ao longo do tempo de 1939 a 2002, tanto no espaço interior como no espaço exterior, o que reflete na paisagem histórica. Partiu-se do pressuposto de que os espaços públicos ainda não são tratados nas intervenções de planejamento, como bens patrimoniais como são as edificações. Isso foi evidenciado pelas constantes descaracterizações nos elementos morfológicos selecionados para a análise: o traçado, a vegetação e o mobiliário urbano do projeto dessas praças, apesar delas serem tombadas pelo governo Estadual e Federal. Utilizou-se a análise morfológica e a leitura da imagem urbana que possibilitaram examinar as mudanças e permanências dos elementos morfológicos que compõem essa praça. Almeja-se que esse trabalho constitua um modelo ou instrumento que possibilite a conservação das praças de maneira a equilibrar os valores históricos, artísticos e culturais nas futuras intervenções urbanas

Page generated in 0.0707 seconds